Mercado

Brasileiros invadem Amsterdã

Até 23 de junho acontece a World of Coffee em Amsterdã, na Holanda. Uma feira voltada para o mercado cafeeiro que recebe o campeonato World Barista Championship, que seleciona o melhor barista do mundo. O barista brasileiro Thiago Sabino realizou sua apresentação hoje (21/06), porém não foi selecionado para a semifinal.

Os países selecionados foram: Cingapura, Tailândia, Malásia, Canadá, Reino Unido, Coreia do Sul, Suécia, Holanda, Austrália, Grécia, Rússia, Nova Zelândia, Japão, Polônia, Estados Unidos e Suíça.

A equipe da Semana Internacional do Café não ficou de fora do evento e embarcou para Amsterdã com o objetivo de apresentar para o público internacional a cidade de Belo Horizonte (MG) como o próximo destino de negócios do setor cafeeiro.

No evento, a SIC conta com um estande interativo intitulado “Boarding to Brazil” (Embarque para o Brasil) com o conceito “Your coffee journey begins in Brazil” (sua jornada do café começa no Brasil). Nele, os visitantes poderão ter uma experiência 360 graus com vídeos das regiões brasileiras produtoras de café, tendo a sensação de estar em um avião, com poltronas e imagens alusivas ao tema. Além disso, serão distribuídos ecobags e bottons em homenagem aos Campeonatos Mundiais que acontecerão durante a SIC e uma passagem aérea será sorteada.

É a primeira vez que o Brasil sediará quatro modalidades de Campeonatos Mundiais de Barista, sendo eles: World Coffee in Good Spirits Championship (drinques alcoólicos com café), World Latte Art Championship (desenho no café com leite), World Brewers Cup (preparos manuais de café) e World Cup Tasters Championship (prova profissional de café).

Segundo o diretor de planejamento da Café Editora, Caio Alonso Fontes, este ano será ainda mais importante para consolidar a SIC como uma rota essencial para os compradores mundiais iniciarem sua jornada no Brasil. “Teremos uma grande oportunidade de mostrar todo o nosso potencial como maior País produtor de diversidades de café e sustentável”, afirma.

A SIC acontece de 7 a 9 de novembro, em Belo Horizonte (MG), e conta com diversos estandes; campeonatos; mesas de prova; concursos que reúnem amostras dos melhores grãos; cursos, workshops; palestras e uma imensa troca de conhecimento para os apaixonados por café.

Serviço
Semana Internacional do Café 2018
Quando: 7 a 9 de novembro
Horário: 11h às 20h
Onde: Expominas, Belo Horizonte (MG)
Maiores informações: www.semanainternacionaldocafe.com.br

Facebook e Twitter: @semanadocafe
Instagram: @semanainternacionaldocafe

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Mercado

Diversidade no mercado de cápsulas

A praticidade no preparo do café em cápsula conquistou de vez os brasileiros. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), há cinco anos, o consumo de café em cápsulas cresceu de 40% a 50% ao ano. Depois, a média anual passou a ser de 9%. O diretor-executivo da ABIC, Nathan Herszkowicz, explica que o crescimento é menor, mas mostra que é uma categoria que cresce mais do que o café como um todo, que é de 3,5% ao ano.

Para Nathan, a cápsula possui uma forma de preparo com praticidade, conveniência e qualidade. “Em menos de um minuto e com apenas um toque de botão, prepara-se café de maneira correta (água na temperatura certa e quantidade de pó ideal) e com a qualidade preservada”, afirma.

Uma das primeiras marcas a trazer a cápsula para o Brasil foi a Nestlé. A Nespresso se tornou um case de sucesso com sua máquina e diversas cápsulas de café gourmet vendido em boutiques próprias. Em 2009, chegou ao mercado a Dolce Gusto, com bebidas à base de café, capaz de produzir espresso, cappuccino e chocolate quente para toda família, de fácil acesso e compra direto no grande varejo.

Com o sucesso das cápsulas, claro que muitas marcas passaram a investir neste segmento, como: Illy, Kaffa, Santa Monica, Suplicy Cafés Especiais, Astro Café, Café do Centro, Graníssimo Café Pelé, Mitsuo Nakao, Orfeu, Baggio, Octávio Café, entre outras.

Novidade do mês
A mais recente a entrar neste mercado é a multinacional alemã Melitta, especialista em café e presente no Brasil há 50 anos. Na semana passada, a empresa anunciou sua entrada no mercado de cápsulas compatíveis com o sistema Nespresso.

A marca estreia nesse segmento com cinco versões de blends (Ristretto, Marcato, Staccato, Audacce e Tenuto), divididos em três diferentes grupos de perfis aromáticos: intensos, equilibrados e frutados.

Com fabricação nacional, em uma linha de produção exclusiva na unidade da Melitta em Avaré (SP), as cápsulas são feitas com um material que impede vazamento, passagem de luz e oxigênio, e já podem ser encontradas nos principais pontos de venda de todo o estado de São Paulo. Até o final do ano a distribuição acontecerá nas demais regiões do país.

Outras marcas
O Grupo Utam lançou, a cerca de cinco anos, sua marca de cápsulas. Segundo a executiva do Grupo, a criação inicial das opções de mono origens de café foi a estratégia encontrada pela empresa para oferecer aos consumidores sabores típicos daqueles países, que apresentam tradição na qualidade do café. “Nossa intenção foi valorizar a cultura do café pelo mundo, hoje tão em alta. Percebemos uma grande demanda na procura por esse tipo de café gourmet diferenciado, principalmente pelos sabores internacionais”, destaca Ana Carolina.

Na semana passada, na feira Fispal Café, em São Paulo, o Grupo lançou o café monoorigem Etiópia, composto por cafés da República Democrática Federal da Etiópia. Além dele, a marca já conta com quatro opções com as origens: Brasil (edição limitada), Colômbia, Timor e Guatemala, além dos seis tipos de blends: Intenso, Extraforte, Bourbon, Classic, Gourmet e Descafeinado. As cápsulas Utam são compatíveis com a máquina da Nespresso.

L’OR
A L’OR, linha francesa de cafés super premium da multinacional Jacobs Douwe Egberts (JDE) – mesma fabricante de marcas como Pilão, Damasco e Café Pelé –  trouxe para o mercado brasileiro cápsulas com seis sabores, compatíveis com a máquina da Nespresso e que estão à venda nas grandes redes de supermercado. Todo o processo de seleção e industrialização dos grãos do Café L’OR acontece no Brasil, seguindo padrões de qualidade. Já as cápsulas de alumínio são produzidas na França.

Três Corações
Se antes 100% das cápsulas eram importadas, hoje em dia, com as fábricas que se instalaram no Brasil, a importação diminuiu bastante. Na Três Corações, por exemplo, o café produzido e torrado aqui era enviado para a Itália. Lá, ele era encapsulado e depois era importado pelo Brasil. No ano passado, porém, a empresa começou a fabricar as cápsulas em Montes Claros (MG), fazendo com que a importação e a exportação não sejam mais necessárias. Desde então, toda a linha de espressos é produzida no Brasil. Além de café, a Três Corações produz outras bebidas encapsuladas, totalizando 22 sabores. A marca conta com máquina própria.

Delta
A Deltaexpresso, em parceria com a Delta Cafés, apostou na flagship da Deltaexpresso Coffee Convenience Store, em São Paulo, que agrega blends selecionados de várias partes do mundo e conveniência com venda de produtos dedicados ao consumo e preparo da bebida (em grãos, moídos e cápsulas), máquinas de espresso portáteis e acessórios como xícaras e canecas.

Nas unidades da Deltaexpresso é possível tomar os cafés em cápsulas da Delta Q. No que se refere ao consumo das cápsulas, segundo a empresa, nas unidades da rede Deltaexpresso (em âmbito nacional), até o momento a rede faturou mais de R$ 63.000 em cápsulas. Esse número corresponde a mais de 168 mil cápsulas vendidas. Uma média de 33 mil cápsulas vendidas por mês. O consumo nas lojas, neste mesmo período, foi de mais de 11.590 doses de espressos Delta Q.

Reciclagem
Nas cápsulas tradicionais, de alumínio e plástico, as quatro líderes do mercado Nespresso, Dolce Gusto, Pilão e Três Corações contam com programas de reciclagem.

A Nespresso possui uma estrutura própria para separar os materiais e destinar os subprodutos. O consumidor entrega as cápsulas em um dos 42 pontos de coleta nas lojas ou devolve em serviços de entrega. As cápsulas são enviadas para um centro de reciclagem. Alumínio vira de novo alumínio e café vira adubo orgânico. A empresa diz que reciclou, em 2017, 13,3% das cápsulas vendidas, contra 8,6% em 2016.

A Dolce Gusto tem pontos de coleta em lojas do Pão de Açúcar, em cidades como São Paulo, Campinas e Rio.

A Pilão, que embala suas doses únicas em cápsulas de plástico e alumínio, participa de um programa de reciclagem desenvolvido pela empresa TerraCycle desde novembro de 2017. Até o início desta semana, o programa registrava recebimento de 20 mil cápsulas. Para participar, o consumidor deve enviar o material pelo correio.

A Três Corações começou a ação de reciclagem em abril de 2017 nos estados de São Paulo e Ceará, em pontos de coleta. O plano é ter coleta em outras capitais do Brasil. Eles fizeram uma parceria com a Recycling Development e os produtos descartados são transformados em objetos, como coletores, cantoneiras, telhas e até bases/estrados para uso em unidades fabris do grupo.

CONSUMO
– O café em cápsula tem validade aproximada, dada pelo fabricante, de 18 meses em embalagem fechada.
– Após aberta a embalagem, deve ser utilizada em até 30 dias, segundo fabricante.
– A quantidade de café nas cápsulas varia entre 5 a 7 gramas, conforme a marca.
– As cápsulas devem ser guardadas em ambiente fresco e seco.

TEXTO Natália Camoleze • FOTO Beatriz Cardoso

Café & Preparos

O calor que faz a diferença

Além do cuidado com os grãos, detalhes como jogar água quente nos utensílios usados antes de preparar o café podem potencializar o sabor final da bebida e deixá-la quentinha por mais tempo

A qualidade dos grãos, o frescor, a moagem específica para cada tipo de método e a água usada são características que, se corretas, qualificam o café que o brasileiro tanto ama. O que muitos não sabem é que detalhes como passar água quente nos utensílios são importantes e fazem a diferença no resultado final. Muito utilizada pelos baristas nas mais diversas cafeterias Brasil afora, essa prática ainda não é tão conhecida pelos apreciadores de café. Escaldar o filtro, o método, o recipiente e a xícara é um ato simples e rápido que pode ressaltar o verdadeiro sabor do café e preservar sua temperatura por mais tempo.

Conversamos com Camila Franco, atual campeã nacional de Brewers Cup e barista da Lucca Cafés Especiais (Curitiba-PR), e com Hugo Silva, da cafeteria IL Barista (São Paulo-SP), campeão da Copa Barista 2017, e selecionamos três utensílios escaldados pelos profissionais dentro do balcão. Você também pode fazer isso em casa para garantir um bom café, do começo ao fim.

Para preservar o verdadeiro sabor
Camila explica que molhar o filtro é uma prática necessária: “É fundamental que seja jogada uma água quente para lavá-lo, principalmente se ele for o de papel. Quando você escalda o filtro, seja ele de papel, seja de metal, qualquer sabor residual que possa ser passado para o café é eliminado, como o gosto do próprio material ou de alguma bebida preparada antes”. Acredite, por menor que seja a impureza, ela pode mudar totalmente o sabor do café que você está preparando.

Uma dica: após o procedimento, não utilize a mesma água para fazer a bebida, senão todo o processo terá sido em vão. Para que não haja desperdício, você pode usá-la em outras situações, como para regar as plantas.

Extração na medida certa
A extração é a principal etapa na preparação do café. É justamente nesse momento, em que o café está passando, que se observa um ponto importante que precisa de atenção.

Desde o contato com o pó até o café finalizado, a água costuma perder temperatura, o que pode prejudicar o resultado final. Para que isso não aconteça, escalde desde o filtro até o recipiente onde cairá a bebida já pronta, seja uma jarrinha, seja uma garrafa térmica.

“Quando falamos de métodos de preparo de café, é interessante que todos os utensílios sejam escaldados antes. Por exemplo, se formos usar uma kalita de porcelana e um filtro de papel, aconselha-se molhar os dois juntos, além do recipiente que vai receber a infusão”, explica Hugo.

Segundo o campeão, isso não serve apenas para coados: “Muitas pessoas escaldam a french press e a deixam um tempo com a água quente dentro. Assim, a extração já ocorre sob uma temperatura mais elevada. Da mesma forma se pode fazer na aeropress, o que também serve para limpar e tirar resíduos de bebidas anteriores”.

Gostoso do começo ao fim
Para manter o café com o mesmo quentinho da infusão pode-se esquentar a xícara também. Essa prática fará o líquido esfriar mais devagar.

Segundo Hugo, escaldar a xícara é uma questão de gosto: “Algumas pessoas não gostam, enquanto outras fazem questão, pois isso eleva a temperatura do copo e deixa a bebida quente por mais tempo”.

Mas, cuidado! Atente para a temperatura usada a fim de não aquecer demais e queimar os lábios. Para escaldar, Hugo aconselha que seja usada a mesma temperatura da água do preparo do café. Lembre-se: tomar café é um hábito prazeroso, e fazê-lo é quase um ritual.

(Texto originalmente publicado na edição impressa da Revista Espresso, referente aos meses dezembro, janeiro e fevereiro de 2018 – única publicação brasileira especializada em café. Receba em casa. Para saber como assinar, clique aqui).

TEXTO Gabriela Kaneto • FOTO Daniel Ozana/Studio Oz

Barista

Thiago Sabino segue para a Holanda para representar o Brasil

Entre os dias 20 e 23 de junho, a Holanda sediará o Campeonato Mundial de Barista, uma das competições mais importantes do café. Com o objetivo de selecionar o melhor barista do mundo, o evento será realizado na capital do país, Amsterdã, e conta com profissionais de diversas nacionalidades.

Após ganhar a fase nacional, que aconteceu na cidade do Rio de Janeiro no começo do ano, Thiago Sabino será o representante do Brasil no exterior. Na disputa, o barista terá 15 minutos para preparar quatro espressos, quatro bebidas com leite e quatro drinques de assinatura, sendo avaliado por juízes técnicos e sensoriais.

Thiago, que já participou do Mundial outras duas vezes, em 2014 e 2015, diz que para este espera um melhor resultado. “Espero ir muito bem. Este ano estou indo mais preparado, tive um suporte muito maior de excelentes profissionais”.

Para ajudar o barista com os gastos da viagem, é possível contribuir através deste crowdfunding.

Thiago se apresentará no dia 21/06 (quinta-feira), às 14h30 (horário da Holanda) e 9h30 (horário de Brasília). Será possível acompanhar a competição, via livestream, no site do campeonato – www.worldbaristachampionship.org.

TEXTO Redação • FOTO Giulianna Iannaco

Barista

Colombiano é o grande vencedor da 4ª edição do Barista & Farmer

A Colômbia recebeu de 1º a 10 de junho, a 4ª edição do Barista & Farmer, um evento criado pelo barista italiano Francesco Sanapo, que visa não só treinar embaixadores do café especial, mas também ser uma ponte cultural entre a Colômbia, o terceiro maior produtor de café do mundo, e a Itália.

250 profissionais se inscreveram e apenas 10 foram selecionados, entre eles, o brasileiro da Argenta Cafés (Curitiba-PR) Daniel Munari. Eles tiveram a oportunidade de descobrir o processo do café, desde o grão até a xícara, diferentes tecnologias, degustações e várias maneiras de consumo.

O grande vencedor foi o jovem colombiano de 28 anos, Diego Campos, que em 2014 e 2016 já havia vencido o Campeonato Nacional de Barista.

“Tem sido a melhor experiência da minha vida. Acredito que esta vitória representa um futuro melhor para o meu país e melhores oportunidades para os agricultores”, afirmou Diego.

Para o criador, Francesco Sanapo, esta é uma experiência super positiva para valorizar os talentos. “Já estamos pensando no que melhorar para a próxima edição. Não esperava a vitória do Diego, foi a primeira vez que um barista local ganhou, acredito que sua postura de liderança e carisma foram essenciais para a vitória”, afirmou.

Luisa Fernanda Gallo, Assessora de Relações Internacionais do Serviço Nacional de Aprendizagem (SENA), conta que o projeto traz uma experiência enriquecedora para os produtores, além de conectar a cultura do café colombiano com baristas do mundo todo. “Estamos muito felizes com o Barista & Farmer e acredito que é apenas o começo de muitas oportunidades para promover o café colombiano e as pessoas incríveis que estão por trás da nossa produção”.

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Receitas

Hot dog chicago style

Por Rene Aduan Junior

(Inspirado no típico cachorro-quente de Chicago, nos EUA)

Ingredientes
– 1 pão de cachorro-quente (ou pão de leite)
– 1 salsicha Frankfurt cozida
– 1/4 de pepino em conserva
– 6 pimentas-biquinho em conserva e cortadas ao meio
– 1/4 de cebola
– 1/4 de pimentão verde ou de salsão
– 1/4 de tomate sem pele e sem sementes
– Mostarda amarela a gosto

Preparo
Primeiro, corte a cebola, o pimentão (ou salsão) e o tomate em pequenos cubos e reserve. Depois, corte o pão ao meio e coloque primeiro a salsicha e a mostarda. Acrescente o tomate, a cebola, o pimentão (ou salsão), o pepino e a pimenta-biquinho, para compor o “dogão” americano. Dica: cerveja de estilo Vienna Lager, de tom avermelhado e sabor meio floral, meio amargo, combina com o cachorro-quente.

FOTO Daniel Ozana/Studio Oz • RECEITA Rene Aduan Junior

Mercado

Cafeterias em clima de Copa do Mundo!

Que tal unir duas paixões nacionais: café e futebol? Algumas cafeterias já estão prontas para a Copa com produtos especiais.

A Octavio Café acaba de lançar microlotes de edições limitadas inspirados nos cinco títulos mundiais. Segundo o diretor executivo João Paulo Badaró, a ideia é homenagear as conquistas brasileiras através dos produtos Octávio.

Quem comprar o kit com os cinco cafés, ganha duas canecas personalizadas. O kit estará à venda nas lojas e pelo site a partir de 17 de junho, até durar o estoque, no valor de R$ 186. Cada microlote poderá ser comprado separadamente por R$ 50.

Confira a descrição de cada blend inspirada na Copa:

Café Especial 58: uma seleção marcada pela solidez e irreverência, representado por um Catuaí Vermelho de doçura marcante e aroma frutado.

Café Especial 62: uma seleção equilibrada representada por um Bourbon Amarelo de acidez balanceada e corpo médio.

Café Especial 70: equipe com meio-campo e ataque geniais, homenageada por esse Catuaí Vermelho de acidez brilhante com uma explosão de sabores frutados.

Café Especial 94: uma equipe intensa e envolvente pede esse Bourbon Amarelo de torra média escura, encorpado e doçura ilustre.

Café Especial 02: seleção com muita potência, experiência e carisma, como esse Bourbon Amarelo de torra média clara, com leve acidez e potente sabor de amêndoas e melaço.

Além disso, quem visitar a cafeteria nos horários dos jogos será recebido com um ambiente totalmente decorado para a Copa, telões para assistir aos jogos e deliciosas comidinhas.

Serviço
Octavio Café
Local: Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2996 – Jardim Paulistano
Horário de funcionamento para os jogos:
Brasil x Suíça (às 15 horas)
Data: 17/06 (domingo)
Horário: 13h às 19h

Brasil x Costa Rica (às 09 horas)
Data: 22/06 (sexta-feira)
Horário: 07h às 13h

Brasil x Sérvia (às 15 horas)
Data: 27/06 (quarta-feira)
Horário: 13h às 19h

Mais informações: www.octaviocafe.com.br

Mineirinha

A rede Cheirin Bão, lançada em 2014, apresenta oito opções de caixas inspiradas na Copa.

Na compra dos grãos Bão e Mió, o cliente receberá o pacote de café dentro da embalagem que leva informações sobre os times, a tabela de jogos, curiosidades de alguns países e pontos turísticos.

Mais informações: www.cheirinbao.com.br

Degustação

A Sterna Café também está pronta para a Copa. Durante todo o mês, quem passar pelas unidades em São Paulo, Grande ABC, Campinas ou Belo Horizonte, poderá degustar blends da Costa Rica (região West Valley), Colômbia (região de Santander nos Andes da América do Sul) e do Brasil (Patrocínio – Minas Gerais). Será possível escolher entre os métodos de preparo hario v60 ou frech press.

Mais informações: www.sternacafe.com.br

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Barista

Cerrado Mineiro possui representantes para nacional de Cup Tasters e Brewers

No último final de semana aconteceram, em Uberlândia (MG), as pré-seletivas para os Campeonatos Brasileiros de Cup Tasters e Brewers. As seletivas foram realizadas no Mundo Café, da barista Paula Dulgheroff, e os dois primeiros colocados, de cada um, representarão a região do Cerrado Mineiro nas etapas nacionais em agosto.

O Campeonato Nacional de Cup Tasters acontecerá na O’Coffee em Pedregulho (SP) – 10 e 11 de agosto – e o Campeonato Nacional de Brewers em São Lourenço (MG) – de 16 a 19 de agosto.

Cup Tasters – Cerrado Mineiro

1º lugar – Fellipe Pacheco (Rio Brilhante Café de Origem)
2º lugar – Ricardo Eugênio (Cafebras)
3º lugar – Warley Oliveira (Fazenda Barinas)

Brewers – Cerrado Mineiro

1º lugar – Otávio Augusto (Federação dos Cafeicultores do Cerrado)
2º lugar – Fernando Santana (Baristando)
3º lugar – Midori Carolina (Um Coffee)

TEXTO Redação • FOTO Sônia Lopes - Federação dos Cafeicultores do Cerrado

Mercado

5 novas cafeterias em São Paulo para experimentar!

Muitos cantinhos têm surgido na capital paulista nos últimos tempos. Com bons cafés e boas comidinhas, os espaços são atrativos para quem quer passar um tempo estudando, trabalhando ou jogando papo fora. Então, que tal chamar um amigo, dar uma de turista e conhecer novos lugares? Confira o que separamos!

Black’n Load

Apesar de ter sido inaugurada no final do mês passado, dia 21, a casa já chegou com tudo! Escolhido para os amantes de café, o carro chefe é composto por um blend de grãos Icatu, Bourbon Amarelo e Mundo Novo, que são torrados pelo Wolff Café e podem ser pedidos em métodos como hario v60, clever, aeropress, french press e o tradicional espresso.

Para quem curte outras opções para tomar, a Black’n Load também trabalha com cappuccino, macchiato, flat white, vanilla latte, chocolate quente e um cardápio de chás especiais, organizado em parceria com a Tea Shop.

Salgados como pão de queijo com queijo da serra da canastra, sanduíches e pães caseiros de fermentação prolongada, feitos por Felipe Borio, acompanham bem as bebidas. De sobremesa, a casa conta com cookies, cinnamon roll e bolos diversos.

Serviço
Black’n Load
Onde: Rua Bahia, 843 – Higienópolis – São Paulo (SP)
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 9h às 19h; sábado, das 10h às 15h
Mais informações: www.facebook.com/blacknload

Flagship Deltaexpresso


Fresquinha e saindo direto do forno, a casa foi inaugurada ainda essa semana, no dia 5, e visa surpreender todos os tipos de paladares. O cardápio, bem variado, conta com opções de blends nacionais e internacionais, ideal para quem quer conhecer grãos diferentes. Além das bebidas feitas a base de café, também é possível pedir chocolates, chás, milk-shakes, frozens e sodas italianas, para aqueles que querem fugir dos refrigerantes tradicionais.

Para comer, há opções integrais como croissants, empadas, quiches e uma linha exclusiva de sanduíches. Na parte de doces, os clientes podem pedir tortas, cheesecake com calda de morango e tartelete de limão, bolos de laranja e canela com nozes, brownie de chocolate e pastel de nata.

Quem quer se aventurar nos cafés especiais, uma dica: a flagship possui uma loja que vende produtos dedicados ao consumo e preparo da bebida, máquinas de espresso portáteis e acessórios, como xícaras e canecas.

Serviço
Flagship Deltaexpresso
Onde: Praça do Patriarca, 66 – Sé – São Paulo (SP)
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 7h às 18h; sábado, das 7h às 14h
Mais informações: www.facebook.com/deltaexpresso

Um Coffee Co. Thera

Inaugurada no dia 4 de junho, a unidade Thera da Um Coffee Co. possui um espaço amplo e moderno que comporta cerca de 80 pessoas. Ideal para trabalhar, estudar ou simplesmente passar um tempo, é possível pedir café espresso ou coado para degustar enquanto está no local.

Além do café simples, o cardápio conta com várias outras opções de bebidas, com ou sem café, como matcha, chocolate, chá, doppio, macchiatto, americano, cappuccino e latte. Para os dias de calor, a casa oferece cold brew, mocha cold brew e coado iced.

Para acompanhar, opções salgadas como brioches, sanduíches, torradas, saladas e paninis são boas pedidas. Já para quem curte os doces, a cafeteria trabalha com pancakes de nozes, french toast (com creme inglês e amêndoas laminadas), red velvet pancakes e affogato, que consiste em uma bola de sorvete de creme com um shot de espresso.

Serviço
Um Coffee Co. Thera
Onde: Rua Pais Leme, 215 – Pinheiros – São Paulo (SP)
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 7h30 às 19h; domingos e feriados, das 9h às 16h
Mais informações: www.facebook.com/umcoffeeco

True Coffee Inc.

Aberta no mês de abril, a casa faz parte da marca True Coffee Inc., pioneira na produção de cold brew no Brasil. Focando nos cafés especiais, os clientes podem degustar grãos Catuaí Vermelho e Mundo Novo, dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, na hario v60 e no espresso.

Fora essas opções, o cardápio da cafeteria conta com macchiato, cappuccino, latte, chocolate quente, cold brew, espresso tônica e kiro, uma bebida a base de gengibre. Para acompanhar, a casa recomenda pão de queijo e, para quem gosta de doces, o cookie e o brownie.

Serviço
True Coffee Inc.
Onde: Rua Quintana, 741 – Brooklyn Paulista – São Paulo (SP)
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 9h às 19h
Mais informações: www.facebook.com/truecoffeeinc

Café For Fun

Foto: Edson Martos

Com abertura em fevereiro deste ano, o espaço pequenino da Café For Fun é muito bem decorado e aconchegante para quem deseja tomar um café especial e passar o tempo na capital paulista.

Além do espresso, os blends exclusivos da casa também podem ser pedidos em métodos coados: hario v60, aeropress e prensa francesa. Para quem prefere outras bebidas, há opções como cervejas artesanais e chás preparados na mesa do cliente.

Em busca das comidinhas, o cardápio dispõe de burekas e bolos diversos, com destaque para o de chocolate, que são preparados na cozinha da própria cafeteria. Sanduíches e sopas também são boas opções.

Serviço
Café For Fun
Onde: Rua Álvaro Anes, 37 – Pinheiros – São Paulo (SP)
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 8h às 18h; sábado, das 10h às 18h
Mais informações: www.facebook.com/Cafe.ForFun.Pinheiros

TEXTO Gabriela Kaneto • FOTO Divulgação

Café & Preparos

Quer moer o seu próprio café?

Tão importante quanto a escolha dos grãos e dos métodos é escolher um bom moedor na hora de fazer o café. Conta para gente qual o seu preferido!

Separamos algumas opções para você escolher:

Hario

Desenvolvido para ser armazenado em lugares menores, é considerado um dos melhores na questão da praticidade. Com lâminas de cerâmica inoxidáveis, o equipamento ainda dispõe de uma escala para medir a quantidade de café moída.

Valor: R$ 217,00
Onde encontrar:  www.cafestore.com.br

Cadence Di Grano

Possui duas lâminas de aço, que permitem uma moagem  fácil e rápida. Moedor portátil e compacto.

Valor: R$ 89,00
Onde encontrar:  www.cafestore.com.br

KitchenAid

Com capacidade para moer grãos de café para até doze xícaras grandes ou 36 pequenas. O aparelho conta com copo exclusivo de 125 ml e ainda acompanha uma tampa para armazenar e salpicar temperos. Ideal para quem busca versatilidade na moagem.

Valor: R$ 649,00
Onde encontrar: www.kitchenaid.com.br

Bialleti

Com corpo em aço inox e recipiente de grande capacidade, o equipamento permite a moagem de grãos para até 12 xícaras. Moagem com qualidade e velocidade.

Valor: R$ 178,90
Onde encontrar:  www.cafestore.com.br

TEXTO Redação • FOTO Divulgação