Mercado

Melitta lança linha de cafés especiais cultivados por mulheres

Com o objetivo de valorizar a cadeia de produção do feminina café, a Melitta lançou uma linha de cafés especiais cultivados apenas por mulheres. Intitulada Amalie, a novidade traz o primeiro nome da fundadora da empresa: Amalie Auguste Melitta Bentz, uma mulher que se tornou empreendedora em 1908, após criar o primeiro filtro para coar café.

A linha conta com três opções de grãos, cultivados por três cafeicultoras diferentes em regiões produtoras distintas. Confira abaixo as características de cada um:

Amalie Frutado: cultivado no Cerrado Mineiro, é encorpado e conta com aroma de frutas vermelhas, sabor adocicado com toque de caramelo, acidez média cítrica e finalização longa.

Amalie Cacau: produzido na Serra da Mantiqueira, é um café aveludado, com notas aromáticas de chocolate amargo, sabor adocicado, acidez média/alta e finalização prolongada.

Amalie Floral: colhido no Sul de Minas, conta com aroma floral com toque de cereal, sabor suave com notas de amêndoas, acidez média e finalização suave.

O Amalie é um projeto que ressalta uma realidade pouco conhecida pelos consumidores e valoriza, cada vez mais, este elo da cadeia produtiva: o das mulheres cafeicultoras. No momento da compra destes cafés, a Melitta contribui, por meio de incentivos financeiros, para que essas produtoras possam buscar melhorias nas suas atividades no campo ou até mesmo uma melhor qualidade de vida para suas famílias.

O produto virá com um material de apoio com informações sobre a cafeicultora. Nesse material, será possível acessar um QR code que levará os consumidores a uma plataforma digital com todos os detalhes do processo produtivo, desde a seleção dos grãos especiais, o processo cuidadoso da torra, até a embalagem. O objetivo da Melitta é lançar outros cafés especiais como parte do projeto Amalie.

Os produtos estão disponíveis com exclusividade no e-commerce da marca.

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Deixe seu comentário