Mercado

Evento gastronômico terá café em suas receitas

Criada pelo chef Raphael Arrigucci e sua esposa e jornalista Renata Reif, a Casa Comitê, projeto de degustação da alta gastronomia que visa utilizar ambientes diferenciados, terá sua próxima edição ainda este mês, no dia 20/7.

A edição, que será realizada na casa do casal, no bairro paulista do Brooklin, contará com o apoio da Nespresso e, por conta disso, as comidas servidas serão harmonizadas com café.

O menu terá como tema as iguarias do litoral norte, produzidas em fazendas marinhas, e carnes de açougues renomados. Os pratos terão café em seu preparo, podendo ser em pó, infusão ou extração.

Para participar, é preciso fazer reserva pelo site ou telefone da Casa Comitê e pagar o valor de R$ 152. As vagas são limitadas.

Serviço
Local: Rua Ipurinas, 289
Horário: 20h30
Reservas: (11) 96959-4328
Mais informações: www.casacomite.com.br

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Mercado

Primeiro festival de queijo será realizado em MG

Como vimos na última edição da Espresso, o queijo, além de fazer uma combinação ótima com o café, tem um papel tão importante quanto à bebida no cenário brasileiro.

Agora, entre os dias 28 e 30 de julho, acontecerá o 1º Festival do Queijo Minas Artesanal. Trazendo produtores de sete regiões reconhecidas: Araxá, Campos das Vertentes, Canastra, Cerrado, Serra do Salitre, Serro e Triângulo Mineiro, o evento será realizado na Serraria Souza Pinto, em Belo Horizonte.

Com exposições, degustações, atrações gastronômicas, palestras e competição de Melhor Queijo do Festival, o Festival do Queijo Minas Artesanal é uma realização da FAEMG e do Sebrae e contará com ingresso de R$ 10.

O evento ganhou força após uma premiação na cidade de Tours, na França, envolvendo mais de 700 produtos de 20 países. Lá, produtores mineiros levaram a melhor e, já de volta ao Brasil, foram homenageados pelo governador Fernando Pimentel e pela FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais).

A atividade queijeira possui um papel importante para a identidade do Estado de Minas Gerais, tanto no aspecto econômico como também no sociocultural.

Mais informações: www.festqueijominasartesanal.com.br

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Mercado

Dez cold brews que você precisa experimentar

As garrafinhas de cold brew estão cada vez mais ganhando visibilidade e os corações de apaixonados por café. Muitos o confundem com o ‘iced coffee’, o famoso café gelado, porém, a diferença entre os dois vem desde a maneira como são produzidos.

O cold brew normalmente é produzido artesanalmente, sem aditivos e possui menos cafeína. Em seu método de preparo, o café é extraído a frio e fica em contato com a água por várias e longas horas. Já o iced coffee é preparado com água quente, sendo acrescentado o gelo no final.

Mas como o assunto aqui é o novo queridinho, separamos 10 cold brews que vocês precisam experimentar:

Hop & Cold
Fabricado na cidade de Vitória (ES), é o primeiro cold brew lupulado do Brasil. Resultado de uma infusão de café em água fria por 24 horas, recebe o lúpulo após esse processo.
Fabricado por: Kaffa Cafeteria e Abridor – Interações Cervejeiras
Validade: 60 dias
Mais informações: www.facebook.com/hopncold

Café Américo
Com torrefação na capital mineira, produz um concentrado de café feito com grãos frescos e torrados artesanalmente e extraídos a frio.
Fabricado por: Café Américo Grãos Especiais
Validade: 40 dias
Mais informações: www.facebook.com/cafeamerico

True Coffee Vanilla
Pioneira na produção de cold brew, oferece o sabor tradicional e a versão com baunilha. É extraído a frio de grãos orgânicos que passam por infusão durante 18 horas.
Fabricado por: True Coffee Brasil
Validade: 120 dias
Mais informações: www.truecoffeebrasil.com.br

Virginia Coffee Roasters – Tradicional
Da cafeteria de Campinas, interior de São Paulo, é feito a partir de cafés Bourbon ou Catuaí amarelo, em um método de extração a frio de 12 horas.
Produzido por: Virginia Coffee Roasters
Validade: 15 dias
Mais informações: www.virginiaroasters.com.br

Academia do Café – Moka
Produzido em Belo Horizonte (MG), é extraído a frio e fica em infusão em água fria por 12 horas. Além disso, cada lote é composto de cafés diferentes.
Fabricado por: Academia do Café
Validade: 30 dias
Mais informações: www.academiadocafe.com.br

Passopreto Cold Brew
Produzido através de processo de maceração, em que o café é recém-torrado e preparado ao longo de várias horas em água fria. É feito em pequenos lotes, de maneira artesanal.
Fabricado por: Passopreto Brewing
Validade: 90 dias
Mais informações: www.facebook.com/passopretobrewing

Art In Coffee
Da cafeteria em Aracaju (SE), é produzido artesanalmente com grãos especiais. Conta com método de fermentação a frio, com temperatura controlada, por até 20 horas.
Produzido por: Art In Coffee
Validade: 30 dias
Mais informações: www.facebook.com/artincoffeerostadcoffee

Âncora
Produzido em Poços de Caldas (MG) com as variedades catuaí vermelho e mundo novo, do Sul de Minas. Conta com processo de infusão fria que dura 13 horas.
Produzido por: Âncora Coffee House
Validade: 30 dias
Mais informações: www.facebook.com/ancoracoffeehouse

Refresco Urbano
Da cafeteria em São Paulo (SP), é feito com café de moagem bem fina, imerso em água mineral durante 24 horas em temperatura ambiente.
Produzido por: Urbe Café Bar
Validade: 10 dias
Mais informações: www.facebook.com/urbecafe

Suplicy Cold Brew
Feito com grãos arábica do Sul de Minas e interior de São Paulo, é produzido 100% artesanalmente, da extração até o envase e rotulação.
Produzido por:
Suplicy Cafés Especiais
Validade: 3 dias
Mais informações: www.suplicycafes.com.br

TEXTO Redação • FOTO Café Editora

Mercado

Festival Santos Café 2017 bate recorde de cafés servidos

O Festival Santos Café 2017 foi um sucesso! O evento, que aconteceu no último final de semana, 8 e 9/7, contou com mais de dez marcas participantes e um novo recorde: 29 mil cafés servidos! A 3ª edição do Festival ocorreu na Frontaria Azulejada e na Estação do Valongo, dois pontos turísticos do centro santista, com muita música, gastronomia, cultura e café.

Junto a muitos visitantes e apreciadores, a degustação teve curadoria da Revista Espresso, apoio da Bunn e participação de marcas como Santa Mônica Café Gourmet, Mazzi Caffè, Café Baronesa, Rei do Café, Da Hora Bike, Grão Gourmet, Café Utam, Café Store, Revo Coffee, Swiss Coffee, Brasil Espresso e Zalaz Brazil.

“A degustação de cafés é o coração do Festival Santos Café e é realizada desde a primeira edição, em 2015. A cada ano, mais marcas estão participando e batemos o recorde mais uma vez com esse número impressionante de 29 mil cafés servidos”, explica Mariana Proença, diretora de redação da Café Editora.

Por receber um público bem diversificado que frequenta o Centro Histórico e que vem em busca de conhecimento sobre cafés, novas experiências e aberto a provar sabores diferentes do dia a dia, o Festival se torna um evento importante no estado de São Paulo. “Foi muito bom para nós poder divulgar nosso produto, saber a opinião do público. O evento em si é ótimo, tanto para os que estão servindo quanto para os visitantes”, disse Abel Martins, proprietário do Swiss Coffee.

Ewerton Almeida, barista do Santa Mônica Café Gourmet, já participou de outras edições também e continua destacando a importância da ligação do público com os cafés: “O contato direto com o público final é a coisa mais importante. Poder saber a opinião das pessoas em relação a nossa bebida é muito bom para aproximar os consumidores e as empresas”.

Com isso, o evento acaba sendo uma importante fonte de divulgação para as marcas de cafés especiais do Brasil. “Ficamos lisonjeados por poder participar. A estrutura é ótima. O fato de você ter a possibilidade de estar em contato com o público final é muito proveitoso”, relatou Tabatha Creazo, gerente de qualidade da Brasil Espresso, marca que participou pela primeira vez do Festival.

Assim, a 3ª edição do Festival Santos Café se encerra com a sensação de missão cumprida. Esperamos todos vocês na próxima, ano que vem! Confira mais fotos do evento:

TEXTO Redação • FOTO Mariana Proença

Mercado

Evento para consumidores de café em Lorena (SP)

Neste ano, a Semana do Café de Lorena será realizada de uma forma diferente das outras edições. O novo formato do evento, agora chamado de “Cafesta”, acontecerá em um único dia, 15 de julho (sábado), das 14h30 às 20h, no salão de eventos da cafeteria Malerba Café.

Com assuntos pensados e voltados para o consumidor, a programação conta com palestras, harmonização de cafés e lançamentos de novos drinques do próprio Malerba Café. “Pretendemos dar continuidade ao trabalho inicial, que é atender ao consumidor. Mostrar a existência do café especial para as pessoas e que é possível vender esse café fora dos grandes centros”, disse o proprietário da casa, Marcelo Malerba, local que é uma das 20 melhores cafeterias do País, de acordo com o Guia de Cafeterias do Brasil.

Nesta edição, as palestras – com entrada franca – terão temas como “O Café Sob 3 Óticas”, com os palestrantes Hugo Wolff, Luciano Salomão e Danilo Lodi; “Mitos e Verdades Sobre Xaropes”, com Marco De La Roche e a abertura do evento com o tema “É do Brasil”, ministrado pela jornalista Kelly Stein.

Com a intenção de ampliar o acesso dos apreciadores ao café de qualidade, a Cafesta irá realizar uma harmonização. Para participar, é necessário realizar a inscrição neste link e pagar a taxa de participação. São apenas 15 vagas para participantes, porém, mais pessoas podem participar como ouvintes.

“O mercado de café especial ainda é pequeno. Com este evento, pretendemos atingir mais pessoas e manter aqueles que já se apaixonaram pelo café”, acrescentou Marcelo.

Serviço
Cafesta
Onde: Malerba Café. Praça Rozendo Pereira Leite, 7 – Lorena (SP)
Mais informações: www.facebook.com/semanadocafelorena

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Mercado

Com a chegada do inverno, Octavio Café lança chás

A Octavio Café, em parceria com a loja Talchá, lançou uma seleção de chás e infusões com 14 sabores. Com opções como banana tropical, gengibre fresh, hibisco e limão orgânico e frescor de capim limão, as novidades estão distribuídas entre as linhas Chá Verde, Chá Preto, Infusão, Chá Branco, Oolong, Rooibos e Chá Mate.

“A proposta com a Talchá é abraçar o setor de chás, uma bebida tão apaixonante quanto o café”, disse o diretor da Octavio Café, Jonas Picirillo, sobre a parceria entre as duas marcas.

Com opções entre cítricos, descafeinados, doces, tropicais e versões tradicionais, como o chá verde, preto ou mate, as combinações de ingredientes abrangem outras culturas, como de países como Alemanha, China e África do Sul.

As caixinhas dispõem de folhas trituradas que rendem até oito xícaras e podem ser usadas diretamente na água ou em infusores próprios para chás. Com valor de R$ 22, as novidades estão disponíveis em todas as unidades da Octavio Café.

Mais informações: www.octaviocafe.com.br 

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Mercado

Quatro cafeterias para visitar na Vila Madalena, em SP

Pensando no clima friozinho de inverno, fizemos um roteiro com quatro cafeterias na região da Vila Madalena, em São Paulo. Confira!

Cupping Café

Com wi-fi e tomadas disponíveis, é um ótimo lugar para tomar um café enquanto trabalha. Inaugurada recentemente, a cafeteria possui espaço aconchegante, com decoração moderna, luminárias e mapas educativos que mostram as regiões produtoras dos grãos utilizados e tipos de torra.

A casa oferece espressos simples, duplo e especial (extraídos de uma La Marzocco), cappuccino, latte, flat white, macchiatto, americano, mocha, entre outros. Para fazer essas bebidas, os cafés usados são de microlotes rotativos. Atualmente, são usados os grãos do Sítio Capetinga (MG), Sítio Santa Maria da Boa Vista (SP) e Sítio Catolés de Cima (BA), e podem ser provados na aeropress, Hario v60 e prensa francesa.

No cardápio, para comer, você encontra sanduíches, pão na chapa, panini, pão de queijo, tortas, quiches e bolos. Além disso, a casa oferece água filtrada gratuita.

Serviço
Endereço: Rua Wisard, 171
Mais informações: www.facebook.com/cuppingcafe
Espresso: R$ 5,50

Academia do Café

Com a loja matriz em Belo Horizonte, a rede de cafeterias abriu sua primeira filial em São Paulo este ano. Com amplo espaço interno e externo, a unidade paulista é muito bem decorada, tendo mesas, poltronas e sofá para uso de seus clientes.

Para os apaixonados por café, a casa conta com coados na hario v60 e na clever, prensados na aeropress e na prensa francesa, e outras bebidas como macchiato, cappuccino italiano, latte, mocha e o espresso, extraído de uma La Marzocco. Os cafés utilizados são de sete fazendas das regiões de Minas Gerais e Espírito Santo.

Além dessas opções, a cafeteria conta com chocolate quente, afogatto, cold brew da casa, chás, sucos, iogurte, água e cerveja. Para acompanhar, você pode pedir um pão de queijo ou um pão na chapa.

Serviço
Endereço: Rua Fradique Coutinho, 914
Mais informações: www.facebook.com/academiadocafesp
Espresso: R$ 7

Café Cultura

Com origem em Florianópolis, esta unidade da Café Cultura foi aberta há uma semana. Com ótimo atendimento e ambiente ao ar livre, é uma boa opção para pedidos no estilo “to go”.

Para beber, você pode escolher um espresso curto, carioca, médio ou com leite, macchiato, mocha, caramelmocha, cappuccino italiano, brasileiro ou com avelã, latte, café nutella e a opção de café descafeinado.

Completando o cardápio, a casa também possui chocolate quente, coquetéis como o irish coffee e o café escocês, mocchatino, coffee shake, chás, entre outras bebidas e comidinhas para acompanhar.

Serviço
Endereço: Rua Harmonia, 234
Mais informações: www.facebook.com/cafeculturabrasil
Espresso: R$ 6

Tastemade

Conhecida por seus vídeos de gastronomia, a Tastemade é uma ótima cafeteria para tomar um café e bater um papo.

Com mesas do lado de dentro e de fora e ambiente moderno e bem decorado, você pode pedir bebidas feitas a partir de grãos torrados pela Wolff Café e preparadas em métodos como aeropress, clever e hario v60.

Além dos cafés, a casa também serve sucos naturais, chocolate quente com especiarias, chás, batidas, vitaminas, refrigerantes e água.

Para comer, o cardápio oferece opções como pão de queijo, misto quente, pão na chapa, torradas, pancakes, salada de frutas, bolos, tortas, pudim, entre outras.

Serviço
Endereço: Rua Harmonia, 661
Mais informações: www.facebook.com/tastemadebr
Espresso: R$ 4,50

TEXTO Gabriela Kaneto • FOTO Camila Cechinel, Giulianna Iannaco

Mercado

Evento carioca busca unir setores do café

Com o intuito de aproximar as relações entre baristas, produtores, empresários e o público, a iniciativa “Rio Faz Café” irá promover um encontro visando a troca de experiências e conhecimento entre os setores.

Idealizado por Marco Antonio Santos, do Have a Coffee, e João Braune, da Casa da Glória, o evento acontecerá no dia 1/7, na Casa da Glória, e contará com a presença de nomes como Leonardo Gonçalves (Café ao Leu), Renato Gutierres (Café Secreto) e Marina Velloso Pereira (Fazenda Paradiso), entre outros, à frente das palestras e oficinas.

Com temas como agricultura, mercado internacional e consumo de café especial, além de bate-papo com produtores, as palestras irão ocorrer entre 12h e 18h. Já as oficinas, que contam com provas de café, cupping educativo e outros assuntos, ocorrerão na parte da tarde, entre 14h e 16h.

O evento é gratuito e, para participar, é preciso se inscrever no e-mail comunica@casadagloria.com.br.

Mais informações: https://www.facebook.com/events/1555511067814007/

TEXTO Gabriela Kaneto • FOTO Felipe Gombossy

Mercado

Santos sediará festival de cafés

Com o objetivo de promover o turismo e o café, a cidade de Santos sediará a 3ª edição do Festival Santos Café, no Centro Histórico. O evento acontecerá entre os dias 7 e 9 de julho e busca unir música, gastronomia, cultura e café. Com passeios e oficinas, a programação conta com degustações, exposições, feiras, cursos, shows, entre outras atividades.

A Espresso Degusta, degustação gratuita de cafés especiais com curadoria da Revista Espresso e da Café Editora, acontecerá na Frontaria Azulejada. Os participantes terão a oportunidade de conhecer 14 marcas que oferecerão cafés coados e espressos gratuitamente. Além disso, a degustação trará novidades em acessórios, utensílios, cafés embalados para comercialização e distribuição de revistas por parte da Revista Espresso.

Para os ligados em comida, oficinas gastronômicas ocorrerão nos dias 8 e 9, no antigo restaurante da bolsa de café. Com apenas 80 vagas, as inscrições precisam ser feitas com antecedência. O Festival Santos Café também conta com parceria com restaurantes e bares do centro.

Com realização da Prefeitura de Santos, Museu do Café e Secretaria de Turismo, o evento possui o apoio da Café Editora, Revista Espresso, Clube de Automóveis Antigos de Santos, American Ciclo, Rádio Guarujá, SENAC e Estação Bistrô – Restaurante Escola. O Festival Santos Café terá como marcas participantes Astro Café, Bunn, Café Baronesa, Café Caramello, Café do Centro, Café Mitsuo Nakao, Café Store, Café Utam, Da Hora Bike, Gold, Grão Gourmet, Mazzi Caffè, Rei do Café, Revo Coffee, Santa Monica Café Gourmet, Swiss Coffee, Zalaz Brasil e Revista Espresso.

Serviço
Horário: 7/7, das 17h às 20h, 8 e 9/7, das 10h às 20h
Locais: Museu do Café, Praça Mauá, Casa da Frontaria Azulejada, Boulevard da Rua XV de Novembro, Museu Pelé, Santuário Santo Antônio do Valongo e restaurantes parceiros do Centro Histórico de Santos
Mais informações: http://bit.ly/2sKLaBk

TEXTO Gabriela Kaneto

Café & PreparosMercado

Crescimento de 30% do gourmet atrai grandes marcas

Com o grande número de cafeterias servindo cafés especiais, o brasileiro está cada vez mais buscando pela alta qualidade para seu próprio consumo. Para suprir a demanda e alcançar novos segmentos dentro do mercado, marcas conhecidas estão a fim de se posicionar como marca premium acessível.

A Café do Ponto lançou três blends com selo de pureza e qualidade da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC). Os cafés denominados Aralto, Exportação e Safra Especial, foram apresentados em um evento aberto para a imprensa na A Casa – Museu do Objeto Brasileiro, em São Paulo, na manhã do dia 20/6.

Atualmente, o Brasil é o primeiro país na produção de café e o segundo maior mercado consumidor do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. “Temos a obrigação de trazer produtos de maior valor agregado para que a indústria e o próprio consumidor valorize mais o café”, disse Ricardo Souza, diretor de marketing da Jacobs Douwe Egberts (JDE) no país, companhia detentora da Café do Ponto.

Com cerca de duas mil marcas de café no país, o maior segmento ainda é o torrado & moído, cujas vendas em volumes representam 95% e, em valor, 76%, conforme dados da Nielsen. Classificados em baixo preço, “mainstream” e premium, a categoria referente aos cafés gourmets, com custo superior a R$ 12,00 a embalagem de 500 gramas, teve um crescimento de 31,1% em valor entre 2015 e 2016. E foi justamente o aumento dessa demanda que fez com a JDE apostasse na ampliação dos itens da categoria.

“A marca Café do Ponto é líder na seção premium. Temos 20% de participação nesse segmento, que cresce 30% ao ano”, explicou Souza. O relançamento da marca envolve, além da adesão de novos blends no mercado, feitos com grãos arábica e conilon, uma mudança conceitual demonstrada no visual das embalagens de café, inclusive da linha básica tradicional e extra forte.

Para o diretor executivo da Abic, Nathan Herszkowicz, a cerimônia registra uma nova fase do consumo de café no Brasil, com a JDE olhando para “dentro de si próprio e para dentro do consumidor, oferecendo produtos para continuar crescendo e estabelecendo como meta elevar o consumo de cafés premium”.

No ano passado, a instituição, que também é dona das marcas de café torrado & moído Pilão, Caboclo, Seleto, Damasco e Pelé, teve uma receita de € 500 milhões no Brasil, 10% de seu faturamento global de € 5 bilhões.

Confira abaixo, as novidades da marca:
Todos os cafés da Café do Ponto são embalados a vácuo, melhor sistema de conservação do aroma do café, e contêm o selo de qualidade superior da Abic, além das informações do produto no rótulo. Os pacotes de 250 gramas estão com preço sugerido em R$7,90 e devem chegar ao mercado no final deste mês. Veja os lançamentos:

Café Aralto:
cultivado em regiões de altas atitudes, acima de 1000 metros;
Safra Especial: traz o melhor da safra de cada ano do Brasil;
Exportação: seleção cuidadosa de grãos padrão, destinado ao perfil europeu, com sabor redondo e marcante;

Além desses, duas linhas consideradas premium já estavam à venda nas cafeterias do país, porém só agora poderão ser comercializadas no varejo e entram nos blends dos especiais:

Aromatizados: com aromas envolventes de Amêndoas Torradas e Chocolate Trufado;
Espresso: padrão gourmet, voltado aos consumidores que têm máquinas de moer grãos em casa.

(Texto publicado originalmente no site CaféPoint)

TEXTO Camila Cechinel • FOTO Camila Cechinel