Mercado

Orfeu é o novo café do Fasano

O grupo de cinco hotéis e vinte restaurantes da marca Fasano agora tem o Orfeu Cafés Especiais em seus cardápios. O café, que no fim de 2016 relançou a marca, também tem parcerias com o Grand Mercure, Copacabana Palace, Amor aos Pedaços e Benjamin a Padaria, entre outros.

“Todas essas novas parcerias contribuem com a nossa missão de manter os melhores grãos de café que produzimos em nossas fazendas aqui no Brasil e aumentar a visibilidade da categoria de cafés especiais”, comenta a diretora geral da marca, Amanda Capucho.

O café é cultivado no Sul de Minas e na Mogiana, nas cidades de Botelhos (MG), Poços de Caldas (MG) e São Sebastião da Grama (SP). Tem como símbolo o Jequitibá Rosa de 1.500 anos localizado na Fazenda Sertãozinho. Certificada na categoria de cafés especiais, a marca conquistou diversos prêmios e os primeiros lugares do Cup of Excellence, do Coffee of the Year e do Aroma BSCA.

Orfeu é plantado, colhido, torrado, embalado e entregue pelas Fazendas Sertãozinho. A área plantada é de 1 mil hectares com 3 milhões de pés de café arábica. A marca apresenta cinco blends na linha permanente e está disponível nas versões grãos, torrado e moído, cápsulas e sachês.

As cápsulas de Orfeu, compatíveis com máquinas Nespresso, são biodegradáveis, podem se tornar adubo e recebem o Rótulo Ecológico ABNT.

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Mercado

Vai uma cerveja stout com café?

Tomar cerveja já é bom, agora imagine juntar com outra paixão e tomar uma cerveja stout feita com café especial? Pensando em produzir uma cerveja com café de origem e variedade únicas, as paulistanas Trilha Cervejaria e a cafeteria Um Coffee Co. criaram a cerveja Mundo Novo – Fazenda Um.

A cerveja forte e escura tem nuance, acidez, doçura e não esconde as características do grão Mundo Novo, da Fazenda Um, do sul de Minas Gerais. “As notas do café casam bem com a torra do malte”, explica Eduardo Sato, da Trilha Cervejaria. Com 225 ml e 10,7% de álcool, o copo da cerveja custa R$ 20. Há também a opção em lata de um litro que custa R$ 85.

A Trilha já oferecia a Paulicéia Macchiato, uma parceria com a Cervejaria Dogma. A milk stout é produzida com grãos da variedade mundo novo do Wolff Café, cacau e possui 6% de teor alcoólico. O copo com 225 ml custa R$ 16.

Além da Paulicéia Macchiato, a Cervejaria Dogma oferece a Modern Dogma, uma cerveja encorpada com aromas de torrefação, caramelo, frutas secas, adição de cacau, café da variedade catuaí vermelho do Wolff Café e possui 9% de teor alcoólico. A garrafa de 300 ml custa R$ 27.

Serviço
Trilha Cervejaria
Onde: Rua Apinajés, 137 – São Paulo (SP)
Horário de funcionamento: De terça a sexta, das 17h às 23h; sábados, domingos e feriados, das 12h às 23h.

Cervejaria Dogma
Onde: Rua Fortunato, 236 – São Paulo (SP)
Horário de funcionamento: De quarta a sexta, das 17h às 23h; sábado, das 12h às 23h; domingo, das 14h às 21h e feriados, das 17h às 23h.

TEXTO Daniela Quitanilha • FOTO Divulgação

Mercado

Já pensou em pedir o seu café em um totem?

Buscando misturar a simplicidade, o minimalismo e a perfeição do Japão com os bons cafés do Brasil, os irmãos Alexandre, Carlos e Luis Fertonani montaram em Curitiba o The Coffee, uma cafeteria bem pequenininha dentro de um restaurante.

Além do tamanho, o que mais chama a atenção dos frequentadores é o sistema utilizado para fazer os pedidos. Diferente das cafeterias comuns, onde se encontra uma pessoa no balcão e outras no preparo dos métodos, no The Coffee só existe uma barista.

Você deve está se perguntando: mas e os pedidos? Aí que está! Estes são feitos pelos próprios clientes em um totem de autoatendimento. Apesar de já está presente em redes de fast food no País, a tecnologia ainda é novidade nas cafeterias.

Sobre a experiência digital, Luis Fertonani comenta que o totem virou uma atração, chamando a atenção dos fãs de cafés e de atendimento rápido. “Além da economia, percebemos que o totem acaba sendo o atrativo da casa”.

E aí, você acha que as cafeterias vão aderir a esta nova forma de atendimento?

Serviço
The Coffee
Onde: Al. Prudente de Moraes, 1.227, Centro – Curitiba (PR)
Horário de funcionamento: seg a sex, das 11h30 às 18h; sábado, das 12h30 às 16h30
Mais informações: www.thecoffee.jp

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Mercado

MECA abre espaço para cafés especiais em SP

Conhecida por seus festivais de música, a plataforma multicultural MECA possui, desde 2016, um ponto fixo na região de Pinheiros, em São Paulo. Reinaugurado no dia 17/3, após reforma, o MECASpot está com programação diversificada, atuando como um misto de bar, espaço para eventos e local de trabalho.

Além da música, arte e conhecimento, a novidade é que neste sábado, 24/3, será inaugurado o MECACafé, um projeto dedicado ao universo dos cafés especiais, no mesmo local. Realizando curadorias, o local também contará com exposições de produtores locais e cardápio de pães e doces artesanais produzidos na cidade.

O espaço será aberto para iniciativas de produção de café, conteúdo e educação dentro do assunto. A cada mês, a plataforma receberá uma iniciativa diferente, sendo a de estreia o COFFEA, primeiro podcast brasileiro dedicado ao café.

Trazendo o tema “Cafés especiais no contexto urbano”, o evento será moderado por sua fundadora e jornalista Kelly Stein, que ministrará uma série de conversas sobre diferentes contextos e realidades do mercado cafeeiro no Brasil. A programação conta com a participação de Felipe Croce, da cafeteria Isso É Café, e Cauã Sperling, do coffee truck Fora da Lei.

Após a inauguração, o MECACafé irá funcionar de segunda a sábado, das 11h às 17h. Com entrada gratuita, a abertura do espaço e as palestras começarão às 15h30 e serão realizadas até às 17h.

Serviço
Inauguração MECACafé
Quando: 24/3
Onde: Rua Artur de Azevedo, 499 – Pinheiros, São Paulo (SP)
Mais informações: www.meca.love

TEXTO Gabriela Kaneto • FOTO Divulgação

Mercado

Terminam amanhã as inscrições para vivência profissional da UFLA

Encerra nesta sexta-feira, 16/3, o prazo para as inscrições do processo seletivo para vivência profissional na Cafeteria Escola CafEsal, projeto da Agência de Desenvolvimento do Café da Universidade Federal de Lavras (UFLA).

As aulas acontecerão entre os dias 19 de março e 4 de maio, com aproximadamente 8 horas semanais. Serão incluídos um treinamento inicial de 20 horas e atividades dentro da própria cafeteria durante o horário de funcionamento. O curso vai passar pela organização e higienização do ambiente, preparo de cafés especiais e de bebidas como cappuccinos, além da gestão de uma cafeteria.

Para participar, é preciso ter mais de 18 anos e ter algum vínculo com a UFLA, como estudantes de qualquer grau acadêmico, professores e servidores. Não é necessário ter vivência anterior com café, mas estar disposto a executar as atividades propostas.

Aos interessados, enviar para cafesalcafeteria@gmail.com um termo de compromisso preenchido e assinado, currículo resumido, disponibilidade de horários e um texto de até 500 caracteres respondendo à pergunta “o que você espera vivenciar na Cafeteria Escola CafEsal?”. A seleção será feita por meio de análise dos documentos enviados.

Mais informações: (31) 3829-9723

TEXTO Redação • FOTO Felipe Gombossy

BaristaMercado

Preparação de barista para Campeonato Mundial pode virar documentário

A preparação de Thiago Sabino, atual campeão brasileiro de barista, para o Campeonato Mundial de Barista e sua relação com o café podem virar documentário. Uma equipe de quatro produtores audiovisuais tem acompanhado as atividades de Thiago, que irá disputar o Mundial entre os dias 20 e 23 de junho, em Amsterdã, na Holanda.

“Já produzimos algumas séries de forma independente. Estamos em busca de patrocínio para acompanhar o Thiago até Amsterdã”, disse Kyo Silva, responsável pelo projeto.

No momento, o barista está escolhendo o grão que usará no café espresso e pensando no drinque de assinatura. De 30 amostras de grãos, quatro foram selecionadas. Um grupo de dez pessoas ajudará o campeão nessa escolha, avaliando corpo, doçura, acidez e notas sensoriais. Após definir o grão, Thiago visitará a fazenda do produtor.

“Quero ficar lá uns três dias estudando tudo sobre a produção, região, como foi desenvolvido e o que foi feito de diferente”, disse o barista. Todas as atividades serão gravadas pelo time de produtores de vídeos. Nos próximos dias, Thiago terá encontros com profissionais do setor para começar a definir o drinque de assinatura.

Thiago foi campeão brasileiro pela segunda vez. O primeiro título foi em 2015. No ano passado, ele ficou em terceiro, atrás dos baristas Martha Grill, vice-campeã, e Léo Moço, campeão em 2017.

TEXTO Redação • FOTO Giulianna Iannaco

Mercado

Sirha 2018 começa amanhã em SP

Mais de 15 mil pessoas são esperadas no Salon international de la restauration, de l’hôtellerie et de l’alimentation (Sirha), entre os dias 14 e 16 de março, no São Paulo Expo. Terceira edição realizada no Brasil, profissionais do setor de foodservice e hotelaria podem participar gratuitamente e buscar informações, conhecimentos, inovações tecnológicas, aulas e degustações.

Pela primeira vez em São Paulo, o evento terá 250 expositores, entre marcas brasileiras e internacionais. As marcas Nespresso, 3Corações e Pilão participam como patrocinadoras, apoiadoras e expositoras.

Uma das novidades desta edição é o Bar Sirha, onde o café estará presente. No espaço, serão expostos produtos com palestras, demonstrações e harmonizações, envolvendo também o vinho e a cerveja. A ativação contará com a curadoria da Carolina Oda, professora e consultora para implantação de marcas e negócios, além de serviço de sala e de bebidas.

Créd: Fernando Sciarra

No espaço Terroir Brasileiro, pequenos produtores de café de diversos estados brasileiros poderão expor seus produtos aos chefs e compradores do mercado. Fruto de uma parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o espaço ganhou destaque nas últimas edições, chegando a ir para Lyon em janeiro de 2017, na edição francesa do Sirha. Serão 60 expositores de todo o País com queijos especiais, vinhos e cafés, além de produtos que apresentam um apelo gourmet e que são oriundos de localidades distintas do Brasil, mas que retratam o jeito brasileiro de ser.

As demais edições do Sirha, em 2015 e 2016, foram na cidade do Rio de Janeiro. Em 2016, participaram cerca de 10 mil pessoas. Para este ano, o Sirha conta com um espaço 40% maior. “O Sihra 2018 será especial porque São Paulo é um importante polo gastronômico, principal centro de negócios do Brasil, onde se encontra um mercado exigente e pulsante”, explica a diretora geral do evento, Luana Cloper.

Os concursos de gastronomia e confeitaria são de grande destaque e este ano trazem inovações. O Bocuse d’Or, um dos maiores concursos de alta gastronomia do mundo, passa a ser presidido por Giovanna Grossi. No Coupe du Monde de la Pâtisserie, o chef confeiteiro Rafael Barros é o novo presidente da competição. Ele também escolheu um time de especialistas na arte da confeitaria para o comitê do concurso.

O Talentos do Gelato, concurso exclusivo da versão brasileira do Sirha e que teve sua estreia na última edição da feira, terá nova etapa. As inscrições estão abertas para quatro duplas participantes através do e-mail gelato-sirha@fagga.com.br. Com coordenação do mestre sorveteiro Frederico Samora, o regulamento prevê a preparação de um item inusitado com o gelato, os finger food salgados, além de cubas decoradas e tortas geladas.

Outra novidade do Sirha é a apresentação do Samba in the Box , um hotel modelo que utiliza contêineres na edificação. O projeto levará ao público e aos possíveis investidores uma alternativa rápida e criativa para hospitalidade. Nas paredes e no forro também foram usados materiais não convencionais.

Já o evento Seminário Senac de Gastronomia: Saberes & Sabores – A Hotelaria Põe A Mesa acontecerá durante os três dias. Referência em educação profissional para o turismo e a hospitalidade, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) reunirá, durante o Sirha, renomados profissionais da gastronomia para apresentar e debater as melhores soluções para incremento e valorização dos serviços de alimentação em hotéis, bares e restaurantes.

Para participar, é necessário realizar o credenciamento antecipado através do site.

Serviço
Sirha 2018
Onde: São Paulo Expo – Rod. dos Imigrantes, 1 – Parque do Estado – São Paulo (SP)
Quando: 14 a 16/3
Horário: 11h às 20h
Mais informações: www.sirha-saopaulo.com

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Mercado

Rum com café, será que é bom?

A empresa norte-americana de destilados Eastside Distilling adicionou ao seu catálogo uma nova bebida que está ganhando os corações de muitos: o Hue-Hue, um rum com infusão de café.

A ideia foi inspirada nos cold brews e cafés gelados. Feita a partir da mistura de grãos arábica, rum prata e açúcar demerara, a novidade possui baixa acidez e notas doces de chocolate e baunilha.

Além do sabor, o visual foi trabalhado cuidadosamente pela empresa. O nome Hue-Hue é uma homenagem à cidade guatemalteca Huehuetenango, lugar de origem dos grãos. Já o design das garrafinhas de 750 ml se assemelha às sacas de café. “Acho que as pessoas vão ver o Hue-Hue na prateleira e se sentirem atraídas pela singularidade”, disse Mel Heim, mestre destilador da Eastside.

Por enquanto, o Hue-Hue está sendo vendido apenas no estado de Oregon, nos EUA. Ainda este ano, a empresa pretende expandir sua comercialização.

Mais informações: www.eastsidedistilling.com

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

CafezalMercado

3Corações lança café fruto de iniciativa de produtoras

Fruto do Projeto Florada, o Café 3Corações Florada foi produzido por Jane Muniz, cafeicultora da região do Sul de Minas. O conceito foi inspirado em uma das fases da produção cafeeira, a florada, período em que as lavouras ficam cobertas com a beleza e o perfume das flores, além de ser quando a natureza dá sua primeira dica sobre a colheita: quanto maior a quantidade de flores, mais café.

Com grãos da Fazenda Santa Tereza, o produto tem certificado da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) e Rainforest Alliance, que garantem qualidade, rastreabilidade e sustentabilidade. O blend da bebida possui aroma floral, doçura intensa e notas de caramelo.

Disponível na versão torrado e moído, o produto será distribuído nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre. Já na versão cápsula, será comercializado no e-commerce da marca.

Concurso 3Corações Florada Premiada
A marca 3Corações anunciou nesta quinta-feira (8/3) a 1ª edição do concurso 3Corações Florada Premiada. Em breve, todas as mulheres produtoras de cafés arábica do Brasil poderão apresentar seus cafés da safra 2018, tendo seus grãos valorizados e adquiridos pelo grupo 3Corações. O anúncio das seis vencedoras será entre os dias 7 e 9 de novembro, na Semana Internacional do Café, em Belo Horizonte.

O Projeto Florada é uma plataforma exclusiva de apoio e fomento às conquistas das mulheres no campo. Lançado no Dia Internacional da Mulher, em Varginha (MG), a iniciativa une e empodera as mulheres produtoras, trazendo melhores práticas de cultivo de cafés especiais e gerando valor para toda a cadeia, da produção ao consumo.

Mais informações: http://bit.ly/2Frqrw3

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Mercado

Nestlé investe em fábrica de cápsula, em Montes Claros (MG)

A Nestlê investirá R$ 200 milhões na ampliação da sua unidade cápsula de café em Montes Claros, norte de Minas Gerais. Com a ampliação, serão gerados mais 80 empregos diretos. A multinacional passará a ocupar 368 postos de trabalho na cidade, onde conta também com uma fábrica de leite condensado.

O anúncio foi feito nesta semana pelo diretor da área de Café da Nestlé, Pedro Feliu, e pela gerente da unidade de Montes Claros, Silvana Dias. A fábrica de cápsulas de café da marca Nescafé Dolce Gusto foi inaugurada no fim de 2015 e entrou em operação no começo de 2016, com investimentos iniciais de R$ 220 milhões e a geração de 128 empregos diretos, anexa à unidade fabricante de leite condensado, que, atualmente, ocupa 160 trabalhadores.

Com a ampliação, a fábrica da Nestlé no Norte do estado vai dobrar a sua capacidade, passando de 400 milhões para 800 milhões de cápsulas por ano. Atualmente, a unidade conta com duas linhas de produção e 13 variedades de café em cápsula. Estão sendo instaladas outras duas linhas de produção. Uma delas entrará em operação em abril e a outra em maio.

Atualmente, além do mercado nacional, a unidade de cápsulas de café da Nestlé em Minas exporta para a Argentina, Uruguai e Paraguai. Pedro Feliu revelou que a empresa tem também a intenção de exportar para outros países fora do Mercosul, sendo os principais Chile e México. A matéria prima da fábrica (café das variedades conilon e arábica), é adquirida das mãos de 800 produtores de Minas Gerais, Espírito Santo e Bahia.

A fábrica do território mineiro é a única unidade produtora de cápsula de café da multinacional fora da Europa, onde a companhia possui fábricas do produto na Espanha, Inglaterra e Alemanha. Mas, a indústria de Montes Claros também tem outro diferencial: 100% da água consumida na produção do café em cápsula vem da extração do leite processado para a fabricação de leite condensado.

Fonte: Estado de Minas

FOTO Carol Da Riva