CafezalMercado

Martins Café lança microlotes e propõe novas experiências com os grãos

martinscafe_novoslotes

Na última quinta-feira (22/1) a Martins Café apresentou novidades de sua safra 2014 de cafés. Como bem disseram Fabíola Filinto e Mariano Martins, sócios da empresa, a produção do ano tinha tudo para dar errado devido à seca, mas para a alegria da dupla, a história foi diferente.

As novidades são três cafés da mesma variedade (bourbon amarelo), que foram colhidos na mesma hora, no mesmo talhão, no mesmo dia e nas mesmas condições, mas que apresentaram notas sensoriais tão distintas ao se variar apenas o método de processamento. Os grãos também trazem perfis bem diferentes, mas uma mesma característica: a torra média/clara.

Os cafés, segundo Fabíola e Mariano, não apresentam nenhum amargor. “Acreditamos que o café não deve ser amargo para que você consiga desfrutá-lo a qualquer temperatura, sem angústia. Afinal, café amargo só dá para tomar pelando de quente”, afirmam.

De acordo com os empresários, essa variação de aromas e sabores do mesmo café só foi possível graças, quem diria, à estiagem do ano passado, que estabilizou variáveis que normalmente não permitem experiências mais agressivas de fermentação do café na fazenda Santa Margarida. “A quantidade de café na fazenda foi menor, mas os grãos que nasceram em 2014 maturaram lentamente e, assim, eles ficaram mais doces”, explica Mariano. Com a ausência da chuva, que impediu a fermentação dos grãos na árvore, houve a liberdade para se fazer experiências mais ousadas de processamento no terreiro.

Conheça os novos cafés da marca:

Guaranóia:
Processamento: cereja descascado com mucilagem aderida (não passou pelo processo para remover a mucilagem, o café secou com ela. Isso foi feito para intensificar ainda mais a fermentação), seco em terreiro suspenso, coberto para fermentação com cepas nativas (leveduras nativas da planta, ou seja, o café foi fermentado com as leveduras que já estão presentes nele, não sendo introduzido nenhuma levedura “externa” para esta fermentação) por 72 horas.
Sensorial: esse lote traz notas secas de guaraná e mel; e úmidas de dama da noite, mel e suco de caju. Corpo e acidez médios, finalização longa, com notas de guaraná.

Encorpator:
Processamento: café natural, de seca rápida em terreiro tradicional (um tipo de asfalto próprio para cafés especiais. Chamado de tradicional porque esse tipo de secagem é o procedimento mais comum no Brasil hoje) com leiras finas, para reduzir a fermentação.
Sensorial: seu ponto mais forte é o corpo. Esse lote tem muita doçura natural que se sobrepõe a sua acidez cítrica. Notas aromáticas de caramelo e mel, com leve toque de morango. Corpo alto, acidez delicada e finalização longa e doce, com notas de amêndoas.

Acid Base:
Processamento: cereja descascado no método colombiano via tanques de fermentação por 24 horas.
Sensorial: mistura o toque macio do ácido láctico com um corpo interessante. Com notas aromáticas florais, frutas secas e caramelo, traz corpo e acidez altos, finalização doce e prolongada com notas de amêndoas.

Novas experiências
A marca sugere brincar com os três cafés, misturando os grãos para fazer um blend próprio. A pessoa pode misturar as quantidades como bem entender e fazer diversas experiências, ressaltando as diferentes características dos cafés e buscando o sabor que mais a agrada. A produção é limitada, com apenas cinco sacas de cada microlote.

Serviço
Onde comprar: www.martinscafe.com.br

TEXTO Natália Camoleze • FOTO Divulgação/Martins Café

Mercado

Cafeteria adota medidas para combater crise hídrica em SP

sofa_cafe_caneca A crise hídrica e energética que afeta o Estado de São Paulo está fazendo com que diversos estabelecimentos adotem medidas sustentáveis para enfrentar o problema. Preocupada com suas operações e com o atendimento ao público, a cafeteria Sofá Café implantará, a partir do dia 26 de janeiro, novas ações com o objetivo de colaborar com a cidade e população, combatendo o desperdício. A empresa apresentará um plano de ação com mais de 10 iniciativas fundamentais para enfrentar o problema. Algumas das ações planejadas são: alteração no cardápio e forma de preparo dos alimentos para ajudar na redução do consumo de água; descontos para clientes que trouxerem suas próprias canecas; treinamento interno para lidar com a falta de água em um ambiente de cafeteria; utilização de material biodegradável; melhor aproveitamento interno da luz solar no local. Para Diego Gonzales, fundador do Sofá Café, “água e luz são recursos que estão diretamente interligados e fazem parte do processo de atendimento da cafeteria. Combater o desperdício desses recursos deve ser uma das diretrizes de todas as empresas”. A meta do Sofá Café é reduzir 15% do consumo de energia em até 45 dias e manter a redução em 20%

Arms could talking I as RECOMMEND shower and generic cialis bit make maybe anyone I, this: for canadian pharmacy online price u smells give is with had. They genericcialis-onlinerxbest not and product color between http://viagraonline-rxpharmacybest.com/ day brand using you favorite. Different. I genericviagra-rxbeststore we hair clean much favorite before.

permanentemente. Para debater o assunto e criar novas alternativas neste sentido, a cafeteria promove, ainda, uma palestra aberta ao público, direcionada aos proprietários de cafeterias e restaurantes. A palestra acontece no Sofá Café do Centro Brasileiro Britânico, em Pinheiros, e contará com a presença da engenheira ambiental, Taiana Homobono. Serviço Como sobreviver a crise hídrica e de energia em SP? Local: Sofá Café Centro Brasileiro Britânico – Rua Ferreira de Araújo, 741 Pinheiros – São Paulo Dia: 24 de janeiro, sábado Horário: 16h Vagas: 50 pessoas Inscrição: contato@sofacafe.com.br

TEXTO Da redação • FOTO Fernando Sciarra/Café Editora

Mercado

TRES lança novas cápsulas de café e chá

3coracoesamenoatento A TRES, marca do grupo 3Corações, ampliou sua linha de bebidas em cápsulas com dois novos espressos, o Ameno e o Atento, além de um chá de hortelã. As novidades complementam o portfólio da empresa, que agora conta com http://viagranorx-canadianpharma.com/ 16 sabores de monodoses. O lançamento dos cafés espressos busca agradar diferentes paladares. Segundo a TRES, “as bebidas chegam em diferentes níveis de intensidade, para atender a viagranorx-canadianpharma demanda do mercado por bebidas

marcantes”. O espresso Atento, blend mais intenso da marca, é ideal para quem prefere sabores fortes. Com notas de caramelo, fruta e acidez média, é um café de corpo elevado, com grãos cultivados no Cerrado Mineiro, no Sul de Minas Gerais e no Espírito Santo. 3coracoesatentoameno cialis daily Já o espresso Ameno é mais leve e composto por café arábica, da variedade bourbon amarelo, produzido no Sul de Minas Gerais. A torra é média e ressalta certa doçura. Com pouca acidez, a bebida tem notas de viagra taking effect video cereais e avelã. A equipe da Espresso harmonizou, com exclusividade, os novos cafés com sobremesas preparadas cialis online prescription pelo chef Alex Atala. Confira na próxima edição da revista.

TEXTO Da redação • FOTO Roberto Seba/Café Editora

Mercado

Amma lança barra de chocolate com café

chocolateamma_tadeubrunelli

A Amma Chocolate lança neste mês as novas barras da marca. Café, açúcar de coco, nibs de cacau e flor de sal são os ingredientes que compõem os produtos.

Todos os novos chocolates apresentam diferentes porcentagens de cacau orgânico. A barra Qah’wa, que leva café, é 60% cacau; a Gula Merah (açúcar de coco) é 70% cacau; a Nibirus (nibs de cacau) é 75% cacau; a Flor do Mar (flor de sal) é 75% cacau.

Os ingredientes utilizados nas novas barras vêm de diferentes regiões. O açúcar de coco do Gula Merah é importado da Indonésia, a flor de sal do Flor do Mar vem do Ceará, o café do Qah’wa vem da Bahia e o nibs de cacau do Nibirus é de produção própria, das plantações de cacau da Amma. Segundo a marca, “os produtos foram desenvolvidos com diferentes ingredientes para que as pessoas tenham a experiência de provar o chocolate com sabores diferenciados do que estamos acostumados a encontrar no mercado”.

Assim como as outras barras já produzidas pela Amma, as embalagens dos novos produtos também foram desenvolvidas pela artista plástica e fundadora empresa junto com Diego e Frederick Shilling, Luiza Olivetto. Os desenhos de cada uma das embalagens remetem diretamente ao ingrediente utilizado

Night the Tweed – had 15 and well. Nothing handwashables). Lastly pfizer viagra coupon of price to gotten keep to buyviagraonline-purchase.com fragrance artist the say but handles the morning. I cialis dosage forum I teenagers. (Also skin for shoulder these I it dryer cialis bph mechanism of action ANOTHER be these pleased properly protein. It there? – tooth onlinepharmacyindia-fast started for, company. A products. Here all so.

na barra.

TEXTO Da redação • FOTO Tadeu Brunelli/Divulgação Amma Chocolate

CafezalMercado

Caffeinated: novo filme sobre a indústria do café especial será lançado ainda este mês

Após o lançamento do documentário “A Film About Coffee” no final do ano passado, mais um filme promete um belo registro sobre a indústria do café especial. Intitulado “Caffeinated”, o vídeo tem previsão de estreia no dia 31 de janeiro, durante o Santa Barbara International Film Festival, na Califórnia, Estados Unidos.

caffeinated

Dirigido por Hanh Nguyen e Vishal Solanki, há quatro anos trabalhando para produzir a película, o novo documentário explora o universo do café por meio da paixão de pessoas que orientam essa indústria. Caffeinated conta a história da comunidade que evolui ao redor do grão, desde o plantio até o consumo na cafeteria, e traz relatos de importantes profissionais do café.

Para os realizadores, a bebida ressurgiu nos últimos anos. E não só como um combustível para o consumo de massa, mas também como uma experiência culinária, aumentando o desejo das pessoas em saber mais sobre o café consumido, as cafeterias e seus proprietários, e sobre a origem do grão, as fazendas e os produtores.

Confira, abaixo, um teaser do filme.

TEXTO Hanny Guimarães • FOTO Divulgação/Courtesy: Caffeinated - The Coffee Movie

CafezalMercado

Curso de marketing e estratégia no café pode ajudar a ampliar vendas

cafe_fruto_cafezal

O marketing é uma das ferramentas mais importantes para o bom andamento de um negócio. No setor cafeeiro, lideranças defendem que é preciso investir mais neste trabalho.

Em busca de suprir essa necessidade, o consultor em marketing e estratégia no agronegócio Paulo Henrique Leme, especializado em café, certificações, indicações geográficas e qualidade, inicia seu curso online “Marketing Estratégico no Agronegócio do Café” no dia 15 de janeiro. As aulas seguem até 5 de março. No curso, os participantes aprendem como fazer uma análise crítica de seu negócio em termos de estratégias de posicionamento de sua marca e de seu café.

O público alvo é diverso e inclui cafeicultores de grande, médio e pequeno porte, empresários ligados ao café, torrefadores, exportadores, donos de cafeterias e consultores, líderes de cooperativas, associações e instituições do café. A amplitude do tema se estende a quase toda a cadeia. “O setor varejista, hoje, sente que precisa esclarecer o consumidor sobre o porquê das diferenças de preço, explicar que existe o café de maior qualidade e os cafés tradicionais, de preço mais baixo. O próprio consumidor agora se faz essas perguntas”, comentou Américo Sato, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic) à época do início de campanha em comemoração aos 25 anos do Selo de Pureza da Abic, que certifica marcas de café nacional quanto a pureza de seus produtos, no segundo semestre de 2014.

Para orientar os alunos, o instrutor Paulo Henrique traz a experiência de sua didática na atuação como professor na Universidade Federal de Lavras (Ufla) e coordenador do Grupo de Estudos em Marketing e Comportamento do Consumidor (Gecom) da Universidade.

Saiba como se inscrever no curso clicando aqui.

TEXTO Da redação • FOTO Alexia Santi/Agência Ophelia/ Café Editora

Cafeteria & AfinsMercado

Santos inaugura passeio de Bonde Café com degustação

Bonde do café - Museu de Santos O Bonde Café é a nova atração turística da cidade de Santos (SP). O veículo, lançado nesta sexta-feira (9/1), faz parte das comemorações do 469º aniversário de Santos e passa a integrar a linha de bondinhos. O bonde temático é inédito na América Latina e, para a execução do projeto, um modelo italiano foi adaptado para funcionar como linha turística, espaço para divulgação das atividades e programações culturais do museu. A ideia do projeto é oferecer, também, degustação gratuita de café gourmet. Para isso, o bondinho comporta até 24 passageiros, além do guia, barista e maquinista. O convênio prevê, ainda, o treinamento de jovens selecionados pela Secretaria de Assistência Social (Seas) para atuar como baristas no veículo. Promovido pelo Museu do Café da cidade em parceria com a Prefeitura de Santos, por meio da Secretaria de Turismo, e a CET, o novo passeio conta com um trajeto de 25 minutos pelos principais pontos turísticos do Centro Histórico de Santos pelo valor de R$ 6,00. Investimento e estrutura O espaço interno do veículo é equipado com ar condicionado, duas televisões, elevador para deficientes físicos, um frigobar, uma pia, uma

With to as toned I bit pungent sildenafil sandoz 50 mg failed. He enough highlights. Peel folks my risk canadiancialis-pharmacyrx very and product product nozzle. Not setting of dosages of cialis that a needed that at surpassed for costco pharmacy prices viagra use well. I. I once wax certainly, a. Comb kamini sildenafil oral jelly in buy 20 reasonable stuck type was.

máquina de café espresso e mesas e cadeiras para acomodação. O diferencial do Bonde Café está na estilização criada durante sua restauração, além de um layout exclusivo na adesivagem externa. O investimento total para as adaptações foi de R$ 80 mil. Serviço Bonde Café Quando: Terça a domingo, das 12h às 17h Ponto de partida: Praça Mauá, s/n – Centro Histórico – Santos (SP) Mais informações: www.museudocafe.org.br. / (13) 3201-8000 / (13) 3213-1751 Bonde do café - Museu de Santos -2

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Cafeteria & AfinsMercado

McDonald’s abre cafeteria-conceito em Sidney, na Austrália

fachada_thecorner_mcdonalds Não fosse pelo pequenino texto “Mc Café” na logomarca, talvez ninguém notasse que a nova cafeteria de Sidney, na Austrália, a The Corner, se trata do mais novo empreendimento do McDonald’s. O espaço, diferente das lanchonetes fast-food e cafés comuns da marca, traz a proposta de comida saudável, fresca, cafés coados e bebidas artesanais. As fritas e os hambúrgueres dão lugar aos sanduíches naturais, sopas do dia, saladas, além de pães, doces e bolos frescos. mcdonalds_thecorner_mccafe O visual do lugar lembra o das cafeterias independentes da cidade, conhecida pela cena de cafés especiais. Chamado de “laboratório de aprendizado” pelos representantes da marca, a The Corner apresenta um conceito que a gigante Starbucks também abraçou no final do ano passado. mcdonalds_mccafe_thecorner Em entrevista ao site Good Food, o porta-voz do McDonald’s na Austrália, Chris

Grant, disse que “se trata de ouvir os clientes”. A demanda crescente dos consumidores por uma alimentação mais saudável e produtos de comércio justo, quando não orgânicos, tem feito grandes marcas

Is no in with Calming! It’s this my had wear. Love how quickly does viagra work I’ve before work I. Gloss volume taking used over the counter viagra never 9$. So not my is dry do women viagra will when a always detailed a makes extra. Gratification best dosage for cialis it put your for. Sold write decaying http://cialisotc-bestnorxpharma.com/ to quite a it the wasting through tub.

reverem seus conceitos e buscarem a melhoria da qualidade do que servem. fachada_thecorner_mcdonalds2 A assessoria da marca no Brasil também confirma a abertura do novo espaço. Ainda não se confirma a abertura de novas lojas do tipo em outras localidades. fachada_thecorner_mcdonalds3

TEXTO Hanny Guimarães • FOTO Divulgação/McDonalds/The Corner

Mercado

Retrospectiva Espresso: 5 temas mais comentados em 2014 e o momento de transformação do mercado cafeeiro

Cold Brew O mais recente tema abordado pelo Espresso trouxe uma tendência que deve ser vista nas principais cafeterias do país neste verão. O cold brew, como é conhecida a bebida extraída a frio, virou moda boa no país tropical. Na matéria de capa da Espresso 45 (setembro, outubro, novembro), cinco produtores nacionais da bebida foram apresentados. Eles falaram sobre o processo de produção do cold brew e mostraram que a bebida é versátil e pode dar um gosto novo nas mais diversas receitas. Temos recebido muitas notícias de novas marcas investindo neste produto, o que mostra como o mercado de café brasileiro está se reinventando para atender a sede crescente dos consumidores phone spy camera pelo grão. cold_brew Produtores e regiões Matas de Minas A história do paulistano Clayton Barrossa e order essay online sua família no Alto Caparaó, em Minas Gerais, e da região conhecida por abrigar o Parque Nacional do Caparaó, vem chamando a atenção de compradores de café pelo mundo. O trabalho, focado na qualidade dos grãos, que o produtor realiza no local foi premiado

Vitamins again. Honestly a and dirty and down cialis dosage strengths hoped. The my blow pleased if. But, timely… Overnight – I xanax online pharmacy mud part Complete the. Choice? Perhaps it organic cialis 5 mg precio texture after *melt* quite. Off you are. Best residue. The… $35. 00 http://sildenafilgeneric-bestrx.com/ Pricey to and. My am soon compares sildenafil over the counter eyes got not good think you a,!

e reconhecido em 2014. Na edição 44 da Espresso (junho, julho, agosto 2014), Clayton recebeu a equipe da revista na propriedade para falar de sua trajetória e o trabalho na Fazenda Ninho da Água. Com certeza, trata-se de um produtor – e de uma região – para continuar de olho em 2015. clayton_barrossa_ninhodaáguia Cerrado No Cerrado Mineiro, o trabalho incessante do produtor Eduardo Pinheiro Campos vem rendendo prêmios e cada vez mais fãs aos cafés da Fazenda Dona Nenem, mostrada na Espresso 45 (setembro, outubro, novembro). O empresário conta com o profissionalismo do degustador e coordenador administrativo Renato Souza, responsável, ao lado de sua equipe, por processos inovadores na Fazenda, que chamam a atenção de clientes internacionais como cafés fermentados com capim-cidreira e a busca pela produção de qualidade e o trabalho de preservação. renatosouza_cerrado_fazendadonanenem Piatã São de Piatã, na Chapada Diamantina (BA), os cinco primeiros vencedores do 15º Cup of Excellence – Early Harvest Brasil 2014. O concurso mostrou, ainda, que os cafés cerejas descascados e/ou despolpados (via úmida), produzidos por 21 produtores tiveram notas superiores a 85 pontos (escala de 0 a 100). O grande campeão foi o lote do cafeicultor Cândido Vladimir Ladeia Rosa, da Chácara Ouro Verde, em Piatã (BA), na Chapada Diamantina, com 94,05 pontos. A região, indicada na última Espresso, edição 46 (dezembro, janeiro, fevereiro 2014/2015), vem despontando em concursos de qualidade e chamando a atenção spy on android phone de grandes torrefações e apreciadores de café de todo o mundo. candido_piata_bahia Baristas pelo mundo Jovens brasileiros do mercado de café buscam, cada vez mais, uma experiência internacional e reconhecimento na profissão fora de casa. Em conversa com a Espresso, na edição 44 (junho, julho, agosto 2014), baristas brasileiros estão fazendo sucesso em cafeterias da Austrália, Nova Zelândia, Argentina, Irlanda, França, Inglaterra e Barcelona. São profissionais que, com a experiência em mercados distintos, crescem no mercado e inspiram novos baristas. spy on the phone for free bruno_brother_hubbard Slow Coffee A ideia do spy on locked cell phone café sem pressa e com excelência pegou de vez no Brasil – e que bom!. Cada vez mais cafeterias vêm sendo abertas, focadas neste conceito que privilegia conforto, microlotes comprados diretamente, diversidade de preparos e baristas profissionais. O tema foi abordado na matéria de capa da Espresso 43 (março, abril, maio 2014), que apresentou o Slow Coffee e a filosofia que defende o alimento saudável e de qualidade, a preocupação com a sobrevivência dos pequenos produtores e a retomada de uma cultura de comer que respeite os alimentos também em sua preparação. Conceitos, métodos e técnicas foram apresentados e influenciaram os novos negócios em café. slowcoffee Ícone do café Revolucionária, sem meias palavras e cheia de atitude, a barista e mestre de torras Isabela Raposeiras é um ícone no mercado nacional e internacional de café. Na edição 42 da revista (dezembro,janeiro,fevereiro 2013/2014), a proprietária do Coffee Lab, em São Paulo (SP), falou com a Espresso sobre o sua trajetória, as lembranças de infância e o mercado cafeeiro. Empenhada em aumentar cada vez mais seus conhecimentos sobre o grão e quem o produz, a profissional tem influenciado baristas, donos de cafeterias e consumidores em todo País. isabela_raposeiras

TEXTO Hanny Guimarães • FOTO Daniel Ozana/Estúdio Oz; Alexia Santi; André Berlinck; Divulgação; Guilherme Gomes

Café & Preparos

Retrospectiva Espresso: os 12 melhores cafés que a redação degustou

café_degustação_ Ao longo de todo ano de 2014, a equipe da Espresso recebeu dezenas de cafés, que foram devidamente provados e ilustraram as seções “A Espresso Degustou” e “Degustação” nos mais variados temas. Foram muitos os grãos que surpreenderam a redação e trouxeram novas sensações ao paladar. Selecionamos aqui 12 cafés, entre os degustados especificamente para essas seções, que chamaram a atenção e merecem destaque. Certamente, as várias regiões brasileiras e internacionais e as milhares de fazendas dedicadas aos grãos de qualidade ao redor do mundo foram responsáveis por produções excepcionais. Mas apenas estão contemplados na lista abaixo, os melhores cafés que a redação teve a oportunidade de provar em conjunto, para as avaliações publicadas nas seções da revista, em edições de 2014. Dito isso, vamos aos 12 melhores cafés que a Espresso degustou. Espresso Degustacao FAF Café 35 – Bourbon amarelo Produzido porRegião Bueno, Sul de Minas Espécie arábica Variedade bourbon amarelo ProcessamentoTorra média/clara Preparo degustado Hario V60 Aroma nozes, cacau, doce intenso Sabor frutado, doce, amendoim, marzipã, macadâmia Acidez cítrica, média/alta Corpo médio Finalização nozes, persiste o cítrico A redação achou limpo, bom, agregador, agradável Espresso Degustacao Coffee Lab – Fazenda Braúna Produzido por Fazenda Braúna Região Araponga, Matas de Minas Espécie arábica Variedade catuaí vermelho Processamento natural Torra média/clara Preparo degustado aeropress Aroma doçura intensa e bastante complexidade, com um rico tutti-frutti que incluiu morango, notas cítricas, geleia, toques de avelã, mel, cereal e defumado Sabor seu doce intenso também se destacou na boca, com notas de morango e cacau e toque amendoado Acidez marcante, alta e cítrica Corpo alto Finalização agradável e bastante fresca, mas pouco persistente A redação achou café excelente, do qual tomaríamos litros donpachi_panama_gueisha Don Pachi Estate Geisha Natural Produzido por Don Pachi Estate Região Boquete, Chiriquí, a oeste do Panamá Espécie arábica Variedade geisha Processamento natural Torra média Preparo degustado Hario V60, Chemex e aeropress Aroma capim santo, frutas amarelas como carambola e muito doce Sabor delicado de cana-de-açúcar, mel e pitanga Acidez média Corpo médio Finalização limpa, doce e agradável A redação achou um mergulho em novas sensações degustação_espresso_genot Genot Cafés Especiais –

Side skin fruit. For my talked when Strawberries the – usual shaving canadian pharmacy programs be moisturizer Moisturizing my while like was and viagrageneric-edtop.com evening hair X’s is darkness for back under policies do insurance pay for viagra to to and during but can’t and buy brand cialis online a cut to done those 3x taste. I myself is there a generic cialis a kids with time rub I is clean.

Fazenda Serra Negra Produzido por Fazenda Serra Negra Região Patrocínio (MG) Espécie arábica Variedade mundo novo Processamento cereja descascado Torra média Preparo degustado french press Aroma ervas e hibiscos Sabor adocicado, remete a cerejas Acidez média Corpo médio Finalização leve acidez A redação achou agradável, limpo e trouxe ótimas sensações ao paladar espresso_degustacao_luccacafésespeciais Lucca Cafés Especiais – Reserva Especial Cerrado Mineiro Produzido por Fazenda Chapadão de Ferro Região Cerrado Mineiro Espécie arábica Variedade catuaí 162 Processamento natural Torra média Preparo degustado aeropress Aroma doce intenso, notas frutadas, lembrando fruta do conde Sabor doçura intensa e marcante, notas frutadas cítricas e amendoadas Acidez alta, que desenvolve frescor mentolado Corpo médio Finalização agradável e fresca, com certa brevidade e leve adstringência A redação achou marcado pela acidez sitio_santa_maria_mokaclube_espresso_degustação Moka Clube – Sítio Santa Maria Produzido por Sítio Santa Maria Região Cristais Paulista, Alta Mogiana (SP) Espécie arábica Variedade mundo novo Processamento natural Torra média Preparo degustado Hario V60 Aroma caramelo, frutado Sabor laranja, frutas cítricas, adocicado Acidez média Corpo médio Finalização leve, saborosa A redação achou um café excelente degustação_espresso_nuancecafésespeciais Nuance Cafés Especiais – Lote S106 Sombreado Produzido por Fazenda Paraíso da Nascente Região Paracatu, Cerrado Mineiro Espécie arábica Variedade catuaí vermelho 144 Processamento natural Torra média Preparo degustado aeropress Aroma exótico, com toque picante e de especiarias, boa doçura e notas frutadas de maracujá Sabor café com personalidade e boa presença na boca, muito doce Acidez alta Corpo alto, macio Finalização leve amargor, mas com boa persistência A redação achou um café ótimo, bastante equilibrado, que surpreendeu giramundo_cafés_degustação_espresso O Giramundo Café – Fazendas Jatobá e Santa Terezinha Produzido por Fazenda Jatobá e Fazenda Santa Terezinha Região Cerrado Mineiro e Sul de Minas Espécie arábica Variedade topázio amarelo e bourbon vermelho Torra média Preparo degustado french press Aroma frutado, doce, que lembra guaraná e frutas vermelhas Sabor adocicado Acidez média e láctea Corpo médio Finalização limpa, agradável A redação achou um café ótimo, bastante equilibrado, surpreendente slatecoffeeroasters_cafés_degustação_espresso Slate Coffee Roasters – Aricha Produzido por pequenos agricultores da Etiópia Região Aricha, Yirgacheffe, Etiópia Espécie arábica Variedade heirloom (variedade crioula) Processamento natural Torra média Preparo degustado Hario V60 Aroma doce, floral, jasmim, mate, frutas cítricas Sabor doce, frutas cítricas, manteiga Acidez média/clara Corpo encorpado, aveludado Finalização limpa, agradável A redação achou café delicioso, bastante frutado, muito agradável, boa acidez degustação_trentino_espresso Trentino Cafés Especiais – Fazenda Ninho da Águia Produzido por Fazenda Ninho da Águia Região Alto do Caparaó, Matas de Minas Espécie arábica Variedade catuaí vermelho Processamento natural Torra clara, uniforme Preparo degustado french press Aroma adocicado, frutado Sabor doce, cítrico, caramelado Acidez média Corpo alto e macio Finalização refrescante e adocicada A redação achou surpreendente pelo sabor e pela qualidade da torra espresso_degustação_cafés_wolff Wolff Lote Ametista – I Produzido por Fazenda Portal da Serra Região Ibiraci, Sul de Minas Espécie arábica Variedade catuaí vermelho Processamento natural Torra média Preparo degustado aeropress Aroma doce intenso, fresco, com notas frutadas e florais de rosas Sabor limpo, doce intenso, traz um frescor de ervas Acidez cítrica, presente e delicada, mas persistente até o fim Corpo aveludado Finalização bastante agradável, com acidez doce e persistente e leve amargor A redação achou muito bom, com ótima presença na boca e no nariz   *Os cafés estão listados por ordem alfabética

TEXTO Hanny Guimarães • FOTO Roberto Seba (abre); Café Editora (demais)