Barista

Em Brasília, laboratório permite treinamento de baristas e aprendizes

Um espaço dedicado à prática da profissão de barista. Esse é o Laboratório do Café, projeto da consultora e barista Sulayne Shiratori, em Brasília. No espaço, baristas ou aprendizes da profissão poderão treinar a extração de cafés espressos, vaporização de leite e latte arts.

“Observei a necessidade dos baristas da cidade em ter um local de treinamento e imaginei o laboratório”, explica Sulayne, que é professora de cursos para baristas e palestrante em workshops.

No Laboratório, serão disponibilizados uma máquina profissional de espresso de dois grupos, um moinho profissional, grãos para moagem e leite para vaporização. A consultora também fica à disposição para auxiliar os usuários do espaço. “Minha ajuda é optativa. Se a pessoa preferir ficar no laboratório sozinha, não tem problema, mas se precisar tirar alguma dúvida ou quiser praticar algo muito específico, estarei disponível”, disse a consultora.

Para utilizar o Laboratório, é preciso apresentar um certificado de curso de barista de no mínimo nível iniciante. Profissionais sem certificado mas que comprovadamente trabalham no mercado como barista também podem reservar o espaço. Os planos de uso são por hora (R$ 95), turno (R$ 360) ou dia inteiro (R$ 460) e não é necessário levar qualquer equipamento.

“O curso de barista te dá o caminho para entender o certo e o errado e o que o universo do café especial propõe, mas a habilidade e a técnica vêm da repetição e do treino, que não são possíveis no curso. O laboratório permite isso”, acrescenta Shiratori.

O local pode ser reservado em qualquer dia da semana mediante agendamento prévio de no mínimo três dias de antecedência. A reserva do espaço também garante que o barista possa convidar até três pessoas para degustarem os cafés, drinks e bebidas produzidas.

Serviço
Laboratório do Café
Onde: CLN 215, bl D, lj 55 – Asa Norte
Horário de funcionamento: todos os dias mediante reserva antecipada
Mais informações: (61) 98451-0004

TEXTO Redação • FOTO Ju Morgado

Barista

Divulgadas as datas e locais dos nacionais de barista

Nesta sexta, dia 11 de maio, a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) divulgou as datas e locais das modalidades que compõem os Campeonatos Brasileiros de Baristas: Brewers Cup, Coffee in Good Spirits, Cup Tasters, Latte Art e Roasting Championship.

Assim como no último ano, os locais de realização não se alteraram. Em Minas Gerais, o município de São Lourenço será sede das competições de Brewers Cup, Coffee in Good Spirits e Latte Art. Já a 2ª edição do campeonato nacional de torra acontecerá em Curitiba, capital do Paraná. A novidade é que o campeonato de Cup Tasters será realizado na fazenda da O’Coffee, em Pedregulho (SP).

Os eventos estão previstos para agosto deste ano. Na cidade mineira, as modalidades terão início no dia 16 e terminarão no dia 19, enquanto que em Curitiba, começarão no dia 1º, com a final prevista para o dia 5. Em Pedregulho, dias 10 e 11 de agosto.

Serão 24 vagas disponíveis para cada modalidade, distribuídas entre os vencedores das pré-seletivas e as restantes abertas ao público. Quem competiu em determinada categoria nas pré-seletivas, não poderá se inscrever novamente.

Para quem não participou e deseja competir, as inscrições estarão disponíveis no site da BSCA de 2 a 9 de julho. Fique de olho!

Mais informações: competicoes@bsca.com.br

TEXTO Redação • FOTO Mariana Proença

Barista

Brewers e Cup Tasters: inscrições para pré-seletivas em Manaus terminam amanhã

Terminam neste sábado (12) as inscrições para a primeira pré-seletiva do Campeonato Brasileiro de Brewers e Cup Tasters na Região Amazônica, nos dias 19 e 20 de maio, na sede da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), em Manaus.

As inscrições podem ser feitas no site. São 20 vagas para cada categoria e as finais ocorrerão durante a feira da FAS. As pré-seletivas são organizadas pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) e a Cafeteria Como em Casa.

Os competidores com melhor desempenho se classificarão para o Campeonato Nacional de Barismo. Após a fase nacional, os vencedores competirão nas etapas mundiais World Cup Tasters Championships e World Brewers Cup, organizados pela World Coffee Events. As fases internacionais acontecerão entre os dias 16 e 18 de setembro, em Dubai, Emirados Árabes Unidos.

TEXTO Redação • FOTO Lucas Albin/Agência Ophelia

Barista

Anderson Minamihara ganha campeonato de Brewers na Alta Mogiana

O produtor Anderson Minamihara ganhou hoje (19) o campeonato de Brewers, na Alta Mogiana. Com uma pontuação de 64,53, Anderson ficou à frente de Lucas Rodrigues (64,13 pontos) e Lucas Salomão (62,24). O campeonato fez parte das atividades do 10ª Simpósio do Agronegócio da Alta Mogiana (SimCafé), no espaço Villa Ventura, em Franca (SP).

“É a primeira vez que participo de um campeonato. Desenvolvi uma técnica na Hario v60 usando uma mão. Estou em contato com alguns campeões, inclusive do Japão, para me ajudarem nos treinos das próximas etapas”, disse Anderson.

Competiram 9 pessoas, entre baristas e produtores da região e de cidades como São Paulo, Belo Horizonte e Florianópolis.

A modalidade “Brewers” (métodos de preparo manual) ressalta a arte no preparo de café por meio de métodos manuais filtrados, evidenciando a importância da excelência no grão e no serviço. Cada competidor teve sete minutos para preparar as bebidas que foram avaliadas pelos juízes, resultando um somatório de pontos.

O campeonato foi organizado pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), Cooperativa de Cafeicultores e Agropecuaristas (Cocapec) e Associação dos Produtores de Cafés Especiais da Alta Mogiana.

Os três garantiram vagas para o campeonato brasileiro, em data a ser definida. Após a fase nacional, os vencedores competirão na etapa mundial, entre os dias 16 e 18 de setembro, em Dubai, nos Emirados Árabes.

“Ficamos sem competições regionais por um bom tempo. Elas estão voltando com a valorização dos cafés especiais. Estamos com novas pessoas na cadeia produtiva e isso é bom. Queremos um time muito bem preparado para o mundial e esses campeonatos proporcionam isso”, disse José Renato Figueiredo, juiz principal da competição.

O SimCafé permite a proximidade dos cafeicultores com modalidades de competição, de modo que possam acompanhar de perto como a excelência na qualidade dos grãos impacta no potencial dos profissionais da cadeia produtiva, valorizando os esforços no campo para a produção dos grãos especiais.

Voltado para funcionários da Cocapec e produtores rurais, a programação do simpósio teve visitações, workshops e palestras. Cerca de 80 empresas de insumos agrícolas, máquinas e implementos, saúde animal, concessionárias de veículos, meio ambiente e sustentabilidade apresentaram seus produtos.

TEXTO Daniela Quitanilha, de Franca (SP) • FOTO Daniela Quitanilha

BaristaMercado

Campeão mundial de baristas Alejandro Mendez vem ao Brasil

No dia 27 de abril, Alejandro Mendez, campeão mundial de barista em 2011, que aconteceu na Colômbia, estará no Brasil. O barista é de El Salvador e foi o primeiro profissional de um país produtor a se tornar campeão mundial.

Alejandro fará uma palestra para baristas, coffee lovers e pessoas do setor. Ele dará dicas, ensinará técnicas e contará sua trajetória até chegar o mundial. Com a projeção dele, El Salvador deixou de ser um pequeno produtor e alcançou importância no mundo.

De 28 a 30/4, Mendez vai ficar focado em orientar Thiago Sabino, atual campeão brasileiro de barista, a aprimorar a apresentação para o mundial deste ano. Além disso, ajudará na definição do café, escolha do leite, mixologia no drink de assinatura, recipientes e discurso.

O evento acontecerá na IL Barista, em São Paulo, e tem o valor de R$ 200. Aos interessados, as inscrições devem ser feitas através do e-mail contato@ilbarista.com.br. As vagas são limitadas!

Serviço
Palestra com Alejandro Mendez
Quando: 27/4
Horário: 20h às 22h
Onde: Rua do Consórcio, 191 – Vila Nova Conceição, São Paulo
Valor: R$ 200

TEXTO Redação • FOTO Divulgação/WBC - Amanda Wilson

Barista

Barista Thiago Sabino define café que levará para mundial na Holanda

O Obatã Vermelho, desenvolvido pelo Instituto Agronômico (IAC), é o café que o barista Thiago Sabino usará no World Barista Championship, em Amsterdã, na Holanda, de 20 a 23 de junho de 2018. Sabino ganhou o 17º Campeonato Brasileiro de Barista usando o mesmo café. Na competição nacional, em janeiro de 2018, no Rio de Janeiro, foi disputada a vaga para o mundial.

Após o campeonato nacional, durante cupping, na cafeteria IL Barista, na capital paulista, onde o barista trabalha desde 2015, o Obatã Vermelho foi escolhido para o mundial. A degustação de cafés teve participação de grandes profissionais do setor. “Quero conhecer mais sobre a variedade e repassar esse conhecimento no campeonato mundial. A gente diz que o Obatã é um monstro”, conta o barista, sobre como eles resumem as qualidades sensoriais do café.

O Obatã Vermelho é cultivado na fazenda Califórnia, situada em Jacarezinho, no norte pioneiro do Paraná. Além dessa variedade, a fazenda também produz cafés das variedades Mundo Novo e Catuaí Amarelo, todas desenvolvidas pelo IAC. A produção de cafés especiais é destinada à exportação.

“É uma grandeza receber essa notícia de que a cultivar Obatã Vermelho, desenvolvida pelo IAC, estará no campeonato mundial de barista. O seu melhoramento foi iniciado na década de 60 e finalizado no início dos anos 2000, isto é, aproximadamente 40 anos de trabalhos no campo e laboratório, visando principalmente a resistência à ferrugem-da-folha”, diz Júlio César Mistro, pesquisador e diretor do Centro de Café do IAC.

No campeonato, enquanto preparam as bebidas, os baristas comentam as qualidades agronômicas das cultivares e o manejo adotado nas lavouras, explicando o processo de produção do café que será provado pelo júri. “Essas informações mostram o quanto o participante conhece sobre o café, a região produtora, o processo adotado. Isso aumenta a pontuação”, explica Sabino.

Na edição nacional, os 24 participantes prepararam, em cada etapa, quatro espressos, quatro bebidas com leite vaporizado e quatro bebidas originais de assinatura. Todos são avaliados por juízes sensoriais e técnicos. Os critérios avaliados são: sabor, qualidade e persistência da crema, no caso do espresso; harmonia entre café e leite, criatividade (na bebida de assinatura), e manipulação profissional dos ingredientes, do moinho e da máquina de espresso.

TEXTO Daniela Quitanilha • FOTO Giulianna Iannaco

Barista

Pré-seletivas de Brewers e Cup Tasters acontecem na Alta Mogiana

Durante a 10ª edição da SimCafé, que acontece entre os dias 17 e 19 de abril, no espaço Villa Ventura, em Franca (SP), a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), a Cooperativa de Cafeicultores e Agropecuaristas (Cocapec) e a Associação dos Produtores de Cafés Especiais da Alta Mogiana irão realizar os primeiros campeonatos de Brewers e Cup Tasters.

O evento tem como objetivo permitir uma maior proximidade dos cafeicultores com estas modalidades de competição, mostrando como a excelência na qualidade dos grãos impacta no potencial dos profissionais da cadeia produtiva.

O Brewers visa ressaltar a arte no preparo de café através de métodos filtrados, evidenciando o grão e o serviço. Já o Cup Tasters trata de provar cafés especiais, reconhecendo o profissional com talento, agilidade e precisão.

Camila Franco, campeã do Brasileiro de Barismo 2017 na categoria Brewers Cup

Foram preenchidas 15 vagas para a modalidade Brewers e 16 para Cup Tasters. Os competidores com melhor desempenho na Alta Mogiana se classificarão para o Campeonato Nacional de Barismo.

Após a fase nacional, os vencedores competirão nas etapas mundiais: o World Cup Tasters Championships e o World Brewers Cup, organizados pela World Coffee Events. As fases internacionais irão acontecer entre os dias 16 e 18 de setembro, em Dubai, Emirados Árabes Unidos.

Mais informações: www.amsc.com.br

TEXTO Redação • FOTO Divulgação

Barista

Supernova realizará competição de barista em Curitiba

Buscando testar as habilidades dos profissionais em diferentes áreas do barismo, de um jeito diferente e dinâmico, a cafeteria curitibana Supernova Coffee realizará no sábado, 24/3, das 18h30 às 23h30, o 1º Desafio Mestres do Universo – Edição Barista.

A competição resume-se em 16 competidores e quatro baterias eliminatórias. Para explorar desde o manuseio dos métodos de preparo até os pontos sensoriais, os três rounds e a final são compostos pelas seguintes etapas:

1º round – O participante deverá fazer sua melhor receita de aeropress para eliminar seu adversário e passar para a próxima fase;
– Lado a lado, os dois baristas terão sete minutos para regular os moinhos e entregar o café aos juízes. O de melhor resultado passará adiante;
– Para testar o cupping, estarão dispostos quatro grupos de xícaras. Em cada um deles irá conter uma xícara com café diferente. Os dois competidores que mais acertarem em menos tempo passarão para a final.

A última fase é a que mais se assemelha às competições tradicionais. Os finalistas terão que servir um espresso, um coado na hario v60 e um cappuccino com latte art. Vence quem finalizar em menor tempo e tiver a melhor montagem.

Como prêmio, o vencedor ganhará um Curso de Torra Fundamental SCA + 10 kg de café verde + premiação em dinheiro. Para o segundo lugar, o prêmio será o Curso de Análise Sensorial Fundamental SCA + premiação em dinheiro.

Todos os equipamentos e cafés utilizados nas provas serão disponibilizados pelos organizadores do evento. Para participar, é necessário realizar a inscrição em qualquer unidade da Supernova Coffee.

O 1º Desafio Mestres do Universo acontecerá na Supernova Hub e possui entrada franca. Além da competição, uma festa será realizada para quem estiver assistindo, com música, chopp da Cervejaria Vosgerau e pizza da Maçã – Padaria Artesanal Brasileira.

Serviço
1º Desafio Mestres do Universo – Edição Barista
Quando: 24/3
Horário: das 18h30 às 23h30
Onde: Supernova Hub – Rua Barão do Rio Branco, 222 – Centro – Curitiba (PR)

TEXTO Gabriela Kaneto • FOTO Felipe Gombossy; Érico Hiller

BaristaMercado

Preparação de barista para Campeonato Mundial pode virar documentário

A preparação de Thiago Sabino, atual campeão brasileiro de barista, para o Campeonato Mundial de Barista e sua relação com o café podem virar documentário. Uma equipe de quatro produtores audiovisuais tem acompanhado as atividades de Thiago, que irá disputar o Mundial entre os dias 20 e 23 de junho, em Amsterdã, na Holanda.

“Já produzimos algumas séries de forma independente. Estamos em busca de patrocínio para acompanhar o Thiago até Amsterdã”, disse Kyo Silva, responsável pelo projeto.

No momento, o barista está escolhendo o grão que usará no café espresso e pensando no drinque de assinatura. De 30 amostras de grãos, quatro foram selecionadas. Um grupo de dez pessoas ajudará o campeão nessa escolha, avaliando corpo, doçura, acidez e notas sensoriais. Após definir o grão, Thiago visitará a fazenda do produtor.

“Quero ficar lá uns três dias estudando tudo sobre a produção, região, como foi desenvolvido e o que foi feito de diferente”, disse o barista. Todas as atividades serão gravadas pelo time de produtores de vídeos. Nos próximos dias, Thiago terá encontros com profissionais do setor para começar a definir o drinque de assinatura.

Thiago foi campeão brasileiro pela segunda vez. O primeiro título foi em 2015. No ano passado, ele ficou em terceiro, atrás dos baristas Martha Grill, vice-campeã, e Léo Moço, campeão em 2017.

TEXTO Redação • FOTO Giulianna Iannaco

Barista

“A gente vai pra cima”

Da periferia de São Paulo, os irmãos Eraldo e Alex empreenderam na área do café, e hoje, há treze anos no mercado, têm suas cafeterias, coffee trucks e ainda auxiliam outros empresários do setor

“Somos sete irmãos em casa e, ao contrário de muitos, não nascemos embaixo de um pé de café.” Assim começa descontraída a nossa conversa com Eraldo e Alex Pereira Santos. A família, grande e vinda da cidade de Tremedal, no Sul da Bahia, encontrou no bairro de Grajaú, na periferia da cidade de São Paulo, o seu lugar para viver. O pai, mestre de obras, mudou-se para a capital paulista em busca de oportunidades. Aos poucos a mãe e os filhos também construíram sua vida no bairro, onde muitos estão até hoje. Eraldo é baiano, Alex, paulistano. “Dos irmãos, eu e Eraldo sempre andamos muito juntos“, conta Alex. “Jogávamos futebol, dançávamos break nos anos 90. Eu o levava pros lugares. E no café foi igual. Comecei a trabalhar no Santo Grão como caixa, em 2004, mas tinha que fazer o curso de barista. Fiz o básico e aí me apaixonei. Conheci o Santo Grão através do meu outro irmão, que é pedreiro e mexe com hidráulica. Ele que fez a hidráulica dessa cafeteria. Eu tinha 20 anos. Vira e mexe eu estava na máquina fuçando, porque queria aprender”, relembra.

Com esse aprendizado, Alex incentivou o irmão a seguir o mesmo caminho, e Eraldo conta: “Eu trabalhei como manipulador de medicamentos por oito anos. Estava cansado desse trabalho, era muito desgastante, fazia mal pra mim porque mexia com muita química. Minha entrada no mundo do café foi através da Copa Barista, quando fui assistir o Alex, em 2009. Foi lá que conheci o universo do café. Ver todo aquele mercado, no maior evento de café, me chamou atenção. Assistindo à competição, vi que cada barista tinha seu jeito, seu toque. Isso me fez lembrar nosso passado na dança. Tem o lance de ser uma competição, como era na dança, e onde cada um dá a sua identidade na apresentação. Decidi arriscar e mudar de área. Falei com o Alex e ele me indicou uma cafeteria na Augusta, que ele estava auxiliando. Comecei a trabalhar lá e depois fui pra cafeteria Cafezim”, relembra.

Em 2013, Alex teve a ideia de montar um coffee truck: “Tinha muita pressa porque queria ser o primeiro com esse serviço, mas não sabia que, ao mesmo tempo, também tinha outros caras se mexendo pra lançar food trucks”. Na época, em São Paulo, houve um grande “boom” de comida de rua, depois da aprovação da lei municipal. “Procurávamos Kombis na internet. Um dia, andando na rua, vi uma Kombi de produtos de limpeza com uma placa de venda. Ela era do jeito que eu queria. Comprei. Deu muito trabalho. Fui um dos primeiros de São Paulo nesse negócio, em 2014, e logo comecei a receber pedidos. Tínhamos uma grana guardada e investimos nisso, compramos outra Kombi pela internet, em 2016, e reformamos. Foi indo assim”, explica Alex.

Depois de alguns anos trabalhando nesse setor e abrindo muitas portas, os irmãos estacionaram temporariamente as Kombis para projetos pessoais “fixos”. Eraldo abriu, no ano passado, a cafeteria Espresso Arte, dentro do Vila Butantan, área em São Paulo que reúne dezenas de contêineres com lojas de diversos segmentos, principalmente, gastronômico. “Tenho a empresa desde 2012 para consultoria. A Espresso Arte é uma aposta de realização profissional como barista. É ter meu próprio cantinho para poder também ministrar meus cursos. É um lugar em que tenho liberdade pra trabalhar”, destaca Eraldo.

Alex também resolveu fazer seu investimento em um espaço próprio. Depois de alguns anos com a Kombi no prédio do jornal Folha de S.Paulo, o barista criou uma clientela fiel e aposta em uma cafeteria próxima ao local para manter os apaixonados por café. “Fui buscando lugares, estudando a região e decidi abrir meu ponto na esquina da Rua Barão de Limeira com a Rua Helvetia. Vai ser uma cafeteria estendida pra happy hour, algo também noturno porque tem público. Vou servir café de manhã e, à noite, teremos cervejas artesanais e drinques. Eu e minha esposa, que é gerente de cafeteria, ficaremos no período da manhã, e meu cunhado, que é bartender, junto com a equipe dele, assumirá na parte da noite.” A cafeteria Bio Barista abrirá ainda em março, sem deixar de ter como referência, é claro, a ilustração da Kombi na parede, que tanto sucesso faz pelas ruas de São Paulo.

Durante a conversa, os irmãos contaram diversas lembranças das batalhas que tiveram que travar em diferentes situações para se destacar no mercado. Hoje, Alex e Eraldo, além das consultorias, desenvolvem outras atividades, como a prestação de serviço de manutenção de máquinas para a italiana La Marzocco, no caso de Alex, e os cursos ministrados pelo Brasil, como os de latte art e barista de Eraldo.

(Texto originalmente publicado na edição impressa da Revista Espresso – única publicação brasileira especializada em café. Receba em casa. Para saber como assinar, clique aqui).

TEXTO Mariana Proença • FOTO Lucas Albin/Agência Ophelia