Café & Preparos

The Coffee Sensorium cria kit para treinamento de avaliação sensorial de cafés

No final do mês de abril, a The Coffee Sensorium iniciou a pré-venda do Kit de Sabores [café], uma ferramenta de treinamento sensorial que visa a padronização de referências para notas de aroma e sabor da bebida.

Desenvolvido em colaboração com o Departamento de Química da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o kit permite a identificação e nomeação correta das notas que estejam associadas com características de qualidade ou defeitos do café.

“A nossa ideia foi criar um produto brasileiro que funcionasse como uma ferramenta de padronização de referências e descritores para sabor, ou seja, a referência será adicionada no café para identificação retronasal”, escreveu a The Coffee Sensorial.

O Kit de Sabores contém 21 referências, sendo elas: banana, maçã, cravo da índia, floral (doce), ervilha fresca, pepino, pão mofado, avelã tostada, borracha, medicinal (riado), cereal, pêssego, cereja, “verdolengo”, pera, laranja, chocolate, baunilha, açúcar caramelizado, queijo maturado e floral (herbal). Cada referência contém 25 doses (25 utilizações).

Para utilizá-lo, prepare o café filtrado e separe-o em amostras de 30 g. Adicione 4 gotas de uma determinada referência em uma amostra, misture e faça o cupping. Identifique as amostras de café com os mesmos números das respectivas referências. Deixe uma amostra sem referência, apenas com o café, para fazer alguma comparação.

O Kit de Sabores custa R$ 830 (pré-venda) e as entregas serão feitas a partir de 14 de junho. Em contribuição à pesquisa brasileira, 30% do lucro das vendas será destinado à compra de materiais de laboratório para a UFMG. O design do Kit foi feito pela artista Júlia Bertú.

Mais informações: www.instagram.com/thecoffeesensorium

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Café & Preparos

Resiliência e xícara na mão: Como a cena de cafés em São Paulo tem enfrentado os desafios da pandemia?

Foto: Giulianna Iannaco

Como está o setor das cafeterias na maior cidade da América Latina neste mais de um ano de pandemia de Covid-19? São Paulo já passou por diversas faixas neste período: amarela, laranja, vermelha, roxa. A cada mudança alteram-se as regras para os estabelecimentos, que oscilam entre os status “atendimento reduzido”, “apenas para viagem”, “só delivery” e “tudo aberto novamente”.

E neste vai e vem fecham-se comércios para sempre, como é o caso da Hey Coffee!. A cafeteria que disseminava (e democratizava) a cultura dos cafés especiais no centrão da cidade, mais precisamente na Rua Dom José de Barros, encerrou as atividades em janeiro de 2021. “Já tínhamos o sentimento de que as coisas não iriam melhorar no começo deste ano. E também tem todos os outros fatores, como negociar aluguel todo mês e trabalhar apenas com um funcionário na operação”, conta Tiago Munch, fundador da casa.

Hey Coffee!, cafeteria que disseminava os cafés especiais no Centro de São Paulo. Atividades encerradas em janeiro de 2021 – Fotos: Divulgação

Devido à sua localização, a Hey Coffee! dependia muito do fluxo de pessoas que trabalhavam ou passavam pelo centro da cidade. Com o isolamento, a cafeteria perdeu forças, e por não ter a estrutura adequada, não conseguiu depender apenas do delivery. “Tivemos uma queda de uns 70% no movimento logo quando reabrimos, em junho. Como os escritórios seguiram fechados, assim como o SESC e a Galeria do Rock, todo aquele entorno que a gente alimentava deixou de existir. Isso impactou muito. Foi muito difícil ter que lidar com o estresse de tudo isso e ter que montar a operação de uma forma que ela sobrevivesse com o pouco de dinheiro que estivesse entrando”, lamenta o empresário. A economia do País, o aluguel alto, as contas e a segunda onda de contaminações resultaram na decisão do fechamento da cafeteria.

Pontos tradicionais que funcionavam há anos na cidade da garoa também se despediram dos paulistanos neste último ano. Na famosa Alameda Lorena, a unidade do Suplicy Cafés Especiais deu adeus em agosto de 2020. A decisão teve grande repercussão nas redes sociais, uma vez que a cafeteria servia xícaras da bebida no ponto desde leia mais…

TEXTO Gabriela Kaneto

Café & Preparos

SCA confirma realização da Specialty Coffee Expo em 2021 nos Estados Unidos

Em anúncio divulgado nesta quarta-feira (5), a Specialty Coffee Association (SCA) confirmou a realização da Specialty Coffee Expo ainda este ano. Cancelada em 2020 devido à pandemia, a feira acontecerá entre os dias 30 de setembro a 3 de outubro de 2021, em Nova Orleans, nos Estados Unidos.

De acordo com a organização, o evento seguirá um novo protocolo de segurança contra a Covid-19. “Ao lado de expositores de longa data, os eventos da feira que retornarão incluem o Best New Product Awards, o Coffee Design Awards, o Roaster Village, o US Coffee Championship e mais”, escreveu Yannis Apostolopoulos, CEO da SCA.

As inscrições serão abertas em 1º de junho. “Queremos agradecer a todos que permaneceram comprometidos com a missão da SCA e da Specialty Coffee Expo no último ano. Estamos ansiosos para receber nossos expositores e participantes em Nova Orleans”, comemorou.

Mais informações: coffeeexpo.org

TEXTO Redação

Café & Preparos

Dia das Mães: 6 opções de kits cafeinados para você dar de presente!

No próximo domingo (9) já é o Dia das Mães! A sua curte tomar café? Que tal inovar no presente deste ano e partir para as opções cafeinadas? Separamos 6 dicas que sua mãe vai amar receber!

Kit Café Store – Para todo o Brasil

Esse é comprar e começar a preparar café! A Café Store montou um combo composto por um conjunto kit Hario v60 (que contém uma jarra de 600 ml, um pacote com 40 unidades de filtro de papel, um porta-filtro Hario v60 número 02 e uma colher medidora) e três cafés selecionados de 250 g cada (um pacote da marca Silvia Magalhães + um pacote da Mono Cafés Especiais + um pacote do Gesha Cafés).

Valor: R$ 273
Onde: www.cafestore.com.br

Kit Melitta – Para todo o Brasil

A Melitta trouxe um combo que fará da sua mãe uma verdadeira barista em casa! O kit traz uma chaleira inox + uma jarra de vidro de 1 litro + um porta-filtro de porcelana branco número 102 + uma colher medidora. Vai dar café para a família inteira!

Valor: R$ 654
Onde: www.melitta.com.br/semanadasmaes-kitbarista

Kit OCabral Café – Para São Paulo (SP)

A cafeteria paulistana montou vários kits gostosos para você presentear sua mãe, entre eles este: um pacote de café + 200 g de biscoitos de amêndoas amanteigados + uma barra de chocolate sabor pão de mel + uma compota de maçãs orgânicas assadas + um açúcar de banho, lavanda e calêndula + três ecopads de algodão. Você pode escolher também a opção de caixa com harmonização de vinho. É necessário encomendar e as entregas serão feitas até o dia 9 de maio!

Valor: R$ 214
Onde: www.ocabral.com/caixas-cafe-da-manha

Kit CAFE AO LEU – Para Rio de Janeiro (RJ)

Foto: Ana Paula Santos/Studio Oliva

Olha o charminho deste presente! A cafeteria do Rio de Janeiro CAFE AO LEU preparou um combo com um café da casa de 250 g, cultivado no Sul de Minas pela produtora Paula Paiva + um copo de cerâmica da ceramista Renata Curado. Corre que são poucas unidades!

Valor: R$ 86
Onde: WhatsApp (21) 99886-9833

Kit Fuga Café – Para Curitiba (PR)

Foto: Carolina Castanho

Para as mamães de Curitiba (PR), a cafeteria Fuga Café montou uma caixa com comidinhas gostosas de café da manhã + pano de prato desenhado especialmente pela galera da Panos de Trapo!

Valor: R$ 92
Onde: linktr.ee/Fugacafe

Kit Civitá Fábrica – Para Brasília (DF)

A torrefação e nanopadaria brasiliense separou um kit especial para essa data. A caixa da Civitá Fábrica é composta por brioche de abóbora + dois pães de batata e fubá + bolo de cuscuz ou de banana com castanhas + três cookies + um pacote de café de 250 g + filtros de papel Melitta + acompanhamentos (600 g de pães fatiados + duas kombuchas + um cartão de felicitações). Encomendas até 6 de maio!

Valor: R$ 179
Onde: (61) 98363-0229

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Café & Preparos

A arte de reutilizar coadores de papel

Quando optamos por fazer café coado, descartamos os filtros de papel após a extração, mas há pessoas que acharam um jeito de reutilizá-los, transformando-os em arte. É o caso do Sidnei Robinson de Oliveira, morador de Mogi das Cruzes (SP) que descobriu, nos quadros feitos de coadores, um hobby.

De acordo com ele, tudo começa com a ajuda de vizinhos e amigos que diariamente fazem café e cedem ao artista os filtros usados. O material é exposto ao sol para secar e evitar a proliferação de fungos, e depois passa por uma nova limpeza para a retirada dos resquícios de pó de café. “Tendo em mente a medida do quadro que vou fazer, seleciono a quantidade aproximada de filtros a ser usados. A etapa de criação é uma incógnita. Por muitas vezes tenho tudo em mente e no decorrer do processo tomo outros caminhos”, conta.

Em algumas criações, Sidnei chega a usar até 3 mil filtros de papel. Depois de pronta, a tela é submetida a três camadas de cola branca. É o brilho da cola que revela os desenhos formados pelo café! “Percebi que essas telas agregam valores como reciclagem, sustentabilidade, inclusão social e ajuda na renda familiar”, explica o artista, que é cadeirante. Aos interessados, é possível realizar encomendas pelo Instagram.

Mais informações: instagram.com/robiney31

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Café & Preparos

Guia de Cafés #8: dicas do que estamos tomando

Mês de abril! Momento em que as fazendas estão se preparando para iniciar a colheita no próximo mês. Completado mais de um ano de pandemia de Covid-19, muitas marcas têm nos enviado cafés para divulgar novos trabalhos, produtos e lançamentos. Queremos então indicar os grãos especiais neste Guia de Cafés que foram recebidos pela nossa equipe. A proposta é que possamos “assinar embaixo” de produtos com rastreabilidade e qualidade.

Aqui na redação da Espresso estamos trabalhando todos de casa. Conte para nós que cafés está tomando e experimente essas novidades! Quem ainda continua trabalhando de casa, normalmente quer provar diferentes cafés e encontrar os preferidos. Ou ainda aproveite para presentear a sua mãe com estes cafés, que tal?!

As dicas de 8 marcas de cafés especiais desta leva da Espresso são grãos de variedades exóticas. Já ouviu falar da arara e da aranãs? A arara é queridinha dos produtores por resultar em bebidas muito saborosas, doces e complexas. A aranãs é um nanolote de uma pesquisa em plantio de agrofloresta da Fazenda Campo Místico de mudas da EPAMIG. Veja o que separamos para você:

Café da Rosa – Top 10 Arábica Fermentado do Coffee of The Year 2020 – Plus+

Produzido por: Café Cordilheiras do Caparaó
Produtores: Deneval e Rosa Vieira
Região: Cordilheiras do Caparaó – Iúna-ES
Variedades: catucaí 785
Espécie: arábica
Processamento: natural fermentado
Torrado por: Café Cordilheiras do Caparaó
Sensorial do café: jabuticaba, caju, melaço, noz-moscada, alecrim, acidez cítrica de limão e corpo aveludado
Outros cafés da marca: Café da Rosa
Preço: R$ 50 (250 g)
Compre: cafecordilheirasdocaparao.com.br ou (28) 99924-5525

Café Fazenda Floresta – Microlote Premiado Arara

Cafés Especiais de São Paulo – Concurso de Qualidade 2020
Produzido por: Fazenda Floresta
Região: Vale da Grama – Mogiana – São Sebastião da Grama (SP)
Espécie: arábica
Variedade: arara
Torrado por: Fazenda Floresta
Sensorial do café: mel, banana passa, acidez cítrica adocicada e finalização prolongada com sabor de caramelo
Preço: R$ 64 (250 g – lata)
Outros cafés da marca: Café Fazenda Floresta – Reserva Especial por R$ 20,60 (caixa de cápsulas com 10 cápsulas – compatíveis com sistema Nespresso)
Compre: www.cafefazenda.com.br  leia mais…

Café & Preparos

Empresas investem em tecnologias para digitalizar processo de classificação do café

Os dias de especialistas reunidos em uma sala fechada para degustar café e classificar grãos quanto à cor, aroma e sabor podem estar contados. Uma empresa israelense desenvolveu um aparelho portátil capaz de escanear grãos para determinar a qualidade. A máquina, que funciona com inteligência artificial, precisará de um humano para inserir os parâmetros de qualidade primeiro, mas, depois disso, será capaz de classificar o café antes mesmo de ser torrado.

A empresa concluiu um programa piloto com a Carcafe, divisão colombiana da Volcafe, uma das maiores tradings de café do mundo. Uma transição para os computadores transformaria a maneira tradicional como o café é classificado por humanos.

Os avaliadores Q-Graders, da ICE Futures US, em Nova York, realizam a trabalhosa tarefa de determinar a qualidade e o valor dos grãos de café recebidos pela Bolsa. As tradings e torrefadoras também costumam ter seus próprios avaliadores de qualidade.

A degustação é um processo complicado, não muito diferente daquele realizado pelos sommeliers de vinho. Os Q-Graders pesam o café e o moem em uma xícara. Sentem o aroma do pó seco, anotando a fragrância. A água aquecida a 93 graus celsius é derramada sobre a borra e os avaliadores sentem o cheiro do café úmido.

Após 4 minutos, a crosta que se forma na parte superior da xícara é rompida e a borra e a espuma são removidas. Depois de esperar 15 minutos para o café esfriar, a bebida é sorvida em uma colher.

“É o humano que estabelece a parte sensorial. Você precisa ensinar ao robô o que fazer”, disse Oswaldo Aranha Neto, veterano da indústria do café que acaba de entrar na Demétria como membro do conselho. No mês passado, a leia mais…

TEXTO Redação • FOTO Café Editora

Café & Preparos

5 mitos e verdades sobre o café

Muitos falam da cachaça como a bebida mais marcante do país, mas a verdade é que o café é a bebida mais consumida pelas famílias brasileiras — e esse caso de amor até se mistura à própria história de desenvolvimento nacional.

Presente na maioria das rotinas dos brasileiros, nas manhãs, após o almoço, no lanchinho da tarde e até madrugadas (para quem precisa ficar acordado), o café é nosso chamego, embora às vezes tentem fazer passá-lo como vilão. Um café de qualidade pode mudar nosso dia. Aqui elencaremos alguns mitos e verdades sobre a bebida mais consumida no Brasil.

1- Café ajuda a emagrecer

Verdade. Mas vamos com calma. O café passa longe de medicamentos ou suplementos que prometem emagrecimento, mas, por ser termogênico, aumenta a velocidade em que as reações metabólicas do organismo ocorrem. Alimentos como o café, chá verde, pimenta vermelha, mostarda e couve ajudam o emagrecimento por acelerarem o metabolismo, mas não são determinantes na hora de emagrecer.

2- Café dá dor de cabeça

Mito. Porém, é preciso esclarecer algumas situações em que o café pode desencadear dor de cabeça em pessoas com enxaqueca ou ansiedade intensa. O café age como estimulante do sistema nervoso. Embora tenha efeitos vasodilatadores no corpo, no cérebro ele age como vasoconstritor. E, embora em algumas pessoas a vasoconstrição cerebral possa diminuir dores de cabeça, em pessoas pré-dispostas (que possuem enxaqueca, por exemplo) o excesso de café pode, sim, desencadear cefaleia.

Como diria o ditado: a diferença entre o remédio e veneno é a dose. Caso tenha enxaqueca, ansiedade ou síndrome do pânico, converse com seu médico sobre a quantidade de café segura para você.

3- Café gera ansiedade

Mito. O café não gera ansiedade, mas a cafeína em excesso pode gerar taquicardia (um sintoma comum da ansiedade). A ansiedade é um estado natural de sobreaviso, mas que pode se tornar um quadro clínico de distúrbio psicológico e se manifestar de forma psicossomática.

A taquicardia é um dos sintomas comuns entre as pessoas que têm ansiedade, mas o café não está ligado a isso. O que pode acontecer, sim, é uma taquicardia gerada pelo consumo excessivo de cafeína, mas as chances de que isso aconteça por tomar café são mínimas — para não falar inexistentes. Vamos explicar.

A OMS recomenda no máximo 400mg de cafeína por dia, sendo que uma xícara de café (coado) de 200ml tem entre 80g e 100mg de cafeína apenas. Considerando a meia-vida da cafeína no corpo de 5-6 horas, seria necessário tomar aproximadamente meio litro de café puro e forte em um curto intervalo de tempo para que o limite fosse alcançado. Sua xícara de café pela manhã ou o expresso após o almoço não são capazes de desencadear uma taquicardia.

4- Café ajuda a curar ressaca

Verdade. Se um dia você acordar de ressaca e uma pessoa oferecer uma xícara de café puro, aceite. Não é mera tradição popular sem fundamento. Como falamos, o café possui efeito vasoconstritor nos vasos sanguíneos cerebrais e isso pode auxiliar a diminuir a dor de cabeça. Vale lembrar que a ressaca é também sintoma de desidratação, mas o café possui propriedades diuréticas. Combine o café preto com muita água e sua ressaca diminuirá sensivelmente.

5- Café envelhece

Mito. Pelo contrário: o café possui substâncias antioxidantes que combatem radicais livres, os quais, ao reagirem com outras células, promovem sua degradação. A maneira saudável de combater envelhecimento é aumentando a quantidade de alimentos e bebidas antioxidantes. Não à toa, o café se tornou, inclusive, um grão muito utilizado na indústria da beleza, presente em produtos cosméticos antienvelhecimento, especialmente para a região das olheiras.

FOTO Matt Hoffman

Café & Preparos

Organização Internacional do Café aposta em aumento do consumo mundial da bebida

Dados do relatório de março da Organização Internacional do Café (OIC) apontam que o consumo de café, em nível mundial, previsto para o ano-cafeeiro 2020/2021 (outubro a setembro), deverá ultrapassar 166 milhões de sacas de 60 kg, o que representa um aumento de 1,3% quando comparado com o consumo mundial do ano anterior.

Em relação aos países importadores de café, o consumo deverá atingir o equivalente a 115,96 milhões de sacas neste ano-cafeeiro 2020/2021. Já o consumo interno dos países exportadores de café deverá ser o equivalente a 50,66 milhões de sacas.

Em nível mundial, houve incremento no consumo de café no período da análise: Europa apresentou aumento de 1,2%, com 54,35 milhões de sacas; Ásia & Oceania com 36,50 milhões de sacas (+1,4%); América do Norte com 30,99 milhões (+1,4%); América do Sul com 27,18 milhões (+1%); África com 12,24 milhões (+1,8%); e México e América Central com 5,64 milhões (+0,2%).

Neste contexto, a OIC aponta que o aumento do consumo dentro de casa continua compensando a redução do consumo fora do lar, em decorrência de medidas de isolamento social adotadas em diversos países do mundo para mitigar os efeitos da pandemia de Covid-19.

Com relação às exportações globais, a OIC destaca que o volume acumulado nos cinco primeiros meses do presente ano-cafeeiro, ou seja, de outubro de 2020 a fevereiro de 2021, atingiu 52,81 milhões de sacas de 60 kg, o que representa um aumento de 2,5% se comparado com o mesmo período passado.

É possível verificar que a exportação de café do continente africano apresentou queda de 12,2% ao registrar 4,9 milhões de sacas. Uganda, maior produtor africano, teve um aumento de 9,6% nas exportações, mas, em contrapartida, a leia mais…

TEXTO Redação • FOTO Joshua Glass

Café & Preparos

Café das Amoras lança curso on-line com dicas para melhorar os cafés filtrados em casa

Destinado a consumidores de café que buscam melhorar a bebida em casa, profissionais que precisam ampliar o cardápio e melhorar as técnicas, e pessoas que buscam capacitação para abrirem seus negócios, o Café das Amoras disponibilizou o curso “Escola do Brazza – Domine as técnicas de preparo e beba todos os dias os melhores cafés da sua vida”.

Ministrado por Felipe Brazza, cafeicultor, mestre de torra e barista, o curso conta com 3 horas de conteúdo, divididas em 22 aulas que ficarão disponíveis para os participantes assistirem quando quiserem. Confira alguns dos temas que serão abordados:

  • Características dos cafés filtrados
  • As variáveis da extração
  • Técnicas de preparo
  • O principal componente de uma xícara de café
  • A melhor forma de armazenar o café
  • A relação do café especial com a gastronomia
  • Os cafés gelados (cold brew)
  • Como conservar o seu café
  • Como escolher o seu café especial
  • Etapas da manufatura do café especial
  • Os defeitos da semente do café
  • As estatísticas do café pelo mundo
  • As lendas do café
  • Como o perfil de torra influencia na sua bebida

“Eu vou ensinar com o que você tem em casa. Vamos filtrar com leiteira, usar Melitta. Vamos fazer uma série de coisas que vai mudar o seu dia a dia com os cafés”, explicou Felipe. 

Além dos vídeos, o pacote do curso on-line também conta com um e-book (com dicas, técnicas de preparo de cafés filtrados e as receitas feitas nas aulas), informações sobre modelos de cafeterias to go (take away) e uma comunidade exclusiva de pessoas também interessadas no assunto, com a oportunidade de tirar todas as dúvidas via WhatsApp.

O pacote completo está disponível por R$ 97 e as inscrições devem ser feitas clicando aqui.

Mais informações: www.escoladobrazza.com.br 

TEXTO Redação • FOTO Felipe Gombossy