Café & Preparos

SCA opta por cancelar a Specialty Coffee Expo este ano

Por conta da pandemia do covid-19 (coronavírus), a Specialty Coffee Association (SCA) decidiu por cancelar a maior feira de café do mundo, a Specialty Coffee Expo, e o Re:co Symposium, que estavam marcados para acontecer em abril deste ano.

Segundo o comunicado divulgado ontem (24), a organização não conseguiu novas datas para realizar os eventos em Portland, nos Estados Unidos, cidade onde já estavam previstos para acontecer. A SCA segue analisando as possíveis opções para as finais da US Coffee Championships.

A Specialty Coffee Expo e o Re:co Symposium serão realizados entre 21 e 25 de abril de 2021, na cidade de Nova Orleans, em Louisiana, também nos Estados Unidos. “A equipe e os voluntários da SCA que se reúnem no evento todos os anos estão com o coração partido por não poder vê-los em Portland este ano, mas estamos ansiosos para vê-los em Nova Orleans em abril de 2021”, disse em comunicado Yannis Apostolopoulos, diretor executivo da SCA.

Mais informações: www.sca.coffee

TEXTO Redação • FOTO NITRO

Café & Preparos

Saiba como se abastecer de bons cafés na quarentena

Por conta da pandemia do covid-19 (novo coronavírus), a recomendação dos agentes de saúde é de que as pessoas fiquem em casa, saindo apenas em situações necessárias para evitar que o vírus se espalhe de maneira rápida.

Essa é uma importante ação que deve ser levada a sério, porém acaba interferindo diretamente no trabalho e sustento de pequenos produtores, torrefadores, empresários e baristas, uma vez que com as pessoas em casa, reduz quase a zero o consumo de cafés nos estabelecimentos.

Para driblar essa situação, alguns serviços estão surgindo e ganhando força, como o sistema to go, usado nas grandes cidades brasileiras, e o delivery de cafés – mais indicado nesse momento. Agora, sem precisar ir para a rua, você consegue ter uma bebida de qualidade em casa e de quebra ajuda um negócio local!

Fizemos ontem (18) um post em nosso Instagram para ajudar na divulgação dessas casas que estão tendo que se adaptar neste momento. Já são mais de 400 comentários! Confira abaixo alguns lugares espalhados pelo Brasil que estão com ações diferenciadas. Compre do pequeno e não deixe de beber café especial!

Nota da redação: Nesse momento a equipe da Espresso está toda em quarentena, mas também temos a nossa missão de informar e comunicar o mercado e contribuir para que essa curva de crescimento do vírus seja a menor possível e que os negócios se mantenham. Queremos aproveitar para leia mais…

TEXTO Redação • FOTO Giulianna Iannaco

Café & Preparos

Entenda por que a SCA ainda não reprogramou a maior feira de café do mundo

Após reprogramar feiras importantes como a Melbourne International Coffee Expo e a World of Coffee por conta da pandemia do COVID-19 (novo coronavírus), a Specialty Coffee Association (SCA) divulgou ontem (16) um informativo e um vídeo sobre a atual situação da Specialty Coffee Expo.

O evento está marcado para acontecer em Portland, nos Estados Unidos, de 23 a 26 de abril, mas a dúvida da comunidade cafeeira é se a data permanecerá a mesma. Segundo Yannis Apostolopoulos, diretor executivo da SCA, nenhuma decisão foi tomada ainda por conta do conflito de informações entre os Governos Federal e Estadual.

No último domingo (15), o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) publicou que todos os eventos com mais de 50 pessoas, marcados para acontecer nas próximas oito semanas, fossem reprogramados, porém, o Estado de Oregon, onde acontece a feira, ordenou que fossem cancelados apenas aqueles que estivessem programados para até o dia 14 de abril.

“No entanto, apesar das recomendações do CDC, o Estado de Oregon emitiu ordens para cancelar apenas os eventos marcados até 14 de abril, o que deixa a SCA, o Centro de Convenções, os expositores, hotéis e dezenas de outras empresas que possibilitam a Specialty Coffee Expo todos os anos em um limbo”, escreveu o diretor. Com isso, se a SCA decidir reprogramar as datas, terá que enfrentar obrigações contratuais que resultarão em graves consequências legais para a organização, que é sem fins lucrativos. Confira o vídeo publicado pelo diretor executivo:

Ainda de acordo com a nota, a SCA está tomando as devidas providências para proteger a saúde e a segurança de todos os participantes. A organização mantém contato com membros, expositores e parceiros do Centro de Convenções de Oregon para ajudar na tomada de qualquer decisão.

Mais informações: www.sca.coffee

TEXTO Redação

Café & Preparos

Como precaução ao coronavírus, SCA faz mudanças no Protocolo de Cupping

Com eventos marcados para acontecer em países como Estados Unidos, Polônia e Austrália, a Specialty Coffee Association (SCA) informou que está em contato direto com as autoridades de saúde locais e globais por conta do COVID-19 (novo coronavírus), considerado hoje (11) uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Até o momento, os campeonatos, feiras e simpósios seguem programados normalmente em seus dias e locais divulgados de início. Porém, algumas medidas de proteção estão sendo tomadas, como, por exemplo, a mudança no Protocolo de Cupping.

De acordo com o novo sistema, a colher usada para provar os cafés não poderá mais ser levada à boca. Para experimentar a bebida, cada participante receberá um copo individual. A colher terá apenas a função de levar o café dos copos de cupping para os copos individuais.

As mesas serão desinfetadas a cada sessão e será disponibilizada água quente para lavar os utensílios. É indicado que, ao sentir o aroma da amostra, o provador apenas inspire o ar quando estiver próximo do copo de cupping, afastando-se para respirar. Ao finalizar o cupping ou nas pausas para fazer anotações, não é indicado colocar a colher em cima do copo de prova, ação muito comum entre os degustadores mundo afora. Guarde-a no avental.

A barista e torrefadora Trish Rothgeb, proprietária da cafeteria e torrefação norte-americana Wrecking Ball, postou um vídeo sobre como agir nos cuppings levando em consideração o novo Protocolo:

Além da nova medida, que será utilizada na Specialty Coffee Expo, em Portland, e na World of Coffee, na Polônia, a entidade também criou uma página na web com informações e respostas de perguntas frequentes sobre as medidas de prevenção.

Mais informações: www.sca.coffee

TEXTO Redação • FOTO Lucas Albin / Agência Ophelia

Café & Preparos

Chocolat Festival conta com cafés especiais em sua programação

Entre os dias 12 e 15 de março, a cidade de São Paulo (SP) vai receber pela segunda vez o Chocolat São Paulo – Festival Internacional do Chocolate e Cacau, no Pavilhão da Bienal do Ibirapuera. O evento, considerado o maior do setor na América Latina, já tem vinte edições realizadas entre Bahia, Pará e São Paulo, e reúne cerca de setenta expositores e mais de cinquenta marcas de chocolate de origem, bean to bar, premium e gourmet.

Durante os quatro dias, além da venda de chocolates e outros derivados do cacau selecionado, o Chocolat Festival promoverá experiências sensoriais, exposições, cursos de capacidade, workshops, debates sobre temas do setor e palestras ministradas por especialistas. Para os amantes do café, fiquem atentos: tem café na programação da sexta-feira (13/03):

13/3

11h – Degustação guiada, harmonizando três chocolates de diferentes origens do mundo e três cafés feitos de diferentes maneiras (requer inscrição no site)
Instrutores:
Fabio Nakasato, mestre de torras do Isso É Café; Ricardo Aguirre Ramos, barista, manager e trainer do Isso É Café; e Arcélia Gallardo, Mission Chocolate

15h45Painel “O modelo de negócio do Café Especial e um paralelo com o Cacau”
Palestrantes: Lucas Allegro, CEO e produtor de café da Latitude 13 Cafés Especiais; Pedro Ronca, manager World Cocoa Foundation; e Vanusia Nogueira, diretora executiva da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA)

O São Paulo Coffee Festival, evento do setor cafeeiro que, este ano, chega pela primeira vez ao Brasil, é um dos apoiadores do Chocolat Festival e estará com um estande na feira. Destinado a consumidores, coffee lovers, baristas, donos de cafeterias, torrefadores e pessoas ligadas ao universo da gastronomia, o festival cafeinado será realizado entres os dias 26 e 28 de junho, na Bienal do Parque Ibirapuera, em São Paulo (SP).

Serviço
Chocolat Festival
Quando: 12 a 15 de março
Onde: Avenida Pedro Álvares Cabral, s/no – Vila Mariana – São Paulo (SP)
Mais informações: saopaulo.chocolatfestival.com

TEXTO Redação • FOTO Daniel Ozana/Studio Oz

Café & Preparos

Eventos mundiais da SCA seguem programados normalmente

O novo coronavírus está presente em muitos locais do mundo, inclusive em países que sediam importantes encontros do setor cafeeiro. Apesar disso, a Specialty Coffee Association (SCA) soltou na última quarta-feira (4) um informativo em que diz que os eventos deste ano seguem programados para acontecer nas datas e locais planejados.

Specialty Coffee Expo e Simpósio Re:Co
Quando: 23 a 26 de abril
Onde: Portland, Estados Unidos
www.coffeeexpo.org

Melbourne International Coffee Expo e Campeonatos Mundiais de Barista e Brewers
Quando: 4 a 7 de maio
Onde: Melbourne, Austrália
www.internationalcoffeeexpo.com

World of Coffee e Campeonatos Mundiais de Cup Tasters, Coffee in Good Spirits e Latte Art
Quando: 18 a 20 de junho
Onde: Varsóvia, Polônia
www.worldofcoffee.org

A SCA também explicou que todas as decisões e ações que estão sendo tomadas são de acordo com as dados locais e globais das autoridades de saúde. A associação também criou uma leia mais…

TEXTO Redação • FOTO NITRO

Café & Preparos

O tecido musical de Ná Ozzetti

A cantora e compositora de raiz experimental e independente comemora quarenta anos de carreira fazendo o que sabe melhor: boa música brasileira

No meio do já urbanizado bairro da Água Branca, em São Paulo, surgiu, no final da década de 1950, numa rua de terra batida e sem iluminação, um loteamento. Foi nesse pedacinho de interior dentro da cidade grande que cresceu a cantora Ná Ozzetti.

“Minhas primeiras memórias são todas musicais. Lembro dos almoços na casa do meu avô materno, nos quais os casais dançavam ao som do acordeon tocado pelo meu tio. Eu me encostava na parede e acompanhava as danças”, conta.

“Meu pai ouvia músicas em um radinho à noite e eu me recordo de adormecer escutando as canções. Também tinha facilidade para aprender a cantar. Era afinada desde pequena”, garante.

A incursão pela música se aprofundou quando seu pai comprou um piano. Ná aprendeu a tocar e experimentava novos sons com seu irmão, Dante Ozzetti. Mas, quando chegou a hora de prestar vestibular, o destino quis que ela cursasse Artes Plásticas.

“A faculdade de Música em São Paulo na época era a Escola de Comunicação e Artes (ECA), da Universidade de São Paulo. Ela era voltada para a música erudita e buscava estudantes com histórico em leia mais…

TEXTO Leo Valle • FOTO Marcus Steinmeyer

Café & Preparos

Siga a Espresso: 12 cafeterias para conhecer em São Paulo!

Para nos mantermos sempre atualizados das casas que pipocam na cidade de São Paulo, no segundo semestre de 2019 a Espresso criou o Espresso em SP, ação que consiste em visitarmos cafeterias na capital paulista a cada semana, divulgando os ambientes em nosso Instagram!

Selecionamos as primeiras cafeterias que conhecemos desde que o desafio foi lançado e separamos aqui em forma de listinha para você, que está na cidade da garoa, conhecer também! Dá uma olhada:

Black n’ Load

A casa oferece cafés especiais nos métodos hario V60, aeropress, clever, french press, além de opções à base de espresso. O cardápio conta com comidinhas salgadas, como pão de queijo, pão na chapa, sanduíches veganos e vegetarianos, e queijo quente. Para os fãs de doce, é possível pedir bolo gelado de coco, brownie, cookie com doce de leite e cinnamon roll!

Onde: Rua Bahia, 843 – Higienópolis
Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 9h às 19h
Mais informações: www.instagram.com/blacknload

Studios Coffee

Você pode provar cafés especiais nos métodos hario v60 e aeropress, além de bebidas à base de espresso e cold brew. Para acompanhar, a casa oferece croissants, cuca, brownie, bolos, sanduíches, toasts e tortas com salada. Nessa visita nós harmonizamos um café na v60 com uma deliciosa empanada e pão de queijo! Conta ainda com uma lojinha onde você encontra métodos, acessórios e um acervo de discos de vinil!

Onde: Praça Benedito Calixto, 100 – Pinheiros
Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 9h30 às 18h30; sábado, das 9h30 às 19h
Mais informações: www.instagram.com/studioscoffee

Coffee Sweet Coffee

A casa antiga preserva os cômodos originais onde você pode degustar seu café nos métodos hario v60, french press, aeropress, clever, kalitta, chemex. Para os apressados, há o filtrado na Bunn, já para os dias de calor, a opção é o cold brew. Comidinhas não faltam! Uma variedade de delícias, como waffles, pães artesanais, croissant, ciabatta, arroz doce, bolos caseiros e gelados, cookies, leia mais…

TEXTO Redação • FOTO Gabriela Kaneto, Fernanda Sophia, Giulianna Iannaco

Café & Preparos

Londres: número de cafeterias aumenta 700% na última década

Novas estatísticas revelaram que o número de cafeterias independentes em Londres cresceu 700% na última década. De acordo com o grupo de pesquisa da indústria Allegra, a quantidade do que chama de cafeterias de cafés especiais na capital inglesa aumentou de cerca de 50, em 2010, para agora mais de 400 hoje.

As cafeterias apresentadas nos dados incluem as que são independentes e as que possuem mais de uma unidade, como a Caravan Coffee Roasters, que opera seis locais, e a Redemption Roasters, que possui nove locais.

O CEO da Allegra, Jeffrey Young, também fundou o London Coffee Festival. Falando sobre os novos dados, ele disse: “Os londrinos estão procurando uma experiência mais polida, mas ainda informal. Os dias de cafeteria suja se foram”.

A pesquisa também revelou outros dados interessantes sobre os hábitos de café na capital, incluindo o pedido de café favorito do londrino, o café com leite, com 51,4% dos pesquisados ​​admitindo que este é o seu pedido usual. 35% das pessoas pedem um cappuccino, enquanto apenas um em cada quatro opta por um tradicional.

Os dados também revelaram que a tendência para o leite alternativo continua crescendo, à medida que mais londrinos optam por seguir dietas veganas ou sem laticínios. O leite de aveia provou ser a alternativa mais popular, com um em cada cinco londrinos solicitando-o em seus cafés.

A atual edição do London Coffee Festival acontecerá de 2 a 5 de abril e contará com workshops de latte art, coquetéis de café, música ao vivo e demonstrações de baristas. Este ano, o evento chega pela primeira vez ao Brasil. O São Paulo Coffee Festival está previsto para acontecer de 26 a 28 de junho, na Bienal – Parque Ibirapuera.

TEXTO As informações são do Squaremeal / Tradução Juliana Santin • FOTO Lucas Albin / Agência Ophelia

Café & Preparos

Lugar de mulher é onde ela quiser

A liderança feminina na cadeia produtiva do café ganha visibilidade com a atuação das mulheres em diferentes frentes, quebrando barreiras e abrindo mercados

A agricultura começou feminina, quando as mulheres passaram a semear o que antes era coletado na natureza. Elas continuam no campo, mas essa atividade que mudou a vida da humanidade e se tornou um expoente econômico – caso do agronegócio no Brasil – passou a ser um setor representado por homens. A cafeicultura segue o modelo. “Há 28 anos, quando comecei a buscar grãos nas fazendas brasileiras, o papel da mulher era servir café”, afirmou Anna Illy, diretora da empresa italiana illycaffè, durante a Semana Internacional do Café (SIC), em Belo Horizonte (MG), no ano passado.

Mas Ana também é testemunha de uma mudança que buscou visibilidade e liderança ao longo do tempo. “Hoje muitas produtoras estão à frente dos seus negócios”, comentou. Esse empoderamento a que ela se refere ganhou representatividade há sete anos com a criação da Aliança Internacional das Mulheres do Café (IWCA-Brasil), rede formada por mulheres envolvidas em toda a agroindústria do café. “É um trabalho lento e longo, mas fundamental para as mulheres saírem da invisibilidade”, afirma a presidente Josiane Cotrim. A entidade lançou em parceria com a Embrapa o livro Mulheres do Café, que retrata o trabalho de cafeicultoras nos principais estados cafeeiros do País.

A ideia de que o homem representa a cadeia produtiva, porém, não é uma particularidade brasileira. O mestrado da antropóloga norte-americana Sabine Parrish sobre a divisão de gênero nas cafeterias especiais dos Estados Unidos mostrou que as gorjetas eram menores quando as mulheres estavam no comando das máquinas de espresso. “Há uma falsa ideia por parte dos consumidores de que os homens são melhores em tecnologia”, diz. Sobre a baixa participação feminina em campeonatos, ela deparou com o clássico estereótipo de que “o homem é mais competitivo”. “Conclusões equivocadas que demoram uma eternidade para ser desfeitas”, diz Sabine.

Na avaliação de Regina Madalozzo, professora do Insper, em São Paulo, essa distorção de competências também acontece nas empresas. A diferença, segundo ela, é que essa discussão no mundo executivo é mais antiga. Regina é cocoordenadora do Panorama Mulher 2018, pesquisa leia mais…

TEXTO Janice Kiss