Cafezal

Curso Da Semente à Xícara leva alunos para fazenda no interior de SP

cafe_fazenda_octaviocafe

Entre os dias 8 e 12 de julho, o Octavio Café realiza o curso “Da Semente à Xícara”, em Pedregulho, interior de São Paulo.

As aulas contam com a supervisão de Tabatha Creazo (barista e gerente de qualidade e atendimento do Octavio Café), Denis Guilherme (coordenador de recepção) e equipe da fazenda. As aulas englobam todo o processo desde a semente até a degustação da bebida.

cafe_fazenda_octaviocafe

Os participantes aprendem sobre plantio, planejamento da colheita, colheita seletiva, manual e mecânica, irrigação, preparo do café e secagem, técnicas de extração de espresso (máquina, moinho e compactação), degustação e controle das variáveis de 15 métodos de preparo (qualidade da água, temperatura, pré-infusão e granulometria), vaporização de leite para cappuccinos, o conceito de latte art, entre outros.

cafe_fazenda_octaviocafe

O programa inclui hospedagem e pensão completa na Hospedaria Chapadão – aberta apenas para quem faz o curso – e translado da pousada à fazenda produtora. As vagas são limitadas a dez pessoas por turma e, caso não atinja o número mínimo de interessados, o curso é adiado e os inscritos têm reembolso total do valor pago.

Serviço
Da Semente à Xícara
Data: 8 a 12 de julho
Local: Fazenda Octavio Café – Pedregulho (SP)
Valor: R$ 2.100 (por pessoa para o quarto single); R$ 1.800 (por pessoa para quarto duplo ou triplo)
Inscrições e mais informações: (11) 3074-0110 ou cursos@octaviocafe.com

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação/Octavio Café

Café & Preparos

Torrefação 4 Beans Coffee Co. faz degustação de cafés internacionais e brasileiros em Curitiba

4beans_degustacao_cafe_divulgacao

Na próxima sexta-feira (3/7), a torrefação 4 Beans Coffee Co., de Curitiba (PR), realiza uma degustação de cafés de diferentes regiões produtoras do mundo como Panamá, Burundi, Ruanda e Quênia. A prova vai contar, ainda, com cafés brasileiros torrados pela 4 Beans.

Os participantes poderão escolher qualquer um dos cafés disponíveis e o método que desejam degustar. “Pode ser espresso, Aeropress, Hario, Clever e o que mais estiver na mão”, dizem os organizadores. A seguir, você mesmo mói e faz o seu café e se quiser levar o seu próprio grão ou método também pode.

A degustação custa R$ 20 e funcionará também como um soft opening para quem quiser conhecer a loja da torrefação, que ainda não foi aberta oficialmente.

Os cafés da marca estarão com desconto de 20% pra levar pra casa no dia da degustação.

Serviço
Data: 3 de julho
Horário: das 10h às 18h
Local: 4 Beans Coffee Co. – Al. Augusto Stellfeld 795 loja 3 Centro (anexo à Sociedade Ucraniana)
Valor: R$ 20 (pago no dia do evento, na entrada e em dinheiro)
Mais informações: www.facebook.com/4BeansCoffeeCo

TEXTO Da redação • FOTO 4 Beans Coffee Co./Divulgação

Mercado

Estabelecimentos de SP e do RJ promovem cafés da manhã harmonizados com Nespresso

restaurante_pandareu-cafe da manha_nespresso A Nespresso promove até 16 de agosto um circuito de cafés da manhã. A ideia é valorizar a primeira refeição do dia e o momento para apreciar o café. Com o nome de Morning Experience by Nespresso, a ação teve os cardápios desenvolvidos para serem harmonizados com os Grands Crus Nespresso. O menu completo sai por R$ 30. Le Vin Patisserie_cafe da manha_nespresso A ação é desenvolvida com estabelecimentos de São Paulo e do Rio de Janeiro. Confira os restaurantes e padarias participantes do circuito. São Paulo – Restaurante Pandaréu Shopping Vila Olimpia – R. das Olimpíadas, 360 – Piso térreo – Boulangerie Grand Mercure R. Sena Madureira, 1.355 – Vila Clementino – Pullman Hotel Rua Joinville 515 – Vila Mariana – Le Vin Patisserie Alameda Tietê, 178 – Jardins – Marie Madeleine Rua Afonso Braz, 511 – Vila Nova Conceição – Jelly Bread Shopping Vila Olímpia R. Olimpíadas, 360, Vila Olímpia – Piso Térreo Morumbi shopping Av. Roque Petroni Jr, Itaim Bibi – Piso Térreo Shopping Ibirapuera, Av. ibirapuera, 3103, Moema – Piso Moema Rio de Janeiro – Escola do Pão General Garzon, 10 – Nostro Café Avenida Afrânio de Melo Franco, 290 – Loja D – Shopping Leblon, Leblon – Maya Café RJ Rua Professor Ortiz Monteiro, 15 – loja B, Laranjeiras – Restaurante Beira Mar Rua Coronel Moreira César Serviço Morning Experience by Nespresso Data: até 16 de agosto Local: estabelecimentos de São Paulo e do Rio de Janeiro Valor: R$ 30 Mais informações: www.nespressomorning.com.br

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação

Mercado

Nova Espresso traz um especial sobre a Itália com receitas e viagem

revista_espresso_lancamento

A nova edição da revista Espresso já está disponível nas principais bancas, livrarias e revistarias do Brasil e nela você vai encontrar uma matéria completa sobre o país que se tornou referência mundial na cultura do café, além de curiosidades e tendências sobre o grão e receitas exclusivas criadas pelos chefs Salvatore Loi e Flavio Federico .  Confira os destaques do Especial Itália!

Em Gastronomia o destaque fica por conta do ovo, com curiosidades e receitas deliciosas para explorar. Já em Você Barista derreta-se com preparos deliciosos de chocolate quente para esquentar o inverno!

Mestre barista e com muitas histórias para contar, Emílio Rodrigues é o fundador da Casa do Barista, no Rio de Janeiro, e o Personagem desta edição. Ele abriu as portas de sua casa para ensinar sobre a importância de servir um bom café.

Aproveitando a mudança de estações, em Receitas você encontra duas sugestões gostosas para preencher os dias frios, com opções para abrir ou finalizar a refeição.

Em Viagem, acompanhe detalhes sobre as novidades da Expo 2015, em Milão, na Itália. E, em Fazendas, conheça a história da Fazenda Mantissa, localizada no Sul de Minas.

Explore os sabores inusitados da combinação entre café e embutidos em Harmonização e fique por dentro das principais tendências em cafeterias na seção Mundo Café.

A seção Outra Esquina está recheada de lugares pelo Brasil e pelo mundo para você explorar.

Deguste a edição aqui e garanta já o seu exemplar!

Galeria de fotos
Em comemoração aos 12 anos da revista Espresso, a comunidade do café se reuniu na última sexta-feira (26/6), na Espresso Art, representante das máquinas de espresso La Cimbali no Brasil, para a festa de lançamento da edição #48.

latte_cafe_barista

No evento também foi realizado o campeonato TNT (Thursday Night Throwdown) – disputa entre baristas para o preparo de latte art. A competição contou com participação de profissionais de cafeterias como Suplicy Cafés Especiais, Por um Punhado de Dólares, Lavazza e Cha Cha, baristas autônomos e de empresas do setor.

tnt_latte_baristas

No Facebook da Espresso, confira uma galeria de fotos com os principais momentos dessa festa.

TEXTO Redação • FOTO Vitor Barão

Mercado

Festival Santos Café terá degustação gratuita de diferentes grãos

e48_festival café santos_santos_roberto seba

Entre os dias 9 e 12 de julho a cidade de Santos, litoral de São Paulo, sediará a primeira edição do Festival Santos Café, com o objetivo de promover o café e o turismo na cidade. Organizado pela prefeitura local e a Secretaria de Turismo, o evento contará com atividades culturais e gastronômicas no Centro Histórico santista, com passeios e oficinas voltadas para a preparação e degustação de cafés.

No Espresso Degusta visitantes terão a oportunidade de provar grãos das marcas Café Floresta, Café Mantissa, Grão Gourmet e Café Santa Mônica, organizadas em barraquinhas com o apoio da Revista Espresso. Preparados exclusivamente em métodos filtrados, os cafés serão oferecidos nos quatro dias de evento, gratuitamente. O Espresso Degusta será realizado em frente à Frontaria Azulejada, na Rua do Comércio.

A programação também conta com atividades lúdicas e interativas, com apresentações teatrais sobre a cafeicultura e um passeio com o Bonde Café.

Serviço
Festival Santos Café
Data: 9 a 12 de julho
Horário: 10h às 17h (para degustação de cafés)
Mais informações: www.santos.sp.gov.br/festivalsantoscafe

TEXTO Da redação • FOTO Roberto Seba/Café Editora

Receitas

Minitorta de café com figo e redução de vinho tinto

Minitorta_de_cafe_com_figo_e47

Ingredientes
Creme de pâtisserie
•1litro de leite
•¼ de fava de baunilha
•250 g de açúcar
•125 g de trigo
•150 g de ovos
•150 g de gema
•3 folhas de gelatina sem sabor desidratadas

Creme de café
•20 g de café solúvel liofilizado (100% arábica)
•10 ml de água quente

Massa doce
•250 g de manteiga
•200 g de açúcar de confeiteiro
•40 g de gema
•75 g de leite
•700 g de trigo
•½ ovo

Redução de vinho
•1 litro de vinho tinto
•200 g de glucose

Preparo
Creme de pâtisserie
Ferva o leite e, em seguida, acrescente os ovos e as gemas, misturando por 1 minuto. Mantenha em fogo médio. Acrescente o trigo, o açúcar e as folhas de gelatina desidratadas, mexendo sempre, até ficar com uma consistência firme. Desligue o fogo e reserve.

Creme de café
Misture o café com a água até ficar uniforme e acrescente a mistura ao creme de pâtisserie. Mexa para integrar um creme ao outro. Reserve.

Massa doce
Misture a manteiga, o açúcar, a farinha e o ovo em uma batedeira. Por último, acrescente a gema e o leite. Bata até a massa ficar consistente. Em formas pequenas, no formato desejado, e leve ao forno para assar por cerca de 10 minutos para que a massa não fique quebradiça, com temperatura a 160ºC.

Redução de vinho
É usada para decoração, sendo opcional e à gosto. Em uma panela, leve ao fogo o vinho e a glucose até obter uma consistência de mel.

Montagem
Após deixar a massa doce esfriar, acrescente o creme de pâtisserie e café na parte interna da massa. Finalizar com figos caramelizados (com a ajuda de um maçarico) no topo da torta e a redução de vinho (opcional).

Rende 20 porções

FOTO Daniel Ozana/ Estudio Oz • RECEITA Marc Le Dantec, do restaurante KAÁ

Café & Preparos

True Coffee serve Nitro Cold Brew em São Paulo

Cold Brew Nitro_TrueCoffeeBrasil

A True Coffee Brasil, marca de cold brew – café extraído a frio -, começou a servir recentemente o Nitro Cold Brew em diferentes pontos de São Paulo.

A bebida é preparada com o Cold Brew clássico da marca, feito a partir de grãos orgânicos das variedades catuaí amarelo e obatã. Os grãos moídos passam por um processo de infusão em água fria por 18 horas até ficarem prontos. Em seguida, o café é colocado em um barril de chope, onde é adicionado gás nitrogênio para dar textura e gaseificação. O resultado é uma bebida cremosa, que lembra, em textura e espuma, o chope de cerveja preta.

Segundo o barista Ton Rodrigues, a versatilidade do produto permite combiná-lo com outros sabores. “Pode ser adicionada uma simples rodela de limão ou combinar elementos que resultem na preparação de drinques mais elaborados”, disse ele.

De produção independente, o Nitro Cold Brew será servido esporadicamente, sem data ou locais predefinidos. A distribuição ainda é gratuita, pois o barista quer ouvir a opinião do público para, em um futuro próximo, pensar em sua comercialização. Acompanhe a página da marca no Facebook para saber onde e quando a bebida será servida.

Serviço
True Coffee Brasil: www.facebook.com/truecoffeebrasil

TEXTO Stephanie Schmiegelow • FOTO Divulgação/True Coffee Brasil

Detalhes tão imensos

Coluna Baristica_e47

A cidade de Santos é imensa para mim. Imensa de boas lembranças desde a infância. Foi lá que passei muitos dos meus finais de semana, desde que me entendo por gente, foi lá que foram construídas as raízes de minha família dos dois lados, de mãe e pai. Porém é do lado espanhol que ficaram as histórias mais pitorescas e os causos mais vivos em nossas memórias.

Do lado dos Quintas e também dos Passos já começa pela coragem de chegar ao Brasil, vindo da região da Galícia, com apenas pouco menos de 16 anos de idade. Meu bisavô, Daniel, largou o pouco que tinha em Verin, e, em Santos, escolheu morar. Como ajudante de confeiteiro, limpando forminha de doce, ele depois de muitos anos empreendeu sua primeira padaria na cidade. Minha bisavó, Benita, o conheceu na comunidade espanhola e, juntos, formaram uma família de quatro filhas: Rosa, Serafina, Lourdes e Quininha. Todas tinham que trabalhar na padaria, ajudar no caixa, a cortar frios e a pegar os pães. Só não podiam ficar no balcão do café, onde não era lugar de moças, pensava meu bisavô.

Durante décadas minha família ficou envolvida com a padaria, que teve seus momentos de glória e reconhecimento, no bairro do Boqueirão. A Padaria Independência era referência e é lembrada até hoje na cidade. Então nada mais natural do que nas conversas depois do almoço, na hora do café, a minha avó Fina lembrar das histórias. Sempre começava com a frase “na época da padaria…”. E assim aprendíamos muitos detalhes daquele tempo a partir dos anos de 1940, da rotina de trabalho, dos milhares de clientes que ali passaram, das manias de cada um, do jeito dos meus bisavós, do caixotinho que ela subia para atender a clientela, das cantadas que recebia no caixa e das médias servidas (em Santos pão é média, viu?). Também teve a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), que não tinha farinha, o que obrigou meu bisavô a fazer pão com macarrão, que só se podia abrir uma porta da padaria, que havia racionamento de pão e que à noite não podia acender a luz, para que os inimigos não avistassem a cidade do mar.

Muitas passagens lindas, engraçadas e muito vivas na memória da minha avó Fina. Mas nem só de trabalho na padaria são as recordações. Tinha baile de Carnaval, as pequenas peripécias dentro do Bonde na ida para a escola, algumas viagens ao interior de São Paulo, onde nasceu meu avô Agostinho, com que ela casou em 1949, enfim, muita coisa boa.

Infelizmente as narrativas da minha querida avó terminaram agora em janeiro, mais precisamente no dia 21. A saudade é enorme. Mas a maior delas é daqueles encontros de domingo, em volta da mesa da sala, regados a café. Ficou mais especial, pois, nos últimos anos, fui promovida a fazer os preparos.

Ela dizia: “vai ter café?”. Sempre tinha, claro. Mas ela dava o “sinal”. E lá ia eu pegar o tradicional coador, filtro de papel e a garrafa térmica na cozinha. Tudo sempre muito organizado, óbvio. O pote para armazenar o café e o filtro, o medidor e sempre o mesmo pó. A bandeja tinha tudo para o deleite dos parentes-formigas: adoçante, açúcar e, um detalhe, que não podia faltar, as rosquinhas da Geni. Geni é uma casa de massas super tradicional em Santos.

Eles fazem um biscoito de araruta incrível, além de outras delícias. Acho que minha avó era a maior compradora das rosquinhas. Não podia faltar. Daí o café, as rosquinhas e as boas companhias sempre foram um prato cheio para as histórias bem contadas. “Sabe o que eu lembrei?” E aí vinham as anedotas da minha tia Lourdes, que está firme e forte, as risadas altas e mais café. Ora ele estava forte para alguns, fracos para outros, mas sempre bom. Às vezes iam duas garrafas. E chegava quase na hora de comer novamente e comprar as médias na padaria. A orientação era para pegar as bem fresquinhas. Ela gostava das escurinhas e analisava a fornada que trazíamos. Os pequenos prazeres da vida que não adianta nem a gente tentar esquecer. Eram só detalhes, mas que hoje se tornaram imensos. Obrigada, vó.

*Mariana Proença é jornalista. Em 2006 assumiu a direção de conteúdo da Revista Espresso e, meses depois, o café já virou uma paixão que dura até hoje. Nesta coluna ela aborda diversos temas e experiências sobre a profissão barista. Fale com a colunista: mariana.proenca@cafeeditora.com.br

ILUSTRAÇÃO Eduardo Nunes

BaristaCafé & Preparos

Serra do Caparaó recebe curso de café filtrado

a cafeteria_serradocaparao_divulgacao

A barista e mestre de torra do Sofá Café (SP), Regina Machado, vai colocar os coadores na mala e levar um curso de café filtrado para as montanhas do Caparaó, na divisa de Minas Gerais e Espírito Santo. O workshop será realizado no dia 11 de julho em A Cafeteria, localizada no sítio Santa Rita, em Espera Feliz.

Os participantes irão aprender a reconhecer, por meio de uma degustação guiada, as características sensoriais que definem um café especial. O curso, com duração de 5 horas, aborda também uma introdução ao universo do café, além de preparo em diferentes métodos caseiros como Hario V60, Chemex, Aeropress e French Press.

+ Café produzido com grãos da região e quitutes de fabricação artesanal em A Cafeteria

A Cafeteria, espaço dedicado ao conceito slow coffee, fica dentro de uma fazenda de café, o que pode ajudar ainda mais a ampliar o conhecimento sobre o grão, com informações que vão do campo à xícara. É possível, ainda, aproveitar a visita para curtir a natureza do Parque Nacional do Caparaó.

Serviço
Curso de Preparo de Café Filtrado
Data: 11 de julho
Horário: 9h às 14h30
Local: Sítio Santa Rita, Serra do Caparaó – MG/ES – Espera Feliz
Valor: R$ 200
Mais informações: (28) 99993-7733; contato@santaritasitio.com.br; www.facebook.com/acafeterianositio
Vagas limitadas

TEXTO Da redação • FOTO A Cafeteria/Dilvulgação

Mercado

Circuito Aproxima tem sorvete elaborado com café do Sul de Minas

Easy Ice_Circuito Aproxima_Sorvete com café O Circuito Aproxima, projeto que envolve cerca de 80 estabelecimentos de Belo Horizonte entre os dias 13 de junho e 12 de julho, com o objetivo de valorizar e difundir produtos mineiros, nesta edição conta também com a participação de uma tradicional sorveteria da região, a Easy Ice, que traz uma homenagem ao café produzido no Estado. Durante o evento, a casa vai servir um sorvete de abóbora, com farofa de caramelo e finalização de café. A bebida vem da fazenda Boa Vista, localizada em Dom Viçoso, no Sul de Minas, e é cultivado a 1.300 metros de altitude. Restaurantes, quitandas, cafeterias, sorveterias, pizzarias e hamburguerias da capital mineira também fazem parte do circuito. A Academia do Café, A Pão de Queijaria, o Will Coffee e o Café Dois Irmãos são alguns dos destaques. Cada participante tem, no cardápio, pelo menos um prato feito com um produto de Minas Gerais, criado especialmente para o evento. Serviço Circuito Aproxima Data: de 13/6 a 12/7 Mais informações: projetoaproxima.com.br

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação