Mercado

Wish list: 8 presentes para quem ama café

Já comprou o presente de todo mundo? E daquela pessoa que adora um cafézim? Com o natal quase aí, selecionamos 8 produtos que ajudarão você a escolher a surpresa ideal para quem ama a bebida! Confira:

Aventais Personalizados

Com cortes modernos e manuais, a carioca Old Skool Bar tem feito sucesso com seus aventais personalizados. As peças são feitas a mão utilizando jeans, couro e metais. Preço: R$ 150. Mais informações: www.instagram.com/oldskoolbar

Tampers

A Suave Coffee Gear, empresa com foco na produção de acessórios com design para baristas, vende tampers que podem ser adquiridos completos, só a base ou só o cabo avulso e personalizado. Preço: a partir de R$ 103. Mais informações: www.suave.coffee

Kit Hario v60

Este kit completo é ótimo para quem quer começar a usar o método japonês. Vem com uma hario v60, uma jarra, 100 coadores e uma colher de medida. Preço: R$ 154. Mais informações: www.cafestore.com.br

Caneca conserva com tampa

Quer dar uma caneca fora do tradicional? Esta vem com tampa, para conservar o quentinho do café passado na hora. Feita de cerâmica e tampa de bambu, possui 420 ml de capacidade. Preço: R$ 59. Mais informações: www.uatt.com.br

Copo prensa francesa

Uma prensa francesa de um jeito moderno e prático (mais do que já é). Com altura de 23 cm e capacidade de 480 ml, é feita de plástico e aço inoxidável, ótima para preparar café em qualquer lugar! Preço: R$ 79,90. Mais informações: www.imaginarium.com.br

Caneca retrô

Quer presentear com uma lembrancinha? Esta canequinha retrô conserva a temperatura do café, além de ser delicada e ótima pra quem gosta de produtos do campo. Possui capacidade para 400 ml. Preço: R$ 39,90. Mais informações: www.zonacriativa.com.br

Moinho de café manual

Charmoso, este moinho manual da Hario é rápido e fácil de utilizar. Com formato cônico, lâminas de cerâmica e manivela para moagem, não gera muito atrito e nem produz muito calor, conservando o sabor do café. Preço: R$ 246. Mais informações: www.cafestore.com.br

Assinatura da Revista Espresso

Além dos produtos, aprender sobre o café é sempre bom! Você pode presentear um amigo com a assinatura anual (4 edições) ou a bianual (8 edições) da Revista Espresso, assim ele ficará sempre por dentro das novidades do mundo cafeeiro. Preço: R$ 48 e R$ 90. Mais informações: www.revistaespresso.com.br/assine

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Mercado

Somos finalistas do prêmio Sprudgie Awards!

 

Buscando celebrar e premiar os vários segmentos dentro do universo do café, desde produtores e marcas que trabalham para servir uma bebida de qualidade até podcasts e publicações que visam divulgar a cultura cafeeira, o prêmio internacional Sprudgie Awards está disponível para votação. Ele é promovido pelo site norte-americano Sprudge, também especializado em café.

Em sua 9ª edição, a premiação acontece através do voto popular na internet e, neste ano, a Revista Espresso, primeira publicação especializada em cafés do Brasil, está concorrendo na categoria “Melhor Revista de Café” ao lado de gigantes de outros países. Para ganharmos em nossa categoria, precisamos da ajuda de nossos leitores!

Ajude a Espresso
Para votar é fácil! Basta entrar no site, preencher a votação com nome, sobrenome, e-mail e localização, votar na Revista Espresso na categoria “Best Coffee Magazine” e clicar em enviar.

A votação estará disponível em todo o mundo até o dia 31/12. Então, vamos colocar a mão na massa e chamar a família e os amigos para votar! Contamos com vocês para o Brasil levar o prêmio de melhor revista de café do mundo!

Vote aqui!

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Mercado

Curso de Barista em Brasília arrecada fundos para ajudar instituição

Para quem deseja se profissionalizar como barista, a Monardo Café Gourmet, casa de formação de baristas em Brasília, realizará o Curso de Barista Positivo Beneficente nº 100 no dia 13/1, das 9h às 12h, no auditório do edifício Vega Luxury Mall.

Ministrado por Antonello Monardo, o evento possui duração de 3 horas e conta com a parte teórica do curso de barista regular, buscando enfatizar a divulgação dos cafés especiais e a degustação.

O valor da inscrição é de R$ 110, onde será inteiramente doado para o Instituto Vida Positiva, que auxilia crianças, adolescentes e jovens portadores do vírus HIV. Já incluso, além do certificado, os participantes receberão um quilo de café gourmet Monardo, uma edição do livro Louco por Café – Antonello Monardo e uma edição da Revista Espresso.

O curso conta com o apoio da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), do Conselho Nacional do Café (CNC) e da Revista Espresso.

Serviço
Curso de Barista Positivo Beneficente nº 100
Onde: Auditório do Edifício Vega Luxury Mall, Setor Comercial Norte – Brasília (DF)
Quando: 13/1, das 9h às 12h
Mais informações: www.monardo.com.br

TEXTO Redação • FOTO Lucas Albin/Agência Ophelia

Mercado

2ª edição do Coletivo de Portas Abertas acontece no ES

Com o objetivo de promover informação sobre a valorização do café, nos dias 2 e 3/12, no Coletivo Café, na cidade de Venda Nova do Imigrante (ES), acontecerá a 2ª edição do Coletivo Portas Abertas.

Funcionando como um encontro com todos os pilares do café especial e englobando desde o produtor até o consumidor final, o evento receberá compradores, produtores, Q-Graders, baristas, mestres de torra, estudantes de cafeicultura, empresários, fornecedores, consumidores e interessados pelo universo do café.

Com amostras de qualidade, exposições, apresentações, dia de campo, shows com artistas da região, a iniciativa também conta com oficinas de avaliação sensorial, torra, barista, mercado internacional, nutrição da planta e do solo e secagem.

Estarão presentes nomes como Sandra Lelis, campeã do Coffee of The Year 2017 na categoria arábica, e Clayton Barrosa, produtor da fazenda Ninho da Águia, além da Equipe IFES, Fazendas Klem, IWCA, entre outros. O evento conta com o apoio da Revista Espresso e da Semana Internacional do Café.

Para participar e receber toda a programação, é necessário realizar a inscrição aqui. O ingresso é de R$ 20 por pessoa, estudante paga meia entrada.

Mais informações: https://www.facebook.com/events/234400913757990/?active_tab=about

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Mercado

Revista Espresso é tricampeã do Troféu São Paulo: Capital Mundial da Gastronomia

Com o objetivo de premiar os melhores trabalhos jornalísticos e acadêmicos sobre a gastronomia paulistana, a Câmara Municipal de São Paulo concedeu ontem, 27/11, a 20ª edição do Troféu “São Paulo: Capital Mundial da Gastronomia”, no Palácio Anchieta.

Mídias diversas como impressa, falada, rádio, TV, jornal, guias, eletrônicas e trabalhos acadêmicos inscreveram-se para participar e concorrer aos onze prêmios Salva de Prata e as quinze menções honrosas, que premiam desde reportagens até melhores fotos.

Entre os concorrentes, este ano, a Revista Espresso foi vencedora na categoria “Melhor Revista de Gastronomia de São Paulo” com a matéria “Queijos e Cafés”, escrita por Cíntia Marcucci, capa da edição 56 referente aos meses de junho, julho e agosto deste ano. Já a matéria “Comida de Raiz”, também escrita pela jornalista e publicada na edição 57, conquistou menção honrosa.

Tricampeã, a Espresso também conquistou o primeiro lugar em 2013 e 2014 e, desde sua fundação, em 2003, recebeu mais de 15 prêmios do setor, incluindo o Prêmio Anatec de Ouro e Bronze, em 2009 e 2012, respectivamente, como melhor publicação segmentada B2C do Brasil; e Anatec de Prata, em 2009, como melhor capa.

Com 53 nações representadas nos mais diversos pratos servidos na capital, o prêmio “São Paulo: Capital Mundial da Gastronomia” acontece há 20 anos, quando a cidade foi reconhecida internacionalmente como a capital mundial da gastronomia.

Mais informações: http://www.camara.sp.gov.br/blog/reportagens-sobre-gastronomia-sao-premiadas-com-salva-de-prata/

TEXTO Redação • FOTO Café Editora

Mercado

Pesquisa revela crescimento de 18,1% no consumo brasileiro de cafés especiais

Número de cafeterias chega a mais de 13 mil no país e termo ‘especial’ ainda é um desafio de conceito para comunicar o consumidor

Levantamento da Euromonitor International encomendado pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) foi realizado durante o ano de 2017 e traz resultados inéditos para o mercado de cafés especiais. A Revista Espresso teve acesso exclusivo aos dados da pesquisa que indicou como objetivo compreender o tamanho deste mercado no Brasil e projetar o crescimento para os próximos anos; analisar os principais segmentos e posicionamentos de cafés especiais e identificar os principais canais de venda (varejo e foodservice) bem como as tendências que impactam este mercado; além de compreender o mercado de cafeterias no Brasil.

Dentre os dados mais relevantes da pesquisa – que contou com visitas in loco a cafeteiras e varejos em geral e entrevistas – está a informação de que o mercado de especiais movimentou no varejo, em 2016, R$ 3,2 bilhões e que, embora ainda represente 5,1% em volume do total de cafés (varejo e foodservice), vem ganhando espaço ano a ano. Em número de sacas, o consumo nacional corresponde a 901,7 mil sacas do grão especial. Entre 2012 e 2016 o crescimento médio anual foi de 18,1% no consumo (volume) de café especial.

Para Rodrigo Augusto de Godoi, consultor da Euromonitor, a “grande variedade, qualidade e a busca por sabores e regiões diferentes de origem têm influenciado positivamente o crescimento desse mercado”. A projeção da pesquisa é de que, até 2021, o consumo no Brasil chegue a 1,7 milhão de sacas de especiais.

Quem mais irá influenciar o crescimento do varejo ainda são as cápsulas, que aumentam dois dígitos anualmente. A grande preocupação ambiental com o produto terá resposta em versões de cápsulas retornáveis e biodegradáveis que, segundo dados, ajudarão na expansão desta categoria.

Até 2020 o varejo de café especiais dobrará de tamanho em vendas, passando a movimentar R$ 6,4 milhões. Mas o volume ainda ficará com o grão que, segundo a pesquisa, terá ainda mais relevância em cafeterias e é hoje responsável por até 45% do volume de vendas. De acordo com os resultados apurados, o principal uso do grão é pelo coffee lover que deseja replicar todo o processo de preparo do café em casa, desde a moagem até a realização do café.

Perfil do consumidor de especial
A pesquisa conseguiu identificar dois grupos de consumidor neste mercado que hoje são mais perceptíveis e que continuam em crescimento.
O grupo intitulado de coffee lovers, que além de frequentarem cafeterias, fazem o café em casa, usando acessórios e cafés especiais adquiridos principalmente nos próprios estabelecimentos e internet. Eles compram o produto em grãos para replicar a experiência no lar e são geralmente mais jovens.

O segundo grupo é o que aprecia cafés de maior valor agregado, porém compra no varejo (geralmente em empórios com produtos diferenciados) e em cápsulas, devido à conveniência e preparação rápida. Em valor, segundo a pesquisa, os gastos são similares entre os dois grupos, sendo o segundo grupo o que paga mais pelo café, devido às cápsulas terem um preço mais alto por quilo.

Outro ponto relevante da pesquisa é em relação ao baixo conhecimento do consumidor ainda sobre as certificações. Como são pouco valorizadas na embalagem, a melhor comunicação poderia auxiliar na decisão da compra. Para Vanusia Nogueira, diretora-executiva da BSCA: “Uma maior difusão de certificações é necessária para educar o consumidor no longo prazo sobre o que significam, seus benefícios e a diferença entre elas”.

Em contrapartida, as regiões produtoras são hoje mais conhecidas do que as certificações. Porém, segundo dados apurados, também é necessário um trabalho efetivo para mostrar ao consumidor o selo da região e qual é o diferencial em ser uma Indicação Geográfica.

Cafeterias no Brasil
Desde que iniciamos a cobertura deste mercado de cafés especiais, o desafio sempre foi de identificar o número de cafeterias pelo Brasil. De acordo com as definições adotadas pela Euromonitor, que dividiu o perfil de estabelecimentos em três categorias: especialistas, não especialistas e outras cafeterias premium, o número total de cafeterias no país é de 13.095.

Destes mais de 13 mil estabelecimentos identificados: 66% são independentes e 34% são franquias. Na definição da Euromonitor no grupo de especializadas estão estabelecimentos (franquias ou não) que possuem o café como seu principal produto, as não especializadas são estabelecimentos (franquias ou não) que não possuem o café como seu principal produto, porém obtém parcela significativa do faturamento com ele e outras cafeterias premium que são as que não possuem um produto específico como principal, por exemplo, padarias.

Neste levantamento identificou-se que os grandes potenciais para o crescimento das cafeterias são em cursos, presença de métodos diferentes de preparo do café e variadas origens do café. Porém, com o crescimento da oferta de cafés especiais em grandes redes, as cafeterias devem focar na experiência como diferencial. A pesquisa destaca que os tipos de preparos, origem, conhecimento do café, barista profissional e microlotes podem trazer diferenciais para o estabelecimento, assim como próprios cursos e outros conteúdos.

Na metodologia da Euromonitor foram realizadas visitas, dentre elas na Semana Internacional do Café 2017, em Belo Horizonte, em outubro. Para Caio Alonso Fontes, diretor da Café Editora, “é de grande importância realizar esse levantamento do mercado de cafés especiais para entendermos o futuro e pensarmos em como apresentar melhor e com mais eficiência este conceito ao consumidor final”.

Dentre as indicações da pesquisa também há a preocupação com o uso da palavra especial como adjetivo e a falta de clareza do consumidor do que é o termo correto. Para a BSCA identifica-se então que um trabalho de educação do consumidor seria importante para regulamentar o uso. A certeza é de que os dados desta primeira pesquisa sobre o setor auxiliarão em muito quem trabalha neste mercado a entender os próximos passos.

TEXTO Por Mariana Proença, da Revista Espresso • FOTO Fotos Felipe Gombossy e Roberto Seba/Café Editora

Mercado

Cafés e fermentos são os principais temas de encontro em fazenda

Com o objetivo de funcionar como uma troca de experiências sobre tudo que se relaciona com o tema fermentação – principalmente no café – o encontro “Entre Cafés e Fermentos” ocorrerá entre os dias 12 e 14/12, em Mococa, cidade do interior de São Paulo.

Os participantes terão aulas sobre cachaças artesanais, dada por Flavio Salles, produtor local da bebida; plantas alimentícias não convencionais, fermentação no café e em geral, com o americano Sandor Katz, conhecido internacionalmente como “guru da fermentação”.

Com rodas de conversa e degustação, o encontro será realizado na Fazenda Ambiental Fortaleza (FAF), a 270 km da capital, onde os visitantes ficarão hospedados em casas rústicas e reformadas. As refeições serão elaboradas pelos chefs Felipe Cruz e Bel Coelho.

Nas atividades inclui-se alimentação, atividades como yoga e meditação, rodas de conversa com diferentes nomes, tour por diferentes plantios de café, visitação à Fazenda Morro Azul e encontro com os donos da Fazenda Santo Antônio da Água Limpa e do Sítio Canaã.

A experiência possui o valor de R$ 3 mil, para acomodações em quartos individuais ou compartilhados, e R$ 4 mil, para acomodações em suítes. Toda a programação está incluída nos dois pacotes. Para participar e/ou mais informações, entre em contato através do e-mail cafesefermentos@gmail.com ou pelo telefone (11) 99621-9531.

TEXTO Redação • FOTO Kate Berry

Mercado

Coffunity

O aplicativo é uma criação dos salvadorenhos Andrea e Federico Bolanos (ex-cafeteria Viva Espresso) e foi lançado recentemente. O novo recurso ajudará os consumidores de café a tomar decisões de compras em todo o mundo. Assim como os aplicativos de cerveja e vinho, os usuários poderão tirar uma foto de café de qualquer embalagem de café e receber acesso instantâneo aos detalhes completos do produto juntamente com avaliações de todos os amantes e especialistas em todo o mundo que usam o aplicativo Coffunity Coffee Label Contest. Disponível para Android e iOS.

Mais informações: www.facebook.com/coffunityapp ou nas lojas.

(Texto originalmente publicado na edição impressa da Revista Espresso – única publicação brasileira especializada em café. Receba em casa. Para saber como assinar, clique aqui).

TEXTO Redação • FOTO Felipe Gombossy

CafezalMercado

Confira os finalistas do 27º Prêmio Ernesto Illy

Com um número recorde de amostras enviadas, a illycaffè, marca global de cafés de alta qualidade, definiu os 40 cafeicultores finalistas do 27º Prêmio Ernesto Illy de Qualidade Sustentável do Café para Espresso.

Este ano, 683 produtores brasileiros de café arábica enviaram seus grãos da safra 2017/2018 na expectativa de ganharem o prêmio em dinheiro e obterem reconhecimento nacional e internacional. A seleção dos cafés foi realizada por especialistas da illycaffè, que vieram da Itália para o Brasil com a intenção de integrar a Comissão Julgadora.

Dentre as mais de 600 amostras, Minas Gerais, maior produtor nacional, predominou na lista, com 36 finalistas provenientes de todas as regiões cafeeiras do estado. São 14 participantes do Sul de Minas, 12 do Cerrado Mineiro, oito das Matas de Minas e dois da Chapada de Minas. São Paulo conta com três classificados e a região Centro-Oeste com um. Confira os nomes:

Amanda Ribeiro Miaki (MG)
Andreia Oliveira da Silveira (MG)
Ângelo Nascimento e outros (s) (MG)
Antonio Ismael de Paula (MG)
Cândido de Sordi Machado (MG)
Carlos André Dognani (SP)
Carolina B. Lerro B. Henning (SP)
Catarina Mie Takahashi Myaki (MG)
CBI Madeiras LTDA (MG)
Claudio Esteves Gutierrez e outros (s) (MG)
Dagmar Resende Pimenta (MG)
Daniella Romano Pelosini (SP)
Décio Bruxel (MG)
Diogo Jose Myaki (MG)
Ecoagrícola Cafe LTDA (MG)
Édio Anacleto Miranda (MG)
Edna Yumi Okuyama Souza (MG)
Ednilson Alves Dutra (MG)
Felippe Nery Monteiro da Silva (MG)
Gaiola – Empreendimentos Agropecuários (MG)
Gelci Zancanaro (GO)
Gio Batta Bragagnolo (MG)
Hugo Vilas Boas (MG)
Jorge Barakat (MG)
Ludgero Pimenta de Avila (MG)
Mabel Lima de Sousa (MG)
Maria D´Aparecida Vilela Brito (MG)
Maria Nascimer da Silva (MG)
Mário Ferraz de Araujo (MG)
Matheus Ribeiro Miaki (MG)
Oscar Gabriel Contreras (MG)
Raimundo Dimas Santana (MG)
Raimundo Dimas Santana Filho (MG)
Reinaldo Olini Rocha (MG)
Renato de Souza (MG)
Renato Lima de Souza (MG)
Ronalt Marques de Araújo e outro(s) (MG)
Sebastião de Carvalho Montans e outro(s) (MG)
Simone Aparecida Dias Sampaio Silva (MG)
Takayuki Tamekuni e outro(s) (MG)

Além dos campeões da categoria nacional, foram definidos também os vencedores regionais, que estão divididos em: Cerrado Mineiro, Sul de Minas, Chapada de Minas, Matas de Minas, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e regiões Sul, Norte/Nordeste e Centro-Oeste do país. O Prêmio Ernesto Illy – Regional terá até dois cafeicultores premiados por estado.

Dos 40, os seis melhores cafés do país serão revelados na cerimônia de premiação, em abril de 2018. Os três primeiros ganharão uma viagem ao exterior para participar do 3º Prêmio Ernesto Illy Internacional, quando será revelada a ordem de classificação entre eles. Todos os vencedores e finalistas receberão prêmios em dinheiro e diplomas.

(Texto publicado originalmente no site CaféPoint)

TEXTO Redação • FOTO Gui Gomes

Mercado

6ª Copa do Barista e Coffee Of The Year movimentam o último dia da SIC

A sexta edição da Copa Barista foi realizada na Semana Internacional do Café, de 25 a 27 de outubro de 2017, em Belo Horizonte (MG). A competição contou com 32 baristas participantes, momentos de grande emoção, vitórias por apenas um ponto e até uma disputa refeita porque um dos participantes esqueceu o leite!

Com duelos entre baristas, os competidores tinham 12 minutos para preparar dois cafés filtrados, dois espressos e dois cappuccinos para os juízes sensoriais. Também dois juízes técnicos avaliavam a performance dos baristas individualmente. Ao final das apresentações, a escolha do melhor desempenho era anunciada imediatamente pelos juízes avaliadores.

As quartas de final reuniram os baristas Bira Gomes (Hoss Cafeteria) x Ton Rodrigues (True Coffee) ; Alex Santos (Bio Barista) x Ivan Heyden (Academia do Café); Will Martins (Cafeteria do Museu) x Hugo Silva (IL Barista); Gabriel Guimarães (Unique Cafés Especiais) x Alex Gomes (Octavio Café).

A semi-final foi entre os baristas Ivan e Gabriel, com vitória para Ivan Heyden da Academia do Café.

E a grande e emocionante final entre Ton Rodrigues e Hugo Silva, os dois acabaram a prova juntos eliminando o polêmico ponto adicional para quem acaba a prova antes, entusiasmando a platéia e apresentadores. Disputa acirrada e vitória para Hugo Silva, do Il Barista.

Hugo, muito emocionado, ofereceu a vitória à esposa, filha e aos amigos presentes. “Foram três dias de treinamento para colocar todo o meu aprendizado, tudo o que sei em 12 minutos. O café me ajudou muito, ele encaixou perfeitamente na xícara proporcionando um café filtrado com percepções que me levaram a vitória”, afirma Hugo.

Premiação

1º lugar R$ 4000 mais R$ 500 em compras na Café Store

2º lugar R$ 2000 mais R$ 500 em compras na Café Store

3º lugar R$ 1000 mais R$ 500 em compras na Café Store.

Coffee of The Year

Ao longo da Semana Internacional do Café, os visitantes puderam provar os cafés selecionados para o Coffee of The Year. Foram 150 amostras de café acima de 80 pontos selecionados para a Sala de Cupping&Negócios, com base nas provas da Associação de Cafés Especiais (SCA) e as notas de qualidade do Instituto de Qualidade do Café (CQI).

A grande vencedora na categoria arábica foi Sandra Lelis da Silva do Sítio Caminho da Serra – Araponga – Matas de Minas. Sandra afirmou que venceu por se dedicar 100% ao café com amor e respeito. Já o vencedor do café Conilon foram os irmãos Dutra, do Sítio Boa Vista Dutra – Matas de Minas, Manhuaçu.

Resultado  Conilon

1º lugar Sítio Boa Vista Dutra – Osvaldina Alves Dutra (letra AFV)

2º lugar Sítio Cafezal 2 – Tiago Novais Duarte (letra YJK)

3º lugar Kalk – André Kalk (letra LCP)

Resultado Coffee Arábica

1º lugar Sítio Caminho da Serra (Araponga – Matas de Minas) – Sandra Lelis da Silva (letra CAF)

2º lugar Café Serra do Boné (Araponga – Matas de Minas) – Carlos Sérgio Sanglard (letra ACG)

3º lugar Fazenda Fortaleza dos Borges (São Gonçalo do Sapucaí – Mantiqueira de Minas) – Patricia Borges (letra NWS)

4º lugar Café Fazenda Ninho da Águia (Alto Caparaó – Caparaó) – Clayton Barrosa Monteiro (letra DFS)

5º lugar Fazenda Jardim das Oliveiras (Araponga – Matas de Minas) – Simone Dias Sampaio Silva (letra GAN)

6º lugar Sítio Caminho da Serra (Araponga – Matas de Minas) – Paulo Henrique Miranda (letra SCO)

7º lugar Fazenda Sertãozinho (Botelhos – Sul de Minas) – Jose Renato Dias (letra MPS)

8º lugar Fazenda Klem (Luisburgo – Matas de Minas) – Cesar Viana Klem (letra PML)

9º lugar Sítio Cordilheiras do Caparaó (Iúna – Caparaó) – Deneval Vieira (letra MRH)

10º lugar Forquilha Café (Dores do Rio Preto – Caparaó) – Fabio Protásio de Abreu (letra TAH)

Se você não pode participar este ano, não fique triste. A Semana Internacional do Café volta em 2018! Parabéns a todos os participantes!

TEXTO Redação • FOTO Bruno Lavorato e Vitor Macedo