Mercado

Torrefadoras de café norte-americanas comentam as tendências do mercado para 2021

Embora 2020 não tenha sido como muitos esperavam, as mudanças que a Covid-19 trouxe ao setor cafeeiro provavelmente terão um impacto duradouro. A torrefadora norte-americana Onyx Coffee Lab é uma das muitas empresas que teve que se adaptar para operar dentro da pandemia global. Jon Allen, fundador da marca, diz que a mudança para o take away foi a tendência mais proeminente do ano.

“A Covid-19 nos obrigou a realmente inovar na forma como as bebidas são apresentadas e saboreadas. Os copos, a apresentação e a forma física de beber uma bebida têm um grande impacto no perfil de sabor, expectativa e prazer geral. Por exemplo, atualmente todas as nossas bebidas são consumidas com tampa ou canudo. Isso afeta a maneira como podemos criar camadas de diferentes experiências táteis, temperaturas e guarnições”, contou Allen. “No geral, temos uma equipe leia mais…

TEXTO As informações são do Global Coffee Report / Tradução Juliana Santin • FOTO Café Editora

Mercado

10 dicas de presentes de natal para quem ama café

O natal está chegando e nós queremos saber: já comprou os presentes da família e dos amigos? Separamos algumas novidades cafeinadas para você presentear aqueles que amam uma boa xícara de café!

Kit artesanal da Cafezal em Flor

A fazenda e pousada do Circuito das Águas Paulista montou um kit que traz dois pacotes de 250 g de café cultivados na própria lavoura e duas canequinhas artesanais de cerâmica de 200 ml. Os produtos vêm embalados em uma caixa de MDF para presente.

Preço: R$ 125
Onde: www.cafezalemflor.com.br

Garrafas térmicas da Nespresso

A marca está lançando a linha NOMAD com duas novas garrafas térmicas, de 300 ml e 400 ml. Os produtos de edição limitada possuem paredes duplas de aço inox escovado e cobertura fosca, que permite que o café fique na temperatura ideal, seja ele quente ou frio.

Preço: R$ 90 (300 ml) e R$ 95 (400 ml)
Onde: www.nespresso.com.br

Caixa “Um bom café pra você” da OCabral

A cafeteria paulistana organizou uma box deliciosa composta por produtinhos de parcerias: um pacote de café Carlinhos Altoé de 250 g + uma toalha de algodão feita no tear + um suporte hario v60 tamanho leia mais…

TEXTO Gabriela Kaneto • FOTO Divulgação

Cafezal

Sítio Alto Pontões e Fazenda Vera Cruz vencem o 3º Concurso Florada Premiada

Na última quarta-feira (9) ocorreu a premiação da 3ª edição do Concurso Florada Premiada. O evento foi realizado de forma on-line através do canal no YouTube da 3corações. Clique aqui para assistir.

O concurso é uma iniciativa do Grupo 3corações em parceria com a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), que tem como principais objetivos: dar visibilidade ao trabalho realizado; oferecer acesso às melhores práticas na produção de cafés especiais através do programa de capacitação gratuito Florada Educa, que conta com a coordenação de Silvio Leite; reconhecer e valorizar os microlotes cultivados por elas; e conectar quem produz com quem consome, uma vez que proporciona, por meio da campanha “Junte-se a elas”, a oportunidade para o consumidor adquirir um dos Microlotes Personalizados, revertendo 100% do lucro às produtoras.

O evento foi apresentado por Patrícia Carvalho, que cuida dos Projetos Florada e Tribos no Grupo 3corações. O presidente do Grupo, Pedro Lima, disse estar muito orgulhoso com esse momento especial da cafeicultora brasileira, do agronegócio brasileiro e em especial das cafeicultoras brasileiras. “É o terceiro ano do concurso, estou muito emocionado com esse projeto maravilhoso. 2020 não tem sido fácil, a pandemia trouxe desafios a todos nós, vivemos experiencias jamais experimentadas e o ano vai ficar na história do nosso País e no mundo”, afirmou Pedro.

Marisa Contreras, da Fazenda Capoeira Coffee, foi quem incentivou Pedro Lima a criar este concurso. Ela afirmou que o Florada transformou a vida de mulheres produtoras que produzem com tanto amor e paixão. “É uma jornada de crescimento da mulher, que ajuda a ter uma vida mais significativa na cafeicultora, fazer a diferença na vida um do outro, construir um mundo melhor, presente no dia a dia na vida dessas mulheres. É um projeto que transforma e entrega os leia mais…

TEXTO Redação • FOTO Café Editora

Mercado

Estratégias de venda digital para as festas de final de ano

A pandemia de Covid-19 trouxe muitas mudanças no comportamento do consumidor e a expectativa para as vendas do final do ano é de que sigam no meio digital. Mesmo com a reabertura dos estabelecimentos e o retorno do atendimento presencial, os empresários devem pensar em estratégias de vendas que contemplem os clientes que vão optar pelas compras on-line.

O estudo global “Back to Business, Holiday Edition”, realizado pela Visa em oito mercados ao redor do mundo, incluindo o Brasil, apontou que 54% dos brasileiros entrevistados vão realizar a maioria das compras de final de ano no comércio eletrônico. A pesquisa mostra que apesar da crise, 89% dos brasileiros pretendem fazer compras de Natal, sendo que a maioria (58%) deve optar por apoiar o comércio de bairro e por concentrar mais da metade das compras nesses tipos de estabelecimentos, seja de forma presencial ou on-line.

Segundo o Sebrae, o otimismo com as vendas do final do ano já começou com a Black Friday, que aconteceu no dia 27 de novembro. A consultora do Sebrae/PR, Mariana Carvalho, explica que a pandemia trouxe uma mudança significativa no perfil de compras do público.“Durante a pandemia, fomos levados para a cultura do e-commerce. Muitas pessoas leia mais…

TEXTO Redação • FOTO Tyler Nix

Café & Preparos

Rodrigo Oliveira, o chef de um restaurante improvável

No comando do Mocotó e do Balaio IMS, Rodrigo fez da sua quebrada um dos lugares mais disputados de São Paulo em uma mistura perfeita de ingredientes como excelência, simpatia e consciência social

No topo de uma ladeira na Vila Medeiros, em um bairro que não tem metrô “do lado”, na Zona Norte de São Paulo, está o Mocotó. O restaurante, para quem tem algum conhecimento sobre gastronomia, dispensa apresentações: no local, em 1973, um imigrante nordestino abriu uma casa para servir comida simples sertaneja. Quando seu filho se tornou chef de cozinha, nos anos 2000, o lugar ganhou notoriedade e se transformou um dos mais reconhecidos estabelecimentos não só em São Paulo, como no restante do Brasil e do mundo. 

Detalhe: tudo isso servindo a mesma comida sertaneja, no mesmo endereço da periferia da maior cidade do Hemisfério Sul. Responsável por esse sucesso, Rodrigo Oliveira inclusive é conhecido nas redes sociais como Rodrigo Mocotó. Na conversa, realizada antes das medidas de isolamento social, deixou transparecer seu jeito de falar tranquilo, de quem nem parecia ter a agenda lotada, com outras três pessoas que o aguardavam no salão para eventos diversos. Olha nos olhos, com atenção e simpatia, mesmo que seja para contar a história que já repetiu inúmeras vezes, a um sem-fim de jornalistas, sobre a receita de seus ilustres dadinhos de tapioca ou sobre como o restaurante se transformou no que é. 

Assim como a cidade de São Paulo, que não foi pensada e estava às margens do país em seus primórdios, para depois se tornar a maior cidade do Hemisfério Sul, o Mocotó é espontâneo. “O Mocotó é mais acontecido do que planejado. Era impossível imaginar tudo o que viria de um boteco com estrutura precária, de comida sertaneja – que foi sempre muito estigmatizada –, na periferia da cidade, dentro de um cenário gastronômico super elitista, exclusivista. Ainda que a gente tivesse muita confiança no nosso produto e no nosso trabalho, o que a gente poderia sonhar? Em suma, o Mocotó é um restaurante improvável. Estar lado a lado com alguns dos maiores restaurantes do mundo é notável e, sem demagogia, não é o feito de uma pessoa só, é de muitas: meu pai, a equipe que se formou aqui e os talentos que juntamos”, conta. 

O encontro com o café especial

Por não ter intimidade com a alta gastronomia na época em que começou a tocar o restaurante, Rodrigo – que estudava gestão ambiental – conta que demorou para mexer em seus conceitos sobre café. Era tudo novo, ele precisava entender o que eram tantos ingredientes e processos que orbitavam o mundo da cozinha profissional. O café foi ficando para depois, mas, como diz o meme, café não costuma falhar. leia mais…

TEXTO Cintia Marcucci • FOTO Marcus Steinmeyer

Mercado

Empresas de café optam pela transparência para promover compras sustentáveis

O Programa de Relatórios de Compra Sustentável de Café, da Plataforma Global do Café (GCP), agora entrando em seu segundo ano, recebeu o compromisso de algumas das principais empresas de café do mundo.

O resumo da GCP sobre compras sustentáveis ​​de café em 2018 forneceu os primeiros insights sobre relatórios coletivos da JDE, Melitta, Nestlé, Strauss e Supracafé. Essas empresas concordaram em agir com transparência em um esforço para promover um movimento setorial rumo ao café sustentável e mostrar o progresso que está sendo feito.

Esse compromisso foi aplaudido na recente Assembleia de Membros da GCP, que atraiu mais de 100 representantes dos Membros da GCP de 27 países e abrange toda a cadeia de valor – incluindo as principais empresas de café, sociedade civil, bancos e agências de desenvolvimento.

“Nossos membros e as plataformas nacionais de sustentabilidade do café fizeram grandes avanços na ação coletiva durante um ano incrivelmente desafiador, e o processo de geração de leia mais…

TEXTO As informações são do Global Coffee Report / Tradução Juliana Santin • FOTO Karl Fredrickson

Mercado

Exposição do Museu do Café aborda os avanços dos meios de comunicação no setor cafeeiro

A importância das telecomunicações para o comércio do grão se reflete no acervo do Museu do Café, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. Na coleção desse patrimônio santista, estão teleimpressores, telefones, rádios, fax e livros de códigos telegráfico, itens que irão compor a nova exposição temporária Mundo em Rede: as telecomunicações e o café, inaugurada em 16 de dezembro, às 17h, através do Instagram, e aberta para visitação presencial a partir do dia 17/12.

Partindo de um projeto de pesquisa ligado a esta temática, foram cruzadas informações presentes em depoimentos, pesquisa de acervo e informações bibliográficas e documentais. Com isso, buscou-se entender como Santos formava um importante centro de informações que congregava representantes do interior e exterior.

O acesso à informação e a agilidade na comunicação entre as zonas produtoras dos centros comerciais e os portos era determinante no Brasil, tendo em vista os preços do mercado, que eram bastante leia mais…

TEXTO Redação • FOTO Café Editora

Mercado

Sensory Summit: evento dedicado à ciência sensorial acontece em fevereiro de 2021

A 2ª edição digital do Sensory Summit, da Specialty Coffee Association (SCA), evento dedicado à ciência sensorial e pesquisa para profissionais sensoriais, está com as inscrições abertas e já despachou o kit sensorial para os participantes da Europa e África.

O Sensory Summit completou recentemente sua primeira edição digital com um evento híbrido, digital e físico, com base nos Estados Unidos, nos dias 12 e 13 de novembro. A próxima edição acontecerá em 18 e 19 de fevereiro de 2021.

A SCA afirma que o transporte marítimo é uma situação complicada e mutável devido ao Covid-19, por isso está adotando uma abordagem de zonas múltiplas, garantindo o transporte para leia mais…

TEXTO As informações são do Global Coffee Report / Tradução Juliana Santin • FOTO Jamie Long

Mercado

Diretor da illycaffè Sud America faz balanço de 2020

Na semana passada aconteceu o 5º Prêmio Ernesto Illy Internacional. Realizado tradicionalmente de forma presencial, o evento deste ano foi de maneira digital, mas, segundo o diretor da illycaffè Sud America, Frederico Canepa, apesar de ter sido realizado remotamente, o efeito não mudou.

“O resultado permaneceu o mesmo: celebrar e premiar os melhores produtores da illy pela atenção à qualidade sustentável que eles trazem para o seu trabalho todos os dias e renovar o compromisso da empresa em melhorar a vida dos produtores e dar vida ao sonho de oferecer o melhor café para o mundo”, afirma.

Frederico Canepa, diretor da illycaffè Sud America

Frederico explica que em um ano tão difícil como 2020, a illycaffè estava preparada para a demanda dos produtos com lojas on-line eficientes e ampla variedade de produtos para o consumidor. “Conseguimos atravessar com relativo sucesso o período de lockdown do setor Horeca (hotéis, restaurantes e cafés). Também tiramos lições da crise, relativas ao melhor aproveitamento do trabalho remoto. No Brasil, por exemplo, aproveitamos para mudar nossa sede e abrir a primeira loja illy caffè oficial da América Latina, que inauguraremos em breve”, comenta.

Em relação aos lançamentos deste ano, como o solúvel e as bebidas prontas com leite, Frederico afirma que tem tido um retorno ótimo dos consumidores e que a intenção foi explorar leia mais…

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Mercado

Nespresso lança três cafés de edição limitada em homenagem à Itália

No dia 3 de novembro, a Nespresso iniciou as vendas da edição limitada Italian Festivities, uma homenagem ao país italiano com três cafés especiais: Variations Italia Amaretti Flavour, Variarions Italia Torta di Nocciole Flavour e Il Caffè.

As variedades foram inspiradas em receitas clássicas italianas. O Variations Italia Amaretti Flavour possui notas de amêndoas e um leve sabor de fruta picante. O Variations Italia Torta di Nocciole tem notas de avelã torrada e de baunilha. Complementando o trio, o Il Caffè é um clássico espresso italiano.

“Referência em consumo e torra, a Itália inspira com alguns de seus acompanhamentos mais tradicionais ao café, essa bebida tão apreciada lá quanto aqui no Brasil. Essas edições limitadas são cheias de surpresas para agradar todos nossos consumidores. Desde um perfil mais picante, o adocicado marcante da baunilha e até o gosto puro do tradicional espresso italiano estão presentes na linha Italian Festivities”, explica Marcos Djinishian, Head de Marketing da Nespresso no Brasil.

Junto às cápsulas, a marca também lançou acessórios especiais para a temporada, como o centro de mesa criado em parceria com o estúdio de design Alessi, a nova coleção Lume de xícaras, que inclui também um porta cápsulas, e as novas canecas térmicas NOMAD.

Cada pack de cápsulas está à venda no site da Nespresso por R$ 30.

TEXTO Redação • FOTO Café Editora