Café & Preparos

Degusta Beer & Food 2015 terá palestra sobre cerveja e café

cerveja_cafe_degustação

Entre os dias 15 e 18 de julho, São Paulo recebe a segunda edição do Degusta Beer & Food, feira dedicada aos amantes da cultura cervejeira. Durante o evento, o público terá a chance de conhecer e provar os cerca de 400 rótulos trazidos por importadoras e cervejarias artesanais, além de participar de palestras e debates ministrados por especialistas do ramo cervejeiro e gastronômico.

Entre as discussões, o tema “Cerveja e café: será que dá certo?” é destaque com a diretora de redação da revista Espresso, Mariana Proença, e o sommelier de cervejas, Luiz Caropreso. A conversa será realizada no dia 16 de julho, próxima quinta-feira, às 16h.

A palestra “Grandes, micros e ciganas”, com Paulo Feijão (Cervejaria Dama), Ricardo Amorim (AMBEV), José Felipe Carneiro (Wäls) e André Cancegliero (Urbana); e o fórum “Comida de Rua: Food Truck ou Food Truque?” com a participação do chef Checho Gonzales e mediação do chef Rene Aduan Jr., do Alma Rústica Gastronomia, também devem trazer novas ideias para o universo da bebida.

No encerramento do evento, dia 18 de julho, será realizada a final do Campeonato Mundial de Sommeliers de Cerveja. A competição é organizada pelo Doemens Akademie, renomado instituto alemão de formação de sommeliers de cerveja. Veja programação completa de palestras do Degusta Beer & Food no site.

Serviço
Degusta Beer & Food 2015
Data: 15 e 18 de julho
Local: São Paulo Expo – Rod. dos Imigrantes, Km 1,5 – Parque do Estado, Água Funda, São Paulo
Ingresso: entre R$ 25 e R$ 30
Mais informações: www.degustabeerandfood.com.br

TEXTO Redação • FOTO Roberto Seba/Café Editora

Receitas

Bebida gelada de morango

e47_20150130_bebida_morango_final

Ingredientes
Ganache de morango
•100 g de creme de leite fresco 35%
•190 g de chocolate saborizado de morango Callebaut

Batido de Morango
•250 ml de leite integral
•300 g de ganache de morango

Espuma de hortelã
•100 g leite integral
•150 g creme de leite fresco 35%
•20 g açúcar refinado
•15 folhas de hortelã fresca

Preparo
Ganache de morango
Aqueça o creme de leite até atingir 80°C. Uma dica para saber se o creme de leite atingiu a temperatura é aquecer até começar a levantar fervura. O creme de leite começa a ferver a aproximadamente 80°C. Em uma tigela, acrescente o chocolate e coloque sobre ele o creme de leite aquecido. Espere alguns segundos e, em seguida, emulsione até obter uma textura lisa e homogênea. Reserve.

Batido de Morango
Utilize leite frio. Bata tudo no liquidificador até homogeneizar por completo.

Espuma de hortelã
Misture o leite com o creme de leite e o açúcar. Acrescente as folhas de hortelã e deixe em infusão por uma noite na geladeira. No dia seguinte, coe para retirar as folhas de hortelã. Com a ajuda de um mixer, bata até obter uma espuma densa.

Montagem
Em um copo alto, coloque o batido de morango e, a seguir, com a ajuda de uma colher, retire delicadamente a espuma e sirva sobre a bebida.

Rende 4 porções

FOTO Daniel Ozana/ Estudio Oz • RECEITA Bertrand Busquet

Cafezal

Rause Café na Estrada lança campanha de financiamento coletivo

rause_cafe_na_estrada O projeto Rause Café na Estrada, que vai levar conhecimento e café especial para as regiões produtoras de café de Minas Gerais, lançou uma página no site de crowdfunding Benfeitoria (espaço para financiamento coletivo) para arrecadar fundos e colocar o trabalho na estrada a partir de agosto. Ao final da campanha, Juca. Abaixo, assista o vídeo sobre o projeto:  

TEXTO Da redação • FOTO Reprodução/YouTube

A tendência da fermentação natural

Coluna Café_e47

Trabalhando com cafés de qualidade há 15 anos, cada vez mais acredito e me surpreendo com o potencial dos grãos do Brasil. Com isso, uma tendência se tornou real: voltar a usar a fermentação nos processos dos cafés por via úmida, os cafés “lavados”, como conhecemos. Um processo antigo, mas que vem sendo trabalhado e aprimorado atualmente, por profissionais envolvidos no setor. Consiste em retirar a mucilagem do café que foi descascado, deixando-o submerso na água por determinado período. É um processo muito difundido nos países da América Central, além de Colômbia, Quênia, entre outros.

Aqui nas fazendas Dona Nenem e São João Grande, localizadas na região do Cerrado Mineiro, o trabalho é cada vez mais intenso. A fermentação em tanques iniciou-se nas propriedades em 2010 e, durante esses anos, tive o privilégio de me surpreender inúmeras vezes com os resultados obtidos.

Seleção, essa seria a palavra chave para o sucesso nos processos. De acordo com suas características, os frutos são selecionados e direcionados para cada processo. Por exemplo, cafés com características marcantes em acidez não são colocados em tanques, pois isso poderia causar um desequilíbrio nessa característica de sabor. A retirada das amostras na lavoura, a fim de mapear a qualidade antes da colheita, faz com que nós possamos acertar o processo indicado para cada lote. É como a previsão do tempo, se amanhã vai chover, prepare o guarda chuva.

A meta é traçar o perfil sensorial desejável para cada setor das propriedades. O café vai nos dizer, na xícara, se ele aceita ser natural, descascado, desmucilado mecanicamente ou fermentado em tanque. Parece engraçado? Pois é a pura verdade… É como se ele falasse mesmo.

É necessário estar atento a todas as variáveis que influenciam as alterações físicas e sensoriais nestes cafés fermentados. As alterações físicas inconfundíveis são a uniformidade dos grãos, bem como a cor mais azulada, a torra, e a bebida na xícara, onde brotam as características sensoriais, a isenção de amargor, a doçura acentuada, o sabor de caramelo e ervas e, claro, a acidez, que sofre tantas alterações que em alguns lotes causa até uma sensação de borbulhas na boca, como nos espumantes.

Porém, não devemos pensar apenas em cafés fermentados, mas sim em cafés fermentados diferenciados e adicionados com uma qualidade jamais vista. Para isso, não basta apenas colocar “de molho” e pronto.

O mercado não aceita bem os cafés que possuem uma acidez acética, desagradável (como vinagre). Este processo, se bem acompanhado, trará uma acidez agradável e cítrica, prazerosa, exótica e que chame a atenção dos grandes apreciadores de cafés especiais do Brasil e de fora.

O processo de fermentação natural depende muito do monitoramento do ph da água, que deve ser feito constantemente. Gerenciar as mudanças no decorrer deste processo é uma necessidade, bem como monitorar a temperatura da água de hora em hora, levando em consideração os horários, a umidade relativa, entre tantos outros fatores. Nesse processo, as maiores mudanças acontecem após as primeiras 24 horas de imersão. A partir deste momento, o aroma e o sabor da água começam a ter suas maiores alterações. O gerenciamento, juntamente com o pHmetro, são as ferramentas de definição para retirada de cada lote, que podem variar de 28 a 40 horas, dependendo de cada lote, pois cada café é único e tem sua história. Outro fator relevante e que pode ser um influenciador é o horário em que o café é colocado no tanque, se na noite fria ou na tarde durante um sol forte, por exemplo. Um trabalho que deu certo aqui e que nos rendeu bons negócios foi a infusão de ervas. Em um destes testes, usamos o capim-cidreira, acompanhando o tempo de contato do café com a erva e a quantidade desta.

Para os cafés lavados, não posso ter medo do diferente. A busca pelo sabor completo é que me encoraja a fazer novos testes, começando em pequenas escalas e aumentando conforme a resposta que o café me dá. Outros testes serão feitos ainda nesta safra.

*Renato Souza é degustador de café Q-Grader licenciado e coordenador administrativo e de qualidade nas fazendas São João Grande e Dona Nenem, em Presidente Olegário (MG), Cerrado Mineiro. Fale com o colunista pelo e-mail colunacafe@cafeeditora.com.br

O texto deste colunista não reflete necessariamente a opinião da revista

ILUSTRAÇÃO Eduardo Nunes

Cafeteria & Afins

Black Coffee – Curitiba (PR)

blackcoffee_outraesquina

A paixão pelo café fez com que os irmãos Mohamad, Nina e Samir Haidar, com a administradora Riviane Pereira, criassem o espaço inaugurado em outubro do ano passado. Por lá, é servido o blend próprio, com grãos do Sul de Minas Gerais, além de cafés de parceiros como Spress, Suplicy, Café do Moço, 4Beans e Seleção do Mário.

BlackCoffee34

O preparo dos cafés é feito em diversos métodos como sifão, Hario V60, Chemex, Aeropress, prensa francesa e Toddy. Salgados e doces são elaborados no local, que conta, ainda, com almoço executivo e opções como os ovos Benedict e Royal, que levam bacon ou salmão. Para o café da manhã, vá de cappuccino e bolo do dia.

BlackCoffee111 - credito Renato Melo

Informações sobre a Cafeteria

Endereço Rua Comendador Araújo, 261 lojas 9, 11 e 13
Bairro Centro
Cidade Curitiba
Estado PR
País Brasil
Website http://www.facebook.com/blackcoffeebrazil
Telefone (41) 3083-9609
Horário de Atendimento De segunda a sexta, das 9h30 às 20h. Sábados, das 9h30 às 18h.
TEXTO Hanny Guimarães • FOTO Divulgação

Cafezal

Curso Da Semente à Xícara leva alunos para fazenda no interior de SP

cafe_fazenda_octaviocafe

Entre os dias 8 e 12 de julho, o Octavio Café realiza o curso “Da Semente à Xícara”, em Pedregulho, interior de São Paulo.

As aulas contam com a supervisão de Tabatha Creazo (barista e gerente de qualidade e atendimento do Octavio Café), Denis Guilherme (coordenador de recepção) e equipe da fazenda. As aulas englobam todo o processo desde a semente até a degustação da bebida.

cafe_fazenda_octaviocafe

Os participantes aprendem sobre plantio, planejamento da colheita, colheita seletiva, manual e mecânica, irrigação, preparo do café e secagem, técnicas de extração de espresso (máquina, moinho e compactação), degustação e controle das variáveis de 15 métodos de preparo (qualidade da água, temperatura, pré-infusão e granulometria), vaporização de leite para cappuccinos, o conceito de latte art, entre outros.

cafe_fazenda_octaviocafe

O programa inclui hospedagem e pensão completa na Hospedaria Chapadão – aberta apenas para quem faz o curso – e translado da pousada à fazenda produtora. As vagas são limitadas a dez pessoas por turma e, caso não atinja o número mínimo de interessados, o curso é adiado e os inscritos têm reembolso total do valor pago.

Serviço
Da Semente à Xícara
Data: 8 a 12 de julho
Local: Fazenda Octavio Café – Pedregulho (SP)
Valor: R$ 2.100 (por pessoa para o quarto single); R$ 1.800 (por pessoa para quarto duplo ou triplo)
Inscrições e mais informações: (11) 3074-0110 ou cursos@octaviocafe.com

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação/Octavio Café

Café & Preparos

Torrefação 4 Beans Coffee Co. faz degustação de cafés internacionais e brasileiros em Curitiba

4beans_degustacao_cafe_divulgacao

Na próxima sexta-feira (3/7), a torrefação 4 Beans Coffee Co., de Curitiba (PR), realiza uma degustação de cafés de diferentes regiões produtoras do mundo como Panamá, Burundi, Ruanda e Quênia. A prova vai contar, ainda, com cafés brasileiros torrados pela 4 Beans.

Os participantes poderão escolher qualquer um dos cafés disponíveis e o método que desejam degustar. “Pode ser espresso, Aeropress, Hario, Clever e o que mais estiver na mão”, dizem os organizadores. A seguir, você mesmo mói e faz o seu café e se quiser levar o seu próprio grão ou método também pode.

A degustação custa R$ 20 e funcionará também como um soft opening para quem quiser conhecer a loja da torrefação, que ainda não foi aberta oficialmente.

Os cafés da marca estarão com desconto de 20% pra levar pra casa no dia da degustação.

Serviço
Data: 3 de julho
Horário: das 10h às 18h
Local: 4 Beans Coffee Co. – Al. Augusto Stellfeld 795 loja 3 Centro (anexo à Sociedade Ucraniana)
Valor: R$ 20 (pago no dia do evento, na entrada e em dinheiro)
Mais informações: www.facebook.com/4BeansCoffeeCo

TEXTO Da redação • FOTO 4 Beans Coffee Co./Divulgação

Mercado

Estabelecimentos de SP e do RJ promovem cafés da manhã harmonizados com Nespresso

restaurante_pandareu-cafe da manha_nespresso A Nespresso promove até 16 de agosto um circuito de cafés da manhã. A ideia é valorizar a primeira refeição do dia e o momento para apreciar o café. Com o nome de Morning Experience by Nespresso, a ação teve os cardápios desenvolvidos para serem harmonizados com os Grands Crus Nespresso. O menu completo sai por R$ 30. Le Vin Patisserie_cafe da manha_nespresso A ação é desenvolvida com estabelecimentos de São Paulo e do Rio de Janeiro. Confira os restaurantes e padarias participantes do circuito. São Paulo – Restaurante Pandaréu Shopping Vila Olimpia – R. das Olimpíadas, 360 – Piso térreo – Boulangerie Grand Mercure R. Sena Madureira, 1.355 – Vila Clementino – Pullman Hotel Rua Joinville 515 – Vila Mariana – Le Vin Patisserie Alameda Tietê, 178 – Jardins – Marie Madeleine Rua Afonso Braz, 511 – Vila Nova Conceição – Jelly Bread Shopping Vila Olímpia R. Olimpíadas, 360, Vila Olímpia – Piso Térreo Morumbi shopping Av. Roque Petroni Jr, Itaim Bibi – Piso Térreo Shopping Ibirapuera, Av. ibirapuera, 3103, Moema – Piso Moema Rio de Janeiro – Escola do Pão General Garzon, 10 – Nostro Café Avenida Afrânio de Melo Franco, 290 – Loja D – Shopping Leblon, Leblon – Maya Café RJ Rua Professor Ortiz Monteiro, 15 – loja B, Laranjeiras – Restaurante Beira Mar Rua Coronel Moreira César Serviço Morning Experience by Nespresso Data: até 16 de agosto Local: estabelecimentos de São Paulo e do Rio de Janeiro Valor: R$ 30 Mais informações: www.nespressomorning.com.br

TEXTO Da redação • FOTO Divulgação

Mercado

Nova Espresso traz um especial sobre a Itália com receitas e viagem

revista_espresso_lancamento

A nova edição da revista Espresso já está disponível nas principais bancas, livrarias e revistarias do Brasil e nela você vai encontrar uma matéria completa sobre o país que se tornou referência mundial na cultura do café, além de curiosidades e tendências sobre o grão e receitas exclusivas criadas pelos chefs Salvatore Loi e Flavio Federico .  Confira os destaques do Especial Itália!

Em Gastronomia o destaque fica por conta do ovo, com curiosidades e receitas deliciosas para explorar. Já em Você Barista derreta-se com preparos deliciosos de chocolate quente para esquentar o inverno!

Mestre barista e com muitas histórias para contar, Emílio Rodrigues é o fundador da Casa do Barista, no Rio de Janeiro, e o Personagem desta edição. Ele abriu as portas de sua casa para ensinar sobre a importância de servir um bom café.

Aproveitando a mudança de estações, em Receitas você encontra duas sugestões gostosas para preencher os dias frios, com opções para abrir ou finalizar a refeição.

Em Viagem, acompanhe detalhes sobre as novidades da Expo 2015, em Milão, na Itália. E, em Fazendas, conheça a história da Fazenda Mantissa, localizada no Sul de Minas.

Explore os sabores inusitados da combinação entre café e embutidos em Harmonização e fique por dentro das principais tendências em cafeterias na seção Mundo Café.

A seção Outra Esquina está recheada de lugares pelo Brasil e pelo mundo para você explorar.

Deguste a edição aqui e garanta já o seu exemplar!

Galeria de fotos
Em comemoração aos 12 anos da revista Espresso, a comunidade do café se reuniu na última sexta-feira (26/6), na Espresso Art, representante das máquinas de espresso La Cimbali no Brasil, para a festa de lançamento da edição #48.

latte_cafe_barista

No evento também foi realizado o campeonato TNT (Thursday Night Throwdown) – disputa entre baristas para o preparo de latte art. A competição contou com participação de profissionais de cafeterias como Suplicy Cafés Especiais, Por um Punhado de Dólares, Lavazza e Cha Cha, baristas autônomos e de empresas do setor.

tnt_latte_baristas

No Facebook da Espresso, confira uma galeria de fotos com os principais momentos dessa festa.

TEXTO Redação • FOTO Vitor Barão

Mercado

Festival Santos Café terá degustação gratuita de diferentes grãos

e48_festival café santos_santos_roberto seba

Entre os dias 9 e 12 de julho a cidade de Santos, litoral de São Paulo, sediará a primeira edição do Festival Santos Café, com o objetivo de promover o café e o turismo na cidade. Organizado pela prefeitura local e a Secretaria de Turismo, o evento contará com atividades culturais e gastronômicas no Centro Histórico santista, com passeios e oficinas voltadas para a preparação e degustação de cafés.

No Espresso Degusta visitantes terão a oportunidade de provar grãos das marcas Café Floresta, Café Mantissa, Grão Gourmet e Café Santa Mônica, organizadas em barraquinhas com o apoio da Revista Espresso. Preparados exclusivamente em métodos filtrados, os cafés serão oferecidos nos quatro dias de evento, gratuitamente. O Espresso Degusta será realizado em frente à Frontaria Azulejada, na Rua do Comércio.

A programação também conta com atividades lúdicas e interativas, com apresentações teatrais sobre a cafeicultura e um passeio com o Bonde Café.

Serviço
Festival Santos Café
Data: 9 a 12 de julho
Horário: 10h às 17h (para degustação de cafés)
Mais informações: www.santos.sp.gov.br/festivalsantoscafe

TEXTO Da redação • FOTO Roberto Seba/Café Editora