Café & Preparos

Retrospectiva Espresso: os 12 melhores cafés que a redação degustou

café_degustação_ Ao longo de todo ano de 2014, a equipe da Espresso recebeu dezenas de cafés, que foram devidamente provados e ilustraram as seções “A Espresso Degustou” e “Degustação” nos mais variados temas. Foram muitos os grãos que surpreenderam a redação e trouxeram novas sensações ao paladar. Selecionamos aqui 12 cafés, entre os degustados especificamente para essas seções, que chamaram a atenção e merecem destaque. Certamente, as várias regiões brasileiras e internacionais e as milhares de fazendas dedicadas aos grãos de qualidade ao redor do mundo foram responsáveis por produções excepcionais. Mas apenas estão contemplados na lista abaixo, os melhores cafés que a redação teve a oportunidade de provar em conjunto, para as avaliações publicadas nas seções da revista, em edições de 2014. Dito isso, vamos aos 12 melhores cafés que a Espresso degustou. Espresso Degustacao FAF Café 35 – Bourbon amarelo Produzido porRegião Bueno, Sul de Minas Espécie arábica Variedade bourbon amarelo ProcessamentoTorra média/clara Preparo degustado Hario V60 Aroma nozes, cacau, doce intenso Sabor frutado, doce, amendoim, marzipã, macadâmia Acidez cítrica, média/alta Corpo médio Finalização nozes, persiste o cítrico A redação achou limpo, bom, agregador, agradável Espresso Degustacao Coffee Lab – Fazenda Braúna Produzido por Fazenda Braúna Região Araponga, Matas de Minas Espécie arábica Variedade catuaí vermelho Processamento natural Torra média/clara Preparo degustado aeropress Aroma doçura intensa e bastante complexidade, com um rico tutti-frutti que incluiu morango, notas cítricas, geleia, toques de avelã, mel, cereal e defumado Sabor seu doce intenso também se destacou na boca, com notas de morango e cacau e toque amendoado Acidez marcante, alta e cítrica Corpo alto Finalização agradável e bastante fresca, mas pouco persistente A redação achou café excelente, do qual tomaríamos litros donpachi_panama_gueisha Don Pachi Estate Geisha Natural Produzido por Don Pachi Estate Região Boquete, Chiriquí, a oeste do Panamá Espécie arábica Variedade geisha Processamento natural Torra média Preparo degustado Hario V60, Chemex e aeropress Aroma capim santo, frutas amarelas como carambola e muito doce Sabor delicado de cana-de-açúcar, mel e pitanga Acidez média Corpo médio Finalização limpa, doce e agradável A redação achou um mergulho em novas sensações degustação_espresso_genot Genot Cafés Especiais – Fazenda Serra Negra Produzido por Fazenda Serra Negra Região Patrocínio (MG) Espécie arábica Variedade mundo novo Processamento cereja descascado Torra média Preparo degustado french press Aroma ervas e hibiscos Sabor adocicado, remete a cerejas Acidez média Corpo médio Finalização leve acidez A redação achou agradável, limpo e trouxe ótimas sensações ao paladar espresso_degustacao_luccacafésespeciais Lucca Cafés Especiais – Reserva Especial Cerrado Mineiro Produzido por Fazenda Chapadão de Ferro Região Cerrado Mineiro Espécie arábica Variedade catuaí 162 Processamento natural Torra média Preparo degustado aeropress Aroma doce intenso, notas frutadas, lembrando fruta do conde Sabor doçura intensa e marcante, notas frutadas cítricas e amendoadas Acidez alta, que desenvolve frescor mentolado Corpo médio Finalização agradável e fresca, com certa brevidade e leve adstringência A redação achou marcado pela acidez sitio_santa_maria_mokaclube_espresso_degustação Moka Clube – Sítio Santa Maria Produzido por Sítio Santa Maria Região Cristais Paulista, Alta Mogiana (SP) Espécie arábica Variedade mundo novo Processamento natural Torra média Preparo degustado Hario V60 Aroma caramelo, frutado Sabor laranja, frutas cítricas, adocicado Acidez média Corpo médio Finalização leve, saborosa A redação achou um café excelente degustação_espresso_nuancecafésespeciais Nuance Cafés Especiais – Lote S106 Sombreado Produzido por Fazenda Paraíso da Nascente Região Paracatu, Cerrado Mineiro Espécie arábica Variedade catuaí vermelho 144 Processamento natural Torra média Preparo degustado aeropress Aroma exótico, com toque picante e de especiarias, boa doçura e notas frutadas de maracujá Sabor café com personalidade e boa presença na boca, muito doce Acidez alta Corpo alto, macio Finalização leve amargor, mas com boa persistência A redação achou um café ótimo, bastante equilibrado, que surpreendeu giramundo_cafés_degustação_espresso O Giramundo Café – Fazendas Jatobá e Santa Terezinha Produzido por Fazenda Jatobá e Fazenda Santa Terezinha Região Cerrado Mineiro e Sul de Minas Espécie arábica Variedade topázio amarelo e bourbon vermelho Torra média Preparo degustado french press Aroma frutado, doce, que lembra guaraná e frutas vermelhas Sabor adocicado Acidez média e láctea Corpo médio Finalização limpa, agradável A redação achou um café ótimo, bastante equilibrado, surpreendente slatecoffeeroasters_cafés_degustação_espresso Slate Coffee Roasters – Aricha Produzido por pequenos agricultores da Etiópia Região Aricha, Yirgacheffe, Etiópia Espécie arábica Variedade heirloom (variedade crioula) Processamento natural Torra média Preparo degustado Hario V60 Aroma doce, floral, jasmim, mate, frutas cítricas Sabor doce, frutas cítricas, manteiga Acidez média/clara Corpo encorpado, aveludado Finalização limpa, agradável A redação achou café delicioso, bastante frutado, muito agradável, boa acidez degustação_trentino_espresso Trentino Cafés Especiais – Fazenda Ninho da Águia Produzido por Fazenda Ninho da Águia Região Alto do Caparaó, Matas de Minas Espécie arábica Variedade catuaí vermelho Processamento natural Torra clara, uniforme Preparo degustado french press Aroma adocicado, frutado Sabor doce, cítrico, caramelado Acidez média Corpo alto e macio Finalização refrescante e adocicada A redação achou surpreendente pelo sabor e pela qualidade da torra espresso_degustação_cafés_wolff Wolff Lote Ametista – I Produzido por Fazenda Portal da Serra Região Ibiraci, Sul de Minas Espécie arábica Variedade catuaí vermelho Processamento natural Torra média Preparo degustado aeropress Aroma doce intenso, fresco, com notas frutadas e florais de rosas Sabor limpo, doce intenso, traz um frescor de ervas Acidez cítrica, presente e delicada, mas persistente até o fim Corpo aveludado Finalização bastante agradável, com acidez doce e persistente e leve amargor A redação achou muito bom, com ótima presença na boca e no nariz   *Os cafés estão listados por ordem alfabética

TEXTO Hanny Guimarães • FOTO Roberto Seba (abre); Café Editora (demais)

Cafezal

10 fotos que vão fazer você querer visitar uma fazenda de café

Nas andanças de nossa equipe por fazendas de café mundo afora, são vistas as mais belas paisagens. Como verdadeiros coffee hunters, ao lado de grandes fotógrafos, buscamos retratar as propriedades por ângulos que possam valorizar a produção e o produtor. Abaixo, você confere algumas dessas fazendas que visitamos ao longo do ano. Se você é um apaixonado por café, com certeza vai marcar os pontos no mapa para o seu próximo roteiro de viagem.

1 – Alto Caparaó (MG), Fazenda Ninho da Águia

Alto Caparaó

2 – Norte Pioneiro, Paraná

NortePioneiro Paraná

3 – El Salvador, Fazenda El Manzano

Let's Talk Coffee + Let's Talk Roya 2013

4 – Ibiraci (MG), Fazendas Portal da Serra e Guanabara

Ibiraci-MG

5 – Patrocínio (MG), Cerrado Mineiro

Patrocínio Cerrado Mineiro

6 – Quindío (Colômbia), Fazenda La Dorada

Colombia

7 – Machado (MG), Fazenda Santa Mônica

Fazenda Santa Mônica - Machado (MG)

8 – Presidente Olegário, Cerrado Mineiro, Fazenda Dona Nenem

Cerrado Mineiro - Presidente Olegário

9 – Carmo de Minas (MG)

Carmo de Minas Cafe

10 – Panamá, Fazenda La Esmeralda

panama2

TEXTO Hanny Guimarães • FOTO Felipe Gombossy; Guilherme Gomes; Luciana Santos; Ivan Padovani; Mariana Proença; Divulgação; Alexia Santi; Érico Hiller

Mercado

Melhores Cafés de São Paulo – Safra 2014 chegam ao mercado

e44__RS_2292_b A Edição Especial dos Melhores Cafés de São Paulo – Safra 2014 foi lançada nesta semana em São Paulo e traz 13 marcas elaboradas com grãos gourmet, vencedores do 12º Concurso Estadual de Qualidade de São Paulo, realizado em outubro, adquiridos no início de novembro, durante disputado leilão por indústrias e cafeterias. Café Baronesa, Café Gran Reserva, 3Corações, Espresso Brasil, Il Barista, Café Toledo, Café Excelsior, San Babila, Café Suplicy, Café Morro Grande, Café Caiçara, Café Rodeio e Santo Grão são as empresas que compraram os melhores lotes e que agora disponibilizam os grãos ao mercado. Todos os cafés podem ser adquiridos em supermercados, empórios e no site das empresas participantes. Durante o evento de lançamento, foi feita também a premiação das empresas campeãs do leilão. Na categoria Ouro, a empresa vencedora foi a Café Gran Reserva, da Coopinhal, que ofereceu o maior valor de aquisição por saca, para um mínimo de 4 sacas adquiridas de cafés Naturais ou Cereja Descascado. A empresa ofereceu R$ 2.777,77 por saca do café natural, produzido por Carlos Alberto Galhardo, do Sítio Ravello, em Espírito Santo do Pinhal. Nas 6 sacas que a empresa adquiriu, a média atingiu R$ 2.278,00/saca. Na categoria Diamante, a empresa campeã foi a StarSantos Trading, pelo maior investimento feito: R$ 17.950,00 na compra de 10 sacas premiadas. Esses cafés serão exportados pela China, conforme explicou Cynthia Chen, representante da empresa, ao receber o certificado da secretária Monika Bergamaschi, presente no evento. Já na categoria Especial, concedido à empresa que oferece o maior valor por saca para aquisição de um microlote, a empresa campeã foi a cafeteria Santo Grão, que pagou R$ 1.500,00/saca, no microlote de 2 sacas do produtor Nilson Mengali, no Sítio Pirapitinga, em Divinolândia. A secretária Monika Bergamaschi entregou a Vanessa Mills o certificado de premiação do Santo Grão. O produtor campeão desta edição do concurso, Arnaldo Alves Vieira, da Fazenda Baoba, de São Sebastião da Grama, conseguiu ofertas compradoras para suas 8 sacas, obtendo um total de R$ 18.694,44, com media de R$ 2.336,75 por saca. “Este é um valor 400% maior que o de uma saca de café no mercado”, disse Nathan Herszkowicz, presidente da Câmara Setorial do Café de São Paulo, durante o evento.

TEXTO Da redação • FOTO Rob

Cafezal

Organização Coffee Kids encerra atividades

coffee_kids_organization

Após 26 anos contribuindo, por meio de projetos sociais, com o desenvolvimento de produtores e comunidades cafeeiras de regiões carentes ao redor do mundo, a organização Coffee Kids, de Chicago, nos Estados Unidos, encerrou suas atividades.

Em comunicado enviado aos doadores e apoiadores de seus projetos nesta terça-feira (16/12), a instituição disse ter decidido pela suspensão dos programas a partir de 31 de dezembro de 2014. “Nós, então, vamos procurar uma organização apropriada com a qual se fundir. Sabendo da sensível natureza desta situação, o prazo para essa fusão será para o final do primeiro trimestre de 2015”, afirmou o texto.

Segundo o comunicado, a Diretoria e a equipe do Coffee Kids estão comprometidos com a missão da organização e esperam que uma nova instituição possa continuar o trabalho que vem sendo realizado. “Nós acreditamos que apoiar as comunidades cafeeiras, de maneira que elas possam solucionar seus próprios problemas sociais urgentes, é o melhor jeito de construir uma cadeia de fornecededores de café mais forte”, disse o comunicado.

Associações do setor que apoiavam ações da Coffee Kids, como a Speciality Coffee Association of Europe (SCAE), manifestaram profunda tristeza com o fim das atividades da organização e disseram que vão manter os financiamentos aos projetos que apoiavam. “Nós devemos continuar com o apoio a este ótimo trabalho, diretamente, por meio de agências que façam esta entrega”, explicou David Veal, diretor-executivo da SCAE.

TEXTO Hanny Guimarães • FOTO Divulgação/Coffee Kids

Cafezal

illycaffè lança documentário sobre mulheres produtoras na Costa Rica

asomobi_costarica_illy

Após uma crise econômica que devastou a Cordilheira de Talamanca, na Costa Rica, os homens da região deixaram suas famílias para buscar trabalho nas cidades. As mulheres ficaram e reuniram forças, motivadas pelo desejo de dar um futuro diferente para a comunidade, para construir seu primeiro moinho de café, abrindo caminho para a criação de um modelo de sustentabilidade e cultivo de café de qualidade.

O trabalho e as ideias das mulheres da Asomobi (Asociacion de Mujeres Organizadas de Biolley) chamaram a atenção da illycaffè, por meio da Fundação Ernesto Illy, que decidiu contar a história dessas mulheres por meio de um emocionante documentário.

O filme, intitulado “A Small Section of the World” (Um Pequeno Pedaço do Mundo, na tradução para o português), narra os 17 anos de trabalho dessas mulheres produtoras e como elas são parte fundamental da cultura do café, do início ao fim desta cadeia.

alanis_morissette_asomobi

Dirigido pela produtora Lesley Chilcott, de “Esperando pelo Super Homem” (2010) e vencedora do Oscar por sua coprodução em “Uma Verdade Inconveniente” (2006), o filme também conta com música de Alanis Morissette, autora da música-tema “The Morning”, escrita com o compositor costarriquenho e também vencedor do Grammy, Carlos “Tapado” Vargas, “Queremos ser o impulso para a revolução silenciosa das mulheres do café por meio do compartilhamento de experiências e a difusão de ideias voltadas para a melhoria dos relacionamentos com os produtores, os modelos sustentáveis e a qualidade do produto”, comenta Daria Illy, diretora de Desenvolvimento de Negócios da illycaffè e narradora do documentário “Sustentabilidade significa também sustentar as mulheres que trabalham na cadeia de suprimentos do café e promover o acesso delas a treinamento e melhores oportunidades de trabalho”, afirma.

05_illy_coffee_bags

O filme A Small Section of the World, tem 62 minutos de duração e está disponível para compra, por $14.99, no iTunes. O valor arrecadado com o download da música-tema, também pelo iTunes, será doado para a Fundação Ernesto Illy, em apoio à formação das mulheres de vários países, para que elas possam cursar uma pós-graduação como o Master Degree in Coffee Economics and Science (Mestrado Internacional em Economia e Ciência do Café).

Assista, abaixo, o clipe da música-tema, cantada por Alanis Morissette

Assista, abaixo, o trailer do filme A Small Section of the World

Mais informações Site do filme: www.asmallsectionoftheworld.com
Para comprar e fazer o download: iTunes

TEXTO Hanny Guimarães • FOTO Divulgação/illycaffè

Mercado

Gastromotiva promove campanha para formar jovens cozinheiros

gastromotiva_aula_angelo_dal_bo_090-2 Neste ano, a Gastromotiva, organização que oferece, gratuitamente, cursos de gastronomia para jovens de baixa e contribui para a sua inclusão no mercado de trabalho, formou 1.200 alunos. Agora, ex-estudantes, chefs e parceiros da Instituição querem ir mais longe. Eles se reuniram para buscar apoio e financiamento, com o objetivo de formar, em 2015, mais mil jovens cozinheiros. A campanha está aberta no site de financiamento coletivo, Kickante, e as contribuições podem ser feitas por qualquer pessoa, com valores a partir de R$ 30. O Curso Profissionalizante em Cozinha tem 280 horas de duração e desenvolve, além de habilidades técnicas de gastronomia em geral, cozinha brasileira e panificação, a postura profissional e de cidadania dos alunos. Mais de 60 restaurantes fazem parte da rede da Gastromotiva e empregam os estudantes após o curso, dando continuidade a formação destes jovens talentos. Mais informações Gastromotiva: Mude+1História

TEXTO Hanny Guimarães • FOTO Divulgação/Gastromotiva

Cafeteria & Afins

Aro 27 Bike Café – São Paulo (SP)

e42_Aro 27_3 (1)

Imagine um lugar que ofereça banho para ciclistas, tenha estacionamento para bicicletas, disponibilize internet wi-fi, fique localizado a 50 metros de estações de metrô e trem e ainda prepare uma xícara de café gourmet. Este lugar existe: o Aro 27 Bike Café, um espaço que une bike, café e comidinhas em um clima aconchegante entre bicicletas, acessórios e objetos charmosos que, além de decorar, ainda estão à venda para amantes do esporte.

e42_Aro 27

Localizada em uma rua curta e calma, a cafeteria foi projetada por Fabio Simori, de 39 anos, ciclista há mais 30. Pensando em como faz falta um bom chuveiro nas empresas e um local seguro para estacionar bicicletas antes de ir para o trabalho ou durante um passeio, ele resolveu preencher essa lacuna. Mas não é só isso. No local há uma televisão ampla, onde passam ininterruptamente imagens de esportes como skate e mergulho, e, logo atrás do balcão, antes dos chuveiros, uma pequena oficina ajuda a dar um “up” nas bikes. Tudo isso com a cereja do bolo: grãos Fazenda Pessegueiro e blend Bike Café.

e42_Café_Aro 27

Marcha leve
Se você vem da ciclovia da Faria Lima/Pedroso de Moraes, a 400 m de distância da cafeteria, e está com fome, estacione sua bicicleta para as refeições rápidas no almoço ou para as sopas especiais no jantar. Você pode pedir como sobremesa, sem erro, a torta-mousse de limão com frutas vermelhas.

e42_Aro 27_2

Opções veganas vêm com massa integral e fartura de granola. Além do espresso, do cappuccino e do macchiato, o café também pode extraído no coador de pano, que o próprio cliente manuseia em sua mesa. Sucos, cervejas, vinhos e açaí são servidos o dia todo.

Informações sobre a Cafeteria

Endereço Rua Eugênio de Medeiros, 445
Bairro Pinheiros
Cidade São Paulo
Estado São Paulo
País Brasil
Website http://www.aro27.com.br
Telefone (11) 2537-1918
Horário de Atendimento De segunda a sexta, das 6h às 20h; sábado, das 9h às 14h.
TEXTO Mariana Meira • FOTO Divulgação/Aro 27 Bike Café

Mercado

Consultoria americana revela as tendências em cafeterias para 2015

scaatendecias

A consultoria americana Baum + Whiteman, focada em gastronomia e restaurantes, divulgou nesta semana um relatório sobre tendências em estabelecimentos da área para 2015. O relatório direciona para um maior uso da tecnologia por parte dos restaurantes. “Esqueça os cronuts e os negronis. Esqueça a quinoa e a couve. (…) A Tecnologia está mudando o jeito como as refeições funcionam. (…) Nós estamos agora imersos em tecnologia: todo o tipo de aparelhos e programas que interagem diretamente com o consumidor. Mais restaurantes estão experimentando com tablets… Deixando os convidados fazerem pedidos de comidas e bebidas com seus aparelhos”, apresenta o documento.

scaatendencias

Considerando os últimos lançamentos em equipamentos para preparo de cafés, como a Chemex Ottomatic e a Poursteady, e os produtos que a equipe da Espresso (foto) teve a oportunidade de conferir na 26th Specialty Coffee Event (SCAA), em Seattle, a consultoria pode estar apontando sim para uma tendência que já vem se mostrando presente nas feiras do setor.

A próxima geração de cafeterias, segundo o documento, deve repensar seu modelo de negócios. Nas palavras da consultoria, pressionadas pela evolução de grandes redes como Starbucks e pelo programa de bebidas de empresas como Dunkin Donuts, os donos de cafeterias devem sentir a necessidade de diversificar o menu de seus estabelecimentos. Bebidas alcóolicas podem funcionar, mas os proprietários vão precisar de acompanhamentos à altura, o que pode complicar o negócio. Ainda, quando isso não funciona, o relatório questiona o exagero de opções artesanais e produtos da moda no cardápio, na tentativa de um diferencial.

O estudo também traz o conceito da cafeteria como um “quarto lugar”, mas não apresenta a definição do que isso seria. “O negócio café está se movendo do ‘terceiro lugar’ para, talvez, um ‘quarto lugar’”, diz o texto.

scaatendencias

Nós por aqui acreditamos – e torcemos – que as tendências e mudanças prometidas para 2015 devem trazer novo folêgo ao negócio café, sem se esquecer de focar naquilo que é mais importante para o setor: bons profissionais e grãos de qualidade. Vamos continuar acompanhando as novidades que devem surgir nos próximos meses.

TEXTO Hanny Guimarães • FOTO Caio Alonso Fontes/Café Editora

BaristaMercado

Escola Sofá Café abre temporada de cursos de Barista, Métodos e Água

_RS_8225

Férias? Que nada! O período pode ser ótimo para começar o ano com novos conhecimentos ou se aprofundar ainda mais no aprendizado do café. Bons cursos disponíveis pelo Brasil são responsáveis pela chegada de novos profissionais no mercado e promovem também um melhor preparo das bebidas em casa.

Conheça as opções da Escola Sofá Café para a temporada. Os cursos são orientados pela barista Regina Machado, profissional que já passou por cafeterias como Coffee Lab, de Isabela Raposeiras, e está há mais de oito anos no mercado de cafés especiais.

Barista I
Proporciona base para o trabalho em cafeterias, em posições iniciantes. Se a intenção for se aprofundar nos estudos para se tornar um barista mais completo e trabalhar em diversos mercados como Austrália, Nova Zelândia ou Escandinávia, os organizadores indicam também os cursos de Barista II e Barista III. O curso é destinado aos profissionais da área e amantes do café que desejam se aprofundar na atividade profissional do barista.
Pré-requisito: gostar de café, estar aberto aos estudos e ter disciplina.
Temas abordados: diferentes categorias de classificação de café, por meio de degustações com grãos especiais, gourmets, superiores e tradicionais; teoria do que está por trás da extração de uma boa xícara de café; parâmetros de extração para café espresso; espresso na prática; montagem do leite na prática; ainda mais prática com espresso e vaporização do leite.
Duração: 15 horas
Número máximo de alunos: 5
Valor: R$ 550 (consulte opções de parcelamento)
Datas: 17 a 20 de dezembro; 22 e 23 de dezembro; 19 a 22 de janeiro; 26 a 29 de janeiro
Horários: a consultar
Informações: cursos@sofacafe.com.br ou (11) 3034-5830

Brew
Preparo de cafés nos mais diferentes métodos, desde métodos filtrados até máquinas automáticas domésticas. É destinado aos apreciadores de café que desejam melhorar o preparo caseiro de café.
Pré-requisito: ser um aventureiro na ciência do café
Temas abordados: como reconhecer, por meio de uma degustação guiada, as características sensoriais que definem um café especial; as diferentes categorias de classificação de café existentes no Brasil e como escolher melhores cafés no mercado; introdução ao universo do café e tudo que está por trás de uma boa xícara; preparo de xícaras excelentes de café em diferentes métodos caseiros como Hario V60, Chemex, Aeropress, prensa francesa e espresso em uma máquina superautomática.
Duração: 5 horas
Número máximo de alunos: 5
Valor: R$ 180
Datas: 13 de dezembro, das 10h às 15h30; 10 de janeiro, das 10h às 15h30; 17 de janeiro, das 10h às 15h30
Informações: cursos@sofacafe.com.br ou (11) 3034-5830

Água
A água é um dos elementos mais importantes para a execução de uma boa xícara de café. Ao contrário do que aprendemos na escola, a água possui características próprias de sabor e aroma que podem variar bastante e influenciar o sabor final da bebida. O curso foca no desenvolvimento da percepção sensorial, aspectos químicos e organolépticos da água. Destinado aos bebedores de café que buscam excelência na xícara e aos entusiastas da gastronomia de forma geral.
Temas abordados: degustação de dois tipos diferentes de café, onde todas as variáveis de preparo são padronizadas; comparação entre 4 tipos de água utilizadas; percepção da influência de cada tipo de água na xícara.
Duração: 4 horas
Número máximo de alunos: 5
Valor: R$ 190 (consulte opções de parcelamento)
Datas: 6 de janeiro, das 9h às 13h30; 7 de janeiro, das 9h às 13h30; 13 de janeiro, das 9h às 13h30; 14 de janeiro, das 9h às 13h30
Informações: cursos@sofacafe.com.br ou (11) 3034-5830

TEXTO Hanny Guimarães • FOTO Roberto Seba/Café Editora

BaristaCafezal

Vídeo: câmeras GoPro instaladas dentro de torrador mostram etapas de torra

Você sempre quis saber como é feita a torra de um café? A microtorrefação húngara Kávékalmár capturou o processo, instalando câmeras GoPro (sabe aquelas pequenas, muito usadas para fazer fotos e vídeos de esportes aventura?) dentro de um torrador da marca Probat.

O vídeo, intitulado “Roasted”, foi filmado por Attila Zérczi, que também utilizou na gravação câmeras DSLR da Canon. O filme mostra cenas espetaculares de um momento decisivo para o café. Assista!

TEXTO Hanny Guimarães