Cafeteria & Afins

Sterna Café abre nova unidade em São Paulo

Nesta última quinta-feira, 14/12, a rede Sterna Café inaugurou sua 15ª loja. Localizada em Pinheiros, na cidade de São Paulo, a unidade já está funcionando e serve como um bom lugar para quem quer experimentar cafés especiais.

Além do tradicional espresso e das bebidas quentes que sempre estão no cardápio, a casa está com novidades para o verão. As bebidas Orange Coffee, Espresso Tônica, Iced Hario, Caipirinha de Café e Iced Cotton Coffee são todas geladas e feitas à base de café.

Para quem ainda não experimentou, a Sterna também oferece a novidade africana que conquistou o coração dos apaixonados por café há uns meses: o café na casquinha. Já para quem quer conhecer cafés de fora também é uma boa oportunidade. Uma vez por mês, a cafeteria traz cafés de diferentes nacionalidades. Neste mês de dezembro, os grãos escolhidos são dos países produtores Colômbia, Timor e Vietnã.

Informações sobre a Cafeteria

Endereço Rua Artur de Azevedo, 1.436 Condomínio Pátio Pinheiros
Bairro Pinheiros
Cidade São Paulo
Estado São Paulo
País Brasil
Website http://www.sternacafe.com.br
Horário de Atendimento De segunda a sexta, das 7h30 às 19h; sábado, das 8h às 17h
TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Barista

Italiano leva a melhor no Mundial de Torra 2017

Créditos: Coffee T&I Magazine

Ontem foi o último dia do Campeonato Mundial de Torra. O evento, que estava rolando desde o dia 12/12, na cidade chinesa de Guangzhou, contou com a participação de 21 competidores de diferentes países, todos em busca de um único objetivo: ser o melhor do mundo. Para isso, os participantes tiveram que mostrar trabalho.

Com máquinas que suportam de 3 a 6 kg de café, a primeira etapa funcionou como uma espécie de treino, onde cada torrador recebeu cafés verdes para testar e decidir qual perfil de torra iria seguir.

Já na competição, eles tiveram que torrar dois tipos de café: o Single Origin e um blend próprio. Cada competidor contou com meia hora para torrar o Single Origin e uma hora para torrar o blend. Além dos cafés, foi preciso fazer um “plano de trabalho de torra”, onde especificaram informações como perfil, quantidade para cada uso e resultados esperados nos quesitos corpo, aroma, acidez e sabor.

Na última etapa, os participantes entregaram 1,5 kg de cada café aos juízes que, degustando às cegas e seguindo o plano de torra entregue, foram dando as notas para cada participante.

Créditos: World Coffee Roasting

O grande vencedor desta edição foi o italiano Rubens Gardelli, com 479,25 pontos. Jack Allisey, da Austrália, ficou em segundo lugar, com 472,67, e Benjamin Pozsgai, da Alemanha, em terceiro, com 468,75. O brasileiro Robson Rodrigues Ribeiro, de Carmo de Minas (MG), vencedor do Campeonato Brasileiro de Torra 2017, ficou em 19º lugar, pontuando 427,42.

Realizado pela World Coffee Events, o Campeonato Mundial de Torra contou com o patrocínio da Vortecs Machine Co., Cafetto, Pentair, Everpure e Giesen Coffee Roasters.

Mais informações: www.worldcoffeeroasting.org

TEXTO Gabriela Kaneto

Mercado

Wish list: 8 presentes para quem ama café

Já comprou o presente de todo mundo? E daquela pessoa que adora um cafézim? Com o natal quase aí, selecionamos 8 produtos que ajudarão você a escolher a surpresa ideal para quem ama a bebida! Confira:

Aventais Personalizados

Com cortes modernos e manuais, a carioca Old Skool Bar tem feito sucesso com seus aventais personalizados. As peças são feitas a mão utilizando jeans, couro e metais. Preço: R$ 150. Mais informações: www.instagram.com/oldskoolbar

Tampers

A Suave Coffee Gear, empresa com foco na produção de acessórios com design para baristas, vende tampers que podem ser adquiridos completos, só a base ou só o cabo avulso e personalizado. Preço: a partir de R$ 103. Mais informações: www.suave.coffee

Kit Hario v60

Este kit completo é ótimo para quem quer começar a usar o método japonês. Vem com uma hario v60, uma jarra, 100 coadores e uma colher de medida. Preço: R$ 154. Mais informações: www.cafestore.com.br

Caneca conserva com tampa

Quer dar uma caneca fora do tradicional? Esta vem com tampa, para conservar o quentinho do café passado na hora. Feita de cerâmica e tampa de bambu, possui 420 ml de capacidade. Preço: R$ 59. Mais informações: www.uatt.com.br

Copo prensa francesa

Uma prensa francesa de um jeito moderno e prático (mais do que já é). Com altura de 23 cm e capacidade de 480 ml, é feita de plástico e aço inoxidável, ótima para preparar café em qualquer lugar! Preço: R$ 79,90. Mais informações: www.imaginarium.com.br

Caneca retrô

Quer presentear com uma lembrancinha? Esta canequinha retrô conserva a temperatura do café, além de ser delicada e ótima pra quem gosta de produtos do campo. Possui capacidade para 400 ml. Preço: R$ 39,90. Mais informações: www.zonacriativa.com.br

Moinho de café manual

Charmoso, este moinho manual da Hario é rápido e fácil de utilizar. Com formato cônico, lâminas de cerâmica e manivela para moagem, não gera muito atrito e nem produz muito calor, conservando o sabor do café. Preço: R$ 246. Mais informações: www.cafestore.com.br

Assinatura da Revista Espresso

Além dos produtos, aprender sobre o café é sempre bom! Você pode presentear um amigo com a assinatura anual (4 edições) ou a bianual (8 edições) da Revista Espresso, assim ele ficará sempre por dentro das novidades do mundo cafeeiro. Preço: R$ 48 e R$ 90. Mais informações: www.revistaespresso.com.br/assine

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Mercado

Somos finalistas do prêmio Sprudgie Awards!

 

Buscando celebrar e premiar os vários segmentos dentro do universo do café, desde produtores e marcas que trabalham para servir uma bebida de qualidade até podcasts e publicações que visam divulgar a cultura cafeeira, o prêmio internacional Sprudgie Awards está disponível para votação. Ele é promovido pelo site norte-americano Sprudge, também especializado em café.

Em sua 9ª edição, a premiação acontece através do voto popular na internet e, neste ano, a Revista Espresso, primeira publicação especializada em cafés do Brasil, está concorrendo na categoria “Melhor Revista de Café” ao lado de gigantes de outros países. Para ganharmos em nossa categoria, precisamos da ajuda de nossos leitores!

Ajude a Espresso
Para votar é fácil! Basta entrar no site, preencher a votação com nome, sobrenome, e-mail e localização, votar na Revista Espresso na categoria “Best Coffee Magazine” e clicar em enviar.

A votação estará disponível em todo o mundo até o dia 31/12. Então, vamos colocar a mão na massa e chamar a família e os amigos para votar! Contamos com vocês para o Brasil levar o prêmio de melhor revista de café do mundo!

Vote aqui!

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Cafeteria & Afins

Kaffeine Espresso Bar – Budapeste (Hungria)

Com a terceira onda do café que surgiu na Hungria em meados de 2012, Csaba Ajpek e David Nagy decidiram seguir o fluxo do país e abrir uma cafeteria. Inaugurada em 2016, a Kaffeine está situada no coração de Budapeste, sendo a primeira a abrir do lado esquerdo do famoso Rio Danúbio. Um ano depois, devido ao sucesso, os amigos resolveram expandir os negócios e abriram uma segunda loja, a primeira do país a comercializar cafés especiais dentro de um shopping.

Csaba e David focaram e investiram na qualidade dos produtos oferecidos. Por isso, a Kaffeine trabalha com grãos selecionados e torrados da Has Bean, marca de café muito famosa em Londres. Com parcerias em diversas fazendas pelo mundo, a Has Bean fornece grãos de vários países, como Quênia, Etiópia, Costa Rica, Nicarágua e El Salvador, o que permite que a cafeteria trabalhe com sabores diferentes sem perder a alta qualidade.

De dentro da cafeteria
Pensando em seu consumidor final, a cafeteria faz uso de variados métodos de preparo. Segundo seus donos, os equipamentos mais utilizados atualmente são a máquina de café espresso Victoria Arduino’s Black Eagle e o moedor de grãos Mythos One. Para quem prefere métodos de infusão, a Kaffeine também trabalha com hario v60 e aeropress.

Além do espresso, o estabelecimento prepara macchiatos, lattes, cortados, flat whites e diversos sabores de chás de alta qualidade, como preto, verde, vermelho, branco e infusão de frutas. Sucos, cafés gelados, limonadas e outros tipos de bebida completam o cardápio.

As comidinhas mais pedidas são croissants e sanduíches. Para intolerantes, a cafeteria conta com produtos sem açúcar, glúten e lactose. Apostando em alta tecnologia e profissionais capacitados, busca proporcionar boas experiências para seus clientes, através de padrões elevados de serviço e ambiente aconchegante.

(Texto originalmente publicado na edição impressa da Revista Espresso – única publicação brasileira especializada em café. Receba em casa. Para saber como assinar, clique aqui).

Informações sobre a Cafeteria

Endereço Lövôház utca, 1127 27/B
Cidade Budapeste
País Hungria
Website http://www.kaffeine.hu
Telefone +36 20-549-5514
Horário de Atendimento De segunda a quinta, das 7h às 19h. Sexta, sábado e domingo, das 8h às 19h.
TEXTO Gabriela Kaneto • FOTO Divulgação

Mercado

Curso de Barista em Brasília arrecada fundos para ajudar instituição

Para quem deseja se profissionalizar como barista, a Monardo Café Gourmet, casa de formação de baristas em Brasília, realizará o Curso de Barista Positivo Beneficente nº 100 no dia 13/1, das 9h às 12h, no auditório do edifício Vega Luxury Mall.

Ministrado por Antonello Monardo, o evento possui duração de 3 horas e conta com a parte teórica do curso de barista regular, buscando enfatizar a divulgação dos cafés especiais e a degustação.

O valor da inscrição é de R$ 110, onde será inteiramente doado para o Instituto Vida Positiva, que auxilia crianças, adolescentes e jovens portadores do vírus HIV. Já incluso, além do certificado, os participantes receberão um quilo de café gourmet Monardo, uma edição do livro Louco por Café – Antonello Monardo e uma edição da Revista Espresso.

O curso conta com o apoio da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), do Conselho Nacional do Café (CNC) e da Revista Espresso.

Serviço
Curso de Barista Positivo Beneficente nº 100
Onde: Auditório do Edifício Vega Luxury Mall, Setor Comercial Norte – Brasília (DF)
Quando: 13/1, das 9h às 12h
Mais informações: www.monardo.com.br

TEXTO Redação • FOTO Lucas Albin/Agência Ophelia

Receitas

Bolo pé de moleque

Ingredientes
– 500 g de massa puba*
– 1 xícara (chá) de açúcar cristal
– 1 xícara (chá) de açúcar mascavo
– 1/2 xícara (chá) de café coado forte ou espresso
– 1 e 1/2 colher (sopa) de manteiga
– 2 ovos
– 150 ml de leite tirado de 1 coco seco ralado**
– 150 g de castanha-de-caju sem sal e moída
– 100 g de castanha-de-caju inteira para decorar
– 1/2 colher (sobremesa) de sal
– 1/2 colher (café) de cravo-da-índia levemente tostado e triturado no pilão
– 1/2 colher (sobremesa) de erva-doce levemente tostada e triturada no pilão
– 1/2 colher (sopa) de canela em pó
– Manteiga e farinha de trigo para untar a forma

*massa mole de mandioca encontrada em casas do Norte
**ou 200 ml de leite de coco industrializado

Preparo
Primeiro, faça o leite de coco natural: bata no liquidificador um coco ralado (a fruta e não o de saquinho) com a água morna, o suficiente para cobrir, por cerca de quatro minutos ou até triturar bem. Sobre uma tigela, passe o coco batido por uma peneira de malha bem fininha, apertando com as costas da colher para extrair todo o leite (se preferir, esprema bem num pano de prato limpo). Descarte o bagaço e reserve. Derreta a manteiga em uma vasilha e transfira para uma tigela junto aos demais ingredientes, reservando a castanha-de-caju inteira. Mexa bem com uma colher de pau e transfira para uma assadeira untada com manteiga e farinha. Leve para assar em forno preaquecido (180ºC) por 30 minutos, mas nesse meio tempo (quando a massa apresentar superfície firme, porém não assada) acrescente as castanhas inteiras sobre o bolo formando uma bonita decoração. Termine de assar (o bolo não cresce muito porque não leva fermento) e faça o teste do palito – precisa sair limpo depois de espetado na massa. Tradicional nas festas juninas, esse bolo também é preparado em ocasiões especiais pelas famílias paraibanas.

(Texto originalmente publicado na edição impressa da Revista Espresso – única publicação brasileira especializada em café. Receba em casa. Para saber como assinar, clique aqui).

TEXTO Janice Kiss • FOTO Daniel Ozana/Studio Oz • RECEITA Chef Carlos Ribeiro, do Na Cozinha

Cafeteria & Afins

Intelligenza – Belo Horizonte (MG)

Um lugar para apreciar bons cafés, marcar reuniões, estudar ou, quem sabe, escrever um livro. Foi pensando em um ambiente assim que Henrique Fiúza abriu a casa na metade de 2016 depois de viajar aos Estados Unidos a fim de conhecer cafeterias e deparar com a famosa Intelligentsia, em Venice, na Califórnia.

Surgiu daí referência e inspiração para o nome da casa situada no boêmio bairro belo-horizontino da Savassi que pretende oferecer ao cliente uma espécie de porto seguro em todo o tipo de situação, do trabalho a uma simples pausa. Há tomadas espalhadas por todos os cantos, wi-fi, mesas grandes e quatro ambientes. A área externa atrai quem está passando pelo local.

Lá de Minas
Os grãos são quase todos mineiros (basicamente do Cerrado e do Sul de Minas) entre os cinco disponíveis, como o da Fazenda Barinas, em Araxá, de onde são colhidos o bourbon amarelo (torrado pelo Will Coffee) ou o topázio, vencedor da categoria natural no concurso da BSCA. A torrefação oficial da casa é a Noete Café Clube, que também fica na cidade de Belo Horizonte.

Os clientes encontram preparos como espresso (extraído de uma Astoria), coados (hario v60, chemex e clever), french press e aeropress, feitos por baristas – por sinal, os métodos são vendidos na loja da cafeteria. Há outras opções de bebidas, como cappuccino, cold brew e drinques à base de café, a exemplo do Lemon Rock (limonada suíça, cold brew e gelo). Croissants e bolos (cenoura, banana e integral) estão entre os itens mais pedidos do cardápio e acompanham o café.

Mas, como em uma boa casa mineira, não faltam o pão de queijo e outras pedidas, como torta de frango e opções veganas, entre elas quibes e samossas (pastel indiano), além de sanduíches, tartines e sorvetes artesanais.

Com o tempo, Henrique Fiúza deseja que sua cafeteria adquira o mesmo clima de comunidade entre os frequentadores que acontece “na gringa”.

(Texto originalmente publicado em junho, julho e agosto, na edição impressa da Revista Espresso – única publicação brasileira especializada em café. Receba em casa. Para saber como assinar, clique aqui).

Informações sobre a Cafeteria

Endereço Rua Paraíba, 966
Bairro Savassi
Cidade Belo Horizonte
Estado Minas Gerais
País Brasil
Website http://www.facebook.com/intelligenzabh
Telefone (31) 2555-1311
Horário de Atendimento De segunda a sexta, das 12h às 20h
TEXTO Janice Kiss • FOTO Divulgação

Mercado

2ª edição do Coletivo de Portas Abertas acontece no ES

Com o objetivo de promover informação sobre a valorização do café, nos dias 2 e 3/12, no Coletivo Café, na cidade de Venda Nova do Imigrante (ES), acontecerá a 2ª edição do Coletivo Portas Abertas.

Funcionando como um encontro com todos os pilares do café especial e englobando desde o produtor até o consumidor final, o evento receberá compradores, produtores, Q-Graders, baristas, mestres de torra, estudantes de cafeicultura, empresários, fornecedores, consumidores e interessados pelo universo do café.

Com amostras de qualidade, exposições, apresentações, dia de campo, shows com artistas da região, a iniciativa também conta com oficinas de avaliação sensorial, torra, barista, mercado internacional, nutrição da planta e do solo e secagem.

Estarão presentes nomes como Sandra Lelis, campeã do Coffee of The Year 2017 na categoria arábica, e Clayton Barrosa, produtor da fazenda Ninho da Águia, além da Equipe IFES, Fazendas Klem, IWCA, entre outros. O evento conta com o apoio da Revista Espresso e da Semana Internacional do Café.

Para participar e receber toda a programação, é necessário realizar a inscrição aqui. O ingresso é de R$ 20 por pessoa, estudante paga meia entrada.

Mais informações: https://www.facebook.com/events/234400913757990/?active_tab=about

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Cafezal

Brasileiro campeão de concurso bate recorde mundial em leilão

O campeão do concurso Cup of Excellence – Brazil 2017 na categoria Pulped Naturals, Gabriel Alves Nunes, bateu o recorde mundial no leilão dos vencedores. Seu café com Denominação de Origem do Cerrado Mineiro, produzido na Fazenda Bom Jardim, em Patrocínio (MG), recebeu o lance de US$ 130,20 por libra peso, o que equivale a mais de US$ 17,2 mil por saca de 60 kg, ou aproximadamente R$ 55,5 mil por saca.

Segundo informações da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), instituição responsável pela realização do concurso, o café campeão foi divido em dois lotes: o primeiro recebeu o lance de US$ 130,20 por libra pesa, valor que corresponde a aproximadamente R$ 55.457,60 por saca de 60 kg, e o segundo foi negociado por US$ 120 por libra peso, ou R$ 51.116,17 por saca. As empresas que adquiriram o produto foram Maruyama Coffee e Sarutahiko Coffee, ambas do Japão, e Campos Coffee, da Austrália.

Para Nunes, o resultado do leilão é motivo de extrema satisfação e orgulho, já que seu café bourbon é cultivado a 935 metros de altitude, enquanto outros países produzem a uma altura muito mais elevada, o que propiciava, até então, uma certa vantagem na obtenção da qualidade: “nosso café mostrou que se pode buscar excelência dentro dessas características. Pela primeira vez a região do Cerrado Mineiro vence o concurso e bate recorde mundial”.

Ele tem total consciência de que investir em qualidade é recompensador: “meu pai mexe com café há 30 anos e passei a mexer há quatro. Desde que voltei à fazenda procurei investir em estrutura e melhoramentos, sempre buscando qualidade, pois sabemos que o café está no mesmo caminho do vinho, com os consumidores cada vez mais exigentes”.

Com vistas na mudança de cenário por parte dos consumidores, o cafeicultor investiu em capacitação da equipe da propriedade para modificar a forma de produzir os cafés, almejando agradar aos compradores finais. Nunes destaca que o prêmio do leilão será quase que integralmente investido na fazenda, buscando preservar cada vez mais o meio ambiente e visando qualificar ainda mais os funcionários.

“Estamos em constante busca de termos sustentabilidade ambiental e social para alcançarmos nosso reconhecimento econômico na comercialização. Temos funcionários dedicados, que tratam com carinho cada lote na fazenda.  Há três anos estamos evoluindo e chegamos ao resultado, evidenciando todo o cuidado desde a produção até a pós-colheita. Obtivemos valores superiores aos cafés de altitudes mais elevadas, que possuem qualidade excepcional pelas questões fisiológicas envolvidas”, analisou o campeão.

Para conferir os resultados do leilão, clique aqui.

Concursos de Qualidade de Café
Responsáveis por premiar os cafeicultores que investem nas lavouras e se dedicam para oferecer aos compradores uma bebida considerada superior, os Concursos de Qualidade de Café têm papel indispensável na educação dos produtores que, para conseguirem uma boa colocação na disputa, precisam obedecer a uma série de procedimentos, conhecerem sobre a bebida e desenvolverem classificadores que provem do café, para indicar se está bom ou se precisa ser melhorado.

(Texto publicado originalmente no site CaféPoint)

TEXTO Camila Cechinel • FOTO Divulgação/Lucas Albin Agencia Ophelia/Aislan Henrique da Silva