Mercado

Arte, passeio e gastronomia no Museu do Café, em Santos

Em comemoração ao Dia Internacional de Museus, celebrado em 18 de maio, o Museu do Café está organizando uma série de atividades. No dia 16 de maio, o passeio mediado terá como foco a arquitetura do edifício da antiga Bolsa Oficial de Café e os elementos artísticos que a compõe, como contextualização do período histórico e social de sua construção. A atividade, ministrada pela coordenadora técnica do Museu Marcela Rezek, será às 15h.

Mostras de telas pintadas por Benedito Calixto, representações e processo de restauro apresentados pela Profª Drª Marcia Rizzo, responsável pela restauração dessas obras, serão no dia 17, às 15h. Com a coordenadora do curso de gastronomia da São Judas, Campus Unimonte Maria de Fátima Duarte, a terceira visita especial contemplará a relação do café com a cozinha contemporânea e ideias de receitas no dia 18, às 15h.

Já no dia 19, o passeio mediado por um educador enfatizará o contexto histórico no Salão do Pregão e será transmitido ao vivo na página do Museu no Facebook, às 15h. Finalizando o cronograma da Semana Nacional de Museus, o fotógrafo Gino Pasquato apresentará a instituição e o seu acervo pela perspectiva do olhar fotográfico, analítico, selecionador e estético, no domingo (20), às 15h.

Para participar de todas as ações, que são gratuitas, é necessário enviar um e-mail para inscricao@museudocafe.org.br com o nome completo e descrição da atividade escolhida. No dia 18 de maio, quando é celebrado o Dia Internacional de Museus, a entrada para as exposições em cartaz será gratuita.

O Museu do Café fica à rua XV de Novembro, 95, no Centro Histórico de Santos. O horário de funcionamento é de terça a sábado, das 9h às 17h, e aos domingos entre 10h e 17h. Os ingressos para visitação custam R$ 10. Estudantes e pessoas acima de 60 anos pagam meia-entrada. Aos sábados, a visitação é gratuita. Já a Cafeteria do Museu funciona de segunda a sábado, das 9h às 18h, e aos domingos entre 10h e 18h. Outras informações estão disponíveis no site www.museudocafe.org.br. Telefone: (13) 3213 1750.

Serviço
Atividades no Museu do Café 
Quando: 16 a 19/5
Onde: Museu do Café – Rua XV de Novembro, 95 – Centro Histórico – Santos (SP)

TEXTO Redação • FOTO Gui Gomes

Mercado

Queridinho dos brasileiros há 70 anos

O copo americano tem 70 anos. Desde sua criação, em 1947, o produto da fabricante Nadir Figueiredo possui um design retrô que nunca foi modificado. O copo de origem brasileira já chamou atenção de observadores ao redor do mundo e integrou a coleção de objetos de design do Museu de Arte Moderna de Nova Iorque (MoMa). O estojo com xícaras para café espresso é comercializado em lojas físicas e online para todo o Brasil.

Mais informações: www.nadir.com.br 

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Café & Preparos

Já ouviu falar da Flask?

O método manual de preparo de café e chá pode ser usado em casa. A novidade foi desenvolvida pela companhia norte-americana de tecnologia Alpha Dominche e une facilidade com design moderno. A Flask é composta de um pistão e um filtro de aço inoxidável, uma garrafa de vidro, alça de couro e plástico. O método serve duas pessoas e lembra a french press, pois o pó fica em contato com a água e a extração ocorre após pressão do êmbolo. Para limpar, a borra fica acumulada no fundo, pronta para ser descartada. O projeto do utensílio está em fase de arrecadação. Para contribuir e conhecer mais sobre o método clique aqui.

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Café & Preparos

Café no feriado? Temos!

Selecionamos algumas cafeterias que vão funcionar neste feriado (1º de maio).

É dia de relaxar e tomar bons cafés!

RECIFE

Borsoi Café Clube

Foto: Paloma Amorim

Unidade Califórnia
Rua Artur Muniz, 82 – Recife (PE)
8h às 22h

Unidade Pina
Rua Joaquim Carneiro Silva 156 – Recife (PE)
8h às 18h
Tel.: (81) 3071-6834

BRASÍLIA

Belini Café

Foto: Divulgação

CLS 114 BL B Loja 07 – Asa Sul
8h às 22h
Tel.: (61) 3554-9005

Acervo Café

Foto: Daniela Quitanilha

QE 40 Conj. H, Lt. 18 – Guará II
14h às 22h
(61) 99665-5588

RIO DE JANEIRO

The Slow Bakery

Foto: Samuel Antonini

Rua São João Batista, 93 – Botafogo – Rio de Janeiro (RJ)
09h às15h
(21) 3563-8638

SÃO PAULO

Futuro Refeitório

Foto: Felipe Gombossy

Rua Cônego Eugenio Leite, 808 – São Paulo (SP)
8h às 22h30
Tel.: (11) 3085-5885

Takko Café

Foto: Felipe Gombossy

Unidade Vila Buarque
Rua Dr Cesário Mota Jr, 379 – São Paulo (SP)
9h às 19h

Unidade Vila Madalena
Rua Fidalga, 98 – São Paulo (SP)
9h às 19h
Tel.: (11) 3214-5322

Revo Coffee Co.

Foto: Divulgação

Avenida dos Bancários, 108A – Santos (SP)
14h às 20h30
Tel.: (11) 96194-4019

 

MANAUS

Kalena Café

Foto: Divulgação

Rua Fortaleza, 201 – Bl 2, sl. 4 – Centro Comercial Adrianópolis – Manuas (AM)
14h às 21h
Tel.: (92) 99169-8089

FLORIANÓPOLIS

Café Cultura

Foto: Mariana Proença

Rua Manoel Severino de Oliveira, 669, loja 3 – Lagoa da Conceição – Florianópolis (SC)
8h30 às 22h
Tel.: (48) 3771-1861

TEXTO Daniela Quitanilha

Mercado

Já provou o novo sorvete de café do Coffee Lab?

O Coffee Lab está com uma super novidade gelada cafeinada. Nas versões xícara e casquinha, o sorvete de café tem 120g e custa R$ 8. A sobremesa é produzida numa máquina soft, semelhante à usada nas redes americanas de fast food. Aproveitando a novidade, a cafeteria inovou o frapê, que agora vem com o sorvete adicionado aos demais ingredientes – leite, ameixa, café espresso e gelo. O valor do frapê é R$ 16.

Coffee Lab
Rua Fradique Coutinho, 1340 – São Paulo (SP)
Todos os dias das 10h às 20h.
Tel: (11) 3375 7400

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Mercado

Cafés do Cerrado Mineiro agora estão na Whole Foods Market nos EUA

Uma loja do Whole Foods Market, recentemente adquirida pela Amazon e o Central Market, ambas em Austin, no Texas, receberão cafés exclusivos da safra 2017/2018 da Região do Cerrado Mineiro. Os cafés da região são os únicos que recebem a denominação de origem para cafés no Brasil.

O Cerrado Mineiro é a primeira região produtora brasileira demarcada a posicionar seus produtos com Selo de Origem e Qualidade no mercado americano. Os lotes são resultantes do trabalho do Coffee Hunter Joel Shuler, da torrefação americana Casa Brasil Coffee, especialista em cafés brasileiros e também dos produtores que apresentaram cafés extraordinários e com perfis únicos.

Joel tem uma relação muito próxima com o Brasil e em sua torrefação busca sempre valorizar os cafés brasileiros, suas características e as histórias por trás de cada um deles. Como ele explica “é simples, amo o Brasil e amo os cafés brasileiros”.

Durante a safra de 2017, Joel e sua equipe visitaram vários produtores da Região do Cerrado Mineiro. Muito mais do que conhecer as lavouras, o trabalho do Coffee Hunter é também ouvir as histórias, as experiências de cada produtor, o sentimento e o trabalho empregado para que cada lote possa expressar características únicas.

Para o Superintendente da Federação dos Cafeicultores do Cerrado, Juliano Tarabal, este projeto tem total convergência com os propósito da Região do Cerrado Mineiro. “Este projeto representa um dos pilares de nosso propósito de marca que é de conectar os produtores aos consumidores, trazendo assim valor e percepção para a denominação de origem Cerrado Mineiro e acima de tudo, é um projeto que envolve coordenação de cadeia, pois engloba produtores, cooperativas, exportador, torrefador, duas grandes redes de varejo e rastreabilidade de ponta a ponta, levando origem controlada ao consumidor americano”, explicou Tarabal.

Amostras de café dos talhões foram colhidos e Joel Shuler conduziu perfis de torra até chegar aos mais adequados para cada café. Joel acompanhou de perto a condução da colheita, a secagem e o preparo de cada lote selecionado, ou seja, os lotes apresentam características exclusivas, que apenas esta torrefação poderá oferecer ao mercado americano.

O Coffee Hunter Joel Shuler explica que a Casa Brasil sempre procurou ser inovadora e líder no mercado de cafés especiais nos Estados Unidos. “Nós fomos a primeira empresa a focar somente em cafés brasileiros de alta qualidade, numa época em que o Brasil não tinha se estabelecido como fonte de cafés gourmet. Xícara por xícara fomos conquistando clientes, quebrando paradigmas e mostrando a qualidade já existente nos cafés do Brasil. Hoje, a Casa Brasil é mais uma vez pioneira, representando a Denominação de Origem da Região do Cerrado Mineiro. Acreditamos no valor agregado pela Denominação de Origem, tanto para nossos clientes quanto para nossos parceiros produtores, e é um orgulho estarmos juntos com o Cerrado Mineiro nesse momento tão inovador e tão importante para o café”, explicou Shuler.

Os Cafés da Região do Cerrado Mineiro começarão a chegar gôndolas dos mercados americanos na última semana de abril e irão acompanhados do Selo de Origem e Qualidade Região do Cerrado Mineiro, garantia da autenticidade e qualidade do café, além de toda comunicação voltada para a valorização dos produtores e de suas experiências.

Cristiane Yuki Minami, participante do projeto, é bisneta de cafeicultores e para ela ver o café de sua família acessando esses mercados é a realização de um sonho antigo e que ressalta que a família tem seguido o caminho certo em busca da qualidade. “Estar no Whole Foods é muito especial, pois vejo uma convergência de valores quanto à alta qualidade de seus produtos, valorização da origem e do produtor. Para mim e minha família é uma honra fazer parte desse projeto conduzido pela Casa Brasil Coffees e a Federação dos Cafeicultores do Cerrado que unem local e global por meio dessa bebida universal que é o café.  Vejo que este projeto entrega valor: cafés com história, identidade, nome e sobrenome que estão disponíveis aos seus exigentes consumidores. Fazer parte desse seleto grupo prova que estamos no caminho certo”, explicou Minami.

TEXTO Redação • FOTO Café Editora

Café & PreparosMercado

10 cafeterias novas pelo Brasil para você conhecer!

De uns anos para cá, o consumo de cafés especiais no Brasil apresentou um crescimento grande e qualitativo (e está crescendo cada vez mais). Além da importância do sabor, aroma e textura da bebida, o público também está buscando saber sobre a origem e o processo dos grãos.

Ligado a isso, o número de cafeterias nas grandes e pequenas cidades também aumentou muito! Lugares de todos os tamanhos e para todos os gostos surgem a cada ano para atender a demanda dos coffee lovers.

Separamos alguns lugares que foram abertos a partir do meio do ano de 2017 para você conhecer, provar e nos contar as experiências! Confira a listinha:

Carolina Café – São Paulo (SP)

Divulgação

Esse espacinho aconchegante surgiu no meio da movimentada São Paulo no final do ano passado. Com grãos de diferentes torrefações, como do Fruto Mineiro e da Bica, o café pode ser pedido na chemex, hario v60, clever e aeropress. A casa também trabalha com espresso, cappuccino, latte e macchiato. Para acompanhar, algumas das opções são bolo de milho, waffle, carolina, brioche na chapa e broa de fubá.

Serviço
Carolina Café
Onde: Rua João Moura, 607 – Pinheiros – São Paulo (SP)
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 8h às 19h; sábado, das 13h às 19h
Mais informações: www.instagram.com/carolinacafeteria

Santo Café – Porto Seguro (BA)

Créditos: Marcelo Aniello

O espaço aconchegante do Santo Café foi inaugurado no segundo semestre de 2017, na cidade baiana de Trancoso. Lá, você pode experimentar cafés variados e torrados pelo Wolff Café, como os grãos das montanhas do Espírito Santo, que podem ser feitos nos métodos sifão, chemex, aeropress, hario v60 e clever. Também é possível encontrar opções como espresso, cappuccino, latte, macchiato e chocolate quente. Para acompanhar, a casa possui pães artesanais e bolos caseiros!

Serviço
Santo Café
Onde: Rua do Telégrafo, 10 – Shopping Canto Verde – Trancoso – Porto Seguro (BA)
Horário de funcionamento: de domingo e segunda, das 15h às 22h; terça a sábado, das 8h às 22h
Mais informações: www.facebook.com/santocafetrancoso

Orna Café – Curitiba (PR)

Divulgação

Inaugurado há alguns meses, o Orna Café possui um ambiente aconchegante com design moderninho. Sanduíches, tortas, bolos e cookies são algumas das opções da casa para você desfrutar do ambiente enquanto come. Para os coffee lovers, há duas opções de grãos: Cerrado Mineiro ou Norte do Paraná, ambos torrados pela própria Orna. Você pode pedi-los na hario v60, prensa francesa ou espresso.

Serviço
Orna Café
Onde: Alameda Dr. Carlos de Carvalho, 943 – Batel – Curitiba (PR)
Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 12h às 20h
Mais informações: www.facebook.com/ornacafe

Bricktop’s Café – João Pessoa (PB)

Créditos: Manuela Acioly

Com um ambiente bem decorado, a Bricktop’s Café foi aberta na metade de 2017, na capital da Paraíba. O café servido é produzido no Cerrado Mineiro e pode ser feito em métodos como hario v60 e clever. Cappuccino, mocha e espresso também são boas pedidas! Para acompanhar, algumas das opções são croissant de queijo do reino, brownie, éclair e pão de queijo.

Serviço
Bricktop’s Café
Onde: Avenida Nego, 657 – Tambaú – João Pessoa (PB)
Horário de funcionamento: de segunda a domingo, das 14h às 21h
Mais informações: www.facebook.com/bricktopscafe

The Coffee Hut – Brasília (DF)

Créditos: @kfezin

Moderninha, a The Coffee Hut foi inaugurada no início de 2018 no bairro Asa Norte, em Brasília. O cardápio traz algumas delícias, como cheesecake de chocolate e frutas vermelhas, panquecas com ovos mexidos e bacon, waffle doce, bolo de banana com aveia e cookies. O café usado é torrado pela microtorrefação brasiliense AHA! Cafés.

Serviço
The Coffee Hut
Onde: CLN 213 Bloco B Loja 20 – Brasília (DF)
Horário de funcionamento: de terça a sexta, das 7h às 21h; sábado e domingo, das 8h às 22h
Mais informações: www.instagram.com/the.coffee.hut.bsb

Zud Café – São Paulo (SP)

Divulgação

Inaugurada este ano na capital paulista, o Zud Café concilia cafés especiais e arte independente. A casa possui opções variadas de doces e salgados, como o waffle, pão de queijo, bolos e cuca de goiabada. Já sobre o café, há duas opções de grãos: mundo novo, do Sítio Santa Rita (Caparaó); e catuaí, da Fazenda São Judas Tadeu (Chapada Diamantina), que podem ser preparados na aeropress, hario v60 e prensa francesa. Cervejas artesanais também estão por aqui!

Serviço
Zud Café
Onde: Rua Barão de Tatuí, 377 – Vila Buarque – São Paulo (SP)
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 11h às 19h; sábado, das 10h às 19h
Mais informações: www.facebook.com/zudcafe

Café S/A – Anápolis (GO)

Divulgação

Atendendo todos os gostos, desde os mais basiquinhos até os apaixonados por doce, a cafeteria foi inaugurada no segundo semestre de 2017, em frente ao fórum de Anápolis. A casa serve cafés de várias regiões do Brasil e do mundo, torrados por microtorrefações e feitos em métodos como hario v60, aeropress, prensa francesa e chemex. Para comer, é possível pedir cookies, cinnamon roll, waffle, bolos, entre outras opções. PS: é pet friendly!

Serviço
Café S/A
Onde: Travessa Alarcão, 98 – Centro – Anápolis (GO)
Horário de funcionamento: segunda, das 14h às 18h; de terça a sexta, das 9h30 às 18h;
Mais informações: www.facebook.com/cafesacafeteria

Fridda Café – Jaboatão dos Guararapes (PE)

Créditos: @jets.rocha

Inaugurada no meio de 2017, a cafeteria pernambucana é cheia de detalhes que remetem à personagem que a casa leva como nome. Com grãos produzidos em Minas Gerais e Espírito Santo, os cafés podem ser pedidos nos métodos hario v60, chemex, clever, aeropress, prensa francesa e koar, além do espresso. Para acompanhar, algumas das opções da Fridda são crepioca mexicana, cuscuz, waffle belga, bolos, brownies e folhados.

Serviço
Fridda Café
Onde: Avenida Bernardo Vieira de Melo, 6088 – Candeias – Jaboatão dos Guararapes (PE)
Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 14h às 21h
Mais informações: www.facebook.com/friddacafe

Copo Café – Belo Horizonte (MG)

Créditos: @bloquinhodalouise

Aberta no segundo semestre de 2017, a Copo Café é literalmente um buraquinho na parede. A mini cafeteria trabalha com cafés selecionados da região da Mantiqueira de Minas, no Sul de Minas, que são moídos na hora e podem ser feitos em métodos coados ou espresso. A casa também possui espresso tônica, coffee shake, cappuccino e cappuccino gelado. Para acompanhar, é indicado o panini de pão de queijo recheado com queijo, bem mineiro!

Serviço
Copo Café
Onde: Rua Antônio de Albuquerque, 626 – Funcionários – Belo Horizonte (MG)
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 8h30 às 18h30; sábado, das 10h20 às 16h20
Mais informações: www.facebook.com/copocafe

Coffee Five – Rio de Janeiro (RJ)

Divulgação

Recém-inaugurada, a Coffee Five serve diversos tipos de cafés e chás. Os grãos podem ser feitos em métodos como clever, hario v60 e kalita. Além dos coados, é possível pedir opções como espresso, cappuccino, macchiato, mocaccino e, para os dias quentes, o iced baunilha. Dentre as comidinhas estão os bolos de churros e de milho com goiabada!

Serviço
Coffee Five
Onde: Rua da Quitanda, 86, quiosque 1 – Centro – Rio de Janeiro (RJ)
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 17h
Mais informações: www.instagram.com/coffeefiverj

TEXTO Gabriela Kaneto

Sem categoria •

Pudim de café com amêndoas

Por Alessandra Luvisotto

Ingredientes
Massa:
– 1 lata de leite condensado
– 2 medidas de lata de creme de leite fresco
– 4 ovos
– 1 colher (sopa) de café solúvel liofilizado

Calda:
– 2 xícaras (chá) de açúcar
– 1/2 xícaras (chá) de amêndoa laminada ou em lascas

Preparo
Bata todos os ingredientes da massa no liquidificador. No fundo da forma, derreta o açúcar e junte as lascas de amêndoas ao caramelo. Despeje a mistura do pudim e leve ao forno a 180ºC, preaquecido, em banho-maria, por aproximadamente 50 minutos (ou faça o teste do palito; se ele sair “limpo”, isso mostra que a mistura está firme e cozida). Espere esfriar e leve à geladeira por cerca de 4 horas antes de desenformar e servir.

Rende 8 porções

(Texto originalmente publicado na edição impressa da Revista Espresso – única publicação brasileira especializada em café. Receba em casa. Para saber como assinar, clique aqui).

FOTO Daniel Ozana/Studio Oz • RECEITA Alessandra Luvisotto

Mercado

Grupo 3 Corações é o campeão do concurso nacional ABIC de qualidade

O Grupo 3 Corações é o campeão do 14º Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café. A empresa conquistou as premiações nas categorias Diamante, Ouro e Especial. O grupo foi o que mais investiu em qualidade, com o total de R$ 33 mil, tornando-se campeão na categoria Diamante.

A empresa arrematou o lote de seis sacas do produtor Antônio Rigno de Oliveira, de Piatã (BA), pagando R$ 2.500 mil por saca, totalizando R$ 15 mil. Foi o maior valor de aquisição por saca, entre os lotes de café natural e cereja descascada, rendendo o prêmio na categoria Ouro.

A 3 Corações também arrecadou as duas sacas do café campeão do concurso, que foi produzido por Letícia de Alcântara na Fazenda Divina Espírito Santo, também de Piatã, por R$ 9 mil cada. Isso tornou a empresa campeã da categoria Especial, que corresponde ao maior lance dado ao microlote (composto de 2 sacas).

“Temos a responsabilidade de chamar mais consumidores para ter acesso aos cafés especiais. Queremos trabalhar para que, de forma democrática, o brasileiro conheça o nível avançado de qualidade do cultivo do café”, disse Aline Germano, do Grupo 3 Corações.

O leilão dos 11 lotes finalistas do 14º Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café foi realizado entre os dias 30 de janeiro e 8 de fevereiro, vendeu 40 sacas e arrecadou o valor de R$ 73.139 mil. O valor médio por saca ficou em R$ 1.828,48, mais do que o dobro do preço mínimo estipulado, de R$ 893 a saca (equivalente a 70% acima da cotação da BMF/Bovespa de 26/01/2018).

Concurso de Qualidade
No concurso, o microlote de Letícia de Alcântara recebeu 8,62 pontos. Em segundo lugar, ficou o lote de café cereja descascado produzido por Antônio Rigno de Oliveira, com 8,53 pontos. E, em terceiro, o microlote do produtor Manoel Protázio de Abreu, do Sítio Forquilha do Rio, de Dores do Rio Preto (ES), com 8,52 pontos.

A avaliação é dividida em três fases: um júri técnico, com peso da nota de 70%; uma verificação da sustentabilidade da propriedade rural, com peso de 15%; e um júri popular, com 15%.

“Queremos todos os produtores juntos da ABIC. O desafio é abrir novos mercados e trabalhar para conseguir maior valor agregado ao café, com o empenho na busca de inovação tecnológica”, disse o presidente da ABIC, Ricardo Silveira.

Todos os cafés lançados nessa edição do concurso estarão à disposição dos consumidores no comércio varejista e nos sites das empresas, em embalagens identificadas, ofertadas em diversas formas de preparo.

Também participaram do leilão as torrefações e cafeterias: Armazém do Café, Café Monte Líbano, Barisly Café, Café com História, Santo Grão, BonBlend Café, Grão Café. Com, Hachimitsu, Prelúdio Cafés Especiais, Villa Januária, Café Cajubá, Dengo Cacau e Café e Café Rancheiro.

TEXTO Daniela Quitanilha • FOTO Daniela Quitanilha

Mercado

Abertas inscrições para mestrado da Fundação Ernesto Illy

Estão abertas até 15 de junho as inscrições para bolsas de estudo na edição 2019 do Mestrado Internacional em Economia e Ciência do Café (International Masters in Coffee Economics and Science Ernesto Illy), realizado em Trieste, na Itália, pela Fundação Ernesto Illy e a Università del Caffè (UDC), em parceria com a Università del Caffè.

A Università del Caffè Brasil irá selecionar um estudante brasileiro para receber bolsa integral, que cobre 100% do valor do curso, despesas de viagem, alojamento, entre outros benefícios; bolsas parciais também poderão ser cedidas. Os candidatos devem ser profissionais graduados em Economia, Administração, Engenharia, Engenharia Agronômica, Ciências e áreas correlatas, e ter forte envolvimento profissional com café. Bom desempenho acadêmico e fluência na língua inglesa também são diferenciais.

O curso, que acontece anualmente desde 2011, oferece formação multidisciplinar sobre o mundo do café. Para isso, engloba todo o ciclo produtivo, desde seu cultivo até os serviços de alimentação, incluindo a logística e o processo de industrialização. O intuito é consolidar e desenvolver relações entre as universidades e o mundo dos negócios, transferindo aos alunos o conhecimento tecnológico e cultural da illycaffè, torrefadora líder global em qualidade do café.

Ministrado integralmente em inglês, o mestrado possui 400 horas de aulas intensivas segmentadas em 12 módulos e 60 créditos universitários. São três áreas disciplinares: Economia-Administração, Biologia-Agronomia e Tecnologia. As aulas acontecem diariamente, de segunda a sexta-feira, durante cinco meses, nas dependências na illycaffè. O período total do curso será de meados de janeiro até meados de outubro de 2019.

As inscrições para alunos pagantes vão de 16 de junho a 1º de outubro, diretamente com a Fundação Ernesto Illy. Contatos para mais informações:

– Seleção no Brasil: pensa@pensa.org.br  tel: (11) 3818-4005
– Mestrado: master@illy.com

TEXTO Redação • FOTO Érico Hiller / Lucas Albin