Mercado

Associação Brasileira da Indústria de Café explica a importância de escolher grãos certificados

O café é um item essencial na mesa de todos os brasileiros, seja para dar energia na parte da manhã ou concentração no final da tarde. Porém, é necessário ter cuidado na hora de escolher a marca que será consumida.

Durante o processo de colheita dos frutos, impurezas como cascas, pedaços de folhas e sujeiras podem se juntar ao grão, e é necessário um controle rigoroso na aquisição da matéria prima e na industrialização para não comprometer a qualidade final da bebida.

Com o intuito de garantir respeito e confiança para o consumidor e, ainda, valorizar o trabalho de empresas comprometidas com a qualidade do produto final, a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic) criou os Selos de Certificação.

O primeiro, desenvolvido em 1989, foi o Selo de Pureza, que atesta que a mercadoria é pura e sem adulterações, oferecendo segurança alimentar e impedindo irregularidades. Em 2004, foi lançado o Selo de Qualidade, responsável por certificar a categoria de qualidade do café, assim como a consistência do produto final através de uma metodologia de análise sensorial, que classifica os cafés em quatro categorias: Extraforte, Tradicional, Superior e Gourmet.

Outra importante iniciativa da Abic é o Programa Cafés Sustentáveis do Brasil, que valida produtos que utilizam cafés de fazendas certificadas quanto à sustentabilidade e preservação leia mais…

TEXTO Redação • FOTO Justus Menke / Tyler Nix

Mercado

Parceria entre TRES e Havanna lança cápsula de cappuccino com doce de leite

A argentina Havanna, em parceria com a TRES, do Grupo 3corações, está lançando uma novidade em formato de cápsula: Cappuccino Doce de Leite, uma bebida que busca explorar as melhores notas do café combinadas com o doce de leite.

A ideia nasceu após a marca brasileira lançar o Cappuccino de avelã, que ganhou popularidade entre muitos consumidores. Acompanhando o sucesso, a TRES resolveu investir no doce de leite, outro ingrediente muito amado pelo público.

“Nosso foco é disponibilizar ao consumidor variedade, produtos inovadores, saborosos e práticos de preparar para facilitar o dia a dia e, tratando-se de doce de leite, a escolha da marca ideal para a parceria foi evidente, uma vez que a Havanna, assim como a 3corações em seu segmento, é referência em doce de leite. Pensando nisso, unimos o melhor do café com a excelência do cappuccino TRES, um sucesso de vendas, agora com ainda mais cremosidade e um toque do saboroso doce de leite Havanna”, afirma Renata De Stefano, head da TRES.

Disponível em cápsulas exclusivas para máquinas da TRES, o novo Cappuccino será vendido nos mais de 100 pontos de venda da Havanna, nos e-commerces de ambas as marcas e nos principais varejistas do País. A caixinha com dez cápsulas está R$ 18,98.

“O produto marca a entrada da Havanna em um uma nova categoria do varejo tradicional, o de bebidas, o que amplia o interesse do público em outros produtos do nosso portfólio. Com a cápsula de cappuccino doce de leite, chancelamos no varejo a venda de uma bebida que já é um sucesso em nossas lojas”, comenta Diego Schiano, diretor da Havanna no Brasil.

Mais informações: www.havanna.com.br e www.escolhatres.com.br

TEXTO Redação • FOTO Mocno Fotografia / Divulgação

CafezalMercado

29º Prêmio Ernesto Illy de Qualidade do Café acontece em outubro com transmissão no YouTube

No dia 7 de outubro, às 18h, a illycaffè realiza a 29ª edição do Prêmio Ernesto Illy de Qualidade Sustentável do Café para Espresso. Em função do isolamento social imposto pela pandemia do coronavírus, a tradicional festa de premiação acontecerá pela primeira vez de forma virtual, com transmissão pelo YouTube do Clube illy do Café. Para assistir, clique aqui.

A edição contou com 970 amostras inscritas. Deste total, foram selecionados 40 produtores finalistas (clique aqui para conferir a lista). Durante a cerimônia de outubro, serão conhecidos os seis melhores cafés do País, sendo que os três primeiros participarão do 5º Prêmio Internacional Ernesto Illy (EIICA), que acontecerá em novembro. É na fase internacional que será revelada qual é a ordem de classificação dos três melhores do Brasil.

Além dos seis melhores do País, o 29° Prêmio Ernesto Illy também premiará os melhores das categorias regionais. Para isso, a illy divide o mapa brasileiro em 10 regiões: Cerrado Mineiro, Sul de Minas, leia mais…

TEXTO Redação • FOTO Café Editora

CafezalMercado

Premiação do Coffee of The Year será ao vivo em plataforma exclusiva da SIC digital

A Semana Internacional do Café realiza desde 2012 o concurso Coffee of The Year, que tem como objetivo reunir os melhores cafés do Brasil e eleger os grandes destaques do ano, incentivando, assim, o desenvolvimento e aprimoramento da produção nacional e a divulgação de novas origens do café.

Em 2020, devido ao atual cenário mundial, o concurso precisou se adaptar para poder ser realizado de forma digital. As inscrições vão até 9 de outubro e podem ser feitas clicando aqui. A premiação acontecerá ao vivo no dia 20 de novembro, na plataforma oficial da SIC Digital.

Será um momento de comemoração e anúncio dos vencedores, como é feito tradicionalmente, com a apresentação da diretora de conteúdo da Café Editora, Mariana Proença, porém, desta vez, de forma on-line e cada um na sua casa!

Além dessa novidade, o COY 2020 passa por algumas mudanças, como:

  • Alteração no peso das notas dos provadores e do público para se adequar ao evento digital (ver regulamento resumido)
  • Necessidade de 5 kg de café cru de amostra
  • Criação das categorias adicionais: Fermentação Induzida Arábica e Fermentação Induzida Canéfora
  • Prazo máximo para envio das amostras: 9 de outubro de 2020

O concurso conta com duas fases. A primeira consiste em receber as amostras de produtores de todo o Brasil, que serão torradas e provadas por profissionais Q-Graders e R-Graders licenciados pelo Coffee Quality Institute (CQI). Na segunda fase, as melhores amostras participam da Semana Internacional do Café e são provadas por compradores nacionais e internacionais.

Destas amostras, as 21 melhores classificadas vão para a final do concurso (10 amostras de arábica, 5 de canéfora, 3 de fermentação induzida arábica e 3 de fermentação induzida canéfora). Essas amostras serão enviadas para HUBS, pontos de encontro espalhados pelo Brasil, para que o público possa ir até o local e provar os cafés. Em breve serão divulgados os locais! Fique atento nas redes sociais oficiais da SIC.

A SIC Digital contará com uma plataforma exclusiva e de fácil acesso. Serão três dias de evento totalmente on-line e gratuito, com o mais completo conteúdo de cafés do Brasil e negócios com empresas expositoras de diversos segmentos da agroindústria ao foodservice.

Serviço
SIC 100% digital e gratuita
Quando: 18 a 20 de novembro
Onde: em qualquer lugar!
Mais informações: www.semanainternacionaldocafe.com.br

TEXTO Redação • FOTO Semana Internacional do Café

Mercado

Espresso Design: inscrições abertas para concurso que premia embalagens de café

Você tem uma marca de café? Então não perca tempo e inscreva a sua embalagem na 4ª edição da Espresso Design, competição criada pela Espresso para julgar e premiar as melhores embalagens do setor cafeeiro!

Para participar é fácil! Basta preencher o formulário de participação – que pode ser acessado clicando aqui – e enviar a embalagem inscrita para o nosso escritório. O prazo de inscrição e recebimento das embalagens é 30 de outubro.

Serão aceitas embalagens criadas até o final de 2020 (que estejam em circulação ou que serão lançadas e tenham um protótipo para avaliação). Embalagens e/ou coleções limitadas produzidas em 2019/2020 e que não circulam mais no mercado podem participar também. Clique aqui para conferir o regulamento completo.

Após isso, ocorre a avaliação dos pacotes. O júri é composto pela nossa equipe + especialistas em design + convidados que atuam no mercado de café. Com o objetivo de mostrar as tendências e os elementos essenciais, os critérios de avaliação serão: visual/identidade, criatividade, originalidade, eficiência e conceito.

As 20 melhores avaliadas serão expostas na Semana Internacional do Café, que este ano acontece de maneira 100% digital e gratuita, e estarão disponíveis para voto popular na plataforma do evento. A embalagem que receber um maior número de votos será a grande campeã da edição!

Campeãs 2019!

A 3ª edição do concurso foi um sucesso! Recebemos mais de 140 embalagens e as melhores ficaram expostas na SIC 2019, em Belo Horizonte (MG). A vencedora do concurso foi a Cooperativa Cafesul, com a embalagem Casario, que conquistou 3.310 votos. O segundo lugar foi para Black Tucano Coffee Roasters e o terceiro ficou com o pessoal da Mokado Lab de Cafés!

Serviço
Semana Internacional do Café 2020 – 100% digital
Quando: 18 a 20 de novembro
Onde: em qualquer lugar!
Mais informações: www.semanainternacionaldocafe.com.br

TEXTO Redação • FOTO Café Editora

Mercado

Nespresso anuncia que todas as xícaras da marca serão livres de carbono até 2022

Na última quinta-feira (17), a empresa assumiu o compromisso global de compensar toda a sua cadeira de suprimentos e ciclo de vida de produto. Isso significa que, em 27 meses, tudo que for produzido e comercializado pela companhia será calculado em créditos de carbono e os impactos ambientes inerentes gerados pela atividade industrial serão minimizados totalmente.

“A mudança climática é uma realidade e o nosso futuro depende de irmos além e de forma rápida em relação aos compromissos com a sustentabilidade. É por isso que estamos agilizando nossos compromissos de oferecer aos consumidores uma maneira de degustar uma xícara de café neutra em carbono em 2022. Realmente acredito que tanto o nosso negócio quanto a indústria do café em si podem ser uma força mundial para o bem ao lidar com esta questão”, afirma Guillaume Le Cunff, CEO global da Nespresso.

A empresa divulgou que, para atingir a neutralidade em emissões de carbono, buscará algumas iniciativas, como a descarbonização de sua cadeia de valor com foco na eficiência energética em todas as operações da Nespresso, incluindo uma mudança para 100% de energia renovável em todas as boutiques e aumento do uso de biogás no processo de fabricação. Além disso, aumentará a circularidade dos produtos e embalagens, priorizando o uso de plástico reciclado nas máquinas e o uso de alumínio virgem de baixo carbono e reciclado nas cápsulas de café.

A Nespresso também informou que fará o plantio de árvore nas fazendas das quais a marca adquire café e em seus arredores, investirá em projetos para apoiar a conservação e restauração de florestas e implementará soluções de energia limpa em comunidades agrícolas. No Brasil, a empresa já conduz ações que se conectam a meta global, como as entregas verdes, avanços em reciclagem e plantio de árvores.

TEXTO Redação • FOTO Mihai Varga

Mercado

Pesquisa aponta que estadunidenses devem consumir cada vez mais cafés em casa

Foto: Goran Ivos

A agência de inteligência de mercado Mintel realizou uma pesquisa e chegou à conclusão que o mercado doméstico de café dos Estados Unidos deve crescer 4,9% neste ano, chegando a US$ 15,6 bilhões, em comparação com um crescimento total de 3,9% registrado entre 2015 e 2019. A pesquisa também mostra que até dois em cada cinco (39%) americanos estão dispostos a pagar mais para ter um café especial em casa, focando claramente na qualidade da bebida.

Segundo a Mintel, os cafés mais vendidos são de marcas como Starbucks, Caribou e Peet’s. Desta forma, os estadunidenses tentam ter cafés que estavam acostumados a consumir nas cafeterias, só que agora em casa. “Com as pessoas trabalhando em casa e incapazes de visitar seus cafés favoritos por causa da pandemia, elas têm aprimorado suas habilidades de barista para conseguir sua bebida no lar. Elas também estão comprando café com as marcas das cafeterias para recriar aquela experiência autêntica dos lugares”, afirmou Caleb Bryant, diretor associado de alimentos e bebidas da Mintel.

“Apesar do fato de que muitas pessoas estão enfrentando incertezas econômicas, os cafés premium e de marcas de food service têm a oportunidade de se comercializar como artigos de leia mais…

TEXTO As informações são do Global Coffee Report / Tradução Juliana Santin

Mercado

Nova loja virtual Coffee ++ busca oferecer cafés premiados de forma acessível

“Nosso propósito é falar de cafés especiais produzidos por pessoas especiais”. Este é o objetivo principal da Coffee ++, uma loja virtual que tem como intuito fazer com que grandes cafés produzidos aqui no Brasil – e que muitas vezes são exportados – cheguem até os apreciadores brasileiros de forma fácil e acessível.

O projeto nasceu em novembro de 2019 e é fruto da parceria entre o CEO do Grupo Montesanto Tavares, Leonardo Montesanto Tavares, e os produtores da Serra da Canastra, Pedro Brás e Rafael Terra. A ideia é contar as histórias dos personagens que produzem essas joias, aproximando-os dos consumidores.

Os sócios Rafael Terra, Leonardo Montesanto Tavares e Pedro Brás – Foto: Leca Novo

Os cafés selecionados

De acordo com Leonardo, a iniciativa trabalhará apenas com grãos especiais acima de 84 pontos, cuja torra será feira pela Coffee ++. “Queremos oferecer aos consumidores cafés maravilhosos que temos no Brasil”, conta o mineiro de Belo Horizonte, filho e neto de cafeicultores.

Mesmo com data de lançamento prevista para o dia 6 de outubro, os primeiros produtores que farão parte do portfólio já foram divulgados. São eles: Luiz Paulo Dias Pereira Filho, da Fazenda Santuário Sul, Mantiqueira de Minas; Gabriel Nunes, da Fazenda Bom Jardim, Cerrado Mineiro; e Ricardo Tavares, da Fazenda Primavera, Chapada de Minas.

Além dessas opções premiadas (as três fazendas acima já foram campeãs no concurso Cup of Excellence – Brazil!), o catálogo também conta com os chamados “cafés da casa”, que são o Clássico e o Geisha, uma das variedades mais famosas de café do mundo. “No futuro, vamos buscar outros produtores no Brasil todo, pessoalmente, fazendo visitas e conhecendo o processo de produção dos cafés”, explica o sócio.

Na plataforma, os consumidores poderão escolher entre as alternativas acima e adquiri-las nas versões pacotinho de 250 g em grãos ou torrado e moído, drip coffee e cápsulas de alumínio compatíveis com sistema Nespresso. Os preços irão variar entre R$ 18 e R$ 57. “O mundo inteiro admira os cafés brasileiros, então a gente quer deixar essas joias agora no Brasil para todo mundo poder beber café bom”, afirma Leonardo.

Mais informações: www.coffeemais.com e www.instagram.com/coffeemais

TEXTO Gabriela Kaneto • FOTO Divulgação

Mercado

Selecionados a dedo: curadoria apresenta diferentes cafés aos consumidores

O engenheiro mecatrônico Erick Petta Marinho foi se apaixonar pelo café justamente na época da faculdade, que cursava em São Paulo. “Como todo estudante, eu precisava da maravilhosa cafeína, pois era o início da faculdade e eu estudava noite adentro”, conta.

Nesta época Erick nem tinha ideia sobre o café especial e consumia as opções do mercado. Foi em 2005 que comprou uma máquina de cápsulas e começou a experimentar diferentes tipos de café. “Lembro que essa paixão nasceu pelo prazer em descobrir e experimentar novas bebidas desde aquela época. Em 2010 fui estudar na Alemanha e lá experimentei alguns cafés e notei diferenças marcantes. Guardo até hoje os sabores, eram cafés menos intensos. Acredito que foi ali que tomei meu primeiro café especial, mesmo sem saber que eram especiais e tampouco sem saber o conceito desse universo”, comenta.

Durante esta viagem ele encontrou cafés diferentes e muitas opções em grãos no supermercado, o que chamou a atenção e o fez voltar para o Brasil decidido a explorar ainda mais a bebida. Assim, começou a frequentar as cafeterias por São Paulo.

Realizou uma viagem, ao lado da sua esposa Aline Alves de Souza Marinho, para Carmo de Minas e realizou a rota do café, que incluía um curso de barismo na Unique Cafés, com o barista Gabriel Guimarães. “Com tantas opções de café na região, voltei para casa com cerca de 15 kg de café. A qualidade e variedade me chamava leia mais…

TEXTO Natália Camoleze • FOTO Divulgação

Mercado

Porteira para fora: 6 invenções brasileiras no café

Santo de casa faz milagre, sim! Ciência, tecnologia e muita criatividade mudaram os rumos do café no Brasil e no mundo. A Espresso traz  o destaque para diversas criações que contribuem até hoje para que o País seja referência no setor.

Z, de coador

Foto: Divulgação

Feito de cerâmica e com design funcional, o Coador Z é o resultado da busca intensa por melhores cafés pelo barista taiwanês, que vive no Brasil desde os 15 anos, Tony Chen. Depois de muito tempo de imersão e estudo dos métodos de preparo atuais, nascia um coador com linhas retas e de material que ajuda a manter a temperatura.

Por ser um projeto independente e artesanal, ele só foi possível graças ao financiamento coletivo de diversos amantes do café em todo o País. Ou seja, para o produto ser desenvolvido e comercializado, seu idealizador precisava de R$ 60 mil. Assim, ele lançou uma campanha digital para levantar esse investimento. Resultado: o amor pelo café venceu e o produto já está no mercado.

Eu assovio, tu assovias

Foto: Bruno Lavorato

Na verdade, não se sabe quando e onde o assovio durante degustações e cuppings começou. O que se sabe é que a prática é comum no momento de sorver o café para misturar com oxigênio e maximizar a percepção de sabores. Ao puxar o ar juntamente com a bebida com a ajuda de uma colher, diversos tipos de assovios podem ser ouvidos.

Tímidos, estridentes, baixinhos e escandalosos – há todo tipo de som para cada degustador. Alguns sons chegam a ser tão altos que curiosos já mediram sua intensidade em decibéis.

Não tem como ignorar essa prática tão peculiar, tanto que ela ganhou um concurso bem-humorado aqui no Brasil para eleger o melhor assovio, o Campeonato Mundial leia mais…

TEXTO Kelly Stein