BaristaMercado

Fazenda Cachoeira e Casa do Barista oferecem curso de barista

Terezinha

Entre os dias 22 e 23 de novembro, a Terezinha, como é intitulada a caminhonete da Casa do Barista, estaciona na Fazenda Cachoeira, em Santo Antonio (MG), para ministrar curso prático e teórico de barista.

Direcionado não só aos interessados em exercer a profissão, mas também aos donos, gerentes e funcionários de estabelecimentos, produtores e amantes da bebida, o curso aborda temas como História do Café; Origens, variedades e aspectos botânicos; Classificação; Torra; Formas de preparo; entre outros.

Os instrutores, Emilio Rodrigues, barista da Casa do Barista, e Roger Daros, produtor e mestre de torra da Fazenda Cachoeira, apresentam conteúdo didático no ambiente de fazenda.

Serviço
Curso de barista
Local: Santo Antonio, no Campo das Vertentes, próxima às cidades históricas de São João Del Rey e Tiradentes, em Minas Gerais
Data: 22 a 23 de novembro
Valor: R$ 350
Hospedagem: R$ 174 diária single (Casa Sede) e R$ 270 diária quarto duplo (Casa Sede). Obs.: Tarifas com pensão completa, café da manha almoço e jantar.
Mais informações: cachoeiracoffees@gmail.com ou www.cachoeiracoffees.com.br

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação

BaristaMercado

Octavio Café promove curso com degustação de diferentes grãos

e43__MG_3713

No próximo dia 5 de dezembro, os amantes do café se encontram na cafeteria Octavio, em São Paulo, para aprender mais sobre o grão e degustar diferentes bebidas.

O curso Coffee Lovers, ministrado pela barista Tabatha Creazo, que trabalha há sete anos na casa, vai abordar técnicas para melhorar o paladar e o olfato; degustação de espécies (arábica x robusta); como identificar o melhor café na gôndola do supermercado; métodos; e processos produtivos, entre outros temas.

Serviço
Coffee Lovers
Local: Octavio Café
Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 2.996 – Jd. Paulistano
Data e horário: 5/12, às 19h
Valor: R$ 178
Vagas: 20
Mais informações: foodpass.com.br

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação

BaristaMercado

Fazedores de Café no encontro da mixologia brasileira

mentes brilhantes

Nesta segunda-feira (10/11) e terça-feira (11/11), os jovens baristas do projeto Fazedores de Café – desenvolvido pelo Sofá Café e capitaneado por Regina Machado, além de contar com a parceria de profissionais e empresas do mercado -, vão servir o café oficial aos participantes do evento Mentes Brilhantes. A cada dia, serão servidos cafés coados, espressos e degustações comparativas entre grãos especiais e tradicionais. Todos os cafés servidos serão de fazendas apoiadoras do projeto Fazedores de Café.

Idealizado pelo mixologista e também barista, Marco De la Roche, o Mentes Brilhantes é um encontro que reúne profissionais especializados, do Brasil e do exterior, para apresentar tendências da coquetelaria.

Esta terceira edição do evento acontece no Centro Cultural Rio Verde, em São Paulo, com o objetivo de promover a cultura da coquetelaria no País. O barista Lucas Salomão, da Libermac e campeão brasileiro de Preparos de Cafés, também estará no encontro para falar, na Oficina de Mixologia, sobre a importância de conhecer um liquidificador de qualidade para alcançar bons resultados.

Mais informações
Mentes Brilhantes 2014
Datas: 10 e 11 de novembro de 2014
Local: Centro Cultural Rio Verde – São Paulo
Endereço: Rua Belmiro Braga, 119 – Pinheiros – São Paulo
Site: mentesbrilhantes2013.com.br/2014/
Facebook: www.facebook.com/encontro.mentesbrilhantes
Instagram: @mixologynews

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Barista

Dani Capuano – L’ arbre à Café, Paris (FR)

dani_capuano1

Desde 2012 morando na Cidade Luz, Paris, a barista e agente de marketing da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) na Europa, Dani Capuano é cosmopolita. “Já morei na Inglaterra, Irlanda e agora na França, mas já fui para diversos países para trabalhar, como Noruega, Bélgica, Itália, Coreia do Sul, Japão e até Coreia do Norte”, diz.

Dani conta que o reconhecimento da profissão no país onde está é o mais gratificante. “Aqui os franceses têm uma expressão que eu adoro, que é métier de bouche, que significa trabalhar na área de comidas e bebidas e o respeito que eles têm por quem pratica essas profissões é lindo. E no Brasil não vejo muito esse respeito por alguém que trabalha atrás de um balcão. Por outro lado, o brasileiro é muito mais criativo e acho que por não termos tradições e rituais tão fortes e antigos, somos mais abertos e ousados em relação à conceitos, combinações, posturas, etc”, diz.

Ela acredita que a cena do café tem evoluído constantemente em Paris. “Quando eu cheguei aqui haviam quatro lugares para se tomar bons cafés. Hoje têm mais de 15 e eles não param de inaugurar novas casas. Torrefações artesanais surgiram, as pessoas estão se interessando mais pelo produto, origem, produção e preparo. A mudança é visível”.  Um de seus objetivos na profissão é fazer com as pessoas conheçam melhor o universo do café para que possam apreciá-lo ainda mais. “Quero mudar a imagem do café. De um cafezinho para um produto que envolve tempo, clima, muitos profissionais, atenção. E que por isso merece respeito e pode custar caro, para remunerar bem toda essa cadeia produtiva. Como eu vou fazer isso eu não sei, mas com certeza não estou sozinha”.

TEXTO Amanda Ivanov • FOTO Divulgação