Mercado

Concorrência abala gigantes do mercado do café

O mercado do café passa por movimentações, transações e acordos o tempo todo e marcas italianas, como Lavazza e illycaffè, têm buscado alternativas para reagir aos seus concorrentes no setor.

As duas seguem caminhos distintos nessa empreitada. A Lavazza tem buscado negócios na França, Dinamarca, Canadá e Austrália, a fim de se consolidar como a maior produtora de café italiana. Já a illy, que possui cerca de 250 estabelecimentos em 43 países, busca acordos de distribuição mais segmentados no mercado de cápsulas e na abertura de cafeterias.

No mês passado, a Starbucks abriu sua primeira loja na Itália e máquinas da Nespresso ameaçam a terra do café espresso. O mercado mundial de cafés está a todo o vapor e teve crescimento de 25% nos últimos cinco anos, com potencial enorme de ascensão e maiores investimentos.

Segundo a Euromonitor, a Nestlé tem participação de quase 25% no mercado global de cafés torrado, moído e instantâneo. Os dados não incluem café vendido em cafeterias. Em segundo lugar está a JAB, com 10%, e em seguida estão Lavazza e Starbucks, ambas com 2,5%.

TEXTO Redação • FOTO Felipe Gombossy

Café & Preparos

Proporção exata

A arte de preparar o café é muito mais complexa do que imaginamos. Os grãos especiais, plantados em determinadas regiões com certas altitudes e solos, passam por processos cuidadosos e precisos, que visam sempre a destacar o sabor, o aroma e a textura da bebida quando pronta.

Além do cuidado nas lavouras, é necessário ter atenção especial na hora do preparo. O uso correto do método escolhido é essencial para uma boa extração, que resulta no realce das qualidades do fruto e garante uma melhor experiência a quem está degustando. Mas, para que essa etapa tenha sucesso, é preciso calcular a quantidade de pó e água que será utilizada no processo.

João Michalski, barista da cafeteria paranaense de Cascavel, a Café du Coin, e vice-campeão do Campeonato Brasileiro de Barista 2018, explica como utilizar a balança medidora, objeto que ajuda tanto os profissionais quanto as pessoas em casa a mensurar a quantidade de pó e água no preparo do café, ponto de extrema importância.

Passo a passo

1- Começando do zero

Chamada de “tara”, primeiro é preciso zerar a balança. Isso permite que você pese apenas o conteúdo desejado, sem somar o peso do recipiente em que ele está inserido. “Sempre que formos preparar um café, seja filtrado, seja espresso, precisamos tarar todos os objetos colocados na balança. Quanto mais precisa ela for, melhor o resultados”, explica João.

2- A quantidade certa de café

Com a balança zerada, você consegue medir a quantidade de café moído para o uso ou a de grãos que deseja moer. A precisão nessa etapa é importante para que haja equilíbrio. Desse modo, você consegue combinar a porção exata de café com a de água que será usada, possibilitando, assim, melhor extração e, consequentemente, um bom resultado final.

3- Fazendo a extração

Segundo o barista, esse momento é muito importante e requer atenção. “A quantidade de água colocada no método nem sempre vai ser a quantidade exata a ser servida. Na hario v60, por exemplo, se usados 200 ml de água, o resultado será de aproximadamente 180 ml”.

Para fazer o café em métodos como hario v60, chemex ou até mesmo aeropress, é necessário posicionar o equipamento em cima da balança já com o café moído, realizar a tara mais uma vez para zerar o peso e acrescentar a água. João diz que dessa forma é possível obter um controle melhor do fluxo do fluido.

Com o espresso também não é muito diferente. João explica: “Depois de pesar e moer o café, pese-o novamente para conferir a dose. Insira o porta-filtro na máquina e tare a xícara em que for servir a bebida. Assim é possível ter controle total da extração”.

(Texto originalmente publicado na edição impressa da Revista Espresso referente aos meses março, abril e maio de 2018 – única publicação brasileira especializada em café. Receba em casa. Para saber como assinar, clique aqui).

TEXTO Gabriela Kaneto • FOTO Daniel Ozana/Studio Oz

Mercado

Conhece a moda do drip coffee?

O consumo de café cresce apressadamente no mundo todo. De acordo com uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), só no ano passado, nosso País consumiu 21,5 milhões de sacas do grão, o equivalente a 1,07 milhão de toneladas. Bastante, né?

O Brasil é o maior exportador de café do mundo e o segundo que mais consome, perdendo apenas para os Estados Unidos. Este crescimento pode ser explicado por alguns fatores, como a melhoria das condições de trabalho e do processo nas lavouras, a modernização dos estabelecimentos e a imersão de grandes marcas, como a Coca-Cola, no mercado cafeeiro.

Além disso, outro ponto interessante é a inovação nas formas de servir a bebida. Além do espresso e dos métodos coados e filtrados que já conhecemos, surgiram ideias como o cold brew, café extraído a frio normalmente produzido artesanalmente; e o drip coffee, café filtrado individual.

Conhecido como “café de bolso”, o drip coffee consiste basicamente em um sachê com hastes flexíveis, que são encaixadas nas bordas da xícara, deixando o pacotinho com o pó posicionado bem no centro. Assim, através da passagem da água, o café sai quentinho e fresquinho direto no recipiente onde será consumido. Aos amantes de café com leite, é possível coar com leite quente ao invés de água. Bem prático!

Algumas marcas já aderiram a novidade ao catálogo de produtos, como a Santa Mônica Café Gourmet, a Orfeu Cafés Especiais e a Mistuo Nakao. O drip coffee costuma vir em embalagens que contém 10 sachês, com uma média de preço de R$ 24.

TEXTO Gabriela Kaneto • FOTO Divulgação

Café & Preparos

Belo Horizonte recebe 4ª edição do Café da Semana

A Semana Internacional do Café (SIC), maior encontro do setor cafeeiro no Brasil, está chegando e para todo mundo já entrar no clima está no ar a 4ª edição do Café da Semana, que tem o intuito de fomentar um novo olhar sobre a cultura do café, além de divulgar Minas Gerais enquanto maior estado produtor do Brasil.

O projeto conta com a participação de 23 cafeterias que apresentam, até o dia 11 de novembro, roteiros de cafés especiais. “Os apaixonados pelo café terão a oportunidade de desfrutar de experiências sensoriais ricas, experimentando harmonizações exclusivas e especialidades dessas casas”, destaca Mariana Proença, diretora de conteúdo da Café Editora e uma das organizadoras do evento.

As casas participantes servem cafés de diferentes regiões mineiras, como Cerrado Mineiro, Mantiqueira de Minas, Matas de Minas, Sul de Minas e Chapada de Minas. Segundo Priscilla Magalhães Gomes Lins, Gerente Unidade Agronegócio do Sebrae, as características de cada região são bem diferentes: “o Cerrado, com uma agricultura de base empresarial e tecnificada; a Mantiqueira, com uma agricultura tradicional e estruturada; e ainda as Matas de Minas, com a cafeicultura baseada na agricultura familiar e processos artesanais de produção”.

Durante o Café da Semana, a cada café consumido você ganha um carimbo. Juntando cinco, o sexto café é de graça! Dica: Leve o cartão fidelidade sempre com você! Cada estabelecimento te dá direito a um carimbo. Para tomar o café cortesia basta apresentar o cartão com os cinco carimbos na casa de preferência!

Confira o roteiro da 4ª edição Café da Semana aqui.

Sobre a SIC
A Semana Internacional do Café acontece de 7 a 9 de novembro, no Expominas, em Belo Horizonte (MG). Ao longo dos três dias haverão 25 eventos simultâneos focados nas áreas de Mercado & Consumo, Conhecimento & Inovação e Negócios & Empreendedorismo, além de quatro campeonatos mundiais de café: World Coffee in Good Spirits Championship (drinques alcoólicos com café), World Latte Art Championship (desenho no café com leite), World Brewers Cup (preparo de café) e World Cup Tasters Championship (prova de café).

Mais informações: www.semanainternacionaldocafe.com.br

TEXTO Redação • FOTO Academia do Café

Mercado

illycaffè firma acordo para produzir cápsulas compatíveis com Nespresso

Buscando aumentar seu alcance na Europa, a italiana Illy fechou um acordo com a Jacobs Douwe Egberts (JDE), que a possibilita produzir e distribuir as cápsulas de café. O negócio evidencia a tendência dos consumidores por buscar produtos de maior qualidade e o crescimento do mercado cafeeiro internacionalmente.

Atualmente as cápsulas comercializadas pela illycaffè são compatíveis apenas com as máquinas própria. Após concretização do acordo, as cápsulas funcionarão também nas máquinas Nespresso, da Nestlé, líder de vendas do equipamento no mercado europeu.

A illycaffè é a terceira maior produtora de café na Itália. Só no ano passado efetuou vendas que giraram em torno de 500 milhões de euros.

TEXTO Redação • FOTO Elizabeth Shrier

Cafezal

Concurso Florada Premiada divulga amostras selecionadas

O Grupo 3corações lançou em março deste ano o Projeto Florada, que tem como objetivo valorizar e reconhecer o trabalho das mulheres cafeicultoras brasileiras. Em parceria com a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) criaram o Concurso Florada Premiada.

O objetivo é premiar cafés de qualidade e com representatividade de todas as regiões produtoras de cafés arábica do Brasil. Foram 650 inscrições dos métodos via úmida (despolpado, cereja descascadas, desmucilados) e via seca (naturais).

O resultado com as amostras classificadas para venda está no site da BSCA. Elas serão compradas pelo Grupo por R$ 200 acima do mercado.

Já as 44 classificadas no processo via seca e úmida participarão de mais uma fase classificatória entre os dias 25 e 27 de outubro.

Classificadas Via Seca

Classificadas Via Úmida

As grandes vencedoras de cada categoria serão anunciadas no dia 9 de novembro na Semana Internacional do Café, em Belo Horizonte (MG), às 10h30, durante a tradicional cerimônia do café da manhã oferecido em parceria com a Aliança Internacional das Mulheres do Café (IWCA).

“O Concurso 3 Corações Florada Premiada abrirá um espaço inclusivo de reconhecimento ao trabalho de mulheres com o café e de fomentação às suas conquistas. Além disso, o Projeto Florada cria uma importante plataforma de visibilidade para que as cafeicultoras também se conectem entre si e tenham acesso a informações sobre as melhores práticas na produção de cafés especiais”, diz Patrícia Carvalho, líder do Projeto Florada na 3corações.

Além da compra do lote pelo dobro da cotação de mercado, as primeiras colocadas receberão o prêmio de R$25.000, as segundas  R$15.000 e as terceiras R$10.000. Todos estes cafés serão disponibilizados ao consumidor pela linha Rituais Florada em 2019.

Serviço
Semana Internacional do Café 
Quando: de 7 a 9 de novembro
Onde: Expominas – Avenida Amazonas, 6030 Gameleira, Belo Horizonte (MG)
Para mais informações: www.semanainternacionaldocafe.com.br

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Cafezal

Entre brasileiros, produtor das Matas de Minas vence Prêmio Ernesto Illy

A noite do dia 4/10 foi de comemoração para o produtor Raimundo Dimas Santana, das Matas de Minas. O produtor foi o grande vencedor entre os três finalistas brasileiros, levando a 4ª edição do Prêmio Internacional Ernesto Illy. O segundo e o terceiro lugar ficaram, respectivamente, para Maria D’Aparecida Vilela Brito, do Sul de Minas, e Ângelo Nascimento, do Cerrado Mineiro.

Foto: Divulgação

A premiação aconteceu nos Estados Unidos e na ocasião Raimundo foi representado pelo filho Raimundo Dimas Santana Filho. A família está há quarenta anos na Fazenda Santo Antônio, localizada em uma área privilegiada entre formações rochosas e topografia que auxilia na produção do café, com até 1.300 metros de altitude.

Foto: Vitor Barão

Com a vitória, o produtor representou o Brasil dentre nove países produtores que estavam na disputa: Brasil, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Etiópia, Guatemala, Índia, Nicarágua e Ruanda. Cada uma das nações também passou pela mesma premiação, tendo o ganhador como representante do seu respectivo país nas categorias “Best of the Best” e “Coffee Lovers’ Choice”.

A competição contou com um júri de especialistas que escolheram o café da Sra. Philotée Muzika, da Estação de Lavagem de Café Ngororero, de Ruanda, como o grande vencedor do “Best of the Best”. Para a segunda categoria, os mesmos grãos passaram pelo júri dos consumidores, que também escolheram o mesmo café de Ruanda como o melhor café, conquistando também o troféu de “Coffee Lovers’ Choice”. Pela primeira vez na história do Prêmio, o mesmo lote venceu as duas premiações.

Foto: Divulgação

Processo de análise das amostras
As amostras de cada representante dos países participantes foram selecionadas após análise dos grãos arábica da safra 2017/2018 nos laboratórios de qualidade em Trieste, na Itália. Após isso, foram enviadas para Nova York, onde o júri determinou o “Best of the Best” depois de avaliações em três preparações diferentes: espresso, coado e cold brew. Já a votação para o “Coffee Lover’s Choice” envolveu consumidores em lojas illy pelo mundo todo e em uma sessão de degustações às cegas em Nova York, no dia 20 de setembro.

Sobre o Prêmio Internacional Ernesto Illy
Desenvolvido inicialmente no Brasil, o programa atualmente denominado Preêmio Ernesto Illy de Qualidade Sustentável do Café para Espresso formou a base do Prêmio Internacional Ernesto Illy. Criado em 1991, direcionou a transformação da illycaffè em uma empresa que atualmente compra café de produtores que atendam aos padrões de qualidade da empresa, recompensando-os por isso. Mais de 1.500 produtores já foram premiados.

“Da semente de uma ideia que meu pai plantou no Brasil há quase 30 anos surgiu um movimento para propagar café sustentável de alta qualidade pelo mundo e, com isso, melhor reconhecimento, conhecimento e bem-estar dos produtores, parte mais importante em toda a cadeia produtiva do café. O Prêmio Internacional Ernesto Illy homenageia este legado, além de mulheres e homens que trabalham incansavelmente para dar o seu melhor ao mundo”, diz Andrea Illy sobre a premiação.

TEXTO Redação

Mercado

Exposição de embalagens de café está com inscrições abertas

Para a alegria de muitos, a 2ª edição da Espresso Design chegou! Buscando avaliar e divulgar as melhores embalagens de café do Brasil, desta vez a edição será dividida em duas etapas: a primeira vai ser a seleção das melhores embalagens pela banca avaliadora Espresso e a segunda contará com voto popular sobre as embalagens selecionadas.

As escolhidas na primeira fase pela Espresso estarão expostas na Semana Internacional do Café (SIC), maior feira do setor cafeeiro do País. Já a mais votada na segunda etapa será a melhor embalagem de 2018! Mas fique atento: a votação acontecerá através de curtidas nas fotos no Instagram da Revista Espresso (@revistaespresso), entre os dias 7 de novembro a 9 de dezembro. O resultado sairá no dia 10/12!

Para participar da Espresso Design é fácil: basta preencher o formulário no site da SIC com as informações das embalagens que serão inscritas. As inscrições são gratuitas. Após o preenchimento, as embalagens deverão ser enviadas para o endereço abaixo até o dia 24 de outubro.

A/C Giulianna Iannaco
Revista Espresso – Espresso Design
Av. Nove de Julho, 4877 – Conj. 42B
Jardim Paulista – CEP 01407-200
São Paulo (SP)

A Semana Internacional do Café ocorrerá este ano entre os dias 7 e 9 de novembro, no Expominas, na capital mineira Belo Horizonte. Para acessar o regulamento e o formulário de inscrição, clique aqui.

TEXTO Redação

Café & Preparos

12 cafeterias para visitar em Brasília!

Está passando pela capital do País? Fique de olho nessa dica! Fomos até a cidade de Brasília (DF) e criamos um roteiro de 12 cafeterias com visuais, temáticas, comidinhas e cafés diferentes. Pensando em vocês, colocamos todas em ordem de proximidade para facilitar o tour! Aproveite e bons cafés!

Objeto Encontrado

Amante das artes e dos cafés, a Objeto Encontrado possui um espírito de luta e resistência. As paredes são decoradas com desenhos, frases e lambe-lambes com temáticas sociais, o que pode ser um atrativo para pessoas de todas as idades, classes e gêneros.

Para curtir o ambiente, a casa serve cafés cultivados na Bahia, em Minas Gerais, em São Paulo e no Espírito Santo, torrados pela Tocaya Torradores de Café, Trentino Cafés Especiais e AHA! Cafés. Você pode experimentá-los na hario v60, kalita wave e cold brew. Para acompanhar, há opções como bolos, sanduíches e cheesecake.

Opinião da Revista Espresso: Lugar bem agradável para sentar e bater um papo com os amigos. O café é muito bem extraído! Nós tomamos um filtrado para duas pessoas.

Serviço
Objeto Encontrado
Onde: CLN 102 – Bloco B – Loja 56
Horário de funcionamento: segunda a sábado, das 12h às 23h
Mais informações: www.objetoencontrado.com.br

Los Baristas

Moderninha e aconchegante, a Los Baristas é bem conhecida e frequentada na cidade, já que possui um bom espaço para tomar um café, comer algo ou simplesmente bater um papo entre amigos.

A casa trabalha com grãos do Cerrado Mineiro, Mantiqueira de Minas, Serra do Caparaó e Chapada Diamantina, que podem ser pedidos na french press, clever, aeropress, hario v60, chemex, sifão e espresso. Dentre as opções para comer estão disponíveis sanduíches, bolos, tortas e brownies.

Opinião da Revista Espresso: Sentamos no balcão onde é possível sentir o pulsar da cafeteria. Pedimos o café da Serra do Caparaó na chemex. O ambiente é convidativo para passar à tarde.

Serviço
Los Baristas
Onde: CLN 404
Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 12h às 20h; sábado, das 10h às 19h
Mais informações: www.losbaristas.com

Quanto Café

Novidade em Brasília, o Quanto Café foi inaugurado em junho deste ano, na Asa Norte. Os pés de caliandra e de rosas plantados ao redor do deque de madeira deixa o ambiente charmoso e receptivo aos frequentadores.

O café servido vem da região do Caparaó e pode ser degustado no espresso ou na hario v60, além dos derivados como macchiato e cappuccino. Para acompanhar, algumas das opções são bolos, biscoitos e cucas.

Opinião da Revista Espresso: O estabelecimento acertou no ponto. As mesas em um deque viradas para a quadra dá um ar de casa arborizada. O bolo e o café harmonizam muito bem.

Serviço
Quanto Café
Onde: CLN 103 – Bloco A – Loja 52
Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 11h às 21h; sábado, das 9h às 21h
Mais informações: www.quantocafe.com.br

Casa Quilha

Funcionando também como uma loja colaborativa e espaço de produção do USO Atelier, a Casa Quilha possui ambiente bem decorado e fresco, parte externa com cadeiras e mesas entre árvores.

O café atual é produzido na região de Batatais, em São Paulo, e é torrado pela parceira AHA! Cafés. A Casa Quilha trabalha com o espresso como método fixo e um coado a cada mês (nesse momento é a hario v60). Para comer, há opções como sanduíches, dadinhos de tapioca, bolos e cookie de três chocolates, o mais vendido.

Opinião da Revista Espresso: Mais afastada em uma área de oficinas, o ambiente é uma graça, com um jardim de fundo. É um misto de cafeteria e lojas com utensílios de designers da cidade. As louças de cerâmica são uma atração à parte.

Serviço
Casa Quilha
Onde: SCLRN 716 – Bloco F – Loja 47
Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 13h às 20h; sábado, das 9h às 12h30
Mais informações: www.facebook.com/casaquilha

Belini Café – The Coffee Experience

A varanda da casa é um espaço bem aconchegante que dispõe de mesas e bancos de madeira, combinando com os desenhos nas paredes e as diversas plantas espalhadas. A área interna é mais tradicional e muito bem arrumada, com produtos expostos nas prateleiras, poltronas e o charme da casa: o torrador Atilla logo na entrada.

Para aproveitar o ambiente, a cafeteria trabalha com diversas comidinhas salgadas e doces, como toasts, pão na chapa, sanduíches, cheesecake, waffle e panqueca de doce de leite. Você pode escolher o café entre os grãos das regiões do Sul de Minas, Serra da Canastra, Mogiana Mineira e Serra do Caparaó, feitos nos métodos hario v60, chemex, kalita, prensa francesa, aeropress, clever e o tradicional espresso.

Opinião da Revista Espresso: O café da Fazenda Santa Terezinha é uma experiência única que preenche o coração. Tomamos na clever para sentir mais o que este grão tem a oferecer.

Serviço
Belini Café – The Coffee Experience
Onde: CLS 114 – Loja 7
Horário de funcionamento: segunda a sábado, das 8h às 23h; domingos e feriados, das 8h às 22h
Mais informações: www.facebook.com/belinicafe

Ernesto Cafés Especiais

Com ambiente simples e bem montado, o Ernesto Cafés Especiais traz mesas e estantes com livros para quem quer tomar um café e passar o tempo. Os espaços internos e externos o tornam uma boa opção para todos os tipos de clima.

O café é feito com grãos das regiões do Cerrado Mineiro (MG) e da Serra do Salitre (MG), torrados pela curitibana Moka Clube e a paulista Wolff Café. É possível pedi-los nos métodos espresso, aeropress, hario v60, prensa francesa e chemex. Para acompanhar, há diversos pães e croissants feitos na própria cozinha da casa.

Opinião da Revista Espresso: Bem falada na cidade, a pamonha da casa vem com queijo e é servida na palha, para combinar, o café extraído na aeropress. Quer levar uma lembrança do lugar? Indicamos os pães de fermentação natural.

Serviço
Ernesto Cafés Especiais
Onde: CLS 115 – Bloco C, Loja 14
Horário de funcionamento: segunda a domingo, das 7h às 22h
Mais informações: www.facebook.com/ErnestoCafesEspeciais

Dylan Café & Bakery

Café e padaria artesanal, a casa busca oferecer pães produzidos e fermentados de forma orgânica e natural (sourdough). O ambiente é descontraído e bem decorado, com prateleiras feitas de caixa de madeira, paredes de lousa desenhada e livros para uma boa leitura.

Os grãos usados são da Fazenda Pessegueiro, localizada em Mococa (SP), e podem ser degustados no método espresso. Aos poucos a cafeteria está introduzindo coados e aeropress. Além dos pães, a Dylan serve muffins, bolos, brownies, sanduíches e waffles.

Opinião da Revista Espresso: O forte da casa é o pão artesanal com geleia. Servem somente espresso e suas variações com leite.

Serviço
Dylan Café & Bakery
Onde: SCLS 315 – Bloco A, Loja 15
Horário de funcionamento: terça a sexta, das 13h às 22h; sábado, das 9h às 22h; domingo, das 8h às 14h
Mais informações: www.dylancafe.com

Clandestino Café e Música

Todo moderninho, o Clandestino Café e Música possui um espaço charmoso e descolado para os amantes de café em Brasília. Lugar de união dos profissionais do setor, a casa também é um polo de formação de baristas.

No local é servido espresso, hario v60, aeropress, kalita e cold brew, feitos com grãos que variam conforme a temporada. Quer pedir algo para acompanhar? O cardápio dispõe de biscoitos de tapioca, bolos, baurus, sanduíches, entre outras comidinhas.

Opinião da Revista Espresso: A casa serve variados métodos de preparo e diversas opções de grãos. A dica é a torrada com guacamole.

Serviço
Clandestino Café e Música
Onde: CLN 413 – Bloco D
Horário de funcionamento: segunda a sábado (exceto as terças-feiras), das 9h às 21h; domingo, das 9h às 15h
Mais informações: www.facebook.com/clandestinocafeemusica

Salve Café Maravilha

Recém-aberto na cidade de Brasília, o Salve Café Maravilha traz um espaço moderno, minimalista e aconchegante, com músicas e muitas plantinhas que decoram o local. As paredes de azulejo branco dão um ar delicado ao ambiente.

Os grãos da casa são torrados na própria região e estão disponíveis em métodos como hario v60, aeropress e espresso. Além do café, a cafeteria também trabalha com chás selecionados. Bolos, cheesecakes, torradas e pudins são algumas das opções do cardápio, que também dispõe de doces vegetarianos e veganos.

Opinião da Revista Espresso: Espaço é convidativo para bate-papo com amigos no fim de tarde ou mesmo para levar o computador e trabalhar. Funciona com sistema pague no caixa.

Serviço
Salve Café Maravilha
Onde: CLN 116 – Bloco B – Loja 46
Horário de funcionamento: terça a sexta, das 10h às 19h30; sábado, das 10h às 17h30; domingo, das 10h às 14h30
Mais informações: www.facebook.com/salvecafemaravilha

Adorável Café

Localizado em Águas Claras, em um centro comercial fora da cidade, a casa foi inaugurada neste ano, sendo mais um opção para tomar cafés especiais na região. O espaço é pequeno, mas as mesas dispostas e as paredes decoradas tornam o local aconchegante para passar o tempo.

Para os amantes da bebida, os grãos são das regiões do Cerrado Mineiro, Divinolândia (SP) e Piatã (BA), torrados pela AHA! Cafés e Los Baristas e feitos nos métodos espresso, hario v60, aeropress, chemex e prensa francesa. Para comer, algumas das opções são waffle salgado com requeijão, pão de queijo, bolo de limão e sanduíche de pernil.

Opinião da Revista Espresso: O brigadeiro é divino e os métodos de preparo são bem executados.

Serviço
Adorável Café
Onde: Rua 25 Sul – Lote 30 – Loja 4B
Horário de funcionamento: terça a sexta, das 14h às 21h; sábado e domingo, das 9h às 18h
Mais informações: www.facebook.com/adoravelcafe

Acervo Café

O ambiente da cafeteria é bem diferente das demais, tanto na decoração quanto no espaço em si, uma vez que ela parece ser uma sala de casa. Os enfeites na parede, as luminárias e os pequenos detalhes fazem da Acervo Café um lugar único e interessante de se conhecer.

Você pode aproveitar o espaço tomando cafés feitos nos métodos kalita wave, hario v60, aeropress, clever, prensa francesa, aram e woodskull. Os grãos utilizados são rotativos, sendo de regiões brasileiras e de países estrangeiros, como Quênia, Etiópia e Guatemala. Caso queira comer algo, algumas das opções são bolos, cookies, croissants, brownies e tortas.

Opinião da Revista Espresso: Pensado para atender amigos, você se sente literalmente em casa. Com utensílios modernos e precisão no preparo, já conquistou a clientela.

Serviço
Acervo Café
Onde: QE 40 – Conjunto H, Lote 18
Horário de funcionamento: quarta a sexta, das 16h às 23h; sábado, das 15h às 23h; domingo, das 14h às 22h
Mais informações: www.facebook.com/acervocafesespecias

TEXTO Gabriela Kaneto • FOTO Mariana Proença

Mercado

Para levar na bolsa

A fim de facilitar o processo de pesagem e dosagem no preparo do café, a Pressca desenvolveu uma balança medidora bem prática. Composta de uma colher com um contrapeso em seu cabo e uma base de apoio, a novidade permite pegar até 25 gramas de café moído ou em grão direto do recipiente, já fazendo a dosagem através de um sistema de alavanca que permanece em equilíbrio quando a quantidade de café chegar ao peso desejado. A peça custa de R$ 14 a R$ 20.

Mais informações: www.pressca.com.br 

TEXTO Gabriela Kaneto • FOTO Divulgação