BaristaCafé & Preparos

Rause – Café + Vinho abre inscrições para oficinas de cafés filtrados

Aula de preparo_Rause

As oficinas de cafés filtrados voltaram ao Rause – Café + Vinho, em Curitiba (PR). As aulas, ministradas por Otavio Linhares e Amanda Laffayette, ensinam a manipular os vários métodos de preparo de cafés especiais e também a avaliar os sabores que diferentes técnicas e equipamentos proporcionam à bebida.

Os alunos aprendem, ainda, a compreender como tipos de moagens e filtros distintos influenciam a bebida final.

Neste mês de março, a oficina acontece no sábado (14/3), das 8h às 12h, e custa R$ 190. Confira abaixo as demais datas das oficinas.

Cada participante ganha um exemplar da revista Espresso, um pacote de café Rause, um certificado do curso.

Próximas datas:
11 de abril
16 de maio
13 de junho
11 de julho
15 de agosto
19 de setembro
17 de outubro
22 de novembro
12 de dezembro

Mais informações: otavio@rausecafe.com.br / (41) 3024-0696

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação/Rause Café + Vinho

BaristaCafé & PreparosCafeteria & Afins

Barista paulista vence o 1º Campeonato Brasileiro de Aeropress

Edgar Martins (Urbe Café Bar) é o barista campeão.

Edgar Martins (Urbe Café Bar) é o barista campeão.

A expectativa foi grande para o primeiro campeonato do método Aeropress no Brasil. Edgar Martins, do Urbe Café Bar, de São Paulo (SP) é o grande vencedor da primeira edição. O barista nascido em Piracaia (SP) irá representar o Brasil no mundial, em Seattle, Estados Unidos, no início do mês de abril, com mais 32 países. A vitória foi muito comemorada pela equipe do Urbe Café, cafeteria que nasceu em 2011 com a proposta de servir café de qualidade na região do Baixo Augusta. Uma ideia que no início poderia parecer loucura e que deu muito certo. Fabio Pereira, proprietário da casa, conta que está muito feliz com o movimento da cafeteria, que serve em média, 6 mil xícaras ao mês de dois blends torrados pelo Coffee Lab (São Paulo). O Coffee Lab abocanhou o segundo lugar, com o barista João Perez, que disputou seu primeiro campeonato e é um dos braços-direitos da proprietária da casa, Isabela Raposeiras. O terceiro lugar ficou com Simone de Assis, profissional da Fazenda Ambiental Fortaleza (FAF), em Mococa, SP. Simone tem uma história à parte, que valia outra matéria. Quem nos contou foi o patriarca da fazenda, Marcos Croce, que orgulhoso diz que Simone nasceu na região, estudou na escolinha da fazenda, no projeto social criado por sua esposa Silvia, e hoje é a responsável por toda a exportação do café que sai de Mococa. Uma responsabilidade e tanto. espresso-2 Como funciona As regras do campeonato são bem simples e o clima de descontração contribui muito para o sucesso da competição entre os baristas e profissionais do mercado de café. O campeonato é formado por chaves de três competidores. Eles devem preparar os cafés na aeropress em 8 minutos. O interessante desta competição é que o café é o mesmo para todos os baristas. O que vale é a forma como o profissional o prepara. Aí entram as variáveis de moagem, temperatura da água, tempo de infusão e a pressão na extração. Três juízes avaliam os três cafés, que são servidos em xícaras de prova às cegas, ou seja, o café chega para eles sem saberem quem preparou. Após provarem, cada um vota no seu preferido da mesa e a xícara é levantada. Embaixo dela há uma identificação do barista, que é selecionado para a próxima fase. A emoção de saber de quem é o café e o suspense na hora de revelar são as grandes sacadas deste campeonato. A plateia torce para o seu barista preferido e até o final a expectativa é grande entre todos. aeropress_campeonato_ Campeonato Brasileiro de Aeropress O primeiro ano do Brasil foi de casa cheia, com 18 competidores. A ideia foi encabeçada pelo norueguês Eystein Veflingstad (que hoje vive em Salvador e trabalha na torrefação da Feito a Grão e tem a sua consultoria em café Terceira Onda). Durante a Semana Internacional do Café, em setembro de 2014, ele e Felipe Croce, proprietário da Fazenda Ambiental Fortaleza, amadureceram a ideia de realizar a competição no Brasil. Meses de preparação e muitos contatos depois, o campeonato aconteceu em São Paulo, no Studio FAF, para uma plateia de mais de 80 pessoas da área do café de diversas partes do País. Os juízes foram Eystein, Felipe e Isabela Raposeiras, que provaram 27 cafés para chegar ao campeão. Nas semifinais e finais a missão tornava-se um pouco mais difícil, pois a diferença entre eles era sutil: “mas apesar de ser o mesmo café dá para perceber sabores distintos”, afirma Isabela. Nem sempre a decisão dos juízes foi unânime, mas não houve empate nas rodadas. O suspense e a descontração para revelar quem ganhava cada rodada ficaram por parte do mestre de cerimônias Otavio Linhares (4 Beans, Curitiba-PR). O que é Aeropress? O preparo já é bem conhecido das cafeterias de qualidade pelo País, mas bem pouco popular para o consumidor. Para explicar de forma bem simples, a Aeropress consiste em uma grande seringa, onde o café moído é colocado junto com a água quente, misturado e infusionado; e a extração ocorre após a pressão do barista no êmbolo superior. O método foi criado nos Estados Unidos há somente dez anos, em 2005, por Alan Adler, da Aerobie.
João Perez, Simone de Assis e Edgar Martins.

João Perez, Simone de Assis e Edgar Martins.

Quem foram os participantes Participaram 18 competidores de 10 cidades do Brasil: Jéssica Maciel de Oliveira (Café du Coin, Cascavel-PR), Liana David Macedo (Café Clandestino, Brasília-DF), Bruno Albernaz Gomes Milek (Rause Café + Vinho, Curitiba-PR), Gabriel Gomes Robin (Café Clandestino, Brasília-DF), Amanda Longo Maines (4 Beans Coffee Co.,Curitiba-PR), Zélio Augusto Santana Filho (Uma Origem Ltda, Florianópolis-SC), Eraldo Pereira dos Santos (Espresso Arte, São Paulo-SP), João Francisco de Paula Perez (Coffee Lab, São Paulo-SP), Luciano Salomão (Wolff Café, São Paulo-SP), Juliano Andrei Lamur (Casa Café, Curitiba-PR), Simone de Assis Marcili (Fazenda Ambiental Fortaleza, Mococa-SP), Pedro Paulo Santos Santiago (Autônomo, Niterói-RJ), João Hamilton dos Santos (Sitio Canaã, Caconde-SP), Alex Pereira Santos (Biobarista, São Paulo-SP), Edgar Martins (Urbe Café Bar, São Paulo-SP), Pablo Alejandro André (Laika Café, Brasília-DF), Felipe Pinto de Souza (Have a Coffee, Vitória-ES) e Talita Pereira Machado (Malerba Café, Lorena-SP). Para as semifinais classificaram seis baristas: Eraldo Santos (Espresso Arte), Simone Assis (FAF), João Perez (Coffee Lab), Gabriel Robin (Café Clandestino), Edgar Martins (Urbe Café) e João Hamilton (Sítio Canaã). A final foi disputada por Edgar Martins (Urbe Café Bar), João Perez (Coffee Lab) e Simone de Assis (FAF). Patrocinaram o campeonato: BSCA (Brazil Specialty Coffee Association), FAF Coffees, Isso É Café, Coffee Lab, Terceira Onda Consultoria em Café, Industrial Atilla, DeLonghi, Mahlkönig. Quem criou? O primeiro campeonato de Aeropress foi realizado em 2008, em Oslo, na Noruega. Criado pelo mestre de torra Tim Varney, e apoiado também pelo barista campeão mundial Tim Wendelboe, ganhou muita força e hoje é realizado em 32 países. O Campeonato Mundial de Aeropress 2015 será realizado em Seattle, Estados Unidos, no dia 9 de abril, às 19h, em um espaço de eventos, o Within Sodo. Receita do campeão 15,5 g de café moído pelo um Hario Ceramic Slim. 155 g de água mineral VOSS 80C. Colocar 15,5 gramas de café na Aerobie AeroPress invertido e adicionar 55 ml de água 80 graus, agitar em movimentos circulares 10 segundos, completar com 100 ml de água, girar e passar lentamente 30 segundos. O material jornalístico produzido pela Revista Espresso é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize as redes sociais abaixo, creditando a fonte.

TEXTO Mariana Proença • FOTO Rogério Canella/Café Editora

Café & PreparosCafeteria & Afins

Café cor de rosa: só para elas!

Dia Internacional da Mulher (Latte Arte) Neste domingo (8/3), o Octavio Café preparou uma homenagem para celebrar o Dia Internacional da Mulher. Com mais de 15 métodos de preparo do café, a cafeteria resolveu fugir da cor tradicional do café para impressionar o público feminino com um cappuccino de coloração rosa. Para que fique colorido, é adicionado um corante alimentício ao café. A bebida foi desenvolvida especialmente para a data, uma vez que a casa não serve este tipo de cappuccino normalmente. A substância é adicionada em pequena quantidade à bebida, não havendo alteração no sabor e nem restrições, segundo informações da cafeteria. O café será servido somente no domingo para presentear as clientes que forem ao local. Além disso, elas têm direito a uma taça de vinho que será servida entre os dias 6 e 12 de março, com necessidade de reserva. E você, o que achou da ideia?

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação/Sofá Café

BaristaCafé & Preparos

Divulgada a lista de participantes do I Campeonato Brasileiro de Aeropress

foto_aeropress_campeonato

Baristas de todo o Brasil se inscreveram para a competição que promete agitar o calendário de cafés do País. A organização do I Campeonato Brasileiro de Aeropress divulgou nesta segunda-feira (23/2), a lista dos 18 profissionais que vão disputar uma vaga na competição mundial da categoria, com passagem e estadia pagos em Seattle, nos Estados Unidos, durante a feira da Specialty Coffee Association of America (SCAA).

O café que será utilizado pelos competidores no campeonato nacional é um obatã, de processamento natural, produzido pela Fazenda Ambiental Fortaleza e torrado pela equipe do Isso é Café (foto).

Confira aqui a lista oficial dos participantes, que já conta com cinco ansiosos inscritos na lista de espera para o caso de desistência.

Agora é contagem regressiva para o evento que vai acontecer no dia 7 de março, no Studio FAF, em São Paulo, com previsão de início para às 16h.

Acompanhe novidades do evento também pela página do campeonato no Facebook.

 

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação

Café & PreparosMercado

Pernambuco aumenta a venda de café

e35_cafe sorelle_espresso

Em 2014, o estado de Pernambuco registrou um aumento de 75% na venda de café. De olho neste crescimento, a Casa dos Frios, tradicional empório de Recife que produz os famosos bolos de rolo, fechou parceria com a Baggio Café, empresa centenária no cultivo de grãos.

Fundada em 1957, a Casa dos Frios é a mais antiga importadora e delicatessen da cidade. Mesmo Recife sendo uma cidade de altas temperaturas, o consumo de café é elevado. Contudo, a participação do gourmet ainda é pequena. “Há um grande potencial para esse mercado. Muitos pernambucanos ainda não tiveram a oportunidade de experimentar cafés especiais. Queremos proporcionar isso a eles”, afirma Liana Baggio Ometto, diretora comercial.

A capital pernambucana também conta com opções de cafeterias em shoppings como o Rio Mar e Recife. É o caso do Feito a Grão, cafeteria com origem em Salvador (BA), mas que já conquistou a clientela em Recife com variados métodos de preparo de café. Outra sugestão é a Bogart Café, no bairro de Santo Amaro, que oferece drinques como o Cup Coffee, café com cupuaçu. Ainda no mesmo bairro, o Café Miró atrai os apaixonados por espresso com raspas de limão e o Café Espumone (espresso, creme de leite, leite condensado e vaporizado).

Serviço
Recife (PE)

Casa dos Frios (Avenida Rui Barbosa, 412, Graças)
www.casadosfrios.com.br

Feito a Grão
Shopping Rio Mar (Avenida República do Líbano, 251, Pina)
Shopping Recife (Rua Padre Carapuceiro, 777, Boa Viagem)
www.feitoagrao.com.br

Bogart Café (Rua Afonso Pena, 96, Santo Amaro)
facebook.com/bogartcafe2011

Café Miró (Rua Afonso Pena, 165, Santo Amaro)
www.cafemiro.com.br

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação/Sorelle

Café & PreparosMercado

Lavazza pode confirmar a aquisição das cápsulas L’Or

lavazza-girl_1600x1200_94085Após a fusão monstro da Mondelez com a D.E Master Blenders 1753 (divisão de cafés) para criar a nova empresa Jacobs Douwe Egberts (JDE), com sede na Holanda, as leis de competição da Europa forçaram a nova companhia a vender suas marcas de café L’Or e Grand’Mère. Após meses de interesse de empresas de private equity, bem como da companhia de café de Israel, Strauss Group, a mais nova informação é de que a torrefadora italiana Lavazza parece ser a companhia com mais chances de adquirir ambas as marcas. Essa compra rapidamente tornará a L’Or uma parte vital do crescimento contínuo da Lavazza em mercados de café fora da Itália – e dá à companhia uma verdadeira participação na categoria de cápsulas de café compatíveis ao sistema Nespresso. Já posicionada como uma marca de espresso de qualidade, a Lavazza deve ser capaz de expandir as vendas da L’Or atrás de um modelo de preços e produtos que focam em cápsulas para o sistema Nespresso, bem como cápsulas para suas próprias máquinas de espresso, Lavazza Blue. Estratégia e antimonopólio Nesse cenário, a venda das marcas L’Or e Grand’Mère parece ser um efeito direto das leis antitruste/antimonopólio da Europa – uma perda necessária para avançar com a aprovação da nova companhia JDE. Entretanto, a JDE pode simplesmente estar de olho no prêmio maior. A Nestlé e a Keurig estão firmemente envolvidas no mercado de cápsulas. A Keurig obteve sucesso através de uma estratégia de licenciamento com parceiros nos Estados Unidos, enquanto a Nestlé confiou totalmente em suas patentes o modelo exclusivo de vendas para atrair consumidores com poder aquisitivo. Ao invés de competir diretamente com essas companhias, sair do modelo de cápsulas pode demonstrar o compromisso da JDE com seus sachês de café, bem como o foco em mercados emergentes onde os sistemas Nespresso e Keurig podem ser caros para muitos consumidores. Nesse meio tempo, a Lavazza se torna um competidor mais forte para a Nespresso. Embora a JDE traga a concorrência para Ásia Pacífico e América Latina, essa venda à Lavazza cria outro oponente para a Nestlé na região de alto poder aquisitivo da Europa Ocidental. leia mais…

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação/Lavazza

BaristaCafé & Preparos

Brasil terá seu primeiro Campeonato de Aeropress

poster_aeropress

Os campeonatos de barista já são conhecidos pelos profissionais brasileiros. Barista Championship, Brewers, Cup Tasters, Latte art e Coffee in Good Spirits são alguns dos eventos já realizados por aqui. Agora, para movimentar ainda mais a cena de cafés especiais no País, será realizado, no dia 7 de março, o 1° Campeonato Brasileiro de Aeropress.

A competição contará com Isabela Raposeiras, do Coffee Lab, Felipe Croce, da Fazenda Ambiental Fortaleza e Eystein Veflingstad, campeão da versão norueguesa do campeonato de aeropress de 2014 e atual mestre de torra do Feito a Grão, como juízes e promete uma proposta mais solta e livre de protocolos, tendo como único critério o resultado final da bebida na xícara.

“Além de propor um encontro amigável entre profissionais do país inteiro, queremos fazer um pouco de barulho e mostrar ao mercado externo que além de cafés de ótima qualidade, existe também, no Brasil, uma cena de baristas engajados”, afirma Felipe Croce, um dos responsáveis pela organização do evento.

O 1° Campeonato Brasileiro de Aeropress será realizado no FAF Studio (Centro de Estudos de café da Fazenda Ambiental Fortaleza), em São Paulo, e tem previsão de início para às 16h, do dia 7 de março. O café que será utilizado na competição será um obatã da Fazenda Ambiental Fortaleza, torrado pelo FAF Studio especialmente para a competição. A prova será feita às cegas.

As inscrições poderão ser feitas pelo e-mail aeropress2015br@gmail.com , no dia 23 de fevereiro, a partir das 10h. Os primeiros 18 inscritos terão direito a competir e concorrer a uma única passagem e estadia em Seattle, nos Estados Unidos, durante a feira da Specialty Coffee Association of America (SCAA), onde o barista campeão irá representar o país pela primeira vez na competição mundial da categoria.

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação/Ilustração: Gustavo Gialuca

Café & Preparos

Retrospectiva Espresso: os 12 melhores cafés que a redação degustou

café_degustação_ Ao longo de todo ano de 2014, a equipe da Espresso recebeu dezenas de cafés, que foram devidamente provados e ilustraram as seções “A Espresso Degustou” e “Degustação” nos mais variados temas. Foram muitos os grãos que surpreenderam a redação e trouxeram novas sensações ao paladar. Selecionamos aqui 12 cafés, entre os degustados especificamente para essas seções, que chamaram a atenção e merecem destaque. Certamente, as várias regiões brasileiras e internacionais e as milhares de fazendas dedicadas aos grãos de qualidade ao redor do mundo foram responsáveis por produções excepcionais. Mas apenas estão contemplados na lista abaixo, os melhores cafés que a redação teve a oportunidade de provar em conjunto, para as avaliações publicadas nas seções da revista, em edições de 2014. Dito isso, vamos aos 12 melhores cafés que a Espresso degustou. Espresso Degustacao FAF Café 35 – Bourbon amarelo Produzido porRegião Bueno, Sul de Minas Espécie arábica Variedade bourbon amarelo ProcessamentoTorra média/clara Preparo degustado Hario V60 Aroma nozes, cacau, doce intenso Sabor frutado, doce, amendoim, marzipã, macadâmia Acidez cítrica, média/alta Corpo médio Finalização nozes, persiste o cítrico A redação achou limpo, bom, agregador, agradável Espresso Degustacao Coffee Lab – Fazenda Braúna Produzido por Fazenda Braúna Região Araponga, Matas de Minas Espécie arábica Variedade catuaí vermelho Processamento natural Torra média/clara Preparo degustado aeropress Aroma doçura intensa e bastante complexidade, com um rico tutti-frutti que incluiu morango, notas cítricas, geleia, toques de avelã, mel, cereal e defumado Sabor seu doce intenso também se destacou na boca, com notas de morango e cacau e toque amendoado Acidez marcante, alta e cítrica Corpo alto Finalização agradável e bastante fresca, mas pouco persistente A redação achou café excelente, do qual tomaríamos litros donpachi_panama_gueisha Don Pachi Estate Geisha Natural Produzido por Don Pachi Estate Região Boquete, Chiriquí, a oeste do Panamá Espécie arábica Variedade geisha Processamento natural Torra média Preparo degustado Hario V60, Chemex e aeropress Aroma capim santo, frutas amarelas como carambola e muito doce Sabor delicado de cana-de-açúcar, mel e pitanga Acidez média Corpo médio Finalização limpa, doce e agradável A redação achou um mergulho em novas sensações degustação_espresso_genot Genot Cafés Especiais – Fazenda Serra Negra Produzido por Fazenda Serra Negra Região Patrocínio (MG) Espécie arábica Variedade mundo novo Processamento cereja descascado Torra média Preparo degustado french press Aroma ervas e hibiscos Sabor adocicado, remete a cerejas Acidez média Corpo médio Finalização leve acidez A redação achou agradável, limpo e trouxe ótimas sensações ao paladar espresso_degustacao_luccacafésespeciais Lucca Cafés Especiais – Reserva Especial Cerrado Mineiro Produzido por Fazenda Chapadão de Ferro Região Cerrado Mineiro Espécie arábica Variedade catuaí 162 Processamento natural Torra média Preparo degustado aeropress Aroma doce intenso, notas frutadas, lembrando fruta do conde Sabor doçura intensa e marcante, notas frutadas cítricas e amendoadas Acidez alta, que desenvolve frescor mentolado Corpo médio Finalização agradável e fresca, com certa brevidade e leve adstringência A redação achou marcado pela acidez sitio_santa_maria_mokaclube_espresso_degustação Moka Clube – Sítio Santa Maria Produzido por Sítio Santa Maria Região Cristais Paulista, Alta Mogiana (SP) Espécie arábica Variedade mundo novo Processamento natural Torra média Preparo degustado Hario V60 Aroma caramelo, frutado Sabor laranja, frutas cítricas, adocicado Acidez média Corpo médio Finalização leve, saborosa A redação achou um café excelente degustação_espresso_nuancecafésespeciais Nuance Cafés Especiais – Lote S106 Sombreado Produzido por Fazenda Paraíso da Nascente Região Paracatu, Cerrado Mineiro Espécie arábica Variedade catuaí vermelho 144 Processamento natural Torra média Preparo degustado aeropress Aroma exótico, com toque picante e de especiarias, boa doçura e notas frutadas de maracujá Sabor café com personalidade e boa presença na boca, muito doce Acidez alta Corpo alto, macio Finalização leve amargor, mas com boa persistência A redação achou um café ótimo, bastante equilibrado, que surpreendeu giramundo_cafés_degustação_espresso O Giramundo Café – Fazendas Jatobá e Santa Terezinha Produzido por Fazenda Jatobá e Fazenda Santa Terezinha Região Cerrado Mineiro e Sul de Minas Espécie arábica Variedade topázio amarelo e bourbon vermelho Torra média Preparo degustado french press Aroma frutado, doce, que lembra guaraná e frutas vermelhas Sabor adocicado Acidez média e láctea Corpo médio Finalização limpa, agradável A redação achou um café ótimo, bastante equilibrado, surpreendente slatecoffeeroasters_cafés_degustação_espresso Slate Coffee Roasters – Aricha Produzido por pequenos agricultores da Etiópia Região Aricha, Yirgacheffe, Etiópia Espécie arábica Variedade heirloom (variedade crioula) Processamento natural Torra média Preparo degustado Hario V60 Aroma doce, floral, jasmim, mate, frutas cítricas Sabor doce, frutas cítricas, manteiga Acidez média/clara Corpo encorpado, aveludado Finalização limpa, agradável A redação achou café delicioso, bastante frutado, muito agradável, boa acidez degustação_trentino_espresso Trentino Cafés Especiais – Fazenda Ninho da Águia Produzido por Fazenda Ninho da Águia Região Alto do Caparaó, Matas de Minas Espécie arábica Variedade catuaí vermelho Processamento natural Torra clara, uniforme Preparo degustado french press Aroma adocicado, frutado Sabor doce, cítrico, caramelado Acidez média Corpo alto e macio Finalização refrescante e adocicada A redação achou surpreendente pelo sabor e pela qualidade da torra espresso_degustação_cafés_wolff Wolff Lote Ametista – I Produzido por Fazenda Portal da Serra Região Ibiraci, Sul de Minas Espécie arábica Variedade catuaí vermelho Processamento natural Torra média Preparo degustado aeropress Aroma doce intenso, fresco, com notas frutadas e florais de rosas Sabor limpo, doce intenso, traz um frescor de ervas Acidez cítrica, presente e delicada, mas persistente até o fim Corpo aveludado Finalização bastante agradável, com acidez doce e persistente e leve amargor A redação achou muito bom, com ótima presença na boca e no nariz   *Os cafés estão listados por ordem alfabética

TEXTO Hanny Guimarães • FOTO Roberto Seba (abre); Café Editora (demais)

Café & PreparosMercado

Festival Pedala Sampa reúne cultura da bicicleta, boa comida e café no Centro de São Paulo

cafe_bike_agenciaophelia Neste sábado (6/12), a turma do pedal invade o Centro de São Paulo (SP) com muita festa, comidinhas, encontros e, claro, café. O Festival Pedala Sampa, que acontece a partir das 11h, na rua Alfredo Maia, na altura do número 500, perto da estação de metrô Armênia, convoca os paulistanos a experimentar uma cidade diferente e possível. A ideia é ajudar a conscientizar o público a tornar São Paulo uma cidade mais amigável ao trânsito de bicicletas. A programação do festival conta com apresentações musicais, intervenções artísticas, oficina mecânica comunitária para pequenos reparos, Escola Bike Anjo para ensinar adultos e crianças a andar de bicicleta, oficina de plantio e jardinagem, além de rodas de leitura, oficina de criação de pipas, brincadeiras de rua e várias outras atividades. O evento conta ainda com participação de food bikes (bicicletas estilizadas que comercializam algum tipo de alimento) e o Bike Café também estará lá, servindo coados, espressos e ajudando a divulgar a cultura urbana da bicicleta. O Pedala Sampa é aberto e gratuito. Mais informações Pedala Sampa

TEXTO Hanny Guimarães • FOTO Agência Ophelia/Bike Café

Café & PreparosMercado

Chemex lança Ottomatic, máquina para o preparo filtrado de café. Equipamento custa $ 350

chemexautomatica5

Alguns lançamentos estão agitando o mundo do café neste final de ano. O mais novo deles é a Ottomatic, última aposta da Chemex para o preparo filtrado de café. O equipamento automático foca no uso doméstico e pretende ser uma alternativa prática, sem perder a elegância do design eternizado pela Chemex manual.

A máquina, oferecida no site da marca pelo preço de $ 350, promete consistência na extração com apenas o apertar de um botão e tem funções como pré-infusão, tempo de contato da água com o café e aquecimento de água com temperatura correta para preparo. Aguardamos ansiosos a chegada do equipamento no Brasil para entender com mais clareza como essas funções e ajustes são desenvolvidos pela nova Ottomatic.

chemexautomatica

Por enquanto, o site da Chemex está aceitando pré-encomendas. O produto será enviado a partir de janeiro. Confira, no vídeo abaixo, um breve resumo do funcionamento:

Mais informações Chemex: www.chemexcoffeemaker.com

TEXTO Hanny Guimarães • FOTO Divulgação/Chemex