BaristaCafezal

Encontro reúne produtores, torrefadores e baristas em Porto Alegre

coffee_cafe_torra_mao

Promover a interação entre produtor e consumidor e estimular o diálogo em todas as pontas da cadeia do café são os objetivos do evento Farmer2City, que será realizado entre os dias 29 abril e 1 de maio, em Porto Alegre (RS).

Organizado por Jonathan Hutchins, da microtorrefação de cafés especiais William & Sons Coffee Co., em parceria com a Café Fazenda Ninho da Águia e o Sítio Bela Vista, o encontro pretende levar mais informação ao consumidor e aos profissionais do grão, além de valorizar o trabalho do agricultor.

O evento contará com a presença dos produtores Clayton Barrossa, da Fazenda Ninho da Águia (MG), Alexandre de Andrade Emerich, do Sítio Bela Vista (MG), Moacir Aga Neto, da Federação dos Cafeicultores do Cerrado, Gabriel Drumond, sóciofundador do Mercado Brasco, Kyo Silva, barista da Qod Barbershop, Rodrigo Kirsch, fundador da Terça Expressa e Jonathan Hutchins, fundador e mestre de torra da William & Sons Coffee Co. Palestras, degustações e visitas em cafeterias estão na programação.

Serviço Data: 29 de abril a 1 de maio
Local: Anfiteatro do Centro de Eventos da Sogipa – Rua Barão do Cotegipe, 400 – Porto Alegre (RS)
Inscrições: R$ 30 (até o dia 28/4) e R$ 40 (no dia do evento)
Mais informações: farmer2city.com.br e contato@farmer2city.com.br

TEXTO Da redação • FOTO Alexia Santi

Café & PreparosCafezal

Passeio de bicicleta faz turista viajar pela história do café

capa-santos

No próximo dia 20 de junho, o Bike Café – marca de cafés especiais que reverte 10% do faturamento para projetos do Instituto Aromeiazero -, em parceria com a Pediverde, agência de viagens que promove o cicloturismo, e o Instituto Aromeiazero, que realiza projetos sociais e culturais relacionados à bicicleta, realizam o evento Santos de Bike, uma descida pela Serra do Mar de bicicleta com uma pausa para degustação do Bike Café e uma visita ao Museu do Café, em Santos (SP).

Os participantes darão início à pedalada ainda em São Paulo, atravessando duas balsas e uma Ilha, até chegar à Serra do Mar, onde é possível conferir uma vista incrível. Ao chegar à baixada santista, os integrantes serão guiados até o Museu de Santos, para uma degustação de cafés especiais e um tour didático sobre a história do ciclo do café na região e sua importância para o país.

Para participar, é necessário ter sua própria bicicleta e levar um kit com água, protetor, capacete e capa de chuva. O passeio dispõe de 28 vagas e terá início na estação Sumaré do metrô, em São Paulo, onde os participantes se encontraram com guias da Pediverde e com os criadores da Bike Café.

Serviço
Santos de Bike
Data: 20/06
Horário: 7h às 19h
Valor: R$ 245 (à vista)
Restrições: indicação a partir de 13 anos
Incrições: www.pediverde.com/santosdebike

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação

BaristaCafezal

Rause Café na Estrada vai percorrer fazendas de café em Minas Gerais

e46_Trentino Cafés Especiais. Drinks, cafés (93)

O barista e proprietário do Rause Café + Vinho, Juca Esmanhoto, está com um novo projeto paralelo. A cafeteria, famosa por seu espresso e vinhos, vai colocar nas estradas uma caminhonete que sairá da capital paranaense, Curitiba, para o Estado de Minas Gerais (MG), visitando fazendas produtoras de café, com o objetivo de valorizar os grãos da região e mostrar aos moradores locais a qualidade dos cafés ali produzidos.

Amostras de aproximadamente 100 propriedades estão sendo coletadas previamente e analisadas pela classificadora Verônica Belchior. Estas, receberão um relatório com base em suas características sensoriais. As 12 melhores fazendas terão a oportunidade de serem visitadas e enviar uma saca para ser torrada em Curitiba pela 4Beans Coffee Co, além de ter uma parte vendida através de crowdfunding, prática de financiamento coletivo de projetos, geralmente realizada em sites que promovem uma espécie de “vaquinha” virtual para contribuir com a iniciativa.

A outra parte do café será distribuída gratuitamente em 10 cidades percorridas ao longo dos 30 dias de atividade. “A ideia é levar o café especial e a extração de espresso para pessoas que não têm acesso a este tipo de preparação. A intenção é gerar um choque de cultura”, diz Juca.

Os grãos vendidos servirão para cobrir os gastos do projeto, tornando a viagem e a distribuição do café possíveis nas comunidades visitadas. Além disso, em um site de financiamento coletivo, terá a opção de “Café Pendente”, onde a cada R$ 2 pagos, um café será servido nas ruas.

Resultado do projeto
A jornada, que será fotografada e filmada, também dará origem a um livro de fotografias e documentário, que têm por finalidade manter a aproximação com o ambiente rural e mostrar a beleza dos cafezais. Segundo o proprietário, o trabalho permitirá aprofundar o conhecimento e abranger questões sensoriais, além de aprender sobre as regiões, clima e geografia.

O projeto, que busca envolver grande parte do Estado de Minas Gerais, já conta com cerca de 10 apoiadores. Entre os que já confirmaram estão 4Beans Coffee Co, La Marzocco, Mahlkönig, Revista Espresso, CaféPoint, Moka Clube, Calix, História Hoje, Móveis Coloniais de Acaju e Federação dos Cafeicultores do Cerrado.

O roteiro da jornada vai depender das 12 sacas escolhidas, levando em consideração a expectativa da população de cada município e dos patrocinadores.

Mais informações
www.facebook.com/rausecafenaestrada

TEXTO Stephanie Schmiegelow • FOTO Divulgação

Cafezal

Vídeo: imagens aéreas incríveis nos cafezais de Cristina (MG)

fazenda_pinhal Visitar uma fazenda de café é uma das experiências mais gratificantes para quem gosta da bebida. Aprender sobre o grão, conhecer o produtor, entender os processos que levam sabor para a sua xícara são apenas alguns dos fatores que vão fazer a sua passagem inesquecível. Agora, sobrevoar os cafezais e ver toda a beleza da produção do alto é algo de tirar fôlego, para dizer o mínimo. Nossa equipe foi até Cristina, em Minas Gerais, para conhecer e registrar as fazendas do produtor Sebastião Afonso da Silva, campeão do Cup of Excellence Naturals 2014, concurso que premia o melhor café natural do país. A repórter Thais Fernandes e os fotógrafos Guilherme Gomes e Vitor Barão, da Tipuana Imagens Aéreas, produziram, além da matéria sobre o produtor e seu café vencedor que você pode ler na nova Espresso, imagens aéreas incríveis de um sobrevoo de drone [veículo aéreo remotamente pilotado] nos cafezais da cidade. Assista ao vídeo abaixo e embarque nessa viagem. FICHA TÉCNICA FAZENDAS Sítio Baixadão, Fazenda Pinhal, Sítio Nossa Senhora da Mata, Fazenda Santa Teresinha, Sítio Pasto da Pedra LOCALIZAÇÃO Cristina – MG REGIÃO Mantiqueira de Minas ALTITUDE MÉDIA 1.200 metros PRODUÇÃO ANUAL 2.900 sacas ÁREA TOTAL 329 hectares ÁREA PLANTADA COM CAFÉ 85 hectares NÚMERO DE CAFEEIROS 280 mil pés COLHEITA manual, de junho a novembro PROCESSAMENTO cereja descascado e natural SECAGEM terreiro pavimentado e secador mecânico VARIEDADES catucaí, bourbon, acaiá, catuaí amarelo e vermelho SELO Indicação de Procedência da Mantiqueira de Minas *Dados atualizados em 26 de março

IMAGENS AÉREAS Tipuana
O material jornalístico produzido pela Revista Espresso é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize as redes sociais abaixo, creditando a fonte.

TEXTO Da redação • PRODUÇÃO Guilherme Gomes, Vitor Barão (Tipuana Imagens Aéreas); Thais Fernandes (Revista Espresso)

Cafezal

SP volta a vencer Prêmio Ernesto Illy de Qualidade do Café para Espresso

premioilly O Estado de São Paulo, que desde 2011 não vencia o Prêmio Ernesto Ernesto Illy de Qualidade do Café para Espresso, voltou a estar representado no primeiro lugar do pódio. Da cidade de Sarutaiá (região de Piraju), o produtor Norival Favaro, que já havia aparecido entre os primeiros colocados de edições anteriores, conquistou o campeonato deste ano, referente a safra 2014/2015. O 24º Prêmio Ernesto Illy de Qualidade do Café para Espresso entregou a Norival, da Fazenda São Marcos, R$ 60 mil e um troféu, recebidos da diretoria da illycaffè, incluindo o presidente Andrea Illy, na noite do último dia 13 de março, em São Paulo. Em segundo lugar, Antonio Bittencourt Ramos, das Matas de Minas recebeu R$ 35 mil. Já na terceira colocação, ficou o paulista Carlos André Dognani – último do Estado de São Paulo a conquistar a categoria nacional, na cerimônia de 2011 – que dessa vez levou R$ 18 mil. Na quarta colocação esteve Ronalt Marques de Araújo, também das Matas (R$ 9 mil), e Diogo José Myaki, do Cerrado Mineiro, ficou na quinta posição (R$ 5 mil). Vencedores regionais Além da categoria nacional, foram concedidos prêmios na regional para os melhores de São Paulo, Matas de Minas, Cerrado Mineiro, Sul de Minas, Chapada de Minas, Centro-Oeste e Sul do país. Foram 40 cafeicultores finalistas, além de classificadores, que também foram premiados pela illycaffè, que distribuiu mais de R$ 200 mil aos premiados. A escolha dos melhores cafés foi feita por uma comissão julgadora, com especialistas nacionais e internacionais, por meio de testes com equipamento de luz ultravioleta e pela classificação do grão quanto ao aspecto, seca, cor, tipo, teor de umidade, torração e quanto à qualidade da bebida, com degustação para espresso. O público presente no evento ainda conheceu o Fornecedor do Ano, a Ecoagrícola Café, de Marcelo e Roberto Flanzer. A eleição foi feita pelo júri do Clube illy do Café — programa de fidelidade da illycaffè que reúne os principais fornecedores da empresa – com base nos critérios de fidelidade do produtor, pontualidade de entrega, apresentação do produto, cumprimento da quantidade e qualidade vendidas, correspondência do lote com a amostra original e participação no Programa de Sustentabilidade e no Prêmio. O prêmio é uma viagem cultural à Itália, com direito a acompanhante, para visita à EXPO 2015 em Milão e à sede da illycaffè, em Trieste, entre outros atrativos. Confira a lista completa dos ganhadores Colocação/Produtor/Cidade/Estado 1° Norival Favaro – Sarutaiá – SP 2° Antonio Bittencourt Ramos – Araponga – MG 3° Carlos André Dognani – Timburi – SP 4° Ronalt Marques de Araújo – Manhuaçu – MG 5° Diogo José Myaki – Patrocínio – MG Vencedores regionais São Paulo – Norival Favaro / Carlos André Dognani Matas de Minas – Antonio Bittencourt Ramos / Ronalt Marques de Araújo Cerrado Mineiro – Diogo José Myaki / Gerson Naimeg e Outros Chapada de Minas – Eduardo Shiniti Yamaguchi /Cláudio Esteves Gutierrez Sul de Minas – Adolfo Henrique Vieira Ferreira / Joaquim Geraldo Ribeiro do Valle Centro-Oeste – Carlos Alberto Leite Coutinho Sul – Orlando von der Osten Classificadores do Prêmio 1° Edivaldo Batista Generoso (Minas Gerais) 2° Edenilson de Oliveira Cabral (Minas Gerais) 3º Anderson Rogério da Silva (Minas Gerais) 4º José Reinaldo Vieira Antunes (Minas Gerais) Classificadores da Safra 1° em lotes Luiz Evandro Ribeiro (Minas Gerais) 1° em sacas Claudio Oliveira e Silva (Minas Gerais)

TEXTO Da redação • FOTO Café Editora

Café & PreparosCafezal

Lucca tem edição limitada de campeões do Cerrado Mineiro

Cafés Lucca - Cerrado O Lucca Cafés Especiais lançou neste mês de março a edição limitada de cafés do II Prêmio da Região do Cerrado Mineiro. A cafeteria e torrefação de Curitiba (PR) comprou seis microlotes premiados – 1º lugar da Categoria Natural e também os 2º e 3º lugares da categoria Cereja Descascado, além da Dop Espresso, marca de cafés em cápsulas que leva a assinatura Lucca, arrematar grãos da Categoria Natural no concurso. Esses lotes estão sendo oferecidos em cápsulas e em grão. Entre os cafés, estão três microlotes da Fazenda Dona Nenem (foto), de Presidente Olegário (MG), que faturou o 1º lugar no concurso na categoria Natural, com 91,25 pontos, o 2º lugar na categoria Cereja Descascado, com 88,5 pontos, e a 3º posição também na categoria Cereja Descascado, com 87,7 pontos. A loja, localizada no bairro Batel, ganhou banners que mostram quem são os produtores, falam dos cafés produzidos e do trabalho que os produtores realizam no Cerrado. Os grãos estão sendo comercializados na loja virtual do Lucca e na Dop Espresso. Mais informações: www.luccacafesespeciais.com e dopespresso.com

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação/Lucca

CafezalMercado

Leilão de cafés naturais chega a mais de R$ 9.000 por saca

foto_bsca_naturals A Revista Espresso acompanhou o leilão dos 23 lotes vencedores do 4º Concurso de Qualidade Cafés do Brasil ‘Cup of Excellence Late Harvest 2014’, realizado nesta quarta-feira (4/3), através da internet. O leilão terminou a pouco e chegou ao preço de US$ 3.148 a saca do campeão Sítio Baixadão, em Cristina, região da Mantiqueira de Minas Gerais, dos irmãos Antônio Márcio e Sebastião Afonso da Silva. Ano passado o maior lance pela saca vencedora foi de US$ 15,60 por libra-peso. Este ano o valor aumentou 52% e chegou a US$ 23,80 por libra-peso. Convertendo em reais na cotação de hoje, o valor chega a R$ 9.384 a saca de 60 kg. Durante o concurso, em janeiro, o lote bateu o recorde de pontuação de naturais ao obter 95,18 pontos. Além disso, os quatro primeiros colocados tiveram notas superiores a 90 pontos, sendo considerados presidenciais pelos jurados internacionais. Outro lote que chamou atenção no leilão foi o segundo lugar, que recebeu o valor de 23,60 por libra-peso, também uma média de mais de R$ 8.500 por saca. O produtor do Sítio Sertãozinho, Elson Benedito Daniel, também é de Cristina (MG). Todos os cafés foram negociados e geraram uma receita total na ordem de US$ 375.481,00. Vamos aguardar agora o anúncio de quem são os compradores. Veja abaixo como foram os outros lotes do leilão. Os melhores cafés naturais brasileiros da safra 2014 foram adquiridos por empresas oriundas de França, Suíça, Noruega, Bélgica, Reino Unido, Japão, Coreia do Sul e Austrália, envolvendo os continentes da Europa, Ásia e Oceania. A Starbucks arrematou o café campeão do Cup, do produtor Sebastião Afonso da Silva. O Cup of Excellence é realizado pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Alliance for Coffee Excellence (ACE) e Sebrae. Clique na imagem para ampliar: resultado_naturals_cupofexcellence * Dólar a R$ 2,981, conforme fechamento de 4 de março  

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação

CafezalMercado

Melhores cafés naturais do Brasil são leiloados nesta quarta-feira

cafe_natural_

Nesta quarta-feira (4/3) o mundo do café voltará ainda mais seus olhos ao Brasil, com foco no leilão dos 23 vencedores do Cup of Excellence Naturals 2014, concurso que premia os melhores de cafés naturais – colhidos e secos com casca –, inscritos no certame.

Segundo a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), realizadora do concurso, mesmo diante das fortes oscilações do mercado cafeeiro, a expectativa é grande para a obtenção de bons preços no leilão, já que o café campeão do concurso, produzido pelos irmãos Antônio Márcio e Sebastião Afonso da Silva, no Sítio Baixadão, em Cristina, região da Mantiqueira de Minas Gerais, bateu o recorde ao obter 95,18 pontos. Além disso, os quatro primeiros colocados tiveram notas superiores a 90 pontos, sendo considerados “presidenciais” pelos jurados internacionais.

O presidente da BSCA, Silvio Leite, está otimista com a possibilidade de serem registrados bons lances no leilão. “Todos os cafés que serão ofertados são fantásticos, revelando ao mundo a qualidade do produto natural brasileiro. É complicado prever algo quando pensamos em um leilão, mas o fato de o vencedor ter quebrado o recorde da competição e termos outros três cafés acima de 90 pontos nos deixa esperançosos”, revela.

Participando pela primeira vez de um concurso Cup of Excellence no mundo, a trader de cafés especiais da Starbucks Coffee Trading Company, Ann Traumann, comenta que teve uma experiência incrível durante a fase internacional realizada em Araxá (MG) e que se encantou com o produto nacional. “Descobri muitos lotes de cafés naturais maravilhosos. Os produtores brasileiros mostraram e me provaram que o Brasil é um país de cafés especiais”, anota.

O leilão será online, realizado através de uma plataforma na internet criada pela Alliance for Coffee Excellence (ACE), com início previsto para as 11h (horário de Brasília). Os interessados poderão acompanhar o pregão acessando o site da entidade, através do link http://www.allianceforcoffeeexcellence.org/en/.

O concurso Cup of Excellence Naturals é realizado pela BSCA, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), a ACE e o Sebrae.

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação/Guilherme Gomes

CafezalMercado

Exposição retrata cafezais pelo mundo clicados por Sebastião Salgado

illycafé 10.02.15Um dos destaques da Expo Milão 2015 será a beleza humana e natural de fazendas onde se produz o melhor café do mundo, clicada por um dos melhores fotógrafos da atualidade. A mostra de Sebastião Salgado estará no Pavilhão do Café (Coffee Cluster), que será coordenado pela illycaffè dentro da exposição universal voltada para a alimentação.

Regiões fornecedoras de grãos da mais alta qualidade foram visitadas por Salgado, em um abrangente projeto desenvolvido a partir de um convite de Andrea Illy, CEO da torrefadora italiana. A jornada começou no Brasil em 2002, pelo Cerrado Mineiro, Matas de Minas e Montanhas Capixabas. China, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Etiópia, Guatemala, Índia, Indonésia e Tanzânia foram os outros destinos, até o encerramento do trabalho em 2014.

Os mais de 20 milhões de visitantes esperados na Expo Milão 2015 terão o privilégio de poder apreciar 50 fotografias gigantes, resultantes dessa experiência reveladora das histórias e das culturas que cercam o cultivo do café mundialmente. Elas estarão nos cerca de 4.500 metros quadrados do Coffee Cluster, onde a illycaffè promoverá uma viagem completa ao ciclo da planta à xícara, apresentando as etapas da produção ao consumo de café de maneira interativa e educativa, com visitas guiadas por monitores, oficinas, apresentações orais, vídeos, processamento de torra e embalagem em tempo real, e muito mais.

Na ocasião, o fotógrafo lançará um livro que aborda a história do projeto desenvolvido por Salgado. O título terá introdução de um famoso escritor sul-americano, o chileno Luis Sepulveda. Para promover o livro, a illycaffè será parceira de um evento literário italiano, chamado Dedica 2015, que neste ano será dedicado a Sepulveda (http://www.dedicafestival.it/). Além da exposição na EXPO 2015, o trabalho de Salgado para a illycaffè estará disponível na Bienal de Veneza deste ano, que acontecerá durante a EXPO.

Além da obra de Sebastião Salgado, nosso país também marca presença no evento italiano através do de um Pavilhão dedicado inteiramente ao Brasil. Confira aqui como se dará a participação do Brasil no evento.

Com o tema “Alimentando o Planeta, Energia para a Vida”, a Expo Milão 2015 abrigará 145 países expositores, que detêm 94% da população mundial, 10 organizações internacionais, 13 não governamentais e 5 pavilhões corporativos, afinal, além de cultura, lazer e turismo, o megaevento é uma oportunidade ímpar para relacionamentos e negócios em escala global.

Serviço
Expo Milão 2015
Quando: 1º de maio a 31 de outubro
Onde: Milão – Itália
Mais informações: http://www.expo2015.org/en

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação

BaristaCafezalMercado

Honduras sedia o Barista & Farmer

3barista farmer

Criado pelo barista campeão italiano Francesco Sanapo, o Barista&Farmer teve a primeira edição em 2012, em Porto Rico. Evento internacional com a participação de baristas de todo o mundo tem como objetivo integrar a vivência na fazenda com a profissão dos participantes, além de promover a cultura do café especial.

Este ano o evento está sendo realizado de 1º a 10 de fevereiro em fazendas produtoras de Honduras, na América Central. No total inscreveram-se mais de 200 candidatos e somente dez foram selecionados. Durante dez dias, os baristas selecionados terão a experiência de viver como os produtores de café no país de origem. Um documentário está sendo gravado e será editado posteriormente para contribuir com a promoção do mercado de café.

Os baristas competem com base em pontos e o vencedor vai participar da produção da edição de 2016. Os competidores irão trabalhar nas fazendas de café, que fornecem café de qualidade em todo o mundo, desde a colheita do fruto, até as etapas de processamento do produto: a partir da colheita irão usar diversas tecnologias para a experiência de degustação e aprender sobre as oportunidades de consumo do café. Terão aulas em uma escola especial multi-disciplinar com profissionais do setor, com professores especializados em diversas áreas técnicas da cafeicultura, torra e degustação.

As aulas são coordenadas por Alberto Polojac (proprietário da Imperator, importadora de cafés na Itália, em Trieste, e campeão italiano do Cup Tasters, em 2009). Organizador e barista Francesco Sanapo analisa que “o evento proporciona ao mundo ver a paixão dos produtores e baristas pelo trabalho. Baristas têm o privilégio e a responsabilidade de promover o valor real do café, com conhecimento para o consumidor final; ao mesmo tempo, o formato mostra o trabalho duro dos agricultores, compromisso e toda a dedicação à produção de café de alta qualidade.”

barista farmer

As fazendas de Honduras onde acontecem as visitas são de Santa Isabel, em Copán e Las Capucas em San Pedro de Copán, no Parque Nacional Celaque, localizado na Cooperativa Cafetalera Capucas. Esta cooperativa social é formada por 835 famílias de produtores de café, um modelo vencedor, onde o café é cultivado e exportado com grande qualidade e projetos sociais desenvolvidos (hospitais, assistência de TI, escolas para crianças).

Outras fazendas visitadas pelos competidores incluem a Finca Tierra de Benedicion, Finca Origenes e Finca La Victoria. O Barista & Farmer encerra com uma grande festa na cidade de Santa Rosa di Copan, com a participação de baristas internacionais, os produtores de café locais e o envolvimento de toda a comunidade de Santa Rosa.

O evento tem o apoio da Rimini Fiera e da SIGEP (Salone Internazionale Gelateria, Pasticceria e Panificazione Artigianali) e o patrocínio da SCAE (Associação de Cafés Especiais da Europa).

Serviço
Acompanhe o evento em: www.baristafarmer.comphoto

TEXTO Mariana Proença • FOTO Divulgação/Barista&Farmer