Barista

Talento e café! Baristas se apresentam em competição independente em Curitiba (PR)

No mês de março, a cidade de Curitiba (PR) foi palco de uma competição não oficia, intitulada Mestre do Multiverso. Um desafio no qual os baristas ou entusiastas do universo do café puderam participar das eliminatórias. Ao final de quatro baterias, apenas um participante se tornou campeão.

Daniel Munari, um dos organizadores do evento ao lado de Amandha Locatelli – ambos com grande experiência no setor – explica que essa ideia surgiu em 2018. Os competidores, ao invés de apresentarem apenas uma única categoria, deveriam fazer preparos diferentes, como um café coado, a regulagem de um espresso, ou seja, as funções na prática do dia a dia do barista. 

Juízes Hugo Rocco, Mari Mesquita e Angelica Luizz

“Queríamos reunir o maior número possível de torrefações, produtores e baristas de todo o Brasil. Foram 16 inscritos e três juízes: Hugo Rocco (Moka Clube – Curitiba); Mari Mesquita (Clandestino Café – Brasília) e Angelica Luizz (Siriem Coffee Roasters – São Paulo)”, destaca Daniel. 

Os inscritos foram sorteados para participar das chaves e tiveram o contato com o café ali mesmo, sem conhecimento prévio de como ele sairia na xícara. Deveriam preparar o melhor café no método hario v60. Os oito vencedores da primeira eliminatória foram encaixados em novas chaves, onde o desafio foi produzir uma das bebidas, mais tradicionais, com proporções iguais de café, leite e uma fina camada de espuma (espresso + leite). 

Já a semifinal envolvia a extração de espresso para os juízes. O café foi sorteado e os competidores tiveram que regular o moinho na hora. A grande final consistia em servir um espresso, cappuccino e um coado. O tempo de preparo e entrega foram critérios de desempate.

Gisele Takatsuka, vencedora da edição

A grande campeã foi Gisele Takatsuka. “Ela trabalha no Tangerina Café, aqui em Curitiba. Tem pouco tempo no café, mas surpreendeu a todos”, destaca Daniel. 

Para ele, os objetivos do evento foram alcançados com sucesso, integração e o contato dos participantes com cafés diferentes e a possibilidade de networking. A ideia é repetir o evento em outros lugares do Brasil! 

TEXTO Natália Camoleze • FOTO Ann Schwaner

Barista

SCA anuncia mudança da World of Coffee 2022 para a cidade de Milão

Por conta do conflito entre Rússia e Ucrânia, a Specialty Coffee Association (SCA) anunciou nesta quinta-feira (24) uma alteração na realização da World of Coffee 2022, que passa de Varsóvia, na Polônia, para Milão, na Itália, nos dias 23 e 25 de junho.

“A invasão da Rússia na Ucrânia está forçando milhares de ucranianos a se refugiarem na Polônia, incluindo no PTAK Convention Center, onde a World of Coffee estava marcada para acontecer”, escreveu a organização em comunicado.

Os Campeonatos Mundiais de Latte Art, Coffee in Good Spirits, Cup Tasters, Ibrik e Torra também acompanham a mudança de local. “Embora as circunstâncias sejam lamentáveis, esperamos trazer a World of Coffee de volta à Itália, berço do café espresso. Essa será a primeira vez que o evento viaja a Milão, e estamos entusiasmados com a parceria com o Milano Convention Center, local moderno no coração da cidade”, destacou.

Vai, Brasil!

Nosso país conta com representantes em quatro desses cinco Mundiais citados acima: Tiago Rocha, no Latte Art; Emerson Nascimento, no Coffee in Good Spirits; e Phelippe Nascimento, no Cup Tasters. O campeão brasileiro de Torra será conhecido ainda este ano. Em breve a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) anunciará as datas da competição. O Ibrik não é realizado no Brasil. 

Mais informações: www.worldofcoffee.org 

TEXTO Redação • FOTO Tyler Nix

Barista

Campeão brasileio de Aeropress conta como foi sua participação no Mundial

Assim como o nacional, o campeonato mundial de Aeropress foi diferente, por conta da pandemia de covid-19 e ocorreu de forma virtual, entre os dias 04 e 05 de março. Foram 48 competidores, espalhados pelo mundo, que enviaram suas receitas para a equipe de baristas, que as executaram no Bureaux Coffee, em Melbourne, na Austrália.

O primeiro lugar ficou com Tuomas Merikanto (Instagram @drinkswiththomas), da Finlândia.

leia mais…

TEXTO Natália Camoleze • FOTO Divulgação Aeropress

Barista

Um universo para explorar: Conheça a trajetória do jovem barista Tiago Rocha

Com o crescimento do mercado dos cafés especiais no Brasil, a profissão barista tem ganhado notoriedade e se tornado uma interessante alternativa para muitos jovens que buscam por novos caminhos. Um exemplo é Tiago Rocha, que, apesar da pouca idade, já chegou ao pódio de um dos principais campeonatos de café do País

Em agosto de 2019 acontecia o Campeonato Brasileiro de Latte Art, na cidade mineira de São Lourenço. Entre os 27 competidores que disputavam o título de melhor desenho com leite vaporizado no café, estava Tiago Gonçalves da Rocha, um jovem curitibano de 18 anos que mal tinha ingressado no ramo mas já abraçava a adrenalina das competições ao lado de grandes veteranos. 

Apesar do ótimo resultado que lhe rendeu o primeiro lugar logo de cara, Tiago ainda tinha pouca experiência no assunto, mas muita vontade de aprender e se superar. Um ano antes, em 2018, ele caiu de paraquedas no mundo dos cafés, quando aceitou trabalhar como atendente na Epoch Coffee Co., cafeteria de Curitiba (PR). Com esse contato mais próximo, encontrou na xícara sua grande paixão. “Fui vendo como era bonito trabalhar atrás de um balcão e, de pouco em pouco, fui percebendo que o café ia bem além do que aparentava”.

Tiago, assim como muitos outros jovens Brasil afora, viu no café especial um universo em expansão, pronto para ser explorado. “O que me motivou a me aprofundar nesse universo foi descobrir que, quando eu chego até o café no final da tarde, ele já passou por muitas mãos, e todas elas tiveram um papel incrível nesse processo”. Tarde demais, o “bichinho do café” o havia picado! Cinco meses depois, Tiago foi contratado como barista pela também curitibana Supernova Coffee Roasters, onde mergulhou de cabeça e encontrou incentivo para competir. “Pode parecer meio clichê, mas eu sempre fui muito competitivo. Quando descobri que poderia competir usando o café, a grande paixão da minha vida, eu simplesmente pirei”. 

Depois que atravessou essa porta de entrada, não saiu mais. Foram essa paixão e essa empolgação que o levaram ao primeiro lugar do campeonato. “Ganhar foi mágico, de longe uma das melhores sensações que já tive. A grande questão não é o prêmio em si, mas todo o processo que o antecede, como os amigos que fiz, o aprendizado sobre o café e os grandes profissionais que eu admirava e pude conhecer. No final, ver todos eles felizes com a minha conquista foi algo surreal”.  leia mais…

TEXTO Gabriela Kaneto • FOTO TribusStudio

Barista

SIC 2021: Modelo híbrido de ensino nos cursos de barista veio para ficar

Belo Horizonte (MG) foi palco do maior encontro de café do Brasil nos últimos dias. A Semana Internacional do Café ocorreu entre 10 e 12 de novembro, no Expominas, e contou com uma grade completa de conteúdos com temas do campo à xícara e com a participação de grandes profissionais do setor.

No última dia de evento, a Cafeteria Modelo, espaço criado dentro da feira para a realização de workshops, recebeu o barista Gabriel Guimarães, da Unique Cafés, e a curadora de experiências Helga Andrade, do Achega, para um bate-papo sobre “Ensino à distância ou presencial: Quem é o público que quer aprender sobre café?”. O painel foi mediado por Carolina Brazil, editora-chefe e apresentadora do Rondônia Rural.

Os convidados contaram um pouco sobre suas experiências e vivências profissionais e como tiveram que adaptar os conteúdos que ensinam nos cursos presenciais para o modelo digital, por conta da pandemia de Covid-19 sentida nos últimos quase dois anos. 

“Temos sempre que nos reinventar e testar novos canais, buscar outras referências”, disse Helga. Segundo ela, o on-line é positivo para o instrutor pois o força a estudar e estar sempre aprendendo. Além disso, o formato, muitas vezes, traz mais praticidade que o presencial. “Eu aprendi que algumas coisas eu consigo resolver à distância com agilidade. Nós não vamos dar um passo para trás e abandonar o on-line”, comentou.

“A pandemia causou uma sede de conhecimento e a tecnologia é uma coisa que o barista atual precisa estar por dentro”, comentou Gabriel, que apresenta um dos principais canais sobre café no YouTube. Ele acredita que, apesar de termos que explorar toda a tecnologia a nosso favor, a retomada ao presencial será rápida. 

Ambos os convidados apostam que o modelo híbrido de ensino será frequentemente usado no meio, com conteúdos mais teóricos, como a história do café, sendo repassados de maneira digital, enquanto que o presencial deverá ser focado na interação e na experimentação. “Acho que os cursos vão evoluir daqui para frente. Os alunos chegarão mais prontos”, pontuou Helga.

A curadora de experiências destacou que cada vez mais o consumidor está mais exigente e que essa aproximação com o cliente causa transparência no mercado. “Para mim, a tendência é a democratização da informação”, disse. Já do balcão para dentro, Gabriel explica que, para causar essa aproximação, é importante que o barista não se acomode a apenas fazer café, mas também saiba vender o produto, explicando sobre os processos do grão e os métodos de preparo para os consumidores. 

Tudo acaba em xícara

Ao final do bate-papo, Helga e Gabriel prepararam um café Robusta Amazônico cultivado pela cafeicultora Ediana Capich, de Novo Horizonte D’Oeste, Matas de Rondônia, vencedora da categoria “fermentação induzida canéfora” do Coffee of The Year 2020. Clique aqui e confira o resultado do Coffee of The Year 2021.

TEXTO Gabriela Kaneto • FOTO Gabriela Kaneto

Barista

Semana Internacional do Café 2021: Participe dos workshops de torra!

O maior encontro do setor de cafés está chegando! Após uma edição totalmente on-line, a Semana Internacional do Café 2021 volta ao Expominas entre os dias 10 e 12 de novembro. Além da programação presencial, a feira também transmitirá alguns de seus conteúdos na plataforma virtual.

Alguns dos destaques do evento são os workshops de torra. Ministrados por importantes nomes do mercado, serão realizados de maneira presencial, onde os participantes receberão certificado ao final. Confira os temas e convidados:

10 de novembro

13h às 16h – “Como adaptar os seus perfis de torra ao seu estoque de café”, com Daniela Capuano (R$ 500)
19h às 20h – “Encontro de torrefadores iniciantes: Uma forma simples de aprender suas próprias torras”, com Gabriel Heinerici (R$ 250)

11 de novembro

13h às 16h – “Princípios da importância da torra para o seu negócio”, com Ivan Heyden (R$ 400)
16h30 às 19h30 – “Como é a rotina da torrefação – Aprenda os principais pontos da compra do café aos perfis”, com Jonathan Piazarolo (R$ 400)

12 de novembro

13h às 15h – “Primeiros passos e noções básicas de torra”, com Regina Machado (R$ 400)
15h30 às 18h30 – “Torrar café traz qual ganho para o meu negócio?”, com Felipe Brazza (R$ 400)

Para quem deseja acompanhar as atrações da SIC tanto presencialmente quanto virtualmente, é necessário realizar o credenciamento no site, com preenchimento da ficha de inscrição, pesquisa e o envio do comprovante de vacinação. Durante o processo, é possível selecionar os cursos, oficinas e workshops que deseja participar. Não haverá sistema de cadastro físico no Expominas.

Serviço
Semana Internacional do Café 2021
Quando: 10 a 12 de novembro
Onde: Expominas, em Belo Horizonte (MG), e na plataforma digital
Mais informações e programação completa: www.semanainternacionaldocafe.com.br

TEXTO Redação

Barista

Confira o desempenho dos brasileiros nos Campeonatos Mundiais de Brewers e Cup Tasters 2021

A cidade de Milão, na Itália, recebeu os Campeonatos Mundiais de Brewers e Cup Tasters entre os dias 24 e 26 de outubro, após um longo período de paralisação por conta da pandemia de Covid-19. Baristas e provadores profissionais de diversas partes do mundo marcaram presença na HostMilano para competir nas modalidades.

No Brewers, o representante brasileiro foi o barista Garam Um, da cafeteria paulistana Um Coffee Co. Garam é o vice-campeão brasileiro e participou no Mundial deste ano no lugar de Julia Fortini, atual campeã nacional, que, por conta da pandemia, postergou o seu título para competir na disputa internacional de 2022.

Garam Um, representante do Brasil no Campeonato Mundial de Brewers 2021

O Brewers consiste na arte de preparar o café filtrado. Neste campeonato, os competidores preparam e servem três bebidas individuais para os juízes. Para isso, Garam usou um café geisha colombiano. De acordo com o barista, este café foi fermentado em tanques e seco por uma semana no sol. Depois, passou por uma fermentação aeróbica e foi colocado em leitos elevados protegidos contra raios ultravioleta por aproximadamente seis semanas.

Para o preparo, Garam escolheu um dripper cônico que possui um vidro mais grosso do que os modelos tradicionais. Os grãos foram torrados dez dias antes da competição e moídos em uma granulometria média. Em sua receita foi usado 16 g de café para 272 g de água, em uma extração rápida. Primeiro, o barista despejou 60 g de água com 40 segundos de blooming. Após isso, jogou mais 112 g de água, em dez movimentos circulares, até chegar em 1 minuto e 20 segundos. Para finalizar, 100 g de água até alcançar 272 g. O resultado são notas de ameixa, maçã vermelha Fuji e vinho do Porto. A apresentação de Garam levou 9 minutos e 36 segundos. Clique aqui para assistir.

Finalistas do Campeonato Mundial de Brewers / Matt Winton, barista da Suíça, campeão de 2021 – Fotos: World Coffee EventsInfelizmente, o brasileiro não passou de fase. A final foi composta pelos baristas da República Tcheca, Canadá, Suíça, Japão, Estados Unidos e Austrália. O grande vencedor do Brewers foi Matt Winton, da Suíça. Confira o pódio:

1º lugar Matt Winton – Suíça
Daiki Hatakeyama – Japão
Elika Liftee – Estados Unidos
Carlos Escobar – Austrália
Ply Pasarj – Canadá
Tomas Taussig – República Tcheca

Quanto à competição de Cup Tasters, os degustadores usam suas habilidades de olfato, paladar, atenção e experiência para degustar os cafés e localizar o diferente: são oito grupos de três amostras, sendo apenas duas idênticas em cada. O objetivo é acertar um maior número de amostras em menos tempo.

O Brasil foi representado pelo veterano Edimilson Generoso, que é o vice-campeão brasileiro na categoria. Ele substituiu Phelippe Nascimento, atual campeão brasileiro de Cup Tasters, que também conseguiu postergar o título para competir no Mundial de 2022.

Edimilson Generoso, representante do Brasil no Campeonatos Mundial de Cup Tasters 2021

Na primeira fase, Edimilson acertou 7 das 8 amostras em um tempo de 6 minutos e 49 segundos. Apesar do ótimo desempenho, o provador mineiro não passou para as semifinais por conta do tempo. Clique aqui e assista a rodada do Edimilson. A final do Cup Tasters foi composta pelos países: Coreia do Sul, Costa Rica, Austrália e Alemanha. O vencedor foi o australiano Kyoungha (Charlie) Chu. Veja a colocação:

1º lugar Kyoungha (Charlie) Chu – Austrália
Dénes Rajmond – Alemanha
Sang Min Ju – Coreia do Sul
José María Gómez Mora – Costa Rica

Finalistas do Campeonato Mundial de Cup Tasters / Kyoungha (Charlie) Chu, da Austrália, campeão de 2021 – Fotos: World Coffee Events

Além dessas modalidades, o evento também realizou o Campeonato Mundial de Barista, onde o Brasil foi representado pelo barista Boram Um, também da cafeteria Um Coffee Co., de São Paulo (SP). Clique aqui e saiba mais sobre a apresentação.

TEXTO Gabriela Kaneto

Barista

Brasileiro fica entre os 15 melhores no Campeonato Mundial de Barista 2021

Boram Um, representante do Brasil no Campeonato Mundial de Barista 2021

Entre os dias 23 e 26 de outubro, a cidade italiana de Milão foi palco do Campeonato Mundial de Barista. Após um período paralisado por conta da pandemia de Covid-19, a competição voltou à ativa com os 38 melhores baristas de nacionalidades diferentes. O representante do Brasil foi Boram Um, da cafeteria paulistana Um Coffee Co.

O campeonato consiste em uma apresentação de 15 minutos, onde o competidor precisa apresentar aos juízes quatro espressos, quatro unidades de uma bebida com leite e quatro unidades de seu drinque de assinatura.

Em um tempo de 14 minutos e 52 segundos, Boram realizou uma apresentação pautada na sua experiência como produtor de cafés especiais, barista e dono de cafeteria. Primeiro, entregou aos juízes a sua bebida com leite, em que utilizou um café da variedade aramosa, híbrido entre as espécies arábica e racemosa. O grão foi cultivado pela Daterra Coffee e fermentado por 72 horas.

Em seguida, o barista brasileiro tirou os quatro espressos para os juízes. Nesta etapa, ele utilizou um café colombiano da variedade sidra, um híbrido entre bourbon e typica. Após serem colhidos, os grãos passaram por secagem natural e fermentação de 48 horas.

Já em seu drinque de assinatura, Boram trouxe uma experiência vivida em tempos de pandemia, quando os consumidores passaram a preparar o seu próprio café em casa. Cada juiz recebeu uma caixa com quatro ingredientes: xarope de cana de açúcar, serum de iogurte, vinagre de maçã verde e espresso feito com o café aramosa. Seguindo as instruções, os juízes misturaram os itens em um recipiente com gelo, dando vida a um drinque que, de acordo com o barista, traz notas de uva verde e melão. Clique aqui e assista a apresentação.

Semifinalistas do Campeonato Mundial de Barista 2021 – Foto: World Coffee Events

Boram foi classificado para as semifinais, mas infelizmente não chegou a grande final. As seis vagas para a última etapa foram preenchidas pelos baristas do Quênia, Estados Unidos, Colômbia, Irlanda, Austrália e Suíça.

Quem venceu a competição e conquistou o título de melhor barista do mundo foi o colombiano Diego Campos. Em edição histórica, essa é a primeira vez que a Colômbia, país produtor de café, ganha o Mundial de Barista. Confira a colocação:

1º lugar Diego Campos – Colômbia
Andrea Allen – Estados Unidos
hugh Kelly – Austrália
Emi Fukahori – Suíça
Martin Shabaya – Quênia
Wojciech Tysler – Irlanda

Finalistas do Campeonato Mundial de Barista / Diego Campos, campeão da competição – Fotos: World Coffee Events

Além da competição de Barista, a feira HostMilano também recebeu os Campeonatos Mundiais de Brewers e Cup Tasters. Nessas modalidades, o Brasil foi representado pelos vice-campeões brasileiros, Garam Um e Edimilson Generoso, respectivamente. Clique aqui e confira informações sobre as apresentações.

TEXTO Gabriela Kaneto

Barista

Barista: Seja voluntário na Semana Internacional do Café 2021!

O Barista Jam, criado pela Daterra Coffee em parceria com a Semana Internacional do Café, é um espaço dentro da SIC presencial que serve cafés da Daterra e de outras origens do mundo para o público visitante da feira.

Assim como nas outras edições, baristas de todo o Brasil podem se inscrever para participar voluntariamente do Barista Jam em três modalidades: Barista Sênior, Barista Júnior e Assistente de Bar.

Barista Sênior: vaga para baristas experientes que sabem performar todas as atividades das rotinas de preparo de café. Ficarão encarregados de operar máquinas de espresso e preparar coados.

Barista Júnior: oportunidade para quem está começando agora. O Barista Júnior dará suporte ao Barista Sênior na extração de cafés e no atendimento ao público.

Assistente de Bar: para quem não tem experiência como barista ainda, mas quer começar a vivenciar o universo dos cafés especiais. Ficará responsável por manter a organização, abastecimento e limpeza do espaço.

Para se inscrever nas vagas acima é necessário preencher este formulário. O prazo de inscrição é dia 5 de novembro. Os dados serão analisados e a Daterra entrará em contato com os selecionados.

A Semana Internacional do Café acontece de 10 a 12 de novembro no Expominas, em Belo Horizonte (MG), e na plataforma on-line. Para participar do evento presencial e/ou virtual, é necessário realizar o credenciamento no site.

Serviço
Semana Internacional do Café 2021
Quando: 10 a 12 de novembro
Onde: Expominas, em Belo Horizonte (MG), e na plataforma on-line
Mais informações: www.semanainternacionaldocafe.com.br

TEXTO Redação

Barista

Campeonatos Mundiais de Barista, Brewers e Cup Tasters começam neste sábado (23)

Finalmente, depois de muitos adiamentos, os Campeonatos Mundiais de Barismo começam! A partir deste sábado (23), é dado início às competições de Barista, Brewers e Cup Tasters, que acontecem até o dia 26 de outubro, durante a HostMilano, em Milão, na Itália.

Os brasileiros já estão em terras italianas para representar o nosso país. Os baristas de São Paulo, Boram Um e Garam Um, competem nas categorias de Barista e Brewers, respectivamente, enquanto que o mineiro Edimilson Generoso disputa o Cup Tasters. Clique aqui e leia sobre a decisão da troca de representantes.

Assista ao vivo!

Para quem quiser acompanhar, Boram entrará na arena às 10h48 (horário de Brasília) do dia 23 de outubro. Sua apresentação começará às 11h20 (horário de Brasília). No dia 24 de outubro, a preparação do Edimilson terá início às 10h15 (horário de Brasília), com a apresentação marcada para 10h50 (horário de Brasília). Já Garam chega à arena às 7h05 (horário de Brasília) do dia 25 de outubro e se apresenta às 7h50 (horário de Brasília).

Os links de transmissão serão disponibilizados no site da organização, onde você também pode conferir os perfis de todos os competidores e a grade de programação completa dos campeonatos.

Acompanhe nas nossas redes! Siga a Revista Espresso no Instagram e fique por dentro de mais informações sobre os Mundiais.

TEXTO Redação • FOTO Gustavo Baxter / NITRO