A era romântica do café especial

A indústria do café foi marcada por turbulências e significativas mudanças nas últimas décadas, tanto para os produtores quanto para torradores e compradores. Há dois momentos nessa história que, para mim, marcam o início da era romântica do café especial no Brasil: em 2001, Paulinho Almeida, do Sítio Santa Terezinha, ganha, pela primeira vez, o Cup of Excellence, com a participação de seu café orgânico, e, em 2002, Isabela Raposeiras é coroada a primeira campeã barista do Campeonato Brasileiro, honras entregues por ninguém menos que o renomado chef Alex Atala.

Os dois campeões — o primeiro, um pequeno produtor focado em sustentabilidade e que vai marcar a “descoberta” e o reconhecimento de pequenos produtores no País; a segunda, mulher, empreendedora, e que se tornaria a grande condutora das formas como o café brasileiro é visto no próprio País e no mundo — ditariam o ritmo e o tom de uma série de inovações e iniciariam uma era de questionamento sobre tradições e status quo.

O contexto histórico do País era o seguinte: o Brasil vinha de uma longa ditadura militar, que se estendeu por grande parte do século XX. No final da década de 1980, mesmo findado esse regime, ainda se sentia a sua ressaca. Isso se traduziu em exportações de café, que iniciaram na década de 1990 e que, embora feitas por grandes empresas, tinham uma identidade menos institucionalizada. Nasciam, na mesma época, as associações de cafés, ainda que com caráter não tão inclusivo. Os anos entre 1999 e 2001 foram leia mais…

TEXTO Felipe Croce • ILUSTRAÇÃO Eduardo Nunes

Barista

Mundiais de Latte Art, CIGS, Cup Tasters e Torra têm nova data anunciada

Depois do anúncio de prorrogação da Melbourne International Coffee Expo, onde iriam acontecer os Mundiais de Barista e Brewers, a Specialty Coffee Association (SCA) informou, nessa sexta-feira (13), que a World of Coffee também mudará de data.

Por causa do COVID-19 (novo coronavírus), o evento que aconteceria em junho na cidade de Varsóvia, na Polônia, foi transferido para os dias 15 a 17 de outubro, única data disponível.

Os Campeonatos Mundiais de Latte Art, Coffee in Good Spirits, Cup Tasters e Torra seguem confirmados para acontecer dentro da programação da World of Coffee. Competidores, voluntários e juízes que quiserem entrar em contato, podem entrar em contato através do e-mail info@worldcoffeeevents.org.

TEXTO Redação

Barista

Campeonatos Mundiais de Barista e Brewers são adiados para novembro

Após a Organização Mundial da Saúde (OMS) informar que o COVID-19 (novo coronavírus) é uma pandemia, ontem (11), a Specialty Coffee Association (SCA) divulgou uma nota reprogramando alguns de seus principais eventos.

Com as mudanças, a Melbourne International Coffee Expo, feira que realizará os Campeonatos Mundiais de Barista e Brewers, deixará de ser realizada nos dias 4 a 7 de maio e passará a acontecer entre 3 a 6 de novembro deste ano.

A entidade também informou que está em contato com os parceiros dos Estados Unidos e da Polônia para rever melhores datas para a Specialty Coffee Expo e o Simpósio Re:Co (marcados previamente para 23 a 26 de abril) e para a World of Coffee, que realizará os Mundiais de Cup Tasters, Coffee in Good Spirits e Latte Art, prevista, até o momento, para acontecer de 18 a 20 de junho.

Mais informações: www.sca.coffee

TEXTO Redação • FOTO Marcus Desimoni/NITRO

Café & Preparos

Como precaução ao coronavírus, SCA faz mudanças no Protocolo de Cupping

Com eventos marcados para acontecer em países como Estados Unidos, Polônia e Austrália, a Specialty Coffee Association (SCA) informou que está em contato direto com as autoridades de saúde locais e globais por conta do COVID-19 (novo coronavírus), considerado hoje (11) uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Até o momento, os campeonatos, feiras e simpósios seguem programados normalmente em seus dias e locais divulgados de início. Porém, algumas medidas de proteção estão sendo tomadas, como, por exemplo, a mudança no Protocolo de Cupping.

De acordo com o novo sistema, a colher usada para provar os cafés não poderá mais ser levada à boca. Para experimentar a bebida, cada participante receberá um copo individual. A colher terá apenas a função de levar o café dos copos de cupping para os copos individuais.

As mesas serão desinfetadas a cada sessão e será disponibilizada água quente para lavar os utensílios. É indicado que, ao sentir o aroma da amostra, o provador apenas inspire o ar quando estiver próximo do copo de cupping, afastando-se para respirar. Ao finalizar o cupping ou nas pausas para fazer anotações, não é indicado colocar a colher em cima do copo de prova, ação muito comum entre os degustadores mundo afora. Guarde-a no avental.

A barista e torrefadora Trish Rothgeb, proprietária da cafeteria e torrefação norte-americana Wrecking Ball, postou um vídeo sobre como agir nos cuppings levando em consideração o novo Protocolo:

Além da nova medida, que será utilizada na Specialty Coffee Expo, em Portland, e na World of Coffee, na Polônia, a entidade também criou uma página na web com informações e respostas de perguntas frequentes sobre as medidas de prevenção.

Mais informações: www.sca.coffee

TEXTO Redação • FOTO Lucas Albin / Agência Ophelia

Cafezal

Caminhante faz o caminho

Fomos conhecer as histórias de pequenos produtores brasileiros que focam qualidade e governança e estão prestes a conquistar três selos de indicação geográfica para café: Conilon Capixaba, Montanhas do Espírito Santo e Caparaó

Uma energia diferente toma conta de nós no palco do Coffee of the Year. Abraços, lágrimas e sorrisos encerram cada edição da Semana Internacional do Café. Momentos de tensão para saber quem levará o prêmio. Uma explosão de alegria contagia os finalistas. De cima do palco, como curadora do projeto, é possível sentir o clima de meses de trabalho sendo resumidos ali, naqueles instantes.

Tempos depois lá vamos nós vivenciar a emoção de conhecer de perto o dia a dia dos produtores nas suas casas, e com a missão de mostrar aos leitores os detalhes que os levaram ao topo, entre os melhores do País.

Uma peculiaridade da edição de 2018 foi a conquista dos produtores do Estado do Espírito Santo, tanto na categoria arábica quanto na canéfora. Malas prontas e iniciamos nossa jornada pela capital, Vitória. Nome um tanto sugestivo, não é mesmo?

O café é a principal atividade do estado e gera 400 mil empregos. A produção familiar é a cara da cafeicultura de lá e o primeiro item da exportação tem muito valor por onde se anda nas regiões.

Uma das peculiaridades do Espírito Santo é que, apesar de ser um estado de território pequeno (é o quarto menor do Brasil), ele produz as duas espécies de café: arábica e canéfora. Recentemente, em julho, as quatro principais cooperativas do estado fundaram a Federação dos Cafés do Estado do Espírito Santo (Fecafés), composta de Cooabriel, Coopeavi, Cafesul e Coopbac. As cooperativas atuam leia mais…

TEXTO Mariana Proença • FOTO Lucas Albin / Agência Ophelia

Cafeteria & Afins

Arbor Café – Florianópolis (SC)

O Arbor Café nasceu da vontade que três pessoas tinham de mudar de vida, uma vez que trabalhar em grandes empresas e viver em uma megalópole já não era mais um sonho. Assim, Paulo César Arashiro, Simone Arashiro e Fernando Otsuka iniciaram em 2014 os planos para montar algo e, depois de visitar cafeterias em São Paulo e nos Estados Unidos, decidiram que esse tipo de negócio seria um bom investimento.

Após muitos projetos, a casa foi inaugurada, em maio de 2016. Paulo César é o responsável pela parte de branding e marketing; Simone é quem busca novos produtores de café; e Fernando cuida da operação da loja e da torra dos grãos.

O 1º andar conta com uma mesa coletiva, que propicia interação entre os clientes, e bancadas isoladas; uma biblioteca coletiva, com diversos livros, além de uma microtorrefação. No 2º andar, um ambiente aconchegante e intimista pode ser usado tanto para reuniões quanto para curtir a bebida de forma mais tranquila. Aos sábados a casa fica fechada para cursos variados sobre café.

Para beber e comer

Segundo Paulo César, a cafeteria conta com uma média de quatro cafés, que vão desde os mais doces com baixa acidez até os mais complexos, todos torrados em um Carmomaq. Eles podem ser leia mais…

TEXTO Gabriela Kaneto • FOTO Divulgação

Café & Preparos

Chocolat Festival conta com cafés especiais em sua programação

Entre os dias 12 e 15 de março, a cidade de São Paulo (SP) vai receber pela segunda vez o Chocolat São Paulo – Festival Internacional do Chocolate e Cacau, no Pavilhão da Bienal do Ibirapuera. O evento, considerado o maior do setor na América Latina, já tem vinte edições realizadas entre Bahia, Pará e São Paulo, e reúne cerca de setenta expositores e mais de cinquenta marcas de chocolate de origem, bean to bar, premium e gourmet.

Durante os quatro dias, além da venda de chocolates e outros derivados do cacau selecionado, o Chocolat Festival promoverá experiências sensoriais, exposições, cursos de capacidade, workshops, debates sobre temas do setor e palestras ministradas por especialistas. Para os amantes do café, fiquem atentos: tem café na programação da sexta-feira (13/03):

13/3

11h – Degustação guiada, harmonizando três chocolates de diferentes origens do mundo e três cafés feitos de diferentes maneiras (requer inscrição no site)
Instrutores:
Fabio Nakasato, mestre de torras do Isso É Café; Ricardo Aguirre Ramos, barista, manager e trainer do Isso É Café; e Arcélia Gallardo, Mission Chocolate

15h45Painel “O modelo de negócio do Café Especial e um paralelo com o Cacau”
Palestrantes: Lucas Allegro, CEO e produtor de café da Latitude 13 Cafés Especiais; Pedro Ronca, manager World Cocoa Foundation; e Vanusia Nogueira, diretora executiva da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA)

O São Paulo Coffee Festival, evento do setor cafeeiro que, este ano, chega pela primeira vez ao Brasil, é um dos apoiadores do Chocolat Festival e estará com um estande na feira. Destinado a consumidores, coffee lovers, baristas, donos de cafeterias, torrefadores e pessoas ligadas ao universo da gastronomia, o festival cafeinado será realizado entres os dias 26 e 28 de junho, na Bienal do Parque Ibirapuera, em São Paulo (SP).

Serviço
Chocolat Festival
Quando: 12 a 15 de março
Onde: Avenida Pedro Álvares Cabral, s/no – Vila Mariana – São Paulo (SP)
Mais informações: saopaulo.chocolatfestival.com

TEXTO Redação • FOTO Daniel Ozana/Studio Oz

Barista

Barista de Curitiba (PR) vence a 2ª Copa Koar

No último sábado (7) aconteceu a 2ª edição da Copa Koar. O evento, que contou com 27 competidores e muita torcida, foi realizado na cidade de São Paulo (SP), na cafeteria IL Barista Cafés Especiais.

Após as rodadas classificatórias, a competição teve três mesas de semifinais compostas pelos seguintes competidores:

1ª mesa da semifinal 
Raissa Bueno, de Santos (SP)
Mariana Bahls, de Curitiba (PR)
Felipe Villamizar, de São Paulo (SP)

2ª mesa da semifinal 
Andrea Menocci, de São Paulo (SP)
Thais Oliveira, de leia mais…

TEXTO Redação • FOTO Fernanda Sophia

Café & Preparos

Eventos mundiais da SCA seguem programados normalmente

O novo coronavírus está presente em muitos locais do mundo, inclusive em países que sediam importantes encontros do setor cafeeiro. Apesar disso, a Specialty Coffee Association (SCA) soltou na última quarta-feira (4) um informativo em que diz que os eventos deste ano seguem programados para acontecer nas datas e locais planejados.

Specialty Coffee Expo e Simpósio Re:Co
Quando: 23 a 26 de abril
Onde: Portland, Estados Unidos
www.coffeeexpo.org

Melbourne International Coffee Expo e Campeonatos Mundiais de Barista e Brewers
Quando: 4 a 7 de maio
Onde: Melbourne, Austrália
www.internationalcoffeeexpo.com

World of Coffee e Campeonatos Mundiais de Cup Tasters, Coffee in Good Spirits e Latte Art
Quando: 18 a 20 de junho
Onde: Varsóvia, Polônia
www.worldofcoffee.org

A SCA também explicou que todas as decisões e ações que estão sendo tomadas são de acordo com as dados locais e globais das autoridades de saúde. A associação também criou uma leia mais…

TEXTO Redação • FOTO NITRO

Barista

2ª Copa Koar acontece neste sábado em São Paulo (SP)

Neste sábado, 7 de março, a cidade de São Paulo será palco da segunda edição da Copa Koar, competição que avalia e premia o barista que apresentar o melhor preparo de café no método pernambucano. O evento está marcado para acontecer na cafeteria IL Barista.

Os 27 competidores terão 8 minutos para executar suas próprias receitas nos filtros de cerâmica, aço inox com válvula ou acrílico. Deverá ser entregue aos juízes somente uma xícara contendo de 250 ml a 300 ml de café filtrado. O café usado na disputa é da Fazenda Guariroba, de Santo Antônio do Amparo (MG).

Confira abaixo os participantes da edição:

Adeline de Vincenzo – São Paulo (SP)
Ariel Ukmar – Santos (SP)
Fabio Soares – São Paulo (SP)
Túlio Fernando – João Pessoa (PB)
Paulo Ramos – São Paulo (SP)
Felipe Villamizar – São Paulo (SP)
Julia Henriques leia mais…

TEXTO Redação • FOTO Giulianna Iannaco